Você está na página 1de 2

Turma: Docência do Ensino Superior

Disciplina: Didática do Ensino Superior


Prof.ª Esp. Lucélia O. Barros

O Modelo Pedagógico VM para o desenvolvimento-de-


competências segundo Vasco Moretto.

O problema da complexidade no espaço escolar esta relacionado às


situações complexas vivenciadas pelos envolvidos diretamente no sistema de
ensino, pensando nisso, o autor revela a criação de um modelo pedagógico
com o objetivo de auxiliar a prática dos professores dentro de “um conjunto de
princípios fundamentados na perspectiva Epistemológica Construtivista
Sociointeracionista, tendo como foco a educação para o desenvolvimento-de-
competência”. (p. 75).
O modelo pedagógico VM, segundo o autor se refere ao “conjunto de
cinco recursos fundamentais que o sujeito cognoscente deve desenvolver para
resolver com competência, uma situação complexa”. (p. 76). Na ilustração a
seguir é possível ver o esquema dos cinco recursos do VM:
O autor explica que o primeiro recurso “CC”, para resolver uma situação
complexa se refere aos Conteúdos Conceituais, que por sua vez precisam ser
compreendidos, neste caso, é necessário haja conhecimento de “alguns
conteúdos conceituais e das relações fundamentais entre eles”. (p. 78).
O autor defende que o primeiro passo a ser dado, é o do professor, que
deve conhecer a si mesmo e posteriormente, conhecer os alunos, esse
reconhecimento se expande para a área psicológica e social.
Esse conhecimento é importante para que haja compreensão da
integralidade desse processo, ainda mais considerando esta amplitude, como
enfatiza o autor, é necessário ter esse conhecimento psicológica e social, para
só então lidar com a “diversidade de temperamentos, personalidades, valores
sociais, formas de aprendizagem etc. Conhecer, conceitualmente os
fundamentos psicossociais”. (p. 78).
O 2º recurso do modelo pedagógico VM se refere ao H, apontado pelo
autor como representante do „desenvolvimento de habilidades‟, o termo
habilidade, pode ser associada a múltiplas definições, todavia, “no senso
comum, habilidade é a capacidade que alguém desenvolveu para fazer alguma
atividade específica” (p.80).
Conforme esclarece Moretto (2013), para que haja uma melhor
compreensão do que seria „habilidade‟, é necessário analisar um exemplo de
metáfora relacionada, como a metáfora da transferência, melhor representada
pela ilustração a seguir:

Universo Pedagogia, 2014. Disponível em: <http://www.universopedagogia.com/2014/12/o-modelo-pedagogico-


vm-para-o.html>
Turma: Docência do Ensino Superior
Disciplina: Didática do Ensino Superior
Prof.ª Esp. Lucélia O. Barros

Esquema de representação de situação de transferência de


conhecimento:

Fonte: Adaptado de Moretto, 2013.

Conforme disposto acima é possível notar que de acordo com a metáfora da


transferência, uma vez que descobertas as igualdades, aplica-se no contexto
de uso, os procedimentos aprendidos no contexto de gênese, essa é a ideia
central nessa metáfora.
A linguagem “L” é o 3º recurso do modelo pedagógico VM, sabe-se que
a resolução de situações complexas exige uma linguagem própria, que
conforme estabelece o autor “adequada aos conteúdos conceituais a ela
relacionados”. (p. 86).
No que se refere a linguagem do professor, a linguagem é fundamental
visto que é o instrumento pelo qual media o ensino para o aluno através da
expressão oral e escrita. O 4º recurso, “VC”, representa os valores culturais,
também um importante atributo para resolução de situações complexas já que
a contextualização fornece sentido ao relacionar-se com o conhecimento.
Conforme corrobora Moretto (2013, p. 92) o “contexto normalmente está
relacionado aos valores culturais. Nos valores culturais estão a ética, a moral, o
projeto de sociedade, as representações, a linguagem, entre outros”.
A administração do emocional “A.E” é o quinto e último recurso, e
conforme explica o autor (p. 95) uma expressão comum pode explicitar melhor
essa situação quando exemplifica: “o sujeito perdeu a cabeça e por isso perdeu
o jogo”. Esse último e não menos importante recurso é considerado pó Moretto
(2013) como um dos pilares da competência profissional, pois ao falhar, o
professor compromete o ensino e, portanto, a aprendizagem do aluno.
Moretto (2013) explica que é comum ouvir os alunos lamentarem ao
fracassar nas provas, mesmo tendo se preparado de acordo com parte dos
recursos pedagógicos VM, senão pela maior parte, contudo o desenvolvimento
precário do recurso da “administração do emocional “A.E” é capaz de danificar
todos os outros”.
Mas professor, eu sei toda a matéria (CC), fiz todos os exercícios do
livro (H), domino a linguagem deste assunto (L), respeito os valores culturais e
sei relacioná-los ao assunto estudado (VC), só que na hora da prova fiquei
nervoso e deu branco. (p. 95).
Universo Pedagogia, 2014. Disponível em: <http://www.universopedagogia.com/2014/12/o-modelo-pedagogico-
vm-para-o.html>