Você está na página 1de 19

Complemento:

Nome:

Turma: Turno: Unidade: Data:_ / /

–1–
Revisão SSA - CARDENO 2- Biologia Química História Geografia Sociologia 2.º ano 07.12.20 (G
HISTÓRIA
Questões de 16 a 30.

Questão 16

No século XVIII, ocorreu na Europa um movimento filosófico denominado Iluminismo, que se caracterizou pela confiança no
poder da razão para a resolução dos problemas sociais. Alguns filósofos iluministas eram céticos e materialistas e, por isso,
opunham-se à tradição representada pela Igreja Católica. A Revolução Francesa e movimentos de independência, como a
Inconfidência Mineira, foram acontecimentos históricos fortemente influenciados pelo Iluminismo.

Assinale a alternativa que caracteriza, corretamente, esse importante movimento filosófico.

A) O Iluminismo foi um movimento filosófico despolitizado.


B) O termo “Iluminismo” justifica-se pela confiança na luz da razão em oposição às trevas da ignorância.
C) Esse movimento intelectual não apresentou repercussões no Brasil.
D) Os filósofos iluministas eram dogmáticos.
E) A filosofia iluminista caracterizou-se pela crítica a ideais universalistas como liberdade, igualdade e fraternidade.

Questão 17

De acordo com o filósofo iluminista Montesquieu, no livro clássico O espírito das leis, quando as mesmas pessoas concentram
o poder de legislar, de executar e de julgar, instaura-se o despotismo, pois, para que os cidadãos estejam livres do abuso de
poder, é preciso que “o poder freie o poder”.

Identifique a sentença que melhor resume esse pensamento de Montesquieu.

A) Para que a sociedade seja bem governada, é necessário que uma só pessoa disponha do poder de legislar, agir e julgar.
B) A separação dos poderes enfraquece o Estado e toma a sociedade vulnerável aos ataques de seus inimigos.
C) A separação e independência entre os poderes é uma das condições fundamentais para que os cidadãos possam exercer
sua liberdade.
D) A sociedade melhor organizada é aquela em que o Executivo goza de poder absoluto.
E) As mesmas pessoas podem concentrar o poder, desde que sejam bem intencionadas.

Questão 18

Os franceses não possuíam um grande vocabulário político antes de 1789, pois a política se passava em Versalhes, no mundo
distante da Corte real. Quando as pessoas do povo começaram a participar da política [...], precisaram encontrar palavras para
o que tinham visto e feito.

Robert Darnton. O beijo de Lamourette, 1990.

Com base no texto, é correto afirmar que a Revolução Francesa de 1789:


A) Criou novas categorias do pensamento político, como as noções de socialismo e liberalismo.
B) Implantou o sufrágio universal na escolha dos governantes e eliminou a influência política da nobreza e da burguesia.
C) Extinguiu imediatamente o poder real, instalou a república e democratizou o país.
D) Provocou significativa ampliação da participação política dos franceses e renovou as formas de expressão política.
E) Afetou um número reduzido de franceses, pois as ações políticas e sociais se concentraram na capital, nova sede do
governo.

Questão 19

Nosso atual modelo de Estado é fruto da Revolução Francesa, que, fascinada pela democracia grega, considerava que os
atenienses criaram o princípio do Estado legal – um governo fundado em leis discutidas, planejadas, emendadas e obedecidas
por cidadãos livres – e a ideia de que o Estado representa uma comunidade de cidadãos livres. Ao afirmarem que o governo
era algo que as pessoas criavam para satisfazer as necessidades humanas, os atenienses consideravam seus governantes
homens que haviam demonstrado capacidade para dirigir o Estado, e não deuses ou sacerdotes.

(Flavio de Campos e Renan G. Miranda. A escrita da História, 2005.)

De acordo com o excerto e seus conhecimentos, é correto afirmar que

A) A concepção moderna de democracia deriva da Revolução Francesa e da Atenas antiga, embora nesta a cidadania
estivesse limitada à minoria da população.
B) A democracia ateniense, por fundamentar-se na comunidade de homens livres, não era compatível com a existência de
trabalho escravo.
C) A Revolução Francesa ampliou o conceito de democracia grega, ao tornar cidadãos todos os habitantes da comunidade,
inclusive as mulheres e os estrangeiros.
D) Os gregos desenvolveram a noção de lei como uma emanação dos deuses, à qual os homens deveriam obedecer após
discussão em assembleia.
E) Os atenienses vinculavam a política à religião e, por isso, seu Estado nacional dependia da razão divina e limitava a
expressão política dos cidadãos.

Questão 20

Após a primeira onda revolucionária, em 1640, o Parlamento parecia haver triunfado sobre o rei, e a pequena nobreza e os
grandes comerciantes que tinham apoiado a causa parlamentar durante a guerra civil esperavam reconstruir as instituições
da sociedade segundo os seus próprios desejos e impor os seus valores. Anos depois, em 1688, após novos conflitos, vencia
um projeto político baseado na soberania parlamentar, na monarquia limitada, política externa imperialista, em suma, um
mundo seguro e lucrativo para os homens de negócio. Após os conflitos, em finais do século XVII, saíam vitoriosos os sagrados
direitos de propriedade (com a abolição dos títulos feudais sobre a terra e o fim da taxação arbitrária) e a ideologia da ética
protestante.
HILL, Christopher. O mundo de ponta-cabeça. São Paulo: Companhia das Letras, 1987, pp.31-32, (adaptado).

As chamadas “revoluções inglesas”, transcorridas entre 1640 e 1688, tiveram como resultados imediatos
A) A proclamação dos Direitos do Homem e do Cidadão e o fim dos monopólios comerciais.
B) O surgimento da monarquia absoluta e as guerras contra a França napoleônica.
C) O reconhecimento do catolicismo como religião oficial e o fortalecimento da ingerência papal nas questões locais.
D) O fim do anglicanismo e o início das demarcações das terras comuns.
E) O fortalecimento do Parlamento e o aumento, no governo,da influência dos grupos ligados às atividades comerciais.

Questão 21

De volta à França, Napoleão Bonaparte prepara o golpe de Estado, um golpe de Estado militar que acontece no dia 18
Brumário do ano VIII (9 de novembro de 1799), após o que os deputados são afastados e ele assume o cargo de primeiro
cônsul. Um poder que ele vai consolidar entre 1800 e 1804, até se tornar imperador."
Michel Vovelle. A revolução francesa explicada à minha neta. São Paulo: Unesp, 2007, p. 96. Adaptado.
Sobre o golpe de 18 Brumário, é correto afirmar que

A) Contou com o apoio de um grande número de capitalistas franceses, ansiosos por garantir os benefícios conquistados
durante a Revolução Francesa e temerosos diante de novas mobilizações populares.
B) Permitiu o retorno do Antigo Regime, restabeleceu a monarquia absolutista e suprimiu as leis que resultaram das lutas
populares e burguesas durante a Revolução Francesa.
C) Impediu a derrota da França na guerra contra a Prússia, ao convocar todos os jovens franceses para o alistamento militar
e para a defesa das fronteiras nacionais.
D) Promoveu a democratização da França, consolidou a influência dos movimentos populares e de representantes do clero
nos assuntos de Estado e eliminou os resíduos feudais.
E) Iniciou a Revolução Francesa, ao determinar a libertação de todos os presos políticos, a execução do rei e da rainha e a
imediata convocação de uma Assembleia Constituinte.

Questão 22

(Fonte: gettyimages.pt/fotos. 04/2018)

A ilustração evidencia as tendências da cultura e do pensamento econômico europeus no século XIX. Nesse sentido,
é correto afirmar que

A) os industriais europeus preocupavam-se com a questão ecológica diante do impacto da industrialização no meio
ambiente.
B) o desenvolvimento industrial gerou otimismo e fé no progresso da humanidade.
C) a industrialização impactou a percepção do homem europeu sobre os limites da intervenção humana na natureza.
D) a burguesia europeia vivenciou um clima crescente de pessimismo diante das incertezas da industrialização.
E) a burguesia europeia promoveu políticas de proteção social para combater os efeitos das crises econômicas do século
XIX.

Questão 23

Nem todos os homens se renderam diante das forças irresistíveis do novo mundo fabril, e a experiência do movimento dos
quebradores de máquina demonstra uma inequívoca capacidade dos trabalhadores para desencadear uma luta aberta contra
o sistema de fábrica. De um lado, esse movimento de resistência visava investir contra as novas relações hierárquicas e
autoritárias introduzidas no interior do processo de trabalho fabril, e nessa medida a destruição das máquinas funcionava
como mecanismo de pressão contra a nova direção organizativa das empresas; de outro lado, inúmeras atividades de
destruição carregaram implicitamente uma profunda hostilidade contra as novas máquinas e contra o marco organizador da
produção que essa tecnologia impunha.
(Edgar de Decca. O nascimento das fábricas, 1982. Adaptado.)

De acordo com o texto, os movimentos dos quebradores de máquinas, na Inglaterra do final do século XVIII e início
do XIX,

A) expunham a rápida e eficaz ação dos sindicatos, capazes de coordenar ações destrutivas em fábricas de diversas partes
do país.
B) representavam uma reação diante da ordem e da disciplinarização do trabalho, facilitadas pelo emprego de máquinas na
produção fabril.
C) indicavam o aprimoramento das condições de trabalho nas fábricas, que contavam com aparato de segurança interna
contra atos de vandalismo.
D) revelavam a ingenuidade de alguns trabalhadores, que não percebiam que as máquinas auxiliavam e facilitavam seu
trabalho.
E) simbolizavam a rebeldia da maioria dos trabalhadores, envolvidos com partidos e agrupamentos políticos de inspiração
marxista.

Questão 24

Artigo 5.º — O comércio de mercadorias inglesas é proibido, e qualquer mercadoria pertencente à Inglaterra, ou
proveniente de suas fábricas e de suas colônias é declarada boa presa.(...)
Artigo 7.º — Nenhuma embarcação vinda diretamente da Inglaterra ou das colônias inglesas, ou lá tendo estado, desde a
publicação do presente decreto, será recebida em porto algum.
Artigo 8.º — Qualquer embarcação que, por meio de uma declaração, transgredir a disposição acima, será apresada e o
navio e sua carga serão confiscados como se fossem propriedade inglesa.
(Excerto do Bloqueio Continental, Napoleão Bonaparte. Citado por Kátia M. de Queirós Mattoso.

Textos e documentos para o estudo da história contemporânea (1789-1963), 1977.)


Esses artigos do Bloqueio Continental, decretado pelo Imperador da França em 1806, permitem notar a disposição
francesa de:

A) Estimular a autonomia das colônias inglesas na América, que passariam a depender mais de seu comércio interno.
B) Impedir a Inglaterra de negociar com a França uma nova legislação para o comércio na Europa e nas áreas coloniais.
C) Provocar a transferência da Corte portuguesa para o Brasil, por meio da ocupação militar da Península Ibérica.
D) Ampliar a ação de corsários ingleses no norte do Oceano Atlântico e ampliar a hegemonia francesa nos mares europeus.
E) Debilitar economicamente a Inglaterra, então em processo de industrialização, limitando seu comércio com o restante da
Europa.

Questão 25

A ideia de ocupação do continente pelo povo americano teve também raízes populares, no senso comum e também em
fundamentos religiosos. O sonho de estender o princípio da “união” até o Pacífico foi chamado de “Destino Manifesto”.
Nancy Priscilla S. Naro. A formação dos Estados Unidos. São Paulo: Atual, 1986, p. 19.

A concepção de “Destino Manifesto”, cunhada nos Estados Unidos da década de 1840,

A) Difundiu a ideia de que os norte-americanos eram um povo eleito e contibuiu para justificar o desbravamento de
fronteiras e a expansão em direção ao Oeste.
B) Tinha origem na doutrina judaica e enfatizava que os homens deviam temer a Deus e respeitar a todos os semelhantes,
independentemente de sua etnia ou posição social.
C) Baseava-se no princípio do multiculturalismo e impediu a propagação de projetos ou ideologias racistas no Sul e no Norte
dos Estados Unidos.
D) Derivou de princípios calvinistas e rejeitava a valorização do individualismo e do aventureirismo nas campanhas
militares de conquista territorial, privilegiando as ações coordenadas pelo Estado.
E) Defendia a necessidade de se preservar a natureza e impediu o prosseguimento das guerras contra indígenas, na
conquista do Centro e do Oeste do território norte-americano.

Questão 26

A tela abaixo, de autoria de Jean Leon Gerome Ferris, ilustra a cena em que Benjamin Franklin, de óculos, John Adams e
Thomas Jefferson, de pé, estão redigindo a Declaração de Independência dos Estados Unidos da América. Sobre os
princípios fundamentais que esse documento defende, marque a alternativa CORRETA:

Escrevendo a Declaração de Independência. Óleo sobre tela, Biblioteca do Congresso – Washington.


A) Apoiando-se na teoria dos direitos naturais de John Locke, esse documento declarava que é dever do governo proteger os
direitos de seus cidadãos e que o povo tem o direito de alterar ou abolir qualquer governo que o prive de seus direitos
inalienáveis.
B) Esse documento declarava como direitos inalienáveis a liberdade política; no entanto, excluiu a liberdade religiosa,
defendendo o Estado Americano como protestante.
C) Já tendo superado a Revolução Francesa, o novo governo republicano francês apoiou a Revolução Americana, inclusive
enviando tropas militares e ajuda financeira.
D) As ideias iluministas influenciaram os colonos norte-americanos letrados, valorizando a liberdade de pensamento e
garantindo uma profunda crítica ao liberalismo capitalista.
E) Os ideais de liberdade e igualdade foram estendidos a todas as pessoas. Nessa ocasião, a escravidão negra foi abolida e as
mulheres passaram a ter acesso ao voto nos Estados Unidos.

Questão 27

Leia o texto para responder à questão.

A África só começou a ser ocupada pelas potências europeias exatamente quando a América se tornou independente,
quando o antigo sistema colonial ruiu, dando lugar a outras formas de enriquecimento e desenvolvimento das economias
mais dinâmicas, que se industrializavam e ampliavam seus mercados consumidores. Nesse momento foi criado um novo
tipo de colonialismo, implantado na África a partir do final do século XIX [...].
(Marina de Mello e Souza. África e Brasil africano, 2007.)
O “novo tipo de colonialismo”, mencionado no texto, tem, entre suas características,

A) A busca de fontes de energia e de matérias-primas pelas potências europeias, além de mercado consumidor e mão de
obra barata, sob uma justificativa racista.
B) A tentativa das potências europeias de reduzir a hegemonia norte-americana no comércio internacional e retomar
posição de liderança na economia mundial.
C) O esforço de criação de um mercado consumidor global, sem hierarquia política ou prevalecimento comercial de um país
ou continente sobre os demais.
D) A aquisição de escravos pelos mercadores africanos, para ampliar a mão de obra disponível nas colônias remanescentes
na América e em ilhas do Oceano Pacífico.
E) O estabelecimento de alianças políticas entre líderes europeus e africanos, que favorecessem o avanço militar dos países
do Ocidente europeu na Primeira Guerra Mundial.

Questão 28

O nacionalismo, como ideia, teve vários significados ao longo de sua história. Sobre sua trajetória no século XIX, é CORRETO
afirmar que:

A) o nacionalismo foi fundamental para a consolidação do ideário político dos trabalhadores e esteve presente nos
programas de fundação dos primeiros sindicatos operários.
B) os anarquistas fizeram da questão nacional sua principal bandeira, projetando como mundo ideal uma sociedade de
nações fraternas e igualitárias, na qual não teria lugar o imperialismo nem a conquista militar.
C) os pensadores liberais, em sua maioria, se afastaram do nacionalismo, pois o viam como uma simples atualização do
projeto monárquico absolutista.
D) o nacionalismo foi uma ideologia secundária no cenário das ideias do século XIX, uma vez que conservadores, liberais,
anarquistas e socialistas negavam qualquer aproximação com este ideal.
E) o nacionalismo esteve associado a ideias liberais, como nos momentos em que se opôs aos Estados monárquicos e
aristocráticos, assim como esteve associado a projetos políticos imperialistas e conservadores .

Questão 29

Em 1848, o continente europeu foi sacudido por uma série de revoluções, configurando o que alguns autores chamam de
“Primavera dos povos”. Em termos de ideologia, pode-se afirmar que as Revoluções de 1848:

A) Tiveram no marxismo, depois da publicação das ideias de Karl Marx no Manifesto comunista, a sua principal ideologia.
B) Tiveram no nacionalismo, que procurou unir politicamente os povos de mesma origem e cultura, um importante
instrumento ideológico.
C) Na Alemanha, tiveram no nacional-socialismo o elemento de aglutinação entre a massa popular e os conservadores,
desejosos da unificação dos Estados Alemães.
D) Na França, encontraram eco no ideário anarquista, pois essa corrente ideológica conseguiu sintetizar os anseios do
operariado desejoso de reformas sociais.
E) Estavam todos baseados no Anarquismo, que visava humanizar o capitalismo.

Questão 30

“Neste território não poderá haver escravos. A servidão foi abolida para sempre. Todos os homens nascem, vivem e morrem
livres…” “Todo homem, qualquer que seja sua cor, pode ser admitido em qualquer emprego”. Artigos 3 e 4 da Constituição
do Haiti, assinada por Toussaint L’ Ouverture, 1801.

Lendo o texto acima e associando-o ao processo de independência das Américas espanhola e francesa, é possível
concluir que

a) como no Haiti, em todos os demais movimentos houve uma preocupação dominante com as aspirações populares.
b) a independência do Haiti foi um caso especial nas Américas, pois foi liderada por negros e teve fortes aspirações
populares.
c) na mesma década da independência do Haiti, as demais colônias do Caribe alcançaram a libertação.
d) o movimento de independência do Haiti foi inspirado pelo modelo dos Estados Unidos.
e) a independência do Haiti foi concedida por Napoleão Bonaparte, com base nos princípios liberais.
GEOGRAFIA
Questões de 16 a 30.

Questão 16

Nas figuras a seguir as setas indicam movimento pendular diário : residência/local de trabalho/residência.As
imagens I,II,II,IV e V representam , respectivamente , os seguintes elementos da rede urbana :

a) centro isolado , aglomeração sem conurbação , metrópole e megalópole .


b) aglomeração sem conurbação , megalópole ,centro isolado ,metrópole ,aglomeração com conurbação .
c)metrópole,megalópole,aglomeração sem conurbação ,aglomeração com conurbação ,centro isolado .
d)megalópole ,centro isolado ,aglomeração com conurbação ,metrópole ,aglomeração sem conurbação .
e)aglomeração com conurbação ,centro isolado ,aglomeração sem conurbação ,megalópole ,metrópole .

Questão 17
Observe o organograma a seguir:

Ele representa um período da industrialização brasileira, que instaurou uma política conhecida como
a) Integralismo.
b) Toyotismo.
c) Nacionalismo.
d) Fordismo.
e) Desenvolvimentismo

Questão 18

Leia o texto a seguir:

Conflitos no campo deixam 59 mortos e violência é a maior em 13 anos

Em 2016, os conflitos agrários causaram a morte de 59 pessoas em todo o País. O índice é o mais alto desde 2003,
quando 71 pessoas foram assassinadas em conflitos no campo. Em 2015, haviam sido 50 assassinatos, 14 a mais que no
ano anterior. O Estado de Roraima ocupa o topo da lista dos mais violentos, vindo em seguida Maranhão e Pará.
Fonte: Jornal Estado de São Paulo, janeiro de 2017. Adaptado.

Sobre o conteúdo apresentado no texto e o modo como as propriedades rurais estão distribuídas pelo território
brasileiro, é CORRETO afirmar que a estrutura fundiária do país
a) é caracterizada pela desconcentração de terras e pela existência majoritária de minifúndios rurais, cuja produção
agrícola é, em geral, destinada ao mercado externo da América do Norte e da Europa.
b) apresenta a menor concentração de terras da América Latina e mantém a equidade na distribuição por regiões do
país, com índices de produtividade bastante altos e grande potencial para a produção agropecuária.
c) possui a maior parte de suas terras concentradas por latifundiários, fato que permite situações de desigualdades e
conflitos sociais com trabalhadores que reivindicam a reforma agrária.
d) viabiliza a real necessidade de ocupação dos trabalhadores do campo, sobretudo nas regiões Norte e Centro-Oeste,
para fins de produção agropecuária, impedindo, dessa forma, a concentração de grilagens.
e) registra, por meio dos censos agropecuários do país, que, entre o período do governo militar e o início do século XXI,
houve uma grande diminuição da concentração fundiária nas regiões Norte e Sul.

Questão 19

Leia o texto a seguir:

ÓRFÃOS DA CANA

Mecanização da lavoura cria legião de ex-boias-frias


Desempregados no país e com problemas de saúde
Sem vagas de trabalho, migração para SP trava

"Se cana enriquecesse, eu seria milionário. Trabalhei 26 anos direto, cortando 18 toneladas por dia. Tenho dores na coluna
e um braço torto. Foi só o que consegui ganhar", disse Geraldo Melchiades, 52 anos.

Eram milhares. Mas, com o aumento vertiginoso da mecanização das lavouras, foram praticamente expulsos dos
canaviais. Uma legião de Geraldos, Raimundos e Josés viu suas vidas tomarem outros rumos por causa das máquinas.
Não foram derrotados só pela tecnologia, mas perderam espaço também devido a um acordo, que restringiu a queima
da palha da cana, responsável por fumaça, fuligem e gases tóxicos, e obrigou as usinas a se mecanizarem cada vez
mais.

Fonte: Jornal Folha de São Paulo, 30/06/2017. Adaptado.


De acordo com os fatos apresentados no texto, é CORRETO afirmar que a modernização tecnológica da agricultura
brasileira
a) apresentou resultados socioambientais de diminuição de impactos negativos, como a degradação dos solos e dos
recursos hídricos, além da minimização dos problemas causados à saúde humana pelos agrotóxicos.
b) aumentou a mecanização do campo brasileiro, resultando na gradual eliminação dos boias-frias do cenário rural,
sobretudo nas áreas agrícolas paulistas, gerando um reordenamento no processo migratório socioespacial.
c) intensificou o percentual de lavouras não mecanizadas no Centro-Sul, tornando essas áreas espaços atrativos para
migrações de milhares de pequenos posseiros, parceiros e arrendatários.
d) diminuiu as desigualdades regionais no país, reorientando a ocupação e utilização de terras para produção, tornando
a região Nordeste e a Amazônia áreas concentradoras de fluxos migratórios.
e) desencadeou o avanço das fronteiras agrícolas na Amazônia, diminuindo o número de grandes propriedades ligadas
às empresas multinacionais, resultando em menor expansão de atividades extrativistas.

Questão 20

Analise o texto a seguir:

O Brasil foi, durante muitos séculos, um grande arquipélago, formado por subespaços, que evoluíram, segundo lógicas
próprias, ditadas em grande parte por suas relações com o mundo exterior. Havia, sem dúvida, para cada um desses
subespaços, polos dinâmicos internos. Estes, porém, tinham entre si escassa relação, não sendo interdependentes.
Milton Santos. A urbanização brasileira, 1993. Adaptado.

Sobre o assunto tratado pelo geógrafo Milton Santos, analise as afirmativas a seguir:

1. A distribuição descontínua das atividades econômicas pelo território brasileiro originou as regiões voltadas para o
mercado externo.
2. A falta de integração entre os subespaços configurou um modelo de ocupação baseado em ilhas econômicas.
3. O primeiro grande arquipélago econômico foi o do açúcar em Minas Gerais, depois o ciclo do café no Nordeste e,
posteriormente, o ciclo do ouro no Sudeste.
4. A maior parte do território brasileiro passou a se integrar à economia nacional somente no início do século XX, sob o
comando do eixo Rio - São Paulo.
5. A ocupação e a expansão do território brasileiro ocorreram inicialmente de Oeste para Leste, começando pela
Amazônia e estendendo-se para o litoral.

Estão CORRETAS
a) 1 e 5, apenas.
b) 3 e 4, apenas.
c) 1 e 2, apenas.
d) 2, 4 e 5, apenas.
e) 1, 2, 3, 4 e 5.

Questão 21
Para evitar novos flagelos
Os eventos extremos de curta duração, como as chuvas intensas que caíram sobre São Paulo e outras cidades
brasileiras com suas trágicas consequências, vão se intensificar com as mudanças climáticas em curso há algumas
décadas. “Na década de 1930 e, se formos um pouco mais atrás no tempo, no século XIX, não ocorriam tantos eventos
extremos de chuva como acontecem hoje na cidade de São Paulo”, diz Carlos Nobre, do Instituto Nacional de
Pesquisas Espaciais. “Isso é mudança climática, não necessariamente provocada pelo aquecimento global”, ressalta. O
mais provável é que a maior parte dessa mudança climática tenha origem na própria Região Metropolitana de São
Paulo. (ERENO, Dinorah. Adaptado de revistapesquisa.fapesp.br, 26/05/2010).
Considerando a dinâmica ambiental de grandes metrópoles, como São Paulo, as circunstâncias locais para a elevação
do índice de chuvas apontada no texto estão relacionadas ao fenômeno de:
a) ilha de calor
b) inversão térmica
c) campo de vento
d) precipitação ácida
e) Eutrofização

Questão 22

Os estudos da Divisão Regional do IBGE tiveram início na década de 1940, com o objetivo de sistematizar as várias
divisões regionais que vinham sendo propostas, de forma que fosse organizada uma única Divisão Regional do Brasil
para a divulgação das estatísticas brasileiras.

Observe o mapa ilustrativo a seguir:

Quais critérios de regionalização a divisão do mapa acima apresentado considerou?


a) Fisiográficos
b) Étnicos
c) Agrários
d) Culturais
e) Demográficos

Questão 23

Analise o gráfico a seguir:

De acordo com os dados apresentados acima, são feitas as seguintes afirmações:

1. Em função da mudança no comportamento reprodutivo das mulheres residentes em áreas urbanas, a taxa de
fecundidade vem apresentando um aumento proporcional ao aumento da expectativa de vida no Brasil, com níveis
elevados de fecundidade nos últimos 50 anos, registrando a principal razão para o aumento da longevidade
demográfica no país.
2. Os novos dados sobre a expectativa de vida da população brasileira revelam uma mudança na forma da pirâmide
etária na qual a sua base diminui em razão do declínio das taxas de fecundidade, e o topo começa a se alargar em
decorrência do aumento da longevidade nas Unidades da Federação brasileira.
3. O percentual médio de expectativa de vida no Brasil ainda apresenta algumas particularidades regionais. Alguns
percentuais oscilam de acordo com cada Estado. São dados que refletem a desigualdade existente no país entre áreas
mais desenvolvidas econômica e industrialmente e as menos desenvolvidas.

Está CORRETO, apenas, o que se afirma em


a) 1.
b) 2.
c) 3.
d) 1 e 2.
e) 2 e 3.
Questão 24
Analise o diagrama a seguir:

Assinale os itens a seguir que conceituam o novo processo correspondente às atividades produtivas nas escalas
nacional e regional brasileiras.

1. Desconcentração da produção industrial e centralização econômica.


2. Reestruturação urbana e reestruturação das cidades.
3. Diminuição das periferias urbanas.
4. Escalas territoriais metropolitanas desvinculadas do setor quaternário.
5. Concentração espacial das unidades de produção industrial.

Estão CORRETOS
a) 1 e 2, apenas.
b) 1 e 3, apenas.
c) 2, 3 e 4, apenas.
d) 1, 4 e 5, apenas.
e) 1, 2, 3, 4 e 5.

Questão 25

Os condomínios se expandem em vários países do mundo, mas com muito mais musculatura no Brasil, onde a violência,
a presença da pobreza e o destrato com a paisagem são fatores adversos aos segmentos médios e ricos.
Fonte: Eduardo Yázigi, 2003.

A respeito do texto apresentado acima, são feitas as seguintes afirmações:

1. A segregação urbana se notabiliza pelo contraste geográfico extremamente acentuado entre o surgimento de
numerosas favelas ao lado dos condomínios residenciais fechados, em sua maioria de alto luxo. Esse fenômeno vem
ocorrendo, historicamente, nos países em desenvolvimento, como o Brasil, onde as desigualdades socioespaciais são
visíveis.
2. As transformações urbanas recentes no Brasil estão gerando espaços onde os diferentes grupos sociais estão
próximos geograficamente, separados, porém, por muros e tecnologias de segurança. Esse processo de fragmentação
territorial retrata e reforça a privatização do espaço urbano.
3. No Brasil e em toda a América Latina, houve um processo lento de urbanização e de crescimento das cidades. Tem-se
demonstrado que o respectivo crescimento, desde os anos 1990, vem gerando uma tendência global de diminuição
dos subúrbios exclusivos e fechados na periferia das grandes cidades.

Está CORRETO o que se afirma em


a) 1, apenas.
b) 2, apenas.
c) 3, apenas.
d) 1 e 2, apenas.
e) 1, 2 e 3.

Questão 26

Analise o texto a seguir:

Até pouco tempo, os biocombustíveis eram defendidos como uma alternativa limpa, comparada aos combustíveis
fósseis, com perspectiva de contribuir para a mitigação de mudanças climáticas e fortalecer o desenvolvimento do meio
rural, além de acenar para a perspectiva de independência da instabilidade política de regiões produtoras de petróleo,
caso do Oriente Médio. Mais recentemente, no entanto, os biocombustíveis passaram a sofrer críticas...

Fonte: Emílio Lèvre, 2009

Assinale os itens que apresentam relação direta com as vertentes de críticas sinalizadas no texto.

1. Impactos do cultivo da matéria-prima sobre o desmatamento acelerado.


2. Danos ambientais devido ao aumento de produção.
3. Uso de culturas comestíveis para a produção de biocombustíveis.
4. Diminuição dos preços de produtos básicos que competem com o bioetanol.
5. Consumo de grande quantidade de água no cultivo da matéria-prima produzida para aproveitamento da biomassa.

Está(ão) CORRETO(S)
a) 1, apenas.
b) 2, apenas.
c) 4 e 5, apenas.
d) 1, 2, 3 e 5, apenas.
e) 1, 2, 3, 4 e 5.

Questão 27

Com base nas informações do gráfico sobre as taxas de fecundidade no Brasil, analise as afirmativas a seguir:
1. Estão em declínio, seguindo uma tendência mundial, apresentando, nessa última década, média abaixo do necessário
para a reposição populacional. Esse fenômeno demográfico é explicado, dentre outros fatores, pela expansão da
urbanização, pelos avanços da medicina e pelos métodos contraceptivos.
2. Estão acima do nível, que garante a substituição natural das gerações no país, registrando, na última década, um
significativo aumento, confirmando que as mulheres brasileiras apresentam essa condição, graças à sua inserção no
mercado de trabalho.
3. A taxa de fecundidade apresentada entre as décadas de 1960 e 1980, em mulheres com idade entre 15 e 19 anos, é
superior à dos países da África Central.

Está CORRETO o que se afirma em


a) 1, apenas.
b) 2, apenas.
c) 1 e 3, apenas.
d) 2 e 3, apenas.
e) 1, 2 e 3.

Questão 28

Os processos de urbanização e de rede urbana no Brasil sofreram diversas transformações significativas na


dimensão espacial do desenvolvimento. Sobre esse assunto, é CORRETO afirmar que
a) no período compreendido entre 1991-1996, as aglomerações urbanas e os centros urbanos de mais de
100 mil habitantes que não constituem Aglomeração Urbana apresentaram taxas de crescimento da
população total abaixo da média nacional.
b) nas diversas regiões brasileiras, vêm ocorrendo mudanças no formato das redes urbanas regionais e dos
centros urbanos médios, com propagação do fenômeno de consolidação de aglomerações urbanas não
metropolitanas.
c) as aglomerações urbanas metropolitanas não concentram mais população e apresentam uma diminuição
de importância econômica, a exemplo da Região Sudeste diante de alguns centros urbanos, como Recife e
Florianópolis.
d) as 37 aglomerações urbanas não metropolitanas que reúnem 178 municípios vêm diminuindo, de forma
expressiva, sua participação no total da população do país, em decorrência do aumento de fluxos
migratórios internacionais.
e) em todas as grandes regiões geográficas, as pequenas cidades apresentam saldos migratórios positivos,
determinados pelo crescimento acima da média nacional e pelo aumento das taxas de fecundidade do país.
Questão 29

Analise o texto a seguir:

Para evitar crise, Brasil precisa diversificar matriz energética

As termoelétricas são acionadas sempre que o setor hidroelétrico – responsável por 63% da energia gerada no país –
ameaça não dar conta da demanda de consumo. Segundo especialistas, em curto prazo, nenhuma outra fonte de
energia renovável será capaz de suprir as atuais necessidades do sistema, mas, para os próximos anos, é preciso investir
em alternativas.

Fonte: Revista Carta Capital/ publicado 06/02/2014

Sobre as usinas termoelétricas referidas no texto, analise as afirmativas a seguir:

1. O seu uso prolongado provoca a emissão de toneladas de gás carbônico na atmosfera.


2. Atualmente o parque térmico brasileiro possui várias usinas movidas a gás natural, óleo diesel e carvão mineral.
3. A energia térmica é considerada uma matriz limpa, pois o uso do gás natural permite amenizar os efeitos poluentes
das energias fósseis de outras matrizes energéticas.
4. As instalações industriais termoelétricas utilizam para a geração de energia a queima de combustíveis renováveis e
não renováveis.

Está CORRETO o que se afirma em


a) 1, apenas.
b) 3 e 4, apenas.
c) 1 e 2, apenas.
d) 1, 2 e 4, apenas.
e) 1, 2, 3 e 4.

Questão 30
O território brasileiro apresenta uma grande variedade de estruturas geológicas, de compartimentos regionais e locais
de relevo e um expressivo número de biomas. Isso acontece em face da interação de diversos fatores que ocorrem na
superfície continental do país. Com relação a esse assunto, apresenta-se o mapa a seguir no qual desponta uma área
amarela que corresponde, na sua totalidade, ao (à)
a) Planalto Sul-Atlântico.
b) Bacia sedimentar do Paraná.
c) Distribuição original da Mata dos Pinhais.
d) Planície dos Pampas Meridionais.
e) Escudo sul-rio-grandense.
– 19 –
Revisão SSA - CARDENO 2- Biologia Química História Geografia Sociologia 2.º ano 07.12.20 (G)