Você está na página 1de 1

OPINIÃO

DIARIOdePERNAMBUCO | Recife, quinta-feira, 25/02/2021


www.diariodepernambuco.com.br/opiniao
Editora de arte: Zianne Torres
02_2
0
Alex Sandro Gomes *
asg@cin.ufpe.br

dizagem atualizados à socializa- talmente remotas parecem pouco


Novas formas de ensinar e de aprender ção de conhecimentos, habilida- eficientes do ponto de vista do en-
des e competências. gajamento e da aprendizagem. A
Durante séculos, as sociedades qual mudamos modos de produção por meio da qual professores efe- Nas últimas décadas, é nítido o resposta emergencial deverá ins-
vêm praticando a transmissão de e difusão de bens e conhecimentos. tivamente realiza a transposição crescente descontentamento de pais, pirar a legitimação de metodolo-
conhecimentos e saberes em seus As revoluções são, ao mesmo tem- didática junto a seus estudantes. professores e estudantes da educa- gias mais flexíveis e efetivas nas
rituais de convivência social, seja po, resultado da ação humana e Em certo sentido, as instituições ção básica em relação às metodolo- instituições de ensino.
na família, nas comunidades lo- motivo para a transformação na de ensino deviam criar as condi- gias adotadas. Diversos fatores pare- A incorporação de uma cultura
cais ou nos estabelecimentos es- própria forma como socializamos ções contemporâneas para que os cem limitar as possíveis inovações digital à rotina de instituições de
colares. Estes logram do reconhe- os indivíduos nas sociedades. Para indivíduos mais jovens da socieda- nas instituições de ensino, tais co- ensino representará continuidades
cimento e confiança dos indiví- que esses tenham a possibilidade de mo: formação inicial dos profissio- e rupturas da conhecida experiên-
duos de uma comunidade por te- participar nos ecossistemas altera- nais, perfil das equipes gestoras, re- cia de aprendizagem presencial. O
rem sistematizado formas mais dos pelas evoluções técnicas, a sua Durante o ano de 2020, as pertório de crenças, disponibilida- papel das lideranças educacionais
eficientes de socialização que as formação precisa, de alguma ma- instituições e seus atores de de equipe de governança de TI- será o de estabelecer visões que aju-
práticas orais, as quais ocorrem neira, desenvolver habilidades ne- foram instigados a planejar Cs nas instituições, entre outras. dem a legitimar espaços híbridos
nos espaços sociais de convivên- cessárias a lidar com modelos e fer- e executar metodologias Durante o ano de 2020, as ins- de aprendizagem que sejam inspi-
cia vocacionados ao aprendizado ramentas contemporâneos de pro- emergenciais tituições e seus atores foram ins- radores de novas possibilidades de
não formal ou informal. dução de conhecimento e riqueza. tigados a planejar e executar me- atividades, projetos e intervenções,
Ao longo dos dois últimos sécu- A atualização da maneira com todologias emergenciais com o que contribuam para fomentar a
los, a humanidade vivencia resulta- a qual socializamos indivíduos de se preparem para nela atuar, uso massivo de plataformas digi- autonomia, a criticidade e o prota-
dos e impactos de sua própria evo- ocorre, em parte, por meio de tu- garantindo sua plena inclusão. A tais. Estes movimentos, em respos- gonismo e a formação de efetivas
lução técnica sob a forma de revo- do que constitui os sistemas educa- intensificação das mudanças so- ta à emergência da pandemia da redes de aprendizagem.
luções industriais. A cada nova re- cionais de uma nação: desde seus ciais deveria levar a uma adapta- Covid-19, podem acelerar a apro-
volução, ampliamos e aprofunda- currículos de formação de pro- ção, na mesma velocidade, da ma- priação de novas metodologias de * Professor da UFPE e vice-pre-
mos o domínio de técnicas e isso au- fessores, bases nacionais curricu- neira como as instituições e redes ensino baseadas em plataformas sidente da Academia Pernam-
menta a própria velocidade com a lares, até a forma idiossincrática de ensino criam espaços de apren- digitais, mas em suas versões to- bucana de Ciências

Paulino Fernandes *
opiniao.pe@diariodepernambuco.com.br

Prisão e imunidade de parlamentar -á a prisão. Mas enquanto essa hipó-


tese única de custódia, submete-se
sua atividade. Essa distinção deve
ser observada, pois em razão da
ao crivo da Casa legislativa decidir prerrogativa conferida pela Cons-
Ao lado da prerrogativa de foro, que no exercício do mandato, ou ciativa de partido político nela re- por sua manutenção; a imunida- tituição, não são poucos os casos
comumente chamada de “foro pri- em razão dele; enquanto a imuni- presentado, e pelo voto da maioria de, por sua vez, é garantia consti- em que o parlamentar abusa dessa
vilegiado”, uma das questões que dade formal, mais propriamente de seus membros (maioria absolu- tucional, que subsiste durante to- garantia, sob o equívoco da com-
mais suscita o debate, em relação chamada de imunidade, relacio- ta), poderá, até a decisão final, sus- da a instrução processual (inclusi- pleta irresponsabilidade e, portan-
às prerrogativas conferidas aos par- na-se com o não-processo (civil ou tar o andamento da ação. ve durante eventual estado de sí- to, da impunidade. Como para es-
lamentares, diz respeito à imuni- penal), sendo também garantida a Já em tema de prisão, em princí- tio), a fim de que se verifique se o sa pretensiosa inviolabilidade, a
dade. Entretanto, há confusão de partir da diplomação. Essa modali- pio, deve-se ressaltar que, quando cometimento do crime se dera nas Constituição Federal não ressal-
conceitos, especialmente em rela- dade sofreu alteração com a Emen- na excepcional situação de cometi- hipóteses de exclusão de crime (in- vou a proteção em relação aos cri-
ção ao alcance da garantia da imu- da Constitucional nº 35/2002, uma mento (flagrante de crime inafian- violabilidade) ou de suspensão do mes de natureza verbal (calúnia,
nidade, seja material ou formal, vez que anteriormente à mudança, çável) não retira do parlamentar a processo (imunidade processual). injúria e difamação), principal-
constitucionalmente assegurada o parlamentar só poderia ser pro- garantia da imunidade. Se assim Um dos pontos que mais intriga, mente com o conceito elástico ga-
a deputados e senadores. cessado e julgado, se a Casa legis- não fosse, não existiria sequer a hi- entretanto e entre tantos, em re- nho da EC 35, com a adição do ter-
A imunidade material consiste lativa autorizasse. Uma verdadei- pótese dessa espécie de prisão pro- lação ao tema imunidade, no que mo “quaisquer” a “opiniões, pala-
na inviolabilidade conferida ao par- ra licença, portanto, era necessá- visória ser decretada. Portanto, co- diz respeito ao alcance do concei- vras e votos”, cada situação exigi-
lamentar, desde a expedição do di- ria. Após a EC 35, quando recebi- metido um crime inafiançável por to: se a inviolabilidade alcançaria rá uma análise específica.
ploma, de isenção de crime, quan- da a denúncia, pelo Supremo Tri- deputado ou senador, devido à na- toda e qualquer manifestação do
to a quaisquer de suas opiniões, bunal Federal, será dada ciência à tureza do delito ser inafiançável e parlamentar, quando usa da ex- * Defensor público do Estado de
palavras e votos proferidos, desde Câmara ou ao Senado que, por ini- em estado de flagrância, impor-se- pressão (verbal ou escrita), fora da Pernambuco e professor

DIARIOdePERNAMBUCO DIRETORIA
Baixe o nosso novo app:
VENDA AVULSA ASSINATURAS* DP DIGITAL
Fundado em 1825 SEGUNDA SUPER DOM PE / PB Outros estados Disponível na Play Store e na App Store

por Antonino José Presidente Conselho Editorial a SEXTA EDIÇÃO COMPLEMENTO


segunda a domingo:
Localidade
de Miranda Falcão Carlos Frederico A. Vital Carlos Frederico A. Vital PE R$ 3,00 R$ 5,00 R$ 2,00 anual R$ 990,50 R$ 1.877,00
semestral R$ 495,25 R$ 938,50
PB R$ 3,00 R$ 5,00 R$ 2,00
sábado e domingo:
Outros estados R$ 4,00 R$ 8,00 R$ 2,00
anual R$ 260,00 R$ 624,00

Diretor Financeiro Diretora de Redação


COMO ENTRAR EM CONTATO COM O DIARIO:
Cláudio Menezes da Trindade Paula Losada Leitor: 81 2122 7500 assinante: 3320 2020 (capital) 0800-2818822 (interior) Depart. Comercial e Marketing: 81 21227888/7892