Você está na página 1de 19

ANEMIA FERROPRIVA

ANEMIA FERROPRIVA Prof Dra Ana Karina Mauro Barroso

Prof Dra Ana Karina Mauro Barroso

Alguns conceitos

Eritrócitos ( hemáceas ) - células anucleadas com uma membrana celular envolvendo moléculas de hemoglobina densamente compactadas em seu interior. Apresentam uma vida média de 120 dias e não tem capacidade de efetuar mitose.

Hematócrito – percentual do volume total de sangue centrifugado ocupado pelos eritrócitos.

HEMATÓCRITO

•   Hematócrito – percentual do volume total de sangue centrifugado ocupado pelos eritrócitos. HEMATÓCRITO

Hemoglobina ( Hb ) üProteína responsável pelo transporte de O2 e CO2. üContém 4 cadeias polipepNdicas (globina) e um grumo heme ligado a cada uma destas cadeias. üCada grupo heme contém 1 átomo de ferro. üResponsáveis pela cor vermelha caracterísPca da hemoglobina. üPossui várias enzimas anPoxidantes em seu interior.

pela cor vermelha caracterísPca da hemoglobina. ü   Possui várias enzimas anPoxidantes em seu interior. Grupo

Grupo Heme

pela cor vermelha caracterísPca da hemoglobina. ü   Possui várias enzimas anPoxidantes em seu interior. Grupo

VCM – Volume médio dos eritrócitos. HCM - Peso médio da hemoglobina em cada eritrócito. CHCM – Concentração média de hemoglobina em cada eritrócito.

Ferro sérico Fe sanguíneo. FerriPna – PRO de reserva do ferro que se localiza essencialmente no Xgado . Transferrina – PRO do sangue que transposta o ferro.

do ferro que se localiza essencialmente no Xgado . •   Transferrina – PRO do sangue
Anemia Ferropriva
Anemia Ferropriva

Principal Causa: consumo insuficiente de alimentos-fonte de ferro e/ou baixa biodisponibilidade do ferro ingerido; Necessidade (crescimento).

Faixa etária de > risco: 6 e 18 meses:

Rápido crescimento (criança chega a triplicar o peso)

Baixos estoques de ferro.

Ingestão é frequentemente inadequada

No

pré-escolar

e

escolar

necessidade do mineral:

Risco desenvolver a anemia <

Diminuição na velocidade de crescimento;

> ingestão por meio de dietas mais amplas e equilibradas.

• Sequência do desenvolvimento da anemia: Depleção de ferro dos estoques  Alterações bioquímicas 

Sequência do desenvolvimento da anemia: Depleção de ferro dos estoques Alterações bioquímicas Aparecimento dos sinais e sintomas clínicos.

1

Sintomas

Sinais

Consequências

Debilidade física,

Atrofia papilar da língua

desenvolvimento;

Irritabilidade

Coiloníquia (unhas côncavas)

coordenação motora e da linguagem;

Cefaléia

Dispnéia ao esforço

Edema de membros

falta de atenção,

Palpitações

Queilites

fadiga

Parestesias

Retardo de crescimento

da atividade física e afetividade;

Anorexia

Geofagia

> permeabilidade do int. Delgado Alergias

Palidez cutânea e da conjuntiva (Accioly)

Geofagia • > permeabilidade do int. Delgado  Alergias • Palidez cutânea e da conjuntiva (Accioly)

DiagnósPco

Teste laboratorial mais uPlizado : hemoglobina .

DiagnósPco •   Teste laboratorial mais uPlizado : hemoglobina .

Eritrograma Completo

Eritograma

15 dias

1 a 11 meses

 

1 a 2 anos

3 a 10 anos

10 a 15 anos

 

Adulto

Adulto

Masculino

Feminino

Eritrócitos

5,2

4,1 - 4,9

4,1 - 5,1

4,1 - 5,1

4,1 - 5,1

4,5 - 6,1

4 – 5,4

(g/dl)

Hemoglobina

17

10,3 - 12,7

10,6 - 13

11,1 - 13.5

11,5 - 14,5

12,8 - 17,8

11,3 - 16,3

(g/dl)

Hematócrito

52

33

- 41

33

- 41

34

- 42

34

- 42

40

- 54

36

- 48

(%)

           

HCM ( pg)

27

- 31

25

- 29

25

- 29

25

- 29

26

- 29

27

- 29

27

- 29

VCM ( fl )

80 - 100

75

- 90

75

- 90

77

- 90

77

- 90

77

- 92

77

- 92

CHCM (d/dl)

30

- 55

30

- 35

30

- 35

30

- 35

30

- 35

30

- 35

30

- 35

Comportamento dos Parâmetros

Bioquímicos x Anemia Ferropriva

Hemograma

dos Parâmetros Bioquímicos x Anemia Ferropriva Hemograma ↓ VCM, HCM, CHCM Ferritina sérica ↓ Ferritina, na

↓ VCM, HCM, CHCM

x Anemia Ferropriva Hemograma ↓ VCM, HCM, CHCM Ferritina sérica ↓ Ferritina, na tentativa de manter
x Anemia Ferropriva Hemograma ↓ VCM, HCM, CHCM Ferritina sérica ↓ Ferritina, na tentativa de manter
Ferritina
Ferritina

sérica

Ferropriva Hemograma ↓ VCM, HCM, CHCM Ferritina sérica ↓ Ferritina, na tentativa de manter o suprimento

Ferritina, na tentativa de manter o suprimento de Fe

TIBC (capacidade de ligação do Fe)

Saturação de Transferrina (transporte)
Saturação de Transferrina
(transporte)

De forma adaptativa, a TIBC ↑, na medida que a depleção de Fe piora

Fe sérico

TIBC

na medida que a depleção de Fe piora Fe sérico TIBC Saturação de Ferro = É

Saturação de Ferro =

de Fe piora Fe sérico TIBC Saturação de Ferro = É precursora do heme  Ferropenia

É precursora do heme Ferropenia Quantidade insuficiente de Fe p/ se combinar e formar o grupo heme da hemoglobina Acúmulo de protoporfirina livre nas hemácias.

o grupo heme da hemoglobina  Acúmulo de protoporfirina livre nas hemácias. Protoporfirina eritrocitária livre ê

Protoporfirina eritrocitária livre

o grupo heme da hemoglobina  Acúmulo de protoporfirina livre nas hemácias. Protoporfirina eritrocitária livre ê

ê

Ferro sérico

Fatores Associados à Anemia

Reservas de Fe ao nascer [ ] Fe no LH.

O feto acumula Fe em quantidade proporcional ao seu peso Cça a

termo possui: 75 mg de Fe/kg (200 a 300 mg).

Tempo de nascimento x Clampeamento do cordão.

Aleitamento artificial

> Risco de anemia em crianças em aleitamento artificial (3x)

LM

 

LV

(impacto positivo nos estoques de Fe)

(impacto negativo nos estoques de Fe)

biodisponibilidade (50% de absorção de Fe) compensa [ ] Fe.

Quantidade de Fe (2,6mg/1000Kcal do alim ou 0,6 mg/L)

↓ Biodisponibilidade (10% de absorção)

Biodisponibilidade (10% de absorção)

Introdução de outros alimentos 80% sua biodisponibilidade.

Provoca microhemorragias devido a imaturidade do TGI (Perda de sangue nas fezes).

↓ 80% sua biodisponibilidade. Provoca microhemorragias devido a imaturidade do TGI (Perda de sangue nas fezes).

214

Absorção de Ferro nos alimentos:

 

Fe heme

Fe não-heme

*Absorção

20 a 30%/ 15 a 20%

2 a 10%/ 5 a 10%

Fontes

Carnes e vísceras.

Ovo, cereais, leguminosas e hortaliças.

Considerações

Não estão expostos a fatores inibidores. A carne contém cerca de ±2,8mg de ferro por 100g do alimento.

Sofre influência de vários componentes da dieta.

A carne contém cerca de ±2,8mg de ferro por 100g do alimento. Sofre influência de vários
A carne contém cerca de ±2,8mg de ferro por 100g do alimento. Sofre influência de vários
A carne contém cerca de ±2,8mg de ferro por 100g do alimento. Sofre influência de vários
A carne contém cerca de ±2,8mg de ferro por 100g do alimento. Sofre influência de vários
• São inibidores do Ferro heme Fitatos Fontes: Cereais (aveia, gérmen/farelo de trigo e arroz)

São inibidores do Ferro heme

Fitatos

Fontes: Cereais (aveia, gérmen/farelo de trigo e arroz) e sementes de leguminosas (lentilha)

Polifenóis (Accioly, 2009)

Chá e café, reduz absorção em até 35% e 50% respectivamente.

Outras fontes: espinafre, berinjela, lentilha

Cálcio e fosfato

Fontes: hidrolisados protéicos da soja, nas proteínas do leite e do ovo (fosfoproteína)

Proteínas (Accioly, 2009)

Albumina do ovo, fosvitina da gema do ovo e

proteínas das leguminosas

Minerais (Accioly, 2009)

Mn, Cu, Co e Cd

 São facilitadores da absorção do ferro não-heme: carnes, ácido ascórbico e vitamina A. Accioly,

São facilitadores da absorção do ferro não-heme: carnes, ácido ascórbico e vitamina A.

Accioly, 2009 :

Carnes

Cisteína duplica a absorção do ferro

vitamina A e betacaroteno

Formam complexos com o ferro solubilidade no lúmen intestinal efeitos inibitórios de fitatos e polifenóis

Outros ácidos orgânicos

Ácido cítrico, málico, tartárico, lático Mesmo efeito do ácido ascórbico e melhoram a biodisponibilidade do ferro não heme

Quantidade de alimentos necessários para que a recomendação de vitamina C seja atingida:

Laranja: ½ unid; ou 1 unid de Kiwi

Suco de fruta: 1 copo; ou ¼ goiaba

Sintomas

Variam segundo a gravidade da doença .

Anemia leve ou moderada : cansaço , rosto pálido , coiloníquias , sensação de frio , falta de apePte, fraqueza, debilidade muscular e sonolência .

Anemia grave: irritabilidade, aumento da frequência cardíaca, perda total de apePte ( podendo levar a anorexia), atraso no seu crescimento e desenvolvimento psicomotor, infecções de repePção .

( podendo levar a anorexia), atraso no seu crescimento e desenvolvimento psicomotor , infecções de repePção
( podendo levar a anorexia), atraso no seu crescimento e desenvolvimento psicomotor , infecções de repePção
( podendo levar a anorexia), atraso no seu crescimento e desenvolvimento psicomotor , infecções de repePção

Recomendaçoes de Ferro

Fatores determinantes dos requerimentos de ferro:

Reservas de ferro ao nascer

Necessidades para o crescimento

Necessidade para repor as perdas.

DENSIDADE de FERRO nos ALIMENTOS COMPLEMENTARES recomendada pelo MS (2002) para < de 24 meses são (Vitolo e Chemin):

Idade

Recomendação

6

aos 8 meses

4 mg/100 Kcal

9

aos 11 meses

2,4mg/100kcal

12 aos 24 meses

0,8mg/100kcal

 

Recomendação diária de ferro (mg)

Faixa etária

RDA/AI

EAR

UL

0

a 6 meses

0,27

6,9

40

7

a 12 meses

11

6,9

40

1

a 3 anos

7

3,0

40

4

a 8 anos

10

4,1

40

9

a 13 anos (meninas)

8

5,7

40

9

a 13 anos (meninos)

8

5,9

40

10 4,1 40 9 a 13 anos (meninas) 8 5,7 40 9 a 13 anos (meninos)

219

Estratégias para Prevenção e Combate à Anemia
Estratégias para Prevenção e Combate à Anemia

A) Uso de alimentos enriquecidos (Vitolo, Accioly, 2009)

É a forma MAIS EFETIVA para o combate a anemia.

2009) • É a forma MAIS EFETIVA para o combate a anemia. Anvisa (RDC n 0
2009) • É a forma MAIS EFETIVA para o combate a anemia. Anvisa (RDC n 0

Anvisa (RDC n 0 344):

Toda farinha de trigo e de milho comercializada no país deve ser fortificada com

ferro A cada 100g de farinha no mínimo 4,2 mg de Fe (30% das DRI) 150μg de

ácido fólico.

B) Suplementação de Ferro em Doses Profiláticas (Vitolo e Guia < 2 anos):

Programa Nacional de Suplementação de Ferro Objetivo: suplementação universal de crianças de 6 a 18 meses Dose:

25mg de ferro/semana.

OMS

Preconiza o uso universal de suplementos de ferro 2 mg/kg/dia para todas as cças de 6 a 23 meses

 Recomendações do Comitê de Nutrição da Academia Americana de Pediatria no 1 0 ano

Recomendações do Comitê de Nutrição da Academia Americana de Pediatria no 1 0 ano de vida para RNEBP (Vitolo):

Peso ao nascer

Recomendação

< 1.000g

4mg de ferro elementar/kg peso/dia

1.000g - 1.500g

3mg de ferro elementar/kg peso/dia

< 1.000g 4mg de ferro elementar/kg peso/dia 1.000g - 1.500g 3mg de ferro elementar/kg peso/dia
< 1.000g 4mg de ferro elementar/kg peso/dia 1.000g - 1.500g 3mg de ferro elementar/kg peso/dia
< 1.000g 4mg de ferro elementar/kg peso/dia 1.000g - 1.500g 3mg de ferro elementar/kg peso/dia

Sociedade Brasileira de Pediatria para suplementação de ferro para lactentes

(Vitolo e Accioly, 2009)

peso/dia  Sociedade Brasileira de Pediatria para suplementação de ferro para lactentes (Vitolo e Accioly, 2009)

X 3 a 4 mg/kg/dia (Accioly, 2002)

X 3 a 4 mg/kg/dia (Accioly, 2002) 222

222

FIM

FIM