Você está na página 1de 8

Curso de Fisioterapia

CASO CLÍNICO

Pré requisito para nota parcial do Estágio Supervisionado II

Discente: Leila Lopes Viana


Supervisores: Raimundo D. Simões/ Silas Faskomy
AVE
 AVE, AVC ou Stroke em inglês, descreve apenas o
comprometimento funcional neurológico.
 As formas são: anóxico- isquêmicos e hemorrágicos.
 Os subtipos isquêmicos são lacunares, ateroscleróticos e
embólicos, e os hemorrágicos são: intraparenquimatosos e
subaracnóideos.
 Os fatores de risco são:
-Riscos modificáveis (HAS, DM, fumo, fibrilação atrial,
sedentarismo, doenças cardíacas, ataque isquêmico transitório,
estenose carotídea assintomática).
-Riscos não modificáveis: (idade, sexo, raça, etnia,
hereditariedade).
-Outros: (álcool, anticorpo antifosfolipídeo, homocisteína elevada,
processo inflamatório e infecção)
UPP
As úlceras de pressão, também conhecidas como úlceras de
decúbito, escara ou escara de decúbito, são lesões de pele ou
partes moles, que originam-se de isquemia tecidual prolongada,
ocorre devido a qualquer posição que é mantida pelo paciente
durante um longo período de tempo (comum em pacientes
acamados ou em cadeira de rodas), especialmente em tecidos
onde há sobreposição de uma proeminência óssea, resultante da
presença de pouco tecido subcutâneo nessas regiões do corpo.
Fatores que contribuem para o desenvolvimento destas úlceras
são: pressão, cisalhamento, fricção, umidade excessiva.
Caso Clínico
Paciente: J.C.F.S, 62 anos, sexo masculino, admitido em
31/07/2018 com diagnóstico clínico de AVE e UPP, comatoso,
pupilas anisocóricas, em VE ao AA, expansão torácica
reduzida, FR: 23 ipm, FC: s/r, PA: 130/70 mmHg, Temp.:
36,4°, AP: MV(+) c/ roncos em vias aéreas superiores e
inferiores, com tiragem intercostal, padrão ventilatório
diafragmático, tosse ausente, extremidades frias e cianóticas.
Medicamentos prescritos:

 Captopril 25 mg,
 Heparina 5000 UI,
 AAS 100 mg,
 Omeprazol 20 mg,
 Dipirona 2 ml,
 Hidantal 2 ml,
 Losartana 50 mg,
 Besilato de anlodipino.
Condutas e Observações:

Paciente encontra-se comatoso, em ventilação espontânea,


com roncos em vias aéreas superiores e inferiores, com
tiragem intercostal e hipotermia, impossibilitando a realização
de condutas fisioterapêuticas necessárias.
QUESTIONAMENTO...

Falta de ética ou indiferença pelo sofrimento do próximo?


O Juramento de Hipócrates fica como diante de tal
situação?
REFERÊNCIAS:

Besilato de anlodipino, Aurobindo Pharma Indústria Farmacêutica Ltda. Comprimidos 5mg e 10mg.
Disponível em:
http://www.anvisa.gov.br/datavisa/fila_bula/frmVisualizarBula.asp?pNuTransacao=28990932016&pId
Anexo=4310050
Carvalho, M.D; Ulceras de Pressão. Disponível em: https://www.infoescola.com/doencas/ulceras-
de-pressao/
Chaves, M.L.F; Acidente vascular encefálico: conceituação e fatores de risco, Rev. Bras.
Hipertensão vol. 7(4): outubro/dezembro de 2000. Disponível em:
http://departamentos.cardiol.br/dha/revista/7-4/012.pdf