Você está na página 1de 5

TAXONOMIA

DE BLOOM
ORIENTAÇÕES PARA REDIGIR COMPETÊNCIAS, HABILIDADES E ATITUDES

A taxonomia dos objetivos educacionais, também popularizada como
taxonomia de Bloom, é uma estrutura de organização hierárquica de categorias
cognitivas ou categorias de pensamento. Foi resultado do trabalho de uma comissão
multidisciplinar de especialistas de várias universidades dos EUA, liderada por Benjamin
S. Bloom, na década de 1950. Segundo Bloom (1972), em soluções de problemas que
exigem capacidades intelectuais, espera-se que o aluno organize ou reorganize um
problema, reconheça o material necessário, evoque este material e o utilize na situação
problemática.
Embora o pensamento não seja linear e tampouco estritamente hierárquico e
sequencial, sendo esta uma das críticas feitas ao trabalho de Bloom, sua categorização
dos domínios cognitivos, todavia, auxilia muito quando se trata de planejar situações de
aprendizagem, tanto no caso de se definirem competências como no de habilidades A
classificação foi mais tarde revisada por diversos cientistas, como Lorin W. Anderson e
David R. Krathwohl, coautor do trabalho original. Essa nova classificação apresenta
mudanças como colocar síntese redefinida como CRIATIVIDADE, em um nível mais
elevado do que avaliação.

DOMÍNIO COGNITIVO



TAXONOMIA DE BLOOM
ORIENTAÇÕES PARA REDIGIR COMPETÊNCIAS, HABILIDADES E ATITUDES


NIVEL DEFINIÇÃO AMOSTRA DE


VERBOS
RELEMBRAR / RECORDAR O aluno irá recordar ou Escreva
CATEGORIAS COGNITIVAS BÁSICAS

reconhecer Liste
informações, ideias e Rotule
princípios na forma Nomeie
(aproximada) em que Diga
foram aprendidas. Defina
ENTENDER / COMPREENDER O aluno traduz, Explique
compreende, ou Resuma
interpreta informação Parafraseie
com base em Descreva
conhecimento prévio. Ilustre
APLICAR O aluno seleciona, Use
transfere e usa dados e Compute
princípios para Resolva
resolver um problema Demonstre
ou completar uma Aplique
tarefa com um mínimo Construa
de supervisão.
ANALISAR O aluno distingue, Analise
CATEGORIAS COGNITIVAS SUPERIORES

classifica e relaciona Categorize


pressupostos, Classifique
hipóteses, evidências Compare
ou estrutura de uma Contraste
declaração ou Separe
questão.
AVALIAR O aluno aprecia, avalia Julgue
ou critica com base em Recomende
padrões e critérios Critique
específicos. Justifique
Defenda

CRIAR O aluno cria, integra e Crie
combina ideias num Planeje
produto, plano ou Elabore hipótese(s)
proposta novos para Invente
ele. Desenvolva





TAXONOMIA DE BLOOM
ORIENTAÇÕES PARA REDIGIR COMPETÊNCIAS, HABILIDADES E ATITUDES















TAXONOMIA DE BLOOM
ORIENTAÇÕES PARA REDIGIR COMPETÊNCIAS, HABILIDADES E ATITUDES

OS “BIG FIVE”

No campo afetivo, a equipe de Bloom fez algumas incursões na sistemática de categorizar as
competência de caráter socioemocional, mas não chegou a uma sistematização plena. No
entanto, inspiraram diversos pesquisadores independentes, do campo da Psicologia, a
identificar traços e estruturas da personalidade humana que pudessem definir os
comportamentos e atitudes desejáveis, relacionados ao domínio afetivo e social, àquilo que se
passou a denominar de “Inteligência emocional”. Definiram-se, então, 5 categorias, que
passaram a ser conhecidas como os BIG FIVE.

No quadro abaixo, estão os cincos domínios das competências afetivas com exemplos de verbos
de ação, relativos a cada campo, que podem orientar a definição de atitudes a serem
desenvolvidas pelos estudantes, no campo sócio-afetivo.

DOMÍNIO AFETIVO
CATEGORIAS SOCIOEMOCIONAIS – ‘BIG FIVE” VERBOS DE AÇÃO
Abertura a experiências => estar disposto e interessado pelas aceitar, atender, destacar, envolver-se,
experiências - Curiosidade, imaginação, criatividade, prazer escolher, estudar, favorecer, interessar-
pelo aprender… se, ouvir, participar, perguntar,
questionar, responder, seguir, selecionar,
usar, etc.
Consciência => ser organizado, esforçado e responsável pela adaptar, alterar, combinar, completar,
própria aprendizagem - perseverança, autonomia, concordar, defender, formular,
autorregulação, controle da impulsividade… generalizar, identificar, integrar, inter-
relacionar, modificar, ordenar, organizar,
preparar, relacionar, sintetizar etc
Extroversão => orientar os interesses e energia para o mundo adaptar-se, apoiar, apresentar,
exterior - autoconfiança, sociabilidade, entusiasmo… comunicar,defender, demonstrar,
desempenhar, discutir, expor, explicar,
escrever, estudar, falar, opinar,
responder, selecionar, etc.

Cooperatividade => atuar em grupo de forma cooperativa e acordar, ajudar, auxiliar, cooperar,
colaborativa - tolerância, simpatia, altruísmo… dialogar, desempenhar, generalizar,
influenciar, integrar, modificar, ouvir, etc.
Estabilidade emocional => demonstrar previsibilidade e (inter)agir, acolher, argumentar, cuidar,
consistência nas reações emocionais - autocontrole, calma, decidir, flexibilizar, mediar, persuadir,
sereninade… propor, questionar, resolver, revisar, ser
ético, verificar etc.



TAXONOMIA DE BLOOM
ORIENTAÇÕES PARA REDIGIR COMPETÊNCIAS, HABILIDADES E ATITUDES

Referências
Lorin W. Anderson et Lauren A. Sosniak. Bloom's Taxonomy: A Forty-Year Retrospective : Ninety-Third Yearbook of
the National Society for the Study of Education, University of Chicago Press, 1994. isbn 0226601641
Lorin W. Anderson, David R. Krathwohl, Peter W. Airasian, Kathleen A. Cruikshank, Richard E. Mayer, Paul R.
Pintrich, James Raths e Merlin C. Wittrock. A Taxonomy for Learning, Teaching, and Assessing — A Revision of
Bloom's Taxonomy of Educational Objectives. Addison Wesley Longman, Inc. 2001.