Você está na página 1de 6

A constituição da turma resulta da junção de alunos provenientes das turmas A e

E do 6º ano e, atendendo aos dados presentes na ficha biográfica, pode afirmar-se que se
trata de uma turma com alguma heterogeneidade, no que respeita ao nível sociocultural
e económico.
Nos seus tempos livres, a maioria dos alunos gosta de conviver e de passear com
os amigos, de jogar computador ou consola, de ver televisão (desenhos animados,
novelas e séries), de ouvir música, de praticar desporto (bicicleta, natação e dança,
como modalidades preferidas), de ler banda desenhada e livros de aventuras, e de ir ao
cinema. Alguns alunos referem outras actividades com as quais ocupam os tempos
livres – escrever, pintar, desenhar, tocar viola e frequentar as redes sociais na internet.
As disciplinas preferidas são Matemática, Inglês e Ciências Naturais, embora
Matemática e Inglês liderem a lista das disciplinas onde se sentem maiores dificuldades,
a par de Língua Portuguesa.
Os alunos gostam bastante da sua turma, qualificando-a como «simpática»,
«boa» e «divertida». Quanto à escola, os comentários são francamente favoráveis, pelo
facto de ser grande, bonita e agradável por causa do amplo espaço ao ar livre, com
muitas árvores. Apenas um aluno afirma não gostar da escola e outro demonstra o seu
desagrado com a cantina escolar.
Existe alguma diversidade quanto às profissões desejadas, com destaque para a
medicina (em diferentes especialidades) e a engenharia, e um elevado número de alunos
ainda não tem uma opção definida. A maioria dos alunos pretende prosseguir estudos,
tendo em conta que os mesmos garantem a entrada na universidade, contribuem para a
obtenção de um bom emprego e asseguram estabilidade e o sucesso no futuro.
No que se refere às áreas curriculares não disciplinares, todos opinam que
Estudo Acompanhado constitui uma indubitável ajuda na aquisição de métodos de
estudo, no reforço das aprendizagens em Matemática e em Língua Portuguesa e na
possibilidade de esclarecimento de dúvidas. A opinião sobre Formação Cívica é
consensual no que diz respeito ao contributo desta área para a promoção de atitudes
cívicas e ainda se considera que constitui um tempo útil na resolução de problemas de
alunos/turma. Por seu lado, Área de Projecto parece ser essencial para se aprender a
trabalhar em grupo, a elaborar trabalhos de investigação e a realizar projectos. Dois
alunos referem não gostar desta área não curricular, nomeadamente por preferirem o
trabalho individual.
Em caso de dificuldades no seu percurso escolar, os alunos afirmam recorrer à
ajuda dos professores, dos colegas e, sobretudo, da família – mãe, pai, irmãos, tios.

Considerando que a turma indicia motivação intrínseca para os estudos, o


Projecto Curricular de Turma privilegia as seguintes áreas de intervenção prioritária:
gosto pelo saber, educação para a saúde (incluindo os domínios da segurança pessoal e
colectiva), educação para os valores (cooperação e solidariedade), utilização das TIC.
O Projecto Curricular de Turma contempla o desenvolvimento das competências
transversais:
 Mobilizar saberes culturais, científicos e tecnológicos para compreender
a realidade e para abordar situações e problemas do quotidiano;
 Usar adequadamente linguagens das diferentes áreas do saber para se
expressar;
 Adoptar metodologias personalizadas de trabalho e de aprendizagem,
adequadas aos objectivos visados;
 Realizar actividades de forma autónoma, responsável e criativa;
 Cooperar com os outros em tarefas e projectos comuns;
 Estimular o relacionamento interpessoal e de grupo, cooperando com os
outros em tarefas e projectos comuns.
Para o efeito, os alunos realizam, desde já, actividades que promovem o
desenvolvimento das competências referidas, nomeadamente no âmbito das áreas
curriculares não disciplinares. Assim, em Formação Cívica, os grupos de trabalho estão
a abordar os procedimentos a ter em caso de situação de risco, quer em contexto escolar,
quer em contexto familiar. Os dois tempos lectivos de Estudo Acompanhado dedicam-
se, alternadamente, ao reforço e à consolidação das aprendizagens realizadas em Língua
Portuguesa e em Matemática. Em Área de Projecto, os diferentes grupos encontram-se,
de momento, a realizar pesquisa e selecção de informação subordinada à temática da
alimentação, abrangendo a dimensão do bem-estar (saúde / doença), da solidariedade (a
fome no mundo) e da interculturalidade (tradições gastronómicas do/no mundo). Os
trabalhos realizados têm como objectivo a edição de uma revista, em suporte de papel
ou electrónico.
A par destas actividades, os alunos irão participar nos diversificados projectos de
turma e/ou escola, à medida que forem surgindo propostas, como as Olimpíadas da
Matemática e o Concurso de Leitura, entre outras.
Ao longo do primeiro período, a turma realiza sessões de trabalho, promovidas
pelo Serviço de Psicologia e Orientação, que incidem sobre o tema «Eu e os Outros».
No segundo período, realizar-se-á uma visita de estudo a Belmonte, cruzando
objectivos interdisciplinares.
Ainda por calendarizar, estão previstas duas actividades: a participação na
campanha «Abrir as Mãos para África» (da responsabilidade do grupo de Educação
Moral e Religião Católica) e uma acção de formação sobre drogas e toxicodependência,
contemplando os efeitos químicos e as consequências penais do seu uso/consumo
(proposta pelo representante dos encarregados de educação).
A constituição da turma resulta da junção de alunos provenientes das turmas A e
E do 6º ano e, atendendo aos dados presentes na ficha biográfica, pode afirmar-se que se
trata de uma turma com alguma heterogeneidade, no que respeita ao nível sociocultural
e económico.
Nos seus tempos livres, a maioria dos alunos gosta de conviver e de passear com
os amigos, de jogar computador ou consola, de ver televisão (desenhos animados,
novelas e séries), de ouvir música, de praticar desporto (bicicleta, natação e dança,
como modalidades preferidas), de ler banda desenhada e livros de aventuras, e de ir ao
cinema. Alguns alunos referem outras actividades com as quais ocupam os tempos
livres – escrever, pintar, desenhar, tocar viola e frequentar as redes sociais na internet.
As disciplinas preferidas são Matemática, Inglês e Ciências Naturais, embora
Matemática e Inglês liderem a lista das disciplinas onde se sentem maiores dificuldades,
a par de Língua Portuguesa.
Os alunos gostam bastante da sua turma, qualificando-a como «simpática»,
«boa» e «divertida». Quanto à escola, os comentários são francamente favoráveis, pelo
facto de ser grande, bonita e agradável por causa do amplo espaço ao ar livre, com
muitas árvores. Apenas um aluno afirma não gostar da escola e outro demonstra o seu
desagrado com a cantina escolar.
Existe alguma diversidade quanto às profissões desejadas, com destaque para a
medicina (em diferentes especialidades) e a engenharia, e um elevado número de alunos
ainda não tem uma opção definida. A maioria dos alunos pretende prosseguir estudos,
tendo em conta que os mesmos garantem a entrada na universidade, contribuem para a
obtenção de um bom emprego e asseguram estabilidade e o sucesso no futuro.
No que se refere às áreas curriculares não disciplinares, todos opinam que
Estudo Acompanhado constitui uma indubitável ajuda na aquisição de métodos de
estudo, no reforço das aprendizagens em Matemática e em Língua Portuguesa e na
possibilidade de esclarecimento de dúvidas. A opinião sobre Formação Cívica é
consensual no que diz respeito ao contributo desta área para a promoção de atitudes
cívicas e ainda se considera que constitui um tempo útil na resolução de problemas de
alunos/turma. Por seu lado, Área de Projecto parece ser essencial para se aprender a
trabalhar em grupo, a elaborar trabalhos de investigação e a realizar projectos. Dois
alunos referem não gostar desta área não curricular, nomeadamente por preferirem o
trabalho individual.
Em caso de dificuldades no seu percurso escolar, os alunos afirmam recorrer à
ajuda dos professores, dos colegas e, sobretudo, da família – mãe, pai, irmãos, tios.

Considerando que a turma indicia motivação intrínseca para os estudos, o


Projecto Curricular de Turma privilegia as seguintes áreas de intervenção prioritária:
gosto pelo saber, educação para a saúde (incluindo os domínios da segurança pessoal e
colectiva), educação para os valores (cooperação e solidariedade), utilização das TIC.
O Projecto Curricular de Turma contempla o desenvolvimento das competências
transversais:
 Mobilizar saberes culturais, científicos e tecnológicos para compreender
a realidade e para abordar situações e problemas do quotidiano;
 Usar adequadamente linguagens das diferentes áreas do saber para se
expressar;
 Adoptar metodologias personalizadas de trabalho e de aprendizagem,
adequadas aos objectivos visados;
 Realizar actividades de forma autónoma, responsável e criativa;
 Cooperar com os outros em tarefas e projectos comuns;
 Estimular o relacionamento interpessoal e de grupo, cooperando com os
outros em tarefas e projectos comuns.
Para o efeito, os alunos realizam, desde já, actividades que promovem o
desenvolvimento das competências referidas, nomeadamente no âmbito das áreas
curriculares não disciplinares. Assim, em Formação Cívica, os grupos de trabalho estão
a abordar os procedimentos a ter em caso de situação de risco, quer em contexto escolar,
quer em contexto familiar. Os dois tempos lectivos de Estudo Acompanhado dedicam-
se, alternadamente, ao reforço e à consolidação das aprendizagens realizadas em Língua
Portuguesa e em Matemática. Em Área de Projecto, os diferentes grupos encontram-se,
de momento, a realizar pesquisa e selecção de informação subordinada à temática da
alimentação, abrangendo a dimensão do bem-estar (saúde / doença), da solidariedade (a
fome no mundo) e da interculturalidade (tradições gastronómicas do/no mundo). Os
trabalhos realizados têm como objectivo a edição de uma revista, em suporte de papel
ou electrónico.
A par destas actividades, os alunos irão participar nos diversificados projectos de
turma e/ou escola, à medida que forem surgindo propostas, como as Olimpíadas da
Matemática e o Concurso de Leitura, entre outras.
Ao longo do primeiro período, a turma realiza sessões de trabalho, promovidas
pelo Serviço de Psicologia e Orientação, que incidem sobre o tema «Eu e os Outros».
No segundo período, realizar-se-á uma visita de estudo a Belmonte, cruzando
objectivos interdisciplinares.
Ainda por calendarizar, estão previstas duas actividades: a participação na
campanha «Abrir as Mãos para África» (da responsabilidade do grupo de Educação
Moral e Religião Católica) e uma acção de formação sobre drogas e toxicodependência,
contemplando os efeitos químicos e as consequências penais do seu uso/consumo
(proposta pelo representante dos encarregados de educação).