P. 1
Teoria Dos Filamentos Deslizantes

Teoria Dos Filamentos Deslizantes

|Views: 2.126|Likes:
Publicado porNeander Santana

More info:

Published by: Neander Santana on Aug 24, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/12/2013

pdf

text

original

Fisiologia Muscular

Prof. Ricardo de Freitas Dias M.Sc.

Aula 07

Fisiologia Muscular
• Objetivos: • Esboçar os níveis de organização na estrutura macroscópica e microscópica do músculo esquelético; • Entender o modelo do filamento deslizante; • Esboçar a sequência de eventos químicos e mecânicos durante a acoplagem excitação-contração do músculo esquelético e seu relaxamento; • Contrastar as características das fibras musculares; • Esboçar os padrões de distribuição dos tipos de fibras musculares entre populações diferentes de atletas.

Questionamentos
• Quais os tipos de músculos? • Quais as funções e estruturas que compõem o músculo estriado esquelético? • Quais os tipos de contração muscular? • Quais os eventos químicos que ocorrem durante a contração muscular? • Como ocorre o suprimento de energia para a contração muscular? • Quais as causas da fadiga? • Quais as características bioquímicas e contráteis dos tipos de fibras musculares?

Tipos de Músculos
Fibras cilíndricas e longas; Estriações visíveis Mútiplos núcleos; Voluntário.

Fibras curtas e ramificadas; Estriações visíveis Único núcleo central; Involuntário.

Fibras pequenas e aglomeradas; Sem estriações visíveis Único núcleo central; Involuntário.
SILVERTHORN, 2010

Questionamentos • Quais os tipos de músculos? • Quais as funções e estruturas que compõem o músculo estriado esquelético? • Quais os tipos de contração muscular? • Quais os eventos químicos que ocorrem durante a contração muscular? • Como ocorre o suprimento de energia para a contração muscular? • Quais as causas da fadiga? • Quais as características bioquímicas e contráteis dos tipos de fibras musculares? .

MCT Funções: Locomoção. Conversão de energia química em energia cinética. Produção de calor. Respiração. .Funções do músculo estriado esquelético Constituído: ~ 660 músculos esqueléticos 40% a 50% . Sustentação postural.

Arranjo do Músculo Estriado Esquelético 70% Colágeno .

2010 .Composição do músculo estriado esquelético SILVERTHORN.

Composição do músculo estriado esquelético SILVERTHORN. 2010 .

Os túbulos T são associados às cisternas terminais do retículo sarcoplasmático SILVERTHORN. 2010 .

2010 .Estrutura microscópica do músculo esquelético SILVERTHORN.

2010 O que garante o alinhamento adequado dos filamentos dentro do sarcômero? .Organização bidimensional e tridimensional do sarcômero SILVERTHORN.

Komi2006 ..

O que garante o alinhamento adequado dos filamentos dentro do sarcômero? SILVERTHORN. 2010 .

Resumo da organização do músculo estriado esquelético SILVERTHORN. 2010 .

Questionamentos • Quais os tipos de músculos? • Qual a função e as estruturas que compõem o músculo estriado esquelético? • Quais os tipos de contração muscular? • Quais os eventos químicos que ocorrem durante a contração muscular? • Como ocorre o suprimento de energia para a contração muscular? • Quais as causas da fadiga? • Quais as características bioquímicas e contráteis dos tipos de fibras musculares? .

encurtamento muscular (Mc Ardle et al.Contrações ou ações musculares? • Contração: ação ou efeito encolhimento (Pasquale. . de contrair. 2008). • Contração: refere-se à capacidade de gerar força pelo complexo actomiosínico das fibras esqueléticas e não implica. 2009). Afim de evitar confusões utilizaremos ações musculares. necessariamente..

Ação concêntrica ou positiva Tipos de ações musculares Ação isométrica ou estática Ação excêntrica ou negativa .

Questionamentos • Quais os tipos de músculos? • Qual a função e as estruturas que compõem o músculo estriado esquelético? • Quais os tipos de contração muscular? • Quais os eventos químicos que ocorrem durante a contração muscular? • Como ocorre o suprimento de energia para a contração muscular? • Quais as causas da fadiga? • Quais as características bioquímicas e contráteis dos tipos de fibras musculares? .

2010 .Contração Muscular SILVERTHORN.

Teoria do filamento-deslizante SILVERTHORN. 2010 .

O que faz as pontes cruzadas de miosina gerarem força? MATPase + ATP → ADP + Pi + H+ SILVERTHORN. 2010 .

2010 .Como o sinal de cálcio “liga” e “desliga” a contração muscular? Os sinais de cálcio iniciam a contração muscular SILVERTHORN.

Eventos moleculares do ciclo contrátil do músculo esquelético Animação: Sliding Filament Theory 27 Rigor Mortis SILVERTHORN. 2010 .

.

Regulação do Acoplamento Excitaçãocontração Os músculos relaxados são facilmente alongados isso demonstra que em repouso a actina e a miosina não estão firmimente ligadas. O que regula a interação entre actina e miosina? .

2010 .Acoplamento excitação-contração Animação: The Neuromuscular Junction 14 SILVERTHORN.

Sequência temporal dos eventos elétricos e mecânicos durante o acoplamento excitação-contração Abalo SILVERTHORN. 2010 .

Questionamentos • Quais os tipos de músculos? • Qual a função e as estruturas que compõem o músculo estriado esquelético? • Quais os tipos de contração muscular? • Quais os eventos químicos que ocorrem durante a contração muscular? • Como ocorre o suprimento de energia para a contração muscular? • Quais as causas da fadiga? • Quais as características bioquímicas e contráteis dos tipos de fibras musculares? .

Suprimento de energia para a contração muscular .

Suprimento de energia para a contração muscular SILVERTHORN. 2010 .

Questionamentos • Quais os tipos de músculos? • Qual a função e as estruturas que compõem o músculo estriado esquelético? • Quais os tipos de contração muscular? • Quais os eventos químicos que ocorrem durante a contração muscular? • Como ocorre o suprimento de energia para a contração muscular? • Quais as causas da fadiga? • Quais as características bioquímicas e contráteis dos tipos de fibras musculares? .

2010 . Corporal Intensidade Duração Composição do Músculo Nível de condicionamento físico SILVERTHORN.Causas possíveis e localização da fadiga Definição • ↑ NH3 • ↑ Temp.

Questionamentos • Quais os tipos de músculos? • Qual a função e as estruturas que compõem o músculo estriado esquelético? • Quais os tipos de contração muscular? • Quais os eventos químicos que ocorrem durante a contração muscular? • Como ocorre o suprimento de energia para a contração muscular? • Quais as causas da fadiga? • Quais as características bioquímicas e contráteis dos tipos de fibras musculares? .

IIab. – [mioglobina]. II ac e IIb. IIc. – nº capilares.Características Bioquímicas e Contráteis dos Tipos de Fibras Propriedades Bioquímicas • Capacidade Oxidativa: – nº mitocôndrias. IIa. . • Tipo da ATPase Propriedades Contráteis • Produção de força máxima: • Velocidade de contração: • Eficiência da fibra muscular: Atualmente as fibras musculares conhecidas são: I. Ic.

2010 .Características Bioquímicas e Contráteis dos Tipos de Fibras SILVERTHORN.

Características Bioquímicas e Contráteis dos Tipos de Fibras McArdle. 2008 .

Características Bioquímicas e Contráteis dos Tipos de Fibras .

Comparação das Velocidades Máximas de Encurtamento entre os Tipos de Fibras. .

Comparação das Velocidades Máximas de Encurtamento entre os Tipos de Fibras. Produção de força máxima por área transversa das fibras musculares 180% 150% 120% 90% 60% 30% 0% Tipo I Tipo IIA Tipo IIB 100% 110% 120% .

Composição das Fibras em Populações Específicas Como determinar os tipos de fibras musculares? .

Determinação do tipo de fibra musculares .

Alterações dos Tipos de Fibras Musculares pelo Treinamento Físico Treinamento de endurance .

• Hábitos de exercício físico. • Níveis hormonais.Tipologia das Fibras Musculares A porcentagem dos tipos de fibras pode ser influenciada: • Genética. .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->