Você está na página 1de 16

03/06/2015

Línguaportuguesa–Wikipédia,aenciclopédialivre

Línguaportuguesa–Wikipédia,aenciclopédialivre Línguaportuguesa Origem:Wikipédia,aenciclopédialivre. A

Línguaportuguesa

Origem:Wikipédia,aenciclopédialivre.

expansãoparaosulcomopartedaReconquistadeu­sea difusãodalínguapelasterrasconquistadasemaistarde, comasdescobertasportuguesas,paraoBrasil,Áfricae outraspartesdomundo. Oportuguêsfoiusado,naquela época,nãosomentenascidadesconquistadaspelos portugueses,mastambémpormuitosgovernanteslocais nosseuscontatoscomoutrosestrangeirospoderosos. Especialmentenessaalturaalínguaportuguesatambém influenciouváriaslínguas.

3

4

edosPaísesLusófonos.Comaproximadamente280

milhõesdefalantes,oportuguêséa5ªlínguamaisfalada

nomundo,a3ªmaisfaladanohemisférioocidentalea

maisfaladanohemisfériosuldaTerra.

DuranteaEradosDescobrimentos,marinheiros

portugueseslevaramoseuidiomaparalugaresdistantes.

Aexploraçãofoiseguidaportentativasdecolonizarnovas

terrasparaoImpérioPortuguêse,comoresultado,o

portuguêsdispersou­sepelomundo.BrasilePortugalsão

osdoisúnicospaísescujalínguaprimáriaéoportuguês.

Entretanto,oidiomaétambémlargamenteutilizadocomo

línguafrancanasantigascolôniasportuguesasde

Alémdisso,porrazõeshistóricas,falantesdoportuguês

sãoencontradostambémemMacau,noTimor­Lesteeem

Goa.

567

8

9

Oportuguêséconhecidocomo"alínguadeCamões"(em

homenagemaumadasmaisconhecidasfigurasliterárias

dePortugal,LuísVazdeCamões,autordeOsLusíadas)e

"aúltimaflordoLácio"(expressãousadanosoneto

LínguaPortuguesa,doescritorbrasileiroOlavoBilac ). MigueldeCervantes,océlebreautorespanhol,

10

consideravaoidioma"doceeagradável". Emmarçode

2006,oMuseudaLínguaPortuguesa,ummuseuinterativo

sobreoidioma,foifundadoemSãoPaulo,Brasil,acidade

comomaiornúmerodefalantesdoportuguêsemtodoo

mundo.

11

12

Português

Total

defalantes: Total:273milhões

Posição: 5.ªcomolínguanativa

Nativa:250milhões

12

6.ªcomolínguanativaesegundalíngua

Português

Estatutooficial

Língua

oficialde:

Regulado

por:

Códigosdelíngua

ISO639­1: pt

ISO639­2: por

(http://www.sil.org/iso639‐ 3/documentation.asp?id=por) Línguamaterna Línguaoficialeadministrativa

Línguamaterna

Línguaoficialeadministrativa

Línguaculturaloudeimportânciasecundária

Comunidadesdeminoriaslusófonas

Índice

03/06/2015

Línguaportuguesa–Wikipédia,aenciclopédialivre

1História2Distribuiçãogeográfica 2.1Idiomaoficial 2.2Línguaestrangeiraeofuturo 3Visibilidadepolítica 4Dialetos 5Léxico

2Distribuiçãogeográfica1História 2.1Idiomaoficial 2.2Línguaestrangeiraeofuturo 3Visibilidadepolítica 4Dialetos 5Léxico

2.1Idiomaoficial1História 2Distribuiçãogeográfica 2.2Línguaestrangeiraeofuturo 3Visibilidadepolítica 4Dialetos 5Léxico

2.2Línguaestrangeiraeofuturo

3Visibilidadepolítica2.1Idiomaoficial 2.2Línguaestrangeiraeofuturo 4Dialetos 5Léxico 6Classificaçãoelínguasrelacionadas

4Dialetos2.2Línguaestrangeiraeofuturo 3Visibilidadepolítica 5Léxico 6Classificaçãoelínguasrelacionadas 7Ortografia

5Léxico3Visibilidadepolítica 4Dialetos 6Classificaçãoelínguasrelacionadas 7Ortografia

6Classificaçãoelínguasrelacionadas

7Ortografia4Dialetos 5Léxico 6Classificaçãoelínguasrelacionadas 7.1Reformasortográficas 8Gramática 9Fonologia 9.1Vogais

7.1Reformasortográficas5Léxico 6Classificaçãoelínguasrelacionadas 7Ortografia 8Gramática 9Fonologia 9.1Vogais 9.2Consoantes

8Gramática7Ortografia 7.1Reformasortográficas 9Fonologia 9.1Vogais 9.2Consoantes

9Fonologia7Ortografia 7.1Reformasortográficas 8Gramática 9.1Vogais 9.2Consoantes 9.3Exemplodepronúnciasdiferentes

9.1Vogais7Ortografia 7.1Reformasortográficas 8Gramática 9Fonologia 9.2Consoantes 9.3Exemplodepronúnciasdiferentes 10Vertambém

9.2Consoantes7.1Reformasortográficas 8Gramática 9Fonologia 9.1Vogais 9.3Exemplodepronúnciasdiferentes 10Vertambém

9.3Exemplodepronúnciasdiferentes

10Vertambém9.1Vogais 9.2Consoantes 9.3Exemplodepronúnciasdiferentes 11Referências 12Bibliografia

11Referências9.2Consoantes 9.3Exemplodepronúnciasdiferentes 10Vertambém 12Bibliografia

12Bibliografia10Vertambém 11Referências 12.1Apoioàaprendizagemdoportuguês­InstitutoCamões

12.1Apoioàaprendizagemdoportuguês­InstitutoCamões

12.2Dicionáriosemlinha12.1Apoioàaprendizagemdoportuguês­InstitutoCamões 12.3Dicionários 12.4Ferramentasdeapoioàescritaemportuguês

12.3Dicionários12.2Dicionáriosemlinha 12.4Ferramentasdeapoioàescritaemportuguês

12.4Ferramentasdeapoioàescritaemportuguês

12.5Períodoshistóricosdalínguaportuguesa

13Ligaçõesexternas12.3Dicionários 12.4Ferramentasdeapoioàescritaemportuguês 12.5Períodoshistóricosdalínguaportuguesa

História

Mapa cronológico mostrandoo desenvolvimentodaslínguasdo sudoesteda Europa entreasquaiso português.

Mapacronológicomostrandoo

desenvolvimentodaslínguasdo

sudoestedaEuropaentreasquaiso

português.

Oportuguêsteveorigemnoqueéhojea

GalizaeonortedePortugal,derivadado

latimvulgarquefoiintroduzidonooesteda

penínsulaIbéricahácercadedoismilanos.

ocidentaldapenínsula(Galaicos,

noroestedapenínsulaIbéricae

desenvolveu­senasuafaixaocidental,

incluindopartedaantigaLusitâniaeda

pelossoldadosromanos,colonose

magistrados.Ocontactocomolatimvulgar

fezcomque,apósumperíodode

13

Poesiamedieval

portuguesa

Dasquevejo

nomdesejo

outrasenhorsevósnom,

edesejo

tamsobejo,

matariaumleon,

senhordomeucoraçom:

fimroseta,

belasobretodafror,

fimroseta,

nommemeta

bilinguismo,aslínguaslocaisdesaparecessem,levandoaoaparecimentodenovos

dialectos.Assume­sequealínguainiciouoseuprocessodediferenciaçãodas

outraslínguasibéricasatravésdocontactodasdiferenteslínguasnativaslocais

comolatimvulgar,oquelevouaopossíveldesenvolvimentodediversostraços

individuaisaindanoperíodoromano.

seuprocessodediferenciaçãodasoutraslínguasromânicasdepoisdaquedado

ImpérioRomano,duranteaépocadasinvasõesbárbarasnoséculoVquandosurgiramasprimeirasalterações

fonéticasdocumentadasquesereflectiramnoléxico.ComeçouaserusadaemdocumentosescritospeloséculoIX,e

noséculoXVtornara­senumalínguaamadurecida,comumaliteraturabastanterica.

emtalcoitavoss'amor!

(c.1270–1330)

141516 Alínguainiciouasegundafasedo

ospovosqueviviamasuldaLusitâniapré­romana,oscónioseosceltas,começamoseuprocessoderomanização.

03/06/2015

Línguaportuguesa–Wikipédia,aenciclopédialivre

17

Aslínguaspaleo­ibéricas,comoaLíngualusitanaouasul­lusitanasãosubstituídaspelolatim. Alínguadifundiu­ secomachegadadossoldados,colonosemercadores,vindosdasváriasprovínciasecolóniasromanas,que construíramcidadesromanasnormalmentepertodecidadesnativas.

18

Apartirde409d.C., enquantooImpérioRomanoentravaemcolapso,apenínsulaIbéricaerainvadidaporpovos

deorigemgermânicaeiranianaoueslava (suevos,vândalos,búrios,alanos,visigodos),conhecidospelosromanos comobárbarosquereceberamterrascomofederados.Osbárbaros(principalmenteossuevoseosvisigodos) absorveramemgrandeescalaaculturaealínguadapenínsula;contudo,desdequeasescolaseaadministração romanafecharam,aEuropaentrounaIdadeMédiaeascomunidadesficaramisoladas,olatimpopularcontinuoua evoluirdeformadiferenciadalevandoàformaçãodeumproto­ibero­romance"lusitano"(ouproto­galego­

saqalibas,oárabetornou­sealínguadeadministraçãodasáreasconquistadas.Contudo,apopulaçãocontinuouausar

assuasfalasromânicas,omoçárabenasáreassobodomíniomouro,detalformaque,quandoosmourosforam

expulsos,ainfluênciaqueexerceramnalínguafoirelativamentepequena.Oseuefeitoprincipalfoinoléxico,coma

introduçãodecercademilpalavrasatravésdomoçárabe­lusitano.

19

Em1297,comaconclusãodareconquista,oreiD.DinisIprosseguepolíticas

emmatériadelegislaçãoecentralizaçãodopoder,adoptandooportuguês comolínguaoficialemPortugal.Oidiomaseespalhoupelomundonos séculosXVeXVIquandoPortugalestabeleceuumimpériocoloniale

exclusivanailhadoSriLankaporquase350anos.Duranteessetempo,

muitaslínguascrioulasbaseadasnoportuguêstambémapareceramemtodoo

mundo,especialmentenaÁfrica,naÁsiaenoCaribe.

Emmarçode1994foifundadooBosquedePortugal,nacidadesul­brasileira

homenageiaosimigrantesportugueseseospaísesqueadotamalínguaportuguesa;originalmenteeramseteas

naçõesqueestavamrepresentadasempilares,mascomaindependênciadeTimor­Leste,estetambémfoi

20

ODiadaLínguaPortuguesaedaCulturaécomemoradoem5deMaio,sendopromovidopelaCPLPecelebradoem

todooespaçolusófono.

21

Distribuiçãogeográfica

Paísesondeoportuguêséoidiomaoficial.

Paísesondeoportuguêséoidiomaoficial.

Oportuguêséalínguadamaioriadapopulaçãode

22

23

24

Angola. Apesardeapenas6,5%dapopulaçãode Moçambiqueserdefalantesnativosdoportuguês,o

idiomaéfaladoporcercade39,6%dosmoçambicanos,

25

26

deacordocomocensode1997. Alínguatambémé

27

faladapor11,5%dapopulaçãodaGuiné­Bissau. Não existemdadosdisponíveisrelativosaCaboVerde,mas quasetodaapopulaçãoébilíngue,sendooscabo­ verdianosmonolínguesfalantesdocrioulocabo­ verdiano.

HátambémsignificativascomunidadesdeimigrantesfalantesdoportuguêsemmuitospaísescomoAndorra

(15,4%), Austrália, Bermudas, Canadá(0,72%ou219.275pessoassegundoocensode2006, masentre

28

29

30

31

400.000e500.000deacordocomNancyGomes), Curaçao,França, Japão, Jersey, Luxemburgo(9%),

Namíbia(4­5%),

Venezuela(1a2%ou254.000a480.000pessoas) enosEstadosUnidos(0,24%dapopulaçãoou687.126falantes

32

33

34

39

35

22

3637

Paraguai(10,7%ou636.000pessoas), ÁfricadoSul, Suíça(196milcidadãosem2008),

41

38

40

42

43

44

45

03/06/2015

Línguaportuguesa–Wikipédia,aenciclopédialivre

EmalgumaspartesdoqueeraaÍndiaPortuguesa,comoGoa eDamãoeDiu, oportuguêsaindaéfalado,embora

estejaemviasdedesaparecimento.

46

47

Idiomaoficial

CPLP)consisteemnovepaísesindependentesquetêmo

Países­membrosdaComunidadedosPaísesdeLíngua Portuguesa(CPLP) Paísesobservadoresouassociados

PaísesobservadoresouassociadosPaíses­membrosdaComunidadedosPaísesdeLíngua Portuguesa(CPLP) PaísesoficialmenteinteressadosnaCPLP

PaísesoficialmenteinteressadosnaCPLPPaíses­membrosdaComunidadedosPaísesdeLíngua Portuguesa(CPLP) Paísesobservadoresouassociados

484950

8

AGuinéEquatorialfezumpedidoformaldeadesão

plenaàCPLPemjunhode2010edeveadicionaro

portuguêscomoterceiralínguaoficial(aoladodo espanholedofrancês),jáqueestaéumadascondições paraentrarnogrupo.OPresidentedaRepúblicadaGuiné Equatorial,ObiangNguemaMbasog,eoPrimeiro­ MinistroChefedeEstado,IgnacioMilamTang,

aprovarameapresentaramnodia20dejulhode2011o

novoProjeto­LeiConstitucionalquepretendeadicionaro

portuguêscomolínguaoficial.Odecretoaguarda

ratificaçãopelaCâmaradeRepresentantesdoPovoeentraráemvigor20diasapósasuapublicaçãonoBoletim

Oficialdoestado(equivalenteaoportuguêsDiáriodaRepública).

OportuguêsétambémumadaslínguasoficiaisdaregiãoadministrativaespecialchinesadeMacau(aoladodo

51

53

54

55

56

52

Poderáacrescentar­seaessenúmeroaimensadiásporadecidadãosdenações

lusófonasespalhadapelomundo,estimando­sequeascendaaos10milhões

incluindo­senissoaobtençãodedadosporcentuaisdessadiásporaquefala

efetivamentealínguadeCamões,umavezqueumaporçãosignificativaserá

decidadãosdepaíseslusófonosnascidosforadeterritóriolusófono

descendentesdeimigrantes,osquaisnãonecessariamentefalamoportuguês.

Énecessárioter­seigualmenteemcontaqueboapartedasdiásporas

nacionaisjáseencontracontabilizadanaspopulaçõesdospaíseslusófonos,

ouograndenúmerodecidadãosemigrantesportuguesesnoBrasilenos

PALOPs.

57

Alínguaportuguesaestánocotidianode241milhõesdepessoas,quetêm

contatodiretoouindiretolegal,jurídicoesocialmentecomalínguaportuguesa,podendotalcontatoconsistirdo

idiomanodia­a­dia,passandopelaeducação,pelocontatocomaadministraçãolocalouinternacional,pelocomércio

e/ouserviços,ouatémesmoconsistirdosimplesvislumbredesinalética,informaçãomunicipalepublicidadeem

português.

Cabenotaraindaoimportanteaumentoeaconsolidaçãodapopulaçãodasváriasjurisdiçõesparanúmeros

arredondadosfacilmenteidentificáveis:Portugalpassados10,5milhões;oBrasilpassados200milhões,

Moçambiquedos24milhões,Angolados18milhões,Guiné­Bissau1,5milhão,ogrupoinsularafricanoCaboVerde

eSãoToméePríncipe,quetêm1milhão,Timor­Leste,quetambémtempraticamenteamesmapopulação,eMacau

com500mil.Númerosrecentesereaisque,individualmenteeemconjunto,fortalecemassuasnações,as

identidadeslusófonasealínguaportuguesanopanoramainternacional.

03/06/2015

Línguaportuguesa–Wikipédia,aenciclopédialivre

Segundodadosestatísticosoficiaisefiáveisdosrespectivosgovernoseseusinstitutosnacionaisdeestatística,a

populaçãodecadaumadasdezjurisdiçõeséaseguinte

(porordemdecrescente):

Gráficodesetores ilustrandoaporcentagemdefalantesdo portuguêsporpaís.

Gráficodesetoresilustrandoaporcentagemdefalantesdo

portuguêsporpaís.

País

População(est.

IDH(2013)

2014)

58

202.656.788

0,744(elevado)

24.692.144

0,393(baixo)

24.300.000

0,526(baixo)

10.813.834

0,822(muito

elevado)

 

1.693.398

0,396(baixo)

 

1.201.542

0,620(médio)

 

722.254

0,566(médio)

 
 

587.914

0,868(muito

elevado)

 

538.535

0,636(médio)

 

190.428

0,558(médio)

Total

267.396.837

S/D

Línguaestrangeiraeofuturo

Oensinoobrigatóriodoportuguêsnoscurrículosescolareséobservadono

Uruguai enaArgentina. Outrospaísesondeoportuguêséensinadoem escolas,ouondeseuensinoestásendointroduzidoagora,incluem

59

60

61

62

63

63

63

63

63

63

NoestadodeGoanaÍndia,atualmenteoportuguêséaprendido,noensino oficialeparticular.AUniversidadedeGoatemummestradoemEstudos

Portuguesesdesde1988.

SegundoestimativasdaUNESCO,oportuguêséumdosidiomasquemais

crescementreaslínguaseuropeiasapósoinglêseoespanhol.Oportuguêsé

milhõesdepessoasaté2050.Nototal,ospaísesdelínguaportuguesaterãoporvoltade400milhõesdepessoasno

mesmoano.

64

64

Desde1991,quandooBrasilassinounomercadoeconômicodoMercosulcomoutrospaísessul­americanos,como

Argentina,UruguaieParaguai,temhavidoumaumentonointeressepeloestudodoportuguêsnasnaçõesda

AméricadoSul.OpesodemográficodoBrasilnocontinentecontinuaráareforçarapresençadoidiomanaregião.

66

65

EmboranoiníciodoséculoXXI,depoisdeMacautersidocedidaàChina,ousodeportuguêsestivesseemdeclínio

naÁsia,estánovamentesetornandoumalínguarelativamentepopularporlá,principalmenteporcausadoaumento

doslaçosdiplomáticosefinanceiroschinesescomospaísesdelínguaportuguesa.

Visibilidadepolítica

67

03/06/2015

Línguaportuguesa–Wikipédia,aenciclopédialivre

Existeumnúmerocrescentedepessoasquefalamportuguês,nosmédiaenaInternet,queestãoapresentandotal

situaçãoàComunidadedosPaísesdeLínguaPortuguesa(CPLP)eoutras

organizaçõesparaarealizaçãodeumdebatenacomunidadelusófona,como

objetivodeapresentarumapetiçãoparatornaroportuguêsumadaslínguas

Emoutubrode2005,duranteaconvençãointernacionaldoElosClube

InternacionaldaComunidadeLusíada,realizadaemTavira(Portugal),uma

petiçãocujotextopodeserencontradonaInternetcomotítulo"Petiçãopara

tornaroidiomaportuguêsoficialnaONU"foiredigidaeaprovadapor

68

unanimidade. RômuloAlexandreSoares,presidentedaCâmaraBrasil­ Portugal,destacaqueoposicionamentodoBrasilnocenáriointernacional comoumadaspotênciasemergentesdoséculoXXI,pelotamanhodesua população,eapresençadasuavariantedoportuguêsemtodoomundo, forneceumajustificaçãolegítimaparaapetiçãoenviadaàONU,eassim

69

tornaroportuguêsumadaslínguasoficiaisdaorganização. Estaé actualmenteumadascausasdoMovimentoInternacionalLusófono.

70

EmÁfrica,oportuguêsélínguaoficialemCaboVerde,SãoToméePríncipe,Guiné­Bissau,Moçambiquee

71

Angola. Finalmente,naÁsia,encontra­seTimor­Lesteumanaçãolusófona.

Dialetos

8

Assimcomoosoutrosidiomas,oportuguêssofreuumaevoluçãohistórica,

sendoinfluenciadoporváriosidiomasedialetos,atéchegaraoestágio

conhecidoatualmente.Deve­seconsiderar,porém,queoportuguêsdehoje

compreendeváriosdialetosesubdialetos,falaresesubfalares,muitasvezes

bastantedistintos,alémdedoispadrõesreconhecidosinternacionalmente(o

portuguêsbrasileiroeoportuguêseuropeu).Nomomentoatual,oportuguêsé

aúnicalínguadomundoocidentalfaladapormaisdecemmilhõesdepessoas

comduasortografiasoficiais(énotadoqueainglêstêmdiferençasde

ortografiapontuaismasnãoortografiasoficiaisdivergentes).Estasituação

deveserresolvidapeloAcordoOrtográficode1990.

72

Foi,entretanto,concluídopelaProfessoraMariaReginaRocha,queatravés

dasregrasdoAcordoOrtográficode1990,foramunificados569vocábulos,

2.691palavrasqueapresentavamdiferençasentreasortografias

portuguesa/africana/asiáticaebrasileiraassimsemantiveramapósareforma

ortográfica,1.235passaramaterumagrafiadiferentee,assim,3.926

vocábulosficamcomdiferençasgráficasentreambososladosdoAtlântico.

73

Alínguaportuguesatemgrandevariedadededialectos,muitosdelescom

umaacentuadadiferençalexicalemrelaçãoaoportuguêspadrãosejano

BrasilouemPortugal.

dediferentesdialectos.

747576 Taisdiferenças,entretanto,nãoprejudicammuitoainteligibilidadeentreoslocutores

77

OsprimeirosestudossobreosdialectosdoportuguêseuropeucomeçaramaserregistadosporLeitedeVasconcelos

nocomeçodoséculoXX.

encontradosnalgumdialectonoBrasil.Oportuguêsafricano,emespecialoportuguêssão­tomense,temmuitas

semelhançascomoportuguêsdoBrasil.Aomesmotempo,osdialetosdosuldePortugal(chamados"meridionais")

apresentammuitassemelhançascomofalarbrasileiro,especialmente,ousointensivodogerúndio(e.g.falando,

escrevendo,etc.).NaEuropa,osdialectostransmontanoealto­minhotoapresentammuitassemelhançascomo

7879 Mesmoassim,todososaspectosesonsdetodososdialectosdePortugalpodemser

galego. Umdialectojáquasedesaparecidoéoportuguêsoliventinoouportuguêsalentejanooliventino,faladoem

80

81

03/06/2015

Línguaportuguesa–Wikipédia,aenciclopédialivre

Apósaindependênciadasantigascolôniasafricanas,oportuguêspadrãodePortugaltemsidooescolhidopelos

paísesafricanosdelínguaportuguesa.Logo,oportuguêstemapenasdoisdialetosdeaprendizagem,oeuropeueo

brasileiro.Note­sequenalínguaportuguesaeuropeiaháumavariedadeprestigiadaquedeuorigemànorma­padrão:

avariedadedeLisboa. NoBrasil,amaiorquantidadedefalantesseencontranaregiãosudestedopaís,essaregião

foialvodeintensasmigraçõesinternas,graçasaoseupodereconômico.ODistritoFederalapresentaumdestaque

devidoaoseudialetopróprio,pelasváriasordasdemigraçãointerna.Osdialectoseuropeuseamericanosdo

portuguêsapresentamproblemasdeinteligibilidademútua(dentrodosdoispaíses),devido,sobretudo,adiferenças

culturais,fonéticas,lexicais.Nenhumpode,noentanto,serconsideradocomointrinsecamentemelhorouperfeito.

82

83

AlgumascomunidadescristãsfalantesdeportuguêsnaÍndia,SriLanka,MalásiaeIndonésiapreservaramasua

línguamesmodepoisdeteremficadoisoladasdePortugal.Alínguafoimuitoalteradanessascomunidadese,em

muitas,nasceramcrioulosdebaseportuguesa,algunsdosquaisaindapersistem,apósséculosdeisolamento.

Tambémépercebívelumavariedadedepalavrasoriginadasdoportuguêsnotétum.Palavrasdeorigemportuguesa

entraramnoléxicodeváriasoutraslínguas,comoojaponês,osuaíli,oindonésioeomalaio.

84

85

japonês ,o suaíli ,o indonésio eo malaio . 84 85 Diale tosdoportuguês dePortugal Dialet osdoportuguês
japonês ,o suaíli ,o indonésio eo malaio . 84 85 Diale tosdoportuguês dePortugal Dialet osdoportuguês
japonês ,o suaíli ,o indonésio eo malaio . 84 85 Diale tosdoportuguês dePortugal Dialet osdoportuguês

Léxico

ODicionárioHouaissdaLínguaPortuguesa,comcercade228500entradas,

376500acepções,415500sinónimos,26400antónimose57000palavras

arcaicas,éumexemplodariquezaléxicadalínguaportuguesa.Segundoum levantamentofeitopelaAcademiaBrasileiradeLetras,alínguaportuguesa

tematualmentecercade356milunidadeslexicais.Essasunidadesestão

87

Amaiorpartedoléxicodoportuguêséderivadodolatim,jáqueoportuguês éumalínguaromânica.Noentanto,porcausadaocupaçãomourada PenínsulaIbéricaduranteaIdadeMédiaeaparticipaçãodePortugalnaEra dosDescobrimentos,adotoupalavrasdetodoomundo.NoséculoXIII,por

exemplo,oléxicodoportuguêstinhacercade80%desuaspalavrascom

origemlatinae20%comorigempré­romana,germânicaeárabe.Atualmente,

alínguaportuguesaostentaemseuvocabuláriotermosprovenientesdediferentesidiomascomooprovençal,o

Muitopoucaspalavrasemportuguêspodemtersuaorigemrastreadaatéoshabitantespré­romanosdePortugal,que incluíamosgalaicos,lusitanos,célticosecónios.Ofeníciosecartagineses,brevementepresentesnaregião,também deixaramalgunspoucosvestígios.NoséculoV,aPenínsulaIbérica(aHispâniaromana)foiconquistadapelos germânicossuevosevisigodos.Essespovoscontribuíramcomalgumaspalavrasaoléxicoportuguês,principalmente

nasrelacionadasàguerra.EntreosséculosIXeXIII,oportuguêsadquiriucercade800palavrasdoárabe,devidoa

influênciamouranaIberia.NoséculoXV,asexploraçõesmarítimasportuguesaslevaramàintroduçãode

estrangeirismosdemuitasdaslínguasasiáticas.DoséculoXVIaoXIX,porcausadopapeldePortugalcomo

intermediárionocomérciodeescravosnoAtlânticoeoestabelecimentodegrandescolóniasportuguesasemAngola,

MoçambiqueeBrasil,oportuguêssofreuváriasinfluênciasdeidiomasafricanoseameríndios.

8889

03/06/2015

Línguaportuguesa–Wikipédia,aenciclopédialivre

Classificaçãoelínguasrelacionadas

Oportuguêséumalínguaindo­europeia,dogrupodaslínguasromânicas(ou

latinas),asquaisdescendemdolatim,pertencenteaoramoitálicodafamília

indo­europeia.ComparadocomasoutraslínguasdaPenínsulaIbérica,

excluindoogalegoeomirandês,considera­setermaioresparecençascomo

sistemavocálicocatalão,mastambémexistemalgumassimilitudesentreo

portuguêseosfalarespirenaicoscentrais.Comofactordecisivoparaa

evoluçãodoportuguêsconsidera­sefrequêntementeainfluênciadeum

substratocelta.Osfonemasvocálicosnasaisestabelecemumasimilitudecom

oramogalo­românico(especialmentecomofrancêsantigo).

90

Alínguaportuguesaé,emalgunsaspectos,parecidacomalínguacastelhana,

talcomocomalínguacatalãoualínguaitaliana,masémuitodiferentena

suasintaxe,nasuafonologiaenoseuléxico.Umfalantedeumadaslínguas

precisadealgumapráticaparaentenderumfalantedaoutra.Alémdomais,

asdiferençasnovocabuláriopodemdificultaroentendimento.Entretanto,

essasituaçãousualmenteseconfigurausandoovocabuláriocorrenteda

língua.Geralmente,hápalavrasportuguesasdamesmaorigemetimológica

(àsvezesemdesuso)queasdosoutrosromances.Compare­seporexemplo:

Elafechasempreajanelaantesdejantar.(emportuguês)(línguaatual)

Ellacierrasiemprelaventanaantesdecenar.(castelhano)

Elacerrasempreaventanaantesdecear.(usandoamesmaetimologia)

Enquantoosfalantesdeportuguêstêmumnívelnotáveldecompreensãodocastelhano,osfalantescastelhanostêm,

emgeral,maiordificuldadedeentendimento.Istoaconteceporqueoportuguês,apesardetersonsemcomumcomo

castelhano,tambémtemsonsparticulares.Noportuguês,porexemplo,hávogaiseditongosnasais(provavelmente

herançadaslínguascélticas).

sílabasfinaiseasvogaisátonasfinaistendemaserensurdecidasoumesmosuprimidas.Estaparticularidadeda

variedadeeuropeiachama­seo‘processodereduçãodovocalismoátono’.

9192 Alémdisso,noportuguêseuropeuháumaprofundareduçãodeintensidadedas

Hámuitaslínguasdecontatoderivadasdoouinfluenciadaspeloportuguês,comoporexemploopatuámacaensede

93

Ortografia

Oportuguêstemduasnormasescritas(padrõesoustandards)reconhecidas

internacionalmente:

NormaportuguesaAsededaAcademiaBrasileirade LetrasnoRiodeJaneiro,Brasil. Normabrasileira

NormabrasileiraLetrasnoRiodeJaneiro,Brasil. Normaportuguesa

Empregadoporcercade85%dosfalantesdoportuguês,opadrãobrasileiroé

hojeomaisfalado,escrito,lidoeestudadodomundo.É,ademais,

amplamenteestudadonospaísesdaAméricadoSul,devidoàgrande

importânciaeconômicadoBrasilnoMercosul.

AsdiferençasentreasvariedadesdoportuguêsdaEuropaedoBrasilestãono

vocabulário,napronúnciaenasintaxe,especialmentenasvariedades

vernáculas,enquantonostextosformaisessasdiferençasdiminuembastante.

AsdiferençasnãosãomaioresqueentreoinglêsdosEstadosUnidosedoReinoUnidoouofrancêsdaFrançaede

Québec. Ambasasvariedadessão,semdúvida,dialectosdamesmalínguaeosfalantesdeambasasvariedades

podementender­seapenascompequenasdificuldadespontuais.

94

03/06/2015

Línguaportuguesa–Wikipédia,aenciclopédialivre

Essasdiferençasentreasvariantessãocomunsatodasaslínguasnaturais,ocorrendoemmaioroumenorgrau,

dependendodocaso.ComumoceanoentreBrasilePortugal,eaolongodequinhentosanos,alínguaevoluiude

maneiradiferenteemambosospaíses,dandoorigemadoispadrõesdelinguagemsimplesmentediferentes,não

existindoumpadrãoquesejamaiscorretoemrelaçãoaooutro.

Éimportantesalientarquedentrodaquiloaqueseconvencionouchamar"portuguêsdoBrasil"e"português

europeu"háumgrandenúmerodevariaçõesregionais.

Umdostraçosmaisimportantesdoportuguêsbrasileiroéoseu

conservadorismoemrelaçãoàvarianteeuropeia,sobretudonoaspecto

fonético.UmportuguêsdoséculoXVImaisfacilmentereconheceriaafalade

95

umbrasileirodoséculoXXcomosuadoqueafaladeumportuguês. O exemplomaisfortedistoéovocalismoátonousadonoBrasil,que correspondeaodoportuguêsdaépocadosdescobrimentos.Assim,a linguísticanãosóretiraqualquerautoridadedequalquervarianteemrelação àsoutras,comomostraqueadistânciaentreasvarianteseentreosseus falantesnãoétãograndecomomuitospensam.

Oquemaisafastaasduasvariantesnãoéoseuléxicooupronúnciadistintos,

consideradosnaturaisaténummesmopaís,masantesacircunstância,pouco

comumnaslínguas,deseguiremduasortografiasdiferentes.Porexemplo,o

Brasileliminouo"c"dassequênciasinteriorescc/cç/ct,eo"p"das

sequênciaspc/pç/ptsemprequenãosãopronunciadosnaformacultada

língua,umremanescentedopassadolatinodalínguaquepersistiuno

portuguêseuropeu.

acção

acto

contacto

direcção

eléctrico

óptimo

adopção

ação

ato

contato

direção

elétrico

ótimo

adoção

Nota:noBrasilmantêm­sequandopronunciadas,comoemfacção,

compactar,intelectual,aptidãoetc.

Tambémocorremdiferençasdeacentuaçãodevidoapronúnciasdiferentes.NoBrasil,empalavrascomoacadêmico,

anônimoebidêusa­seoacentocircunflexoportratar­sedevogaisfechadas,enquantonosrestantespaíseslusófonos

estasvogaissãoabertas:académico,anónimoebidérespectivamente.

Reformasortográficas

Durantemuitosanos,Portugal(até1975,incluíaassuascolónias)eoBrasil

tomaramdecisõesunilateralmenteenãochegaramaumacordocomum,

legislandosobrealíngua.

96

envolvidosempolémicasedivergênciasentreospaísessignatários.Osmais

significativosforamoAcordoOrtográficode1943queesteveemvigor

apenasnoBrasilentre12deagostode1943e31dedezembrode2008(com

algumasalteraçõesintroduzidaspeloAcordoOrtográficode1971)eo

AcordoOrtográficode1945,emvigoremPortugaletodasascolónias

portuguesasdaépoca,desde8deDezembrode1945atéàentradaemvigor

doAcordoOrtográficode1990(queaindanãoentrouemvigoremtodosos

paísessignatários).

96

Acordode1990

03/06/2015

Línguaportuguesa–Wikipédia,aenciclopédialivre

OAcordoOrtográficode1990foipropostoparacriarumanormaortográficaúnica,dequeparticiparamnaaltura

todosospaísesdelínguaoficialportuguesa,eemqueestevepresenteumadelegaçãonãooficialdeobservadoresda

Galiza.OssignatáriosqueratificaramoacordooriginalforamPortugal(1991),Brasil(1995),CaboVerde(1998)e

SãoToméePríncipe(2006).

72

Emjulhode2004foiaprovado,emSãoToméePríncipe,oSegundo

ProtocoloModificativo,duranteaCúpuladosChefesdeEstadoede governodaCPLP.OSegundoProtocolovempermitirqueoacordopossa vigorarcomaratificaçãodeapenastrêspaíses,semanecessidadede aguardarquetodososdemaismembrosdaCPLPadotemomesmo procedimento,econtemplavatambémaadesãodeTimor­Leste,queainda

nãoeraindependenteem1990.Assim,tendoemvistaqueoSegundo

ProtocoloModificativofoiratificadopeloBrasil(2004),CaboVerde

(2005)eSãoToméePríncipe(2006),equeoAcordopassariaautomaticamenteavigorarummêsapósaterceira

ratificaçãonecessária,tecnicamente,onovoAcordoOrtográficodaLínguaPortuguesaestáemvigor,naordem

jurídicainternacionalenosordenamentosjurídicosdostrêsEstadosacimaindicados,desde1ºdeJaneirode2007.

Variedadesortográficas

Portugalepaíses quenãoassinaram

Brasilepaíses

queassinaramo

oacordode1990

acordode1990

direcção

direção

óptimo

ótimo

97

Depoisdemuitadiscussão,nodia16demaiode2008,oparlamentoportuguêsratificouoSegundoProtocolo

Modificativo,estabelecendoumprazodeatéseisanosparaqueareformaortográficasejatotalmenteimplantada.No

entanto,nãoexistenenhumadataoficialparaavigênciadotratadonopaís,peloqueseregesegundoanormaoficial

de1945.

98

NoBrasil,houveavigênciadesdejaneirode2009,tendoopresidenteLuizInácioLuladaSilvaassinadolegislação

sobreoacordonosegundosemestrede2008.Porém,até2012asduasortografiasestiveramvigentes.

99

Gramática

Agramática,amorfologiaeasintaxedoidiomaportuguêsésemelhanteàgramáticadasdemaislínguasromânicas,

especialmenteàdoespanholeaindamaisàdogalego.Oportuguêséumidiomarelativamentesintéticoeflexivo.

101

100

Substantivos,adjetivos,pronomeseartigossãomoderadamenteflexionados:existemdoisgêneros(masculinoe

feminino)edoisnúmeros(singulareplural).Ocasogramaticaldasualínguaancestral,olatim,foiperdido,masos

pronomespessoaissãoaindadivididosemtrêstiposprincipaisdeformas:sujeito,objetodoverboeobjetoda

preposição.Amaioriadossubstantivoseadjetivospodelevarmuitossufixosdiminutivosouaumentativos

derivacionaiseamaioriadosadjetivospodemtersufixoderivacional"superlativo".Normalmenteosadjetivos

seguemosubstantivo.

100101

Osverbossãoaltamenteflexionados:existemtrêstempos(passado,presenteefuturo),trêsmodos(indicativo, subjuntivo,imperativo),trêsaspectos(perfectivo,imperfectivoeprogressiva),duasvozes(ativaepassiva)eum

infinitivoflexionado.Temposmaisqueperfeitoseimperfeitossãosintéticos,totalizando11paradigmasde

conjugação,enquantotodosostemposprogressivoseconstruçõespassivassãoperifrásticos.Comoemoutraslínguas

românicas,existetambémumaconstruçãoimpessoalpassiva,ondeoagentesubstituídoporumpronomeindefinido.

OportuguêsébasicamenteumalínguaSVO,emboraasintaxeSOVpossaocorrercomalgunspoucospronomesea

ordemdaspalavrasgeralmentenãosejatãorígidaquantonoinglês,porexemplo.Éumalinguagemdesujeitonulo,

comumatendênciadequedadosobjetosdepronomes,bemcomodasvariedadescoloquiais.Oportuguêstemdois

100101

Alínguaportuguesatemváriascaracterísticasgramaticaisqueadistinguemdamaioriadasoutraslínguasromânicas,

comoumpretéritomais­que­perfeitosintético,verbonofuturodosubjuntivo,infinitivoflexionadoeumpresente

perfeitocomumsentidoiterativo.Umrecursoexclusivodoidiomaportuguêséamesóclise,ainfixaçãodepronomes

clíticosemalgumasformasverbais.

Fonologia

100101

03/06/2015

Línguaportuguesa–Wikipédia,aenciclopédialivre

Alínguaportuguesacontémalgunssonsúnicosparafalantesdeoutraslínguas,tornando­se,porisso,necessárioque

românicas,comvogaisoraisenasais,ditongosnasaisedoisditongosnasaisduplos.Asvogaissemifechadas /e/, /o/ easvogaissemiabertas /ɛ/, /ɔ/ sãoquatrofonemasseparados,aoinvésdoespanhol,eocontrasteentreelaséusado paraapofonia.Oportuguêseuropeutambémpossuiduasvogaiscentrais,umadasquaistendeaseromitidanafala

comooecaducdofrancês.Há,noportuguês,ummáximodenovevogaisoraise19consoantes,emboraalgumas

variedadesdalínguatenhammenosfonemas(oportuguêsbrasileiroégeralmenteanalisadocomotendosetevogais

orais).Hátambémcincovogaisnasais,quealgunslinguistasconsideramcomoalofonesdasvogaisorais,dez

ditongosoraisecincoditongosnasais.Nototal,oportuguêsdoBrasiltem13fonemasvogais.

102

Vogais

Paraassetevogaisdolatimvulgar,oportuguêseuropeuacrescentou

duasvogaiscentraispróximas,umadasquaistendeaserelididanafala

rápida.Acargafuncionaldestasduasvogaisadicionaisémuitobaixa.As

vogaisaltas /e o/ easvogaisbaixas /ɛ ɔ/ sãoquatrofonemasdistintose elessealternamemváriasformasdeapofonia.Comoocatalão,o portuguêsusaqualidadedavogalparacontrastarsílabasestressadas​​com sílabasátonas:vogaisisoladastendemaserlevantadas,eemalguns casos,centralizadas,quandoátonas.Ditongosnasaisocorrem

principalmentenasextremidadesdaspalavras.

102

Consoantes

Fonemasconsonantaisdoportuguês

103104

Planode monotongos doPortuguêsde Lisboa.

PlanodemonotongosdoPortuguêsde

Lisboa.

       

m

   

n

 

ɲ

   

p

b

 

t

d

   

k

ɡ

 
 

f

v

s

z

ʃ

ʒ

   

ʁ

     

l

 

ʎ

   
     

ɾ

       

Exemplodepronúnciasdiferentes

ExcertodoépiconacionalportuguêsOsLusíadas,deLuísdeCamões(I,33)

03/06/2015

Línguaportuguesa–Wikipédia,aenciclopédialivre

Original

IPA(Lisboa)

IPA(RiodeJaneiro)

IPA(SãoPaulo)

Sustentavacontraele

suʃtẽˈtavɐ ˈkõtɾɐ ˈeɫɨ ˈvɛnuʒ ˈbɛɫɐ

suʃtẽˈtavɐ ˈkõtɾɐ ˈeli ˈvẽnuʒ ˈbɛlɐ

sustẽ̞ˈtavɐ ˈkõtɾɐ ˈeli ˈvẽnuz ˈbɛlɐ

Vénusbela,

Afeiçoadaàgente

ɐfɐjˈsuaðɐː ˈʒẽtɨ ɫuzi ˈtɐnɐ

afejsuˈadaː ˈʒẽtʃi luziˈt̃ɐ̃̃nɐ

afejsuˈadaː ˈʒẽtʃi luziˈt̃ɐ̃̃nɐ

Lusitana,

Porquantasqualidadesvia

puɾ ˈkw̃ɐ̃tɐʃ kwɐɫiˈðaðɨʒ ˈviɐ ˈnɛɫɐ

puʀ ˈkw̃̃ɐ̃tɐʃ kwaliˈdadʒiʒ ˈviɐ ˈnɛlɐ

pʊɾ ˈkw̃ɐ̃tɐs kwaliˈdadʒɪz ˈviɐ ˈnɛlɐ

nela

Daantigatãoamadasua

dãˈtiɣɐ ˈt̃ɐ̃w ɐˈmaðɐ ˈsuɐ ʁuˈmɐnɐ

da ̃ɐˈtʃigɐ t̃ɐw ̃ɐ̃ˈmadɐ ˈsuɐ ʁoˈm̃ɐnɐ

da ̃ɐˈtʃiɡɐ ˈt̃ɐw ̃̃ɐ̃ˈmadɐ ˈsuɐ ʁõˈm̃ɐnɐ

Romana;

Nosfortescorações,

nuʃ ˈfɔɾtɨʃ kuɾɐˈsõjʃ nɐ ˈgɾ̃ɐdɨ ɨʃˈtɾeɫɐ

nuʃ ˈfɔʁtʃiʃ koɾaˈsõjʃ nɐ ˈgɾ̃ɐdʒi iʃˈtɾelɐ

nus ˈfɔɾtʃis koɾaˈsõjs nɐ ˈgɾ̃ɐdʒi isˈtɾelɐ

nagrandeestrela,

Quemostraramnaterra

kɨ muʃˈtɾaɾ̃ɐw nɐ ˈtɛʁɐ tĩʒiˈtɐnɐ

ki moʃˈtɾaɾ̃̃ɐw na ˈtɛʁɐ tʒĩʒiˈt̃ɐnɐ

ki mosˈtɾaɾ̃̃ɐw na ˈtɛʁɐ tʒĩʒi ˈt̃ɐ̃nɐ

Tingitana,

Enalíngua,naqual

i nɐ ˈɫĩɡwɐ nɐ ˈkwaɫ ˈkwɐ̃du imɐˈʒinɐ

i na ˈlĩgwɐ na ˈkwaw ˈkw̃ɐdu ĩmaˈʒĩnɐ

i na ˈlĩɡwɐ na ˈkwaw ˈkw̃ɐdu ĩmaˈʒinɐ

quandoimagina,

Compoucacorrupçãocrê

kõ ˈpokɐ kuʁupˈs̃ɐw ˈkɾe kɨˈɛ ɐ ɫɐˈtinɐ

kũ ˈpowkɐ koʁupˈs̃ɐw kɾe ˈki ɛ a laˈtʃĩnɐ

kũ ˈpokɐ koʁup(i)ˈs̃ɐw ˈkɾe

queéaLatina.

ˈki ɛ a laˈtʃĩnɐ

105

Vertambém

Referências

2011.

3. VÁZQUEZCUESTA,Pilar;MendesdaLuz,Albertina.Gramáticadalínguaportuguesa.Lisboa:Edições70,1989.p.180.

9. MichaelSwan,BernardSmith.PortugueseSpeakers.LearnerEnglish:aTeacher'sGuidetoInterferenceandOther

Problems.[S.l.]:CambridgeUniversityPress,2001.378p.

03/06/2015

Línguaportuguesa–Wikipédia,aenciclopédialivre

MunicipaldeCuritiba(12dejunhode2007).Visitadoem5deoutubrode2007.

24. 99,8%declararamfalarportuguêsnocensode1991

33. 580milestimadosparausá­lacomolínguamaternanocensode1999e490.444cidadãosnocensode2007,consulte

37. Cercade1%dapopulação,principalmenteosrefugiadosdeAngolanoNortedopaís

13demaiode2011

migrações,Janus,http://janusonline.pt/2001/2001_3_2_5.html,visitadoem13demaiode2011

42. Carvalho,AnaMaria(2010),"PortugueseintheUSA",inPotowski,Kim,LanguageDiversityintheUSA,Cambridge

UniversityPress,pp.346,ISBN978­0­521­74533­8

21/04/2010.

46. PortugueseLanguageinGoa(http://www.colaco.net/1/port.htm)Colaco.net.Visitadoem21/04/2010.

13/07/2010.

PublicidadeLda(05/05/2007).Visitadoem18/05/2011.

português).

português).

Visitadoem9dejunhode2012.

74. DicionáriodaIlha­FalareFalaresdaIlhadeSantaCatarina.[S.l.:s.n.].

03/06/2015

80.

12­2009.

81.

82.

Visitadoem10dejunhode2012.

83.

Visitadoem9dejunhode2012.

84.

85.

Visitadoem9dejunhode2012.

86.

87.

88.

89.

90.

91.

92.

93.

EmCafundó,esforçoparasalvaridentidade.SãoPaulo,SP:OEstadodeSãoPaulo,2006dezembro24,p.A8.

94.

95.

Visitadoem14denovembrode2010.

96.

97.

98.

05­2008).Visitadoem6dejaneirode2010.

99.

MEC.Visitadoem9dejunhode2012.

100.

101.

2012.

102.

HandbookoftheInternationalPhoneticAssociationpg.126–130;areferênciaaplica­seàtodaaseção.

103.

Cruz­Ferreira(1995):91

104.

Barbosa&Albano(2004):228–229

105.

Bibliografia

Apoioàaprendizagemdoportuguês­InstitutoCamões

Dicionáriosemlinha

primeirodicionárioemlinhacomasregrasdoAcordoOrtográficode1990,daPortoEditora

03/06/2015

Línguaportuguesa–Wikipédia,aenciclopédialivre

Dicionários

Ferramentasdeapoioàescritaemportuguês

Períodoshistóricosdalínguaportuguesa

LindleyCintra­HomenagemaoHomem,aoMestreeaoCidadãoLisboa:Cosmos/FLUL,1999,pp.366–369.

Ligaçõesexternas

Estapáginafoimodificadapelaúltimavezà(s)12h20minde20demaiode2015.