Você está na página 1de 4
<a href=Professora brutalizada por tirar telemóvel na aula Na Escola Secundária Carolina Michaelis Professora brutalizada por tirar telemóvel na aula Numa escola do Porto, uma aluna resistiu à pro fessora que tentou retirar-lhe o telemóvel x durante uma aula. (Veja o vídeo no fim deste texto) Carolina Reis 11:27 | Quinta-feira, 20 de Mar de 2008 Uma professora de francês da Escola Secundária Carolina Michaelis, no Porto, foi brutalizada, em plena aula, quando tentava tirar o telemóvel a uma aluna.Os restantes alunos assistiram e filmaram. O vídeo foi difundido no YouTube, mas hoje depois de ter sido tornado público, foi removido do YouTube. No entanto pode vê-lo no fim deste texto. Enquanto a professora a tentava tirar o telemóvel à estudante, os restantes alunos assistiam e riam-se da situação. Nos comentários ao vídeo no YouTube a atitude é criticada por outros alunos da escola. Ministério abre inquérito Contactada pelo Expresso a Direcção Regional de Educação do Norte (DREN) disse que só hoje teve conhecimento do caso, através de um e-mail enviado por uma cidadã. António Leite, director-adjunto da DREN, ordenou à escola a abertura de um inquérito. E adiantou que o Conselho Directivo da escola soube do caso através da DREN. A presidente do Conselho Directivo não se mostrou disponível para prestar declarações ao Expresso. O sindicato de professores do Norte não tem conhecimento do caso . " id="pdf-obj-0-2" src="pdf-obj-0-2.jpg">

Na Escola Secundária Carolina Michaelis

Professora brutalizada por tirar telemóvel na aula

Numa escola do Porto, uma aluna resistiu à professora que tentou retirar-lhe o telemóvel

x

durante uma aula. (Veja o vídeo no fim deste texto)

Carolina Reis

11:27 | Quinta-feira, 20 de Mar de

2008

<a href=Professora brutalizada por tirar telemóvel na aula Na Escola Secundária Carolina Michaelis Professora brutalizada por tirar telemóvel na aula Numa escola do Porto, uma aluna resistiu à pro fessora que tentou retirar-lhe o telemóvel x durante uma aula. (Veja o vídeo no fim deste texto) Carolina Reis 11:27 | Quinta-feira, 20 de Mar de 2008 Uma professora de francês da Escola Secundária Carolina Michaelis, no Porto, foi brutalizada, em plena aula, quando tentava tirar o telemóvel a uma aluna.Os restantes alunos assistiram e filmaram. O vídeo foi difundido no YouTube, mas hoje depois de ter sido tornado público, foi removido do YouTube. No entanto pode vê-lo no fim deste texto. Enquanto a professora a tentava tirar o telemóvel à estudante, os restantes alunos assistiam e riam-se da situação. Nos comentários ao vídeo no YouTube a atitude é criticada por outros alunos da escola. Ministério abre inquérito Contactada pelo Expresso a Direcção Regional de Educação do Norte (DREN) disse que só hoje teve conhecimento do caso, através de um e-mail enviado por uma cidadã. António Leite, director-adjunto da DREN, ordenou à escola a abertura de um inquérito. E adiantou que o Conselho Directivo da escola soube do caso através da DREN. A presidente do Conselho Directivo não se mostrou disponível para prestar declarações ao Expresso. O sindicato de professores do Norte não tem conhecimento do caso . " id="pdf-obj-0-25" src="pdf-obj-0-25.jpg">

Uma professora de francês da Escola Secundária Carolina Michaelis, no Porto, foi brutalizada, em plena aula, quando tentava tirar o telemóvel a uma aluna.Os restantes alunos assistiram e filmaram. O vídeo foi difundido no YouTube, mas hoje depois de ter sido tornado público, foi removido do YouTube. No entanto pode vê-lo no fim deste texto.

Enquanto a professora a tentava tirar o telemóvel à estudante, os restantes alunos

assistiam e riam-se da situação. Nos comentários ao vídeo no YouTube a atitude é

criticada por outros alunos da escola.

Ministério abre inquérito

Contactada pelo Expresso a Direcção Regional de Educação do Norte (DREN) disse

que só hoje teve conhecimento do caso, através de um e-mail enviado por uma cidadã.

António Leite, director-adjunto da DREN, ordenou à escola a abertura de um inquérito.

E adiantou que o Conselho Directivo da escola soube do caso através da DREN.

A presidente do Conselho Directivo não se mostrou disponível para prestar declarações

ao Expresso.

O sindicato de professores do Norte não tem conhecimento do caso.

De pequenino torcia-se o pepino ...

De pequenino torcia-se o pepino ... <a href=( userEX100492 , 2 pontos (Bem Escrito), 13:55 | Quinta-feira, 20 de Mar de 2008) Estas coisas nascem bastante lá atrás, na família e nos primeiros anos de escola . A enorme confusão que se instalou na cabeça da generalidade das pessoas (e por consequência, dos pais) sobre educação dos filhos, sobre liberdade, sobre traumas e repressões, a par de outros problemas como a desagregação familiar, a extrema ocupação laboral dos pais, a facilidade com que se acede a toda a informação desde tenra idade sem supervisão nem acompanhamento, todo esse novelo emaranhado que rodeia o crescimento das nossas crianças e que a escola cada vez tem menos meios para desenredar, desagua na multiplicação de problemas graves na adolescêcia e na juventude. Fechar os olhos a isto é o que se tem feito, tentando simplesmente que esta realidade não transpareça demasiado nos dados de que se dispõe. Nesta matéria, os professores só têm razão quando acabam agredidos ou maltratados com testemunhas, e mesmo assim ... Responder Desrespeito aos Professores. ( fvilas.boas , 2 pontos (Bem Escrito), 13:56 | Quinta-feira, 20 de Mar de 2008) Estou deveras agastado com o que acabei de ver! Tenho 30 anos e no meu tempo de escola nunca vi uma coisa destas. Ao vêr o video ocorreu-me um pensamento! Hoje em dia já não há faltas a vermelho? Não se pode expulsar um aluno da aula? A professora ao invés de se pôr ao nível dos alunos devia tê-la expulsado logo da sala .. para que ela pudesse reflectir sobre os seus actos e, numa próxima vez pensar duas vezes antes de fazer outra. Mas o mais importante a reter é o seguinte: A educação é algo vem de casa .... mas que pode e deve ser moldado na escola, pelos professores. Mas como é possível os professores educarem se não podem penalizar, com castigos fisicos ou outros. Dantes havia e, não me consta que algum de nós ficasse com problemas mentais porque a professora deu uma reguada quando nos portamos manifestamente mal! Até os pais achavam bem! Sabiam que isso faz parte do processo de educação. A um ACTO corresponde uma CONSEQUÊNCIA! O processo de democratização do nosso país foi muito mal digerido por todos ... de uma ditadura está-se a passar lentamente para um estado de anarquia! Vamos todos refectir sobre o estado do país e recuperar o respeito a instiuições que dantes nos eram impostas e por isso foram renegadas, mas que fazem parte de uma sociedade moderna e regulada, tal como os professores e policias ... E os pais desta menina a pensar que a tinham educado bem... sinceramente! Se eles lerem isto .. castiguem-na e tirem-lhe o acesso ao telemovel, internet, televisão ... para que ela aprenda! " id="pdf-obj-1-4" src="pdf-obj-1-4.jpg">

(userEX100492, 2 pontos (Bem Escrito), 13:55 | Quinta-feira, 20 de Mar de 2008)

Estas coisas nascem bastante lá atrás, na família e nos primeiros anos de escola. A

enorme confusão que se instalou na cabeça da generalidade das pessoas (e por

consequência, dos pais) sobre educação dos filhos, sobre liberdade, sobre traumas e

repressões, a par de outros problemas como a desagregação familiar, a extrema

ocupação laboral dos pais, a facilidade com que se acede a toda a informação desde

tenra idade sem supervisão nem acompanhamento, todo esse novelo emaranhado que

rodeia o crescimento das nossas crianças e que a escola cada vez tem menos meios para

desenredar, desagua na multiplicação de problemas graves na adolescêcia e na

juventude.

Fechar os olhos a isto é o que se tem feito, tentando simplesmente que esta realidade

não transpareça demasiado nos dados de que se dispõe.

Nesta matéria, os professores só têm razão quando acabam agredidos ou maltratados

com testemunhas, e mesmo assim ...

De pequenino torcia-se o pepino ... <a href=( userEX100492 , 2 pontos (Bem Escrito), 13:55 | Quinta-feira, 20 de Mar de 2008) Estas coisas nascem bastante lá atrás, na família e nos primeiros anos de escola . A enorme confusão que se instalou na cabeça da generalidade das pessoas (e por consequência, dos pais) sobre educação dos filhos, sobre liberdade, sobre traumas e repressões, a par de outros problemas como a desagregação familiar, a extrema ocupação laboral dos pais, a facilidade com que se acede a toda a informação desde tenra idade sem supervisão nem acompanhamento, todo esse novelo emaranhado que rodeia o crescimento das nossas crianças e que a escola cada vez tem menos meios para desenredar, desagua na multiplicação de problemas graves na adolescêcia e na juventude. Fechar os olhos a isto é o que se tem feito, tentando simplesmente que esta realidade não transpareça demasiado nos dados de que se dispõe. Nesta matéria, os professores só têm razão quando acabam agredidos ou maltratados com testemunhas, e mesmo assim ... Responder Desrespeito aos Professores. ( fvilas.boas , 2 pontos (Bem Escrito), 13:56 | Quinta-feira, 20 de Mar de 2008) Estou deveras agastado com o que acabei de ver! Tenho 30 anos e no meu tempo de escola nunca vi uma coisa destas. Ao vêr o video ocorreu-me um pensamento! Hoje em dia já não há faltas a vermelho? Não se pode expulsar um aluno da aula? A professora ao invés de se pôr ao nível dos alunos devia tê-la expulsado logo da sala .. para que ela pudesse reflectir sobre os seus actos e, numa próxima vez pensar duas vezes antes de fazer outra. Mas o mais importante a reter é o seguinte: A educação é algo vem de casa .... mas que pode e deve ser moldado na escola, pelos professores. Mas como é possível os professores educarem se não podem penalizar, com castigos fisicos ou outros. Dantes havia e, não me consta que algum de nós ficasse com problemas mentais porque a professora deu uma reguada quando nos portamos manifestamente mal! Até os pais achavam bem! Sabiam que isso faz parte do processo de educação. A um ACTO corresponde uma CONSEQUÊNCIA! O processo de democratização do nosso país foi muito mal digerido por todos ... de uma ditadura está-se a passar lentamente para um estado de anarquia! Vamos todos refectir sobre o estado do país e recuperar o respeito a instiuições que dantes nos eram impostas e por isso foram renegadas, mas que fazem parte de uma sociedade moderna e regulada, tal como os professores e policias ... E os pais desta menina a pensar que a tinham educado bem... sinceramente! Se eles lerem isto .. castiguem-na e tirem-lhe o acesso ao telemovel, internet, televisão ... para que ela aprenda! " id="pdf-obj-1-41" src="pdf-obj-1-41.jpg">

Desrespeito aos Professores.

De pequenino torcia-se o pepino ... <a href=( userEX100492 , 2 pontos (Bem Escrito), 13:55 | Quinta-feira, 20 de Mar de 2008) Estas coisas nascem bastante lá atrás, na família e nos primeiros anos de escola . A enorme confusão que se instalou na cabeça da generalidade das pessoas (e por consequência, dos pais) sobre educação dos filhos, sobre liberdade, sobre traumas e repressões, a par de outros problemas como a desagregação familiar, a extrema ocupação laboral dos pais, a facilidade com que se acede a toda a informação desde tenra idade sem supervisão nem acompanhamento, todo esse novelo emaranhado que rodeia o crescimento das nossas crianças e que a escola cada vez tem menos meios para desenredar, desagua na multiplicação de problemas graves na adolescêcia e na juventude. Fechar os olhos a isto é o que se tem feito, tentando simplesmente que esta realidade não transpareça demasiado nos dados de que se dispõe. Nesta matéria, os professores só têm razão quando acabam agredidos ou maltratados com testemunhas, e mesmo assim ... Responder Desrespeito aos Professores. ( fvilas.boas , 2 pontos (Bem Escrito), 13:56 | Quinta-feira, 20 de Mar de 2008) Estou deveras agastado com o que acabei de ver! Tenho 30 anos e no meu tempo de escola nunca vi uma coisa destas. Ao vêr o video ocorreu-me um pensamento! Hoje em dia já não há faltas a vermelho? Não se pode expulsar um aluno da aula? A professora ao invés de se pôr ao nível dos alunos devia tê-la expulsado logo da sala .. para que ela pudesse reflectir sobre os seus actos e, numa próxima vez pensar duas vezes antes de fazer outra. Mas o mais importante a reter é o seguinte: A educação é algo vem de casa .... mas que pode e deve ser moldado na escola, pelos professores. Mas como é possível os professores educarem se não podem penalizar, com castigos fisicos ou outros. Dantes havia e, não me consta que algum de nós ficasse com problemas mentais porque a professora deu uma reguada quando nos portamos manifestamente mal! Até os pais achavam bem! Sabiam que isso faz parte do processo de educação. A um ACTO corresponde uma CONSEQUÊNCIA! O processo de democratização do nosso país foi muito mal digerido por todos ... de uma ditadura está-se a passar lentamente para um estado de anarquia! Vamos todos refectir sobre o estado do país e recuperar o respeito a instiuições que dantes nos eram impostas e por isso foram renegadas, mas que fazem parte de uma sociedade moderna e regulada, tal como os professores e policias ... E os pais desta menina a pensar que a tinham educado bem... sinceramente! Se eles lerem isto .. castiguem-na e tirem-lhe o acesso ao telemovel, internet, televisão ... para que ela aprenda! " id="pdf-obj-1-45" src="pdf-obj-1-45.jpg">

(fvilas.boas, 2 pontos (Bem Escrito), 13:56 | Quinta-feira, 20 de Mar de 2008)

Estou deveras agastado com o que acabei de ver!

Tenho 30 anos e no meu tempo de escola nunca vi uma coisa destas.

Ao vêr o video ocorreu-me um pensamento! Hoje em dia já não há faltas a vermelho?

Não se pode expulsar um aluno da aula?

A professora ao invés de se pôr ao nível dos alunos devia tê-la expulsado logo da sala ..

para que ela pudesse reflectir sobre os seus actos e, numa próxima vez pensar duas

vezes antes de fazer outra.

Mas o mais importante a reter é o seguinte: A educação é algo vem de casa

....

mas que

pode e deve ser moldado na escola, pelos professores.

Mas como é possível os professores educarem se não podem penalizar, com castigos

fisicos ou outros. Dantes havia e, não me consta que algum de nós ficasse com

problemas mentais porque a professora deu uma reguada quando nos portamos

manifestamente mal! Até os pais achavam bem! Sabiam que isso faz parte do processo

de educação. A um ACTO corresponde uma CONSEQUÊNCIA!

O processo de democratização do nosso país foi muito mal digerido por todos

...

de uma

ditadura está-se a passar lentamente para um estado de anarquia! Vamos todos refectir

sobre o estado do país e recuperar o respeito a instiuições que dantes nos eram impostas

e por isso foram renegadas, mas que fazem parte de uma sociedade moderna e regulada,

tal como os professores e policias ...

E os pais desta menina a pensar que a tinham educado

bem...

sinceramente! Se eles

lerem isto

..

castiguem-na e tirem-lhe o acesso ao telemovel, internet, televisão

...

para

que ela aprenda!

 

Sinto-me revoltado ....

saudações a todos os que não batem em professores ...

E por esta e por outra que eu nao dava para prof. Comigo esta menina ja esta no chao

com um selo no meio da pinha.

A professora nao tem nada que tirar objectos pessoais a quem quer que seja.

Nao soube ocupar o seu lugar.

Se a aluna nao está com um comportamento correcto em aula (por exemplo a mexer no

telemovel) é convidada a sair e ponto final.

Nao estou com isto a defender a aluna.

Mas o primeiro erro é da professora.

Muitos dos problemas que acontecem em sala de aula são por que os professores nao

sabem manter a distancia e têm atitudes erradas como esta.

A sala de aula é um espaço com regras. Quem nao esta a cumprir essas regras é posto na

rua e ponto final.

Estes miúdos estão no bom caminho para trolhas.

Duas semanas a lavar casas de banho da escola e resolvia-se o caso

...

as crianças sao o melhor do mundo !

mas nao se pode,

Sinto-me revoltado .... saudações a todos os que não batem em professores ... E por esta

Um bando de anormais em plena actuação. A professora, tentando manter alguma

dignidade, tentanto o impossível

...

perante a menina desequilibrada (só à chapada !). E

os comentários do grunho que filma (deixa estar

...

sai da frente

...

ahahah

...

olha a

velha vai cair !). Vai acontecer alguma coisa a estes alunos (?). NÃO ! A Guidinha da

DREN, a ministra sinistra e o seu apoio Valter vão-se lançar sobre a professora. Foi

nisto que deu toda a campanha de desprestígio dos professores. Este governo cometeu

o maior crime contra a Educação em Portugal !!! Mas estes meninos vão crescer e

amanhã poderão virar-se contra os Sócrates. Que tem a dizer 1º ministro ? Nada ...

provavelmente. Não lamente que já vai tarde. Ah ! E já agora : RANGEL AQUI ESTÃO

OS HOLLIGANS !

Esta aluna devia de ser expulsa da escola e apanhar um valente castigo dos pais.

No minimo, porque esta reaçcão é no minimo animalesca.

Sinto-me revoltado .... saudações a todos os que não batem em professores ... E por esta

É este o nosso futuo??

É este o nosso futuo?? <a href=( kidloco , 1 ponto , 13:48 | Quinta-feira, 20 de Mar de 2008) Meu Deus, isto é o futuro do nosso país?? está entregue à bixarada! Já não há respeito pelos professores, esta miuda o que merecia?? uma valente chapada da porf. "ái não!! não pode os direitos das crianças e o camandro". Explusão da escola e lavar os WC´s até ao final do ano lectivo!! Responder Como é possivel ... mas ainda bem que o aluno filmou tudo pois em vez de ser um filme giro passou a descredibilizar a atitude dos alunos por este pais fora!!! Benditos colégios corretivos!!! O que é a Dra. Ana Benavente pensa sobre isto? Onde anda o Engº. Gutierrez? Esta é a escola socialista, socializante e socializada, niveladora de classes, como se pode ver pela gravura junta. A disciplina e autoridade são conceitos fascistas. Mais uma vez, o problema da escola é puramente POLÍTICO. É preciso lembrar que o socialismo democrático é para exportação. Nas ditaduras socialistas esta criança estaria hoje num hospital psiquiátrico. NUM ESTILO, INESPERADAMENTE, SENSACIONALISTA ... ( Alfredo Pereira , 1 ponto , 14:03 | Quinta-feira, 20 de Mar de 2008) Parece-me absolutamente condenável que o EXPRESSO veicule «informação» desta forma, num estilo «sensasionalista» primário. Este, de facto, não é o EXPRESSO que já conheci. Como é possível difundir este vídeo, sem que, previamente, se tenha identificado e assinalado o contexto em que as circunstâncias imediatamente aparentes das images terão decorrido. Como é possível, sem cumprimento deste pressuposto básico, concluir que a alegada Professora foi "brutalizada" - mesmo tendo em conta as imagens expostas (com todos os significados que lhe possam ser atribuídos), questiona-se se o(a) autor(a) da notícia, o seu editor e demais responsáveis, conhecem o significado do termo "brutalizado". Aparentemente (sendo que por vezes a aparência é traiçoeira), observa-se uma conduta, desadequada e censurável, de um conjunto de alunos, face ao que se pressupõe ser uma Professora. No entanto, fica omisso, de forma estranha e não avaliada, qual terá sido o comportamento da docente, no âmbito deste "episódio". Tal como as "condenações" públicas e a justiça popular, o jornalismo fácil é uma prática muito censurável. Fico a aguardar que se apurem e se divulguem as circunstâncias em que tudo isto terá acontecido. " id="pdf-obj-3-4" src="pdf-obj-3-4.jpg">

(kidloco, 1 ponto , 13:48 | Quinta-feira, 20 de Mar de 2008)

Meu Deus, isto é o futuro do nosso país?? está entregue à bixarada! Já não há respeito

pelos professores, esta miuda o que merecia?? uma valente chapada da porf. "ái não!!

não pode os direitos das crianças e o camandro". Explusão da escola e lavar os WC´s até

ao final do ano lectivo!!

Como é possivel ...

mas ainda bem que o aluno filmou tudo pois em vez de ser um filme

giro passou a descredibilizar a atitude dos alunos por este pais fora!!!

Benditos colégios corretivos!!!

É este o nosso futuo?? <a href=( kidloco , 1 ponto , 13:48 | Quinta-feira, 20 de Mar de 2008) Meu Deus, isto é o futuro do nosso país?? está entregue à bixarada! Já não há respeito pelos professores, esta miuda o que merecia?? uma valente chapada da porf. "ái não!! não pode os direitos das crianças e o camandro". Explusão da escola e lavar os WC´s até ao final do ano lectivo!! Responder Como é possivel ... mas ainda bem que o aluno filmou tudo pois em vez de ser um filme giro passou a descredibilizar a atitude dos alunos por este pais fora!!! Benditos colégios corretivos!!! O que é a Dra. Ana Benavente pensa sobre isto? Onde anda o Engº. Gutierrez? Esta é a escola socialista, socializante e socializada, niveladora de classes, como se pode ver pela gravura junta. A disciplina e autoridade são conceitos fascistas. Mais uma vez, o problema da escola é puramente POLÍTICO. É preciso lembrar que o socialismo democrático é para exportação. Nas ditaduras socialistas esta criança estaria hoje num hospital psiquiátrico. NUM ESTILO, INESPERADAMENTE, SENSACIONALISTA ... ( Alfredo Pereira , 1 ponto , 14:03 | Quinta-feira, 20 de Mar de 2008) Parece-me absolutamente condenável que o EXPRESSO veicule «informação» desta forma, num estilo «sensasionalista» primário. Este, de facto, não é o EXPRESSO que já conheci. Como é possível difundir este vídeo, sem que, previamente, se tenha identificado e assinalado o contexto em que as circunstâncias imediatamente aparentes das images terão decorrido. Como é possível, sem cumprimento deste pressuposto básico, concluir que a alegada Professora foi "brutalizada" - mesmo tendo em conta as imagens expostas (com todos os significados que lhe possam ser atribuídos), questiona-se se o(a) autor(a) da notícia, o seu editor e demais responsáveis, conhecem o significado do termo "brutalizado". Aparentemente (sendo que por vezes a aparência é traiçoeira), observa-se uma conduta, desadequada e censurável, de um conjunto de alunos, face ao que se pressupõe ser uma Professora. No entanto, fica omisso, de forma estranha e não avaliada, qual terá sido o comportamento da docente, no âmbito deste "episódio". Tal como as "condenações" públicas e a justiça popular, o jornalismo fácil é uma prática muito censurável. Fico a aguardar que se apurem e se divulguem as circunstâncias em que tudo isto terá acontecido. " id="pdf-obj-3-29" src="pdf-obj-3-29.jpg">

O que é a Dra. Ana Benavente pensa sobre isto?

Onde anda o Engº. Gutierrez?

Esta é a escola socialista, socializante e socializada, niveladora de classes, como se pode

ver pela gravura junta. A disciplina e autoridade são conceitos fascistas.

Mais uma vez, o problema da escola é puramente POLÍTICO.

É preciso lembrar que o socialismo democrático é para exportação. Nas ditaduras

socialistas esta criança estaria hoje num hospital psiquiátrico.

NUM ESTILO, INESPERADAMENTE, SENSACIONALISTA ...

É este o nosso futuo?? <a href=( kidloco , 1 ponto , 13:48 | Quinta-feira, 20 de Mar de 2008) Meu Deus, isto é o futuro do nosso país?? está entregue à bixarada! Já não há respeito pelos professores, esta miuda o que merecia?? uma valente chapada da porf. "ái não!! não pode os direitos das crianças e o camandro". Explusão da escola e lavar os WC´s até ao final do ano lectivo!! Responder Como é possivel ... mas ainda bem que o aluno filmou tudo pois em vez de ser um filme giro passou a descredibilizar a atitude dos alunos por este pais fora!!! Benditos colégios corretivos!!! O que é a Dra. Ana Benavente pensa sobre isto? Onde anda o Engº. Gutierrez? Esta é a escola socialista, socializante e socializada, niveladora de classes, como se pode ver pela gravura junta. A disciplina e autoridade são conceitos fascistas. Mais uma vez, o problema da escola é puramente POLÍTICO. É preciso lembrar que o socialismo democrático é para exportação. Nas ditaduras socialistas esta criança estaria hoje num hospital psiquiátrico. NUM ESTILO, INESPERADAMENTE, SENSACIONALISTA ... ( Alfredo Pereira , 1 ponto , 14:03 | Quinta-feira, 20 de Mar de 2008) Parece-me absolutamente condenável que o EXPRESSO veicule «informação» desta forma, num estilo «sensasionalista» primário. Este, de facto, não é o EXPRESSO que já conheci. Como é possível difundir este vídeo, sem que, previamente, se tenha identificado e assinalado o contexto em que as circunstâncias imediatamente aparentes das images terão decorrido. Como é possível, sem cumprimento deste pressuposto básico, concluir que a alegada Professora foi "brutalizada" - mesmo tendo em conta as imagens expostas (com todos os significados que lhe possam ser atribuídos), questiona-se se o(a) autor(a) da notícia, o seu editor e demais responsáveis, conhecem o significado do termo "brutalizado". Aparentemente (sendo que por vezes a aparência é traiçoeira), observa-se uma conduta, desadequada e censurável, de um conjunto de alunos, face ao que se pressupõe ser uma Professora. No entanto, fica omisso, de forma estranha e não avaliada, qual terá sido o comportamento da docente, no âmbito deste "episódio". Tal como as "condenações" públicas e a justiça popular, o jornalismo fácil é uma prática muito censurável. Fico a aguardar que se apurem e se divulguem as circunstâncias em que tudo isto terá acontecido. " id="pdf-obj-3-47" src="pdf-obj-3-47.jpg">

(Alfredo Pereira, 1 ponto , 14:03 | Quinta-feira, 20 de Mar de 2008)

Parece-me absolutamente condenável que o EXPRESSO veicule «informação» desta

forma, num estilo «sensasionalista» primário. Este, de facto, não é o EXPRESSO que já

conheci.

Como é possível difundir este vídeo, sem que, previamente, se tenha identificado e

assinalado o contexto em que as circunstâncias imediatamente aparentes das images

terão decorrido. Como é possível, sem cumprimento deste pressuposto básico, concluir

que a alegada Professora foi "brutalizada" - mesmo tendo em conta as imagens expostas

(com todos os significados que lhe possam ser atribuídos), questiona-se se o(a) autor(a)

da notícia, o seu editor e demais responsáveis, conhecem o significado do termo

"brutalizado". Aparentemente (sendo que por vezes a aparência é traiçoeira), observa-se

uma conduta, desadequada e censurável, de um conjunto de alunos, face ao que se

pressupõe ser uma Professora. No entanto, fica omisso, de forma estranha e não

avaliada, qual terá sido o comportamento da docente, no âmbito deste "episódio".

Tal como as "condenações" públicas e a justiça popular, o jornalismo fácil é uma prática

muito censurável. Fico a aguardar que se apurem e se divulguem as circunstâncias em

que tudo isto terá acontecido.