Você está na página 1de 2

UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE

ESCOLA SUPERIOR DE HOTELARIA E TURISMO DE INHAMBANE

FICHA DE CANDIDATURA À CULMINAÇÃO DO CURSO

I. IDENTIFICAÇÃO DO ESTUDANTE
Nome: Ábner Mutekuza Foia Número de Estudante: 2003 5001 044
Curso: Licenciatura em Turismo Ramo: Planeamento Turístico

II. FORMA DE CULMINAÇÃO DO CURSO


Relatório de Estágio Final
Época 2006

III. SINOPSE
Tema: Ecoturismo e Comunidades Rurais: a Experiência de Chinthopo
Motivação: propósito de melhor entender as manifestações do fenómeno eco-turismo e
dar o meu contributo para uma co-existência sustentável entre o eco-turismo e as
comunidades rurais na ânsia de que o mesmo possa contribuir para a redução dos
conflitos Animal/Homem/Natureza e aumentar os proveitos das comunidades de
Chinthopo obtidos a partir da pratica do ecoturismo sem contudo, querer substituir as
actividades tradicionais do campo, a agricultura e criação animal.
Justificação: O turismo e especialmente o eco-turismo é uma das indústrias mundiais
com um crescimento dos maiores e mais rápidos que existem. Tem grandes impactos
sobre o meio ambiente, tanto o construído como o natural, e o mais grave ainda, sobre a
paz dentro dele. Mesmo assim ninguém pode negar o potencial positivo que têm os
intercâmbios e conhecimentos trans - culturais promovendo interacções de paz em todos
os lugares do mundo. A desgraça real é uma homogeneização da cultura e um subjugo
das tradições locais sob as demandas dos visitantes.
Objectivo: Estudar a interacção existente entre as comunidades receptoras de turistas e o
desenvolvimento da prática do ecoturismo no posto administrativo de Chinthopo.
Metodologia: a metodologia a ser utilizada enquadra-se nas seguintes classificações :
• Quanto a forma de abordagem do problema, é uma “Pesquisa Qualitativa”,
fundamentada na percepção dos actores sociais envolvidos directa e indirectamente

1
na actividade turística, inserida na técnica de análise da localidade turística que,
segundo Kotler, Haider e Rein (1994), consiste em catalogar as características do
lugar e agrega-las à identificação das principais forças e fraquezas, assim como suas
oportunidades e ameaças para que se tenha a real visão analítica do lugar.
• Quanto aos seus objectivos, é uma “Pesquisa Explicativa”, pois visa identificar os
factores que determinam ou contribuem para a ocorrência dos fenómenos. Aprofunda
o conhecimento da realidade explicando a razão das coisas, que nas ciências sociais,
requer o uso do método observacional, como referido por Gil (1999:43).
Estrutura do Trabalho: 1.Introdução; 2.Procedimentos Metodológicos; 3.Marco
Teórico; 4.Revisão Bibliográfica; 5.Apresentação e Análise de Dados; 6.Discussão dos
Resultados; 7.Conclusão; 8.Referências Bibliográficas.
Bibliografia Preliminar:
I. FENNELL, David A. (2002). Ecoturismo: Uma Introdução. 1ª Ed. São
Paulo: Contexto
II. GIL, António Carlos (1999). Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. São
Paulo: Atlas.
III. KOTLER, Philip. HAIDER, D. H. e REINI I. (1994). Mercadotécnica de
localidades. Tradução: Luz Broissin. Cidade de México: Diana.
IV. LEMOS, Amália Inês de (2001). Turismo: Impactos Sócio-Ambientais. 3ª Ed.
São Paulo: editora HUCITEC.
V. LINDBERG, Kreig e HAWKINS, Donald E. (2002). Ecoturismo: um Guia
para Planejamento e Gestão. 4ª Ed. São Paulo: editora SENAC.
VI. PIRES, Paulo dos Santos (2002). Dimensões do Ecoturismo. São Paulo:
Senac.

Supervisores:
MsC. Luís dos Santos Namanha dr. Ernesto Macaringue
DPTUR – Tete E.S.H.T.I.
Cell: 82 509 2340 Cell: 82 851 8650
e-mail: dpturismo@teledata.mz e-mail:

Inhambane, 30 de Agosto de 2006

_________________________________________________