Você está na página 1de 20

METODOLOGIA DA

INVESTIGAÇÃO SOCIOLÓGICA
Interdisciplinaridade: atitude metodológica
Sociologias especializadas
Sociologia geral • Conceitos fundamentais
Teoria sociológica que
• Organização e estrutura social
tem por objeto as
• Mudança social
seguintes
• Métodos e técnicas de investigação social
áreas de estudo:

Sociologia

• Sociologia política • Sociologia do trabalho


Sociologias
especializadas • Sociologia da família • Sociologia de género
Teorias sociológicas que • Sociologia rural • Sociologia da educação
têm por objeto • Sociologia urbana • Sociologia do desporto
categorias específicas • Sociologia da comunicação • Sociologia da religião
dos factos sociais: • Sociologia industrial • Sociologia do lazer
Avançar na investigação é questionar as aparentes evidências,
submetê-las a verificações específicas e tirar conclusões,
sempre provisórias até que novas interrogações se coloquem.
O conhecimento nunca está acabado.

tempo
pesquisa investigação

quadro
protocolo

teoria
diferentes condições
particular

fontes
único Estudo
coleta

resultados ver campo


eventos
estudos
geral

projetos
parte
métodos
dados questões evidência
pesquisador

múltiplos
desenvolvimento

casos
ESTRATÉGIA DE INVESTIGAÇÃO

Conjunto de procedimentos que


orientam a pesquisa científica,
incluindo a seleção de técnicas,
o seu controlo e a integração
dos resultados obtidos.
Principais estratégias de investigação

Intensiva Estudo de um fenómeno social em profundidade.

Extensiva Estudo de um fenómeno social em quantidade.

O investigador participa com os investigados, ou seja,


o investigador é, ao mesmo tempo, investigador e
Investigação-ação objeto de estudo e, à medida que vai investigando o
problema e elaborando conclusões, procura resolver
também o problema.
Estratégia de investigação intensiva

Exaustividade.

Profundidade.

O estudo de caso é um
exemplo desta estratégia
que implica uma
investigação muito intensa e
profunda.
Estratégia de investigação extensiva

A natureza extensiva da
investigação implica a
quantidade.

Pretende-se encontrar
regularidades nos
comportamentos para
generalizar a situações
semelhantes.
Estratégia de investigação-ação

A investigação-ação articula a investigação e a reflexão sobre um


determinado problema com a vivência das práticas relacionadas com
esse problema que se quer investigar, permitindo modificar as práticas
e assim contribuir para a resolução do problema.

Nem ação sem investigação nem


investigação sem ação.

Kurt Lewin (1890 – 1947)


Público-alvo da investigação
 Público-alvo: conjunto de indivíduos sobre os quais assenta a investigação.

 Universo: totalidade dos indivíduos que constituem o nosso público-alvo.

 Amostra representativa: subconjunto do universo que apresenta as mesmas


características que o universo, relativamente a um conjunto de critérios ou
variáveis que o investigador considera significativos para a investigação.
Etapas de investigação
Etapa 1: A definição do problema – pergunta de partida

Etapa 2: A exploração (estudo exploratório) Rutura com o


senso comum

Etapa 3: A problemática

Etapa 4: A construção das hipóteses, do modelo e dos Construção do


conceitos conhecimento

Etapa 5: A observação

Etapa 6: A análise das informações Verificação das


hipóteses

Etapa 7: As conclusões
Obtenção da informação

Obtenção da informação

Partir da documentação já
Partir da observação dos
existente sobre o problema
fenómenos a estudar
em causa
Pesquisa documental
 Documentos são os materiais, escritos ou não escritos, que permitem obter
informações sobre o fenómeno em estudo. O investigador deve pesquisar a
totalidade de documentos relevantes para o objeto da sua investigação.

Análise de conteúdo
 Técnica que permite identificar ideias
comuns, relativamente a diversos
tópicos, no discurso dos indivíduos
entrevistados, nas notícias veiculadas
pelos órgãos de informação, entre outros
documentos, a fim de lhes conferir um
significado e, dessa forma, compreender
o sentido das informações que estão a
ser analisadas.
Tipos de observação

Tipos de observação

Direta Indireta

Observação
Observação
não
participante
participante
Observação participante
Observação participante

Observação- Participação-
-participação -observação

Um exemplo de observação
participante:
Bronislaw Malinowski,
antropólogo inglês, com ilhéus das
Ilhas Trobriand, em 1918.
Observação não participante

Observação não participante

Inquérito por
Entrevista
questionário
Entrevista diretiva (ou estruturada)

 Entrevista diretiva: obedece a um esquema rígido, previamente


definido, que o entrevistador deverá respeitar. As questões são,
geralmente, fechadas, ou seja, o entrevistado não tem a possibilidade
de desenvolver a resposta dada. A entrevista estruturada pode conter
questões abertas, desde que previamente integradas no esquema da
entrevista.
Entrevista não diretiva (ou não estruturada)

 Entrevista não diretiva: a condução por parte do entrevistador é


mais flexível, podendo orientá-la com a sequência e as questões que
julgar mais convenientes, de acordo com a sua sensibilidade e tato.
As questões apresentadas são, geralmente, abertas, ou seja, o
entrevistado tem a possibilidade de exprimir e justificar livremente a
sua opinião.
Inquérito por questionário

 Técnica de pesquisa largamente utilizada em Sociologia. Consiste em


apresentar um conjunto predeterminado de perguntas à população, ou a uma
amostra representativa dessa população.
Etapas na realização de um inquérito por questionário:

1.° – definição do objetivo do inquérito; 7.° – redação do questionário definitivo;


2.° – determinação dos objetos e hipóteses 8.° – formação dos inquiridores;
de trabalho; 9.° – tratamento da informação;
3.° – determinação da população do inquérito; 10.° – análise da informação;
4.° – construção da amostra; 11.° – redação do relatório do inquérito.
5.° – redação do projeto do questionário;
6.° – testagem do projeto do questionário; Claude Javeau, Comprendre la Sociologie,
Verviers, Marabout (adaptado).