Você está na página 1de 5

•Idade das Trevas - fase de atraso

•Um periodo de pouco desenvolimento cultural e econômico


•A Alta Idade Média (V ao X) - Europa Oci.
•As invasões dos Bárbaros aprofundou a fragmentação politica
originando os feudos
•A atividade agrária tornou-se importante
•decadencia das atividades comerciais e urbanas
•Oriente: Desenvolveram-se a civilizaçao Bizantina e a Mulçumana
•A Baixa Idade Média (XI ao XV)$
•Crescim,ento da Europa oci.
•Cruzadas
•Crise do feudalismo
•Centralização monarquica
•O mundo Bizantino entra em crise

Invasões Bárbaras:

•O I.R. tinha vizinhos, os Bárbaros


•Norte : Povos germânicos (Vândalos, Godos, Alamanos, Suevos,
Lombardos e Francos) seminômades de organização agrária
•Com a crise do I.R. os bárbaros foram penetrando pacificamente
•Muitos se incorporaram no exército romano e outros as suas
tradições e culturas
•Os visigodos se alojaram-se na Macedônia (Ocidente) e eram
aliados do I.R.
•Defender a fronteira romana contra os Hunos
•Eles sofreram maus tratos e as tensões cresceram
•Os vândalos : Espanha e o norte da África
•Os burgúndios: Vale do rio ródano
•Os anglo-saxões: Gretanha - formaram vários reinos
•Os francos: França
•A ruptura n foi radical pois os bárbaros absorveram a cultura
romana e a organização politica - o sistema tributário
•Parte dos exércitos romano - liderados por germânicos
•A pop deixava as cidades e ia p o campo causou uma estagnação
na eco
•Hunos: inimigo comum entre os romanos e os germânicos
•Um acoro foi feito entre eles que derrotou os hunos
•Último imperados romano do oci. - Rômulo Augusto
•Quando ele foi deposto e um germânico ocupou seu luhgar - isso
foi o marco da divisao entre a Antiguidade e a I.M.
•Invasões bárbaras : quando povos vizinhos amedrontados pelos
humps, buscaram refugio dentro de Roma
•As invasões germânicas causaram:
•Unidade política do I.R. foi quebrada
•Direito consuetudinário (Os costumes transformam-se nas leis,
elas n precisavam estar em papeis)
•Cada homem era julgado n pelo local onde estava, mas pelas leis
de seu povo
•Comitatus (suserano e o vassalo) - entre rei e guerreiro
•Um dor reinos que mais se destacou foi o dos francos (os
merovíngios e os carolíngios):
•Região da Gália
•Clóvis: fundador da dinastia Merovíngia
•Ele venceu várias tribos resistentes
•Unificação dos Francos - conversao ao cristianismo - apoio da
Igreja
•Os sucessores de Clovis - disputas constantes -> fim do periodo
merovíngio (VIII)
•Carlos Martel : adquiriu importancia apos a Batalha de Poitieres
•Comandou a vitoria contra os arabes
•Seu filho (Pepino) aproveitou a boa reputacao de seu pai e com o
apoio da Igreja destronou o último dos reis mero. dando
inicio a Dinastia Crolíngia
•Os carolíngios
•A região central da Europa e o norte da Itália
•Carlos Magno -controle militar e politico dos povos românicos e
germânicos
•A coroa entregue a ele (Magno) dava-lhe e deve de disseminar a
fe crista
•Para facilitar a administração do vasto território, Carlos Magno
criou um sistema bem eficiente. As regiões foram divididas
em condados (administradas pelos condes)
•Para fiscalizar a atuação dos condes, foi criado o cargo de missi
dominici - funcionarios para fiscalizar os territórios. Ou seja,
eles deveriam verificar e avisar ao imperador sobre a
cobrança dos impostos, aplicação das leis e etc.
•Fronteiras do império : Marcas
•Entre os administradores estavam:
» Condes: responsáveis pelo cumprimento das capitulares e
pela cobrança de impostos dos condados,ou seja, territórios do
interior;
» Marqueses: cuidavam dos territórios situados na fronteira
do império, ou seja, das marcas.
» Missi-dominici: inspetores do rei, que viajavam por todo o
reino para fiscalizar a atividade dos administradores locais.
• Dessa forma o Império convivia com forças de descentralização
( condes e marqueses )
•E de centralização ( os missi sominici)
•Período de revalorização cultural - renascimento carolíngio -
conservou obras da antiguidade
•Elevação no nível de educação do clero - dever de proteger a fé
cristã
•Com a sua morte o Império foi governado por seu filho - Luís, o
Pio - que foi capaz de mantê-lo unido
•As disputas entre sues netos resultaram no fim do Império
Carolíngio - Tratado de Verdun
•Enquanto o declínio do I.R. se acentuava a religião cristã foi
crescendo
•Inicialmente ela queria se expandir para evitar perseguissões
feitas pelo I.R.
•No séc IV, iniciou-se uma aproximação entre a Igreja e o poder
político
•Quando se tornou oficial do I.R. - Édito de tessalônica (Teodósio)
•Houve ampliação do poder papal para outras áreas além da
aliança com o Império Franco - durante o governo de
Gregório I (590-604)
•Numa época de decadência da vida urbana, a atividade
intelectual estava associada a Igreja
•Monasticismo - quando muitos crstãos se isolaram
•No séc IV o clero se dividia-se :
•O seculiar - estava integrado aos homens e a sociendade
•O regular - que vivia em mosteiros sob regras bem definidas
•Monges copistas : copiavam as Sagradas Escrituras dos greco-
romanos
•Fé cristã: felicidade só era conseguida após a morte
•Com a consolidação do poder do papa as rivalidades entre a
Igreja Oci. e a Bizantina aumentaram
•O papa e o bispo de constantinopla disputavam a condição de
chefe de tds od cristãos
•A separação entre a Igreja Católia Romana e a Ortodoa Grega
tornou-se inevitável - Cisma do Oriente
•A causa foi política

Feudalismo
•Entre os séculos IX e XIV
•Os feudos n se desenvolveram uniformemente em toda a Europa
medieval
•Elementos comuns:
•Presença da Igreja
•A agricultura estava presente entre os romanos e germanicos
•Rigida hierarquia social
•Aumento entre as diferencas entre as classes
•Sistema de rara mobilidade social
•No mundo romano havia a clientela - relação de vassalagem
•Relações de defesas - comitatus -> tipo a vassalagem
•O clericalismo - processo de cristianização das sociedades
durante o Baixo I.R.
•Economia: produção agrícola - auro-suficiente
•Mão de obra + importante eram os servos, porem existiam os
escravos e trabalhadores livres
•O feudo era dividido em senhorios:
•Reservas senhoriais - parte do senhor feudal cultivada pelos
servos q eram 'obrigados a trabalhar 3 dias' -> corvéia
•Manso servil: Do servo para ele ter o seu sustento; tinha que
pagar tributos (uma parte de sua produção)
•Terras comunais: Dos dois; uso para pastagens
•Nos feudos existia uma organização estamental - hereditaria
•O clero: Menbros da Igreja
•A nobreza: Guerreiros e que tinham terras
•Os verdadeiros nobres - que tinham grande domínio
•Os cavaleirs: + simples e recebiam as terras de algum senhor;
davam valor a fé cristã
•Os servos não podiam deixar o senhoril sem autorização
•Suserano e Vassalo: fidelidade e obediência, relação de
dependência
•As condições dos castelos eram precárias

O império Bizantino

•Parte oriental do I.R. - dividido por Teodósio


•Incorporou as tradiçoes dos gregos (sua lingua oficial era a
grega) e da cultura helênica
•A localização da sua capital Constantinopla favoreceu a ligacao
entre as areas do Império Bi.; e o controle de passagem do
mar Negro - favorecendo o comércio
•mão de obra escrava
•grande propiedade agrícola
•Justino - mais importante imperador
•elaboração de um código para a organização política
•Buscou fortalecer o seu poder como representante divino
•O império tinha feições centralistas
•Patriarca - nome dado ao líder da igreja Bizantina
•Cesaropapismo: ter total chefia do estado ( como César) e da
igreja( como o papa).
•Foi politica de estado criada pelo imperador oriental Justiniano no
qual como ele dizia haveria só "um estado,uma lei ,uma
igreja",no qual ele teria poder absoluto tanto na politica de
estado "Cesar",quando na religião "papa"
•Depois dele alguns Imperadores e os Próprios Papa utilizaram
essa politica
•O período de Justiniano insere-se no Alto Império (relação
entre a Roma do oci. e a do ori. no seu fim, abaixo)
•Divisão de superioridade dos orientais em relação a Roma
•Os orientais, não sofreram os mesmos impactos da
decomposição de Roma
•Estavam mais prosimos da tradição da Antiguidade
•Eram beneficiados pelo comércio intenso
•Médio Império - período mais longo
•Envolveu-se em disputas com os persas e com os arábes
•Perdeu o Égito, mas expandiu=se para a Rússia levando a
religião ortodoxa
•Aspecto religioso:Cisma do ori. e o mov iconoclasta (doutrina que
se opõe ao culto de ícones religiosos )
•Em 1204 e 1261 Constantinopla foi tomada pelos cristãos
romanos
•Baixo Império:
•Os bizantinos recuperaram algumas áreas
•Nessa época o Império não tinha a mesma grandiosidade
•Nem a mesma riqueza - pois o Mediterrâneo (rotas comerciais)
foi tomado pelos ocidentais
•Em 1543 o Império Bizantino chegava ao seu fim - Quando os
turcos otomanos tomaram a capital Constantinopla