Você está na página 1de 15

LAUDO DE VISTORIA DE MANIFESTAÇÕES

PATOLÓGICAS

SALA COMERCIAL

Fone: (47) 9 9641-1782 – e-mail: bsolanho@gmail.com


1
LAUDO DE VISTORIA DE MANIFESTAÇÕES PATOLÓGICAS

SALA COMERCIAL

Assunto: Laudo de Vistoria de Manifestações Patológicas

Cliente: João Bibas

Estudo: Sala Comercial

Av. Nereu Ramos, 1045, Piçarras, SC

Responsável Técnico Bianca Pistuni Solanho


Engenheira Civil
Pelo Laudo
CREA/SC 139781-9

ART: s/ART

Data: Maio / 2018

Fone: (47) 9 9641-1782 – e-mail: bsolanho@gmail.com


2
1.INTRODUÇÃO

Patologia pode ser entendida como a parte da engenharia que estuda os


sintomas, os mecanismos e as origens dos defeitos das construções civis, ou
seja, é o estudo das partes do diagnóstico do problema. À terapia cabe estudar a
correção e a solução desses problemas patológicos. Para obter êxito nas medidas
terapêuticas, é necessário que o estudo precedente da questão, ou seja, o
diagnóstico, tenha sido bem conduzido.
Um edifício está sujeito sempre às movimentações naturais da estrutura,
efeitos térmicos, higroscópicos, à deterioração natural causada pelo tempo e as
intempéries, efeitos de defeitos construtivos, além de uma série de outros fatores
que podem vir a causar os mais diferentes tipos de manifestações patológicas.

Fone: (47) 9 9641-1782 – e-mail: bsolanho@gmail.com


3
2.OBJETIVO DO TRABALHO

Este laudo tem por objetivo documentar os problemas verificados na


vistoria efetuada no mês de abril de 2018, na sala comercial do Edifício Dona
Zozima, situado na cidade de Piçarras, SC.
Na vistoria buscou-se identificar as manifestações patológicas, danos e
defeitos construtivos existentes na sala, bem como informar métodos de reparo e
prevenção.

Fone: (47) 9 9641-1782 – e-mail: bsolanho@gmail.com


4
3.INSPEÇÃO
No mês de abril de 2018 foi realizada a inspeção in loco da edificação.
A edificação foi inspecionada visualmente e as ocorrências encontradas
foram descritas no presente relatório.
O escopo deste trabalho é descrever e documentar manifestações
patológicas, danos e defeitos construtivos identificados na edificação, bem como
indicar reparos e futuras prevenções para as manifestações encontradas.
Não fazem parte do escopo deste relatório a análise da edificação sob a
ótica do cálculo estrutural, bem como análise de fundações, cobertura, elevadores
e sistemas elétricos e hidro sanitários. Não foram removidos de sua posição
móveis e demais objetos durante a vistoria.

Fone: (47) 9 9641-1782 – e-mail: bsolanho@gmail.com


5
4. SINTOMATOLOGIA
Durante nossa inspeção técnica pudemos diagnosticar:
• Infiltrações;
• Sinais de umidade;
• Ondulações excessivas no telhado;
• Madeiramento de sustentação do telhado rompido;

Os detalhes das incidências são apresentados a seguir no presente trabalho.

Fone: (47) 9 9641-1782 – e-mail: bsolanho@gmail.com


6
5.CARACTERIZAÇÃO DAS OCORRÊNCIAS

5.1 Esquerda da sala – teto próximo ao ar condicionado


Há presença de umidade (foto nº 01) decorrente de uma infiltração vinda
do telhado, causada pelo rompimento parcial de uma terça (foto nº 02) de
madeira que dá sustentação ao telhado. O local do rompimento parcial da terça
é o mesmo onde está instalado a unidade externa condensadora do ar
condicionado, sob apoios de barras de aço ancoradas na laje teto da sala
comercial, sem estar em contato com o madeiramento do telhado e suas telhas
de fibrocimento (foto nº 03).

A área apresenta colocarão esverdeada (bolor) e o descascamento da massa


corrida, devido a umidade. De acordo com o laudo realizado pela empresa Dois
Irmão Climatização, o ar condicionado em questão foi instalado em 2014, e até a
data da vistoria não foi realizado nenhuma manutenção na maquina externa
condensadora de ar condicionado.

Em conversa com a funcionária do comércio que está instalado na sala


comercial em estudo, a mesma informou que recentemente o condomínio
realizou manutenções no telhado, sem dar maiores detalhes.

5.2 Pilar do centro – próximo ao buffet de sorvetes


Existe umidade (foto nº 04) resultante de uma infiltração ocasionada pela
perfuração da prumada de descida da água de captação da calha do telhado. A
perfuração foi originada pela fixação, via bucha e parafuso, e uma parede
existente no local, anterior a reforma interna da sala.

Fone: (47) 9 9641-1782 – e-mail: bsolanho@gmail.com


7
6. ANÁLISE DO QUADRO PATOLÓGICO
O imóvel não apresenta manifestações patológicas que sejam indícios de
risco de ruína ou colapso da estrutura eminente.
Porém deve-se destacar alguns pontos que merecem especial atenção:
1) Observamos a ondulação algumas telhas de fibrocimento no
telhado, na área onde ocorreu o rompimento parcial da terça. Esse
episódio possibilitou a entrada de água na laje, resultando na infiltração do
teto na sala comercial. Com esse problema observamos a ineficiência do
escoramento nas terças do telhado. Foi possível observar também a falta
de manutenção do telhado, vide foto nº 05 que apresenta materiais sólidos
dentro da calha de captação de água, podendo futuramente causar o
entupimento das prumadas de descida da água da chuva.

Fone: (47) 9 9641-1782 – e-mail: bsolanho@gmail.com


8
7. REPARO E MANUTENÇÃO
7.1 Infiltração do teto
Primeiramente deve-se reforçar a terça rompida parcialmente. Pode-se fazer um
reforço tipo sanduiche, duas madeiras parafusadas uma em cada lateral da
existente, com pelo menos cm de transpasse para a terça existente. Deve-se
realizar o escoramento do ponto danificado, a fim de evitar futuros rompimentos
semelhantes.
Após o reforço do madeiramento, verificar se a funcionalidade das telhas
localizadas no ponto reforçado, para que as mesmas fiquem na posição correta,
com caimento para a calha, sem abaloamento, como se encontram hoje.
No teto da sala comercial indica-se a lavagem com hipoclorito de sódio (cloro),
deixando o mesmo secar pelo menos 24h. Deve-se raspar a massa corrida que
está descascando, retirar as molduras de gesso soltas e fazer sua substituição.
Emassar e pintar o teto novamente.

7.2 Umidade na base do pilar


Deve abrir a base e verificar a perfuração indicada. Fazer o fechamento correto
da perfuração no cano, e finalizar o serviço fechando com massa de reboco o vão
aberto para encontrar a perfuração, emassar, pintar o pilar inteiro para não ficar o
recorte da tinta (diferença tinta nova/tinta velha) e recolocar o rodapé utilizando
um silicone próprio para fixar rodapé.

Fone: (47) 9 9641-1782 – e-mail: bsolanho@gmail.com


9
8. CONCLUSÃO
É de suma importância que sejam efetuados os serviços de recuperação e
reparo das ocorrências citadas neste trabalho para que a funcionalidade e
durabilidade da edificação seja garantida e incrementada.
Sugerimos no futuro a elaboração de um plano de manutenção da
edificação que certamente irá contribuir para o aumento da vida útil da edificação,
redução dos custos de manutenção e redução do impacto do surgimento de
manifestações patológicas.
Novas inspeções prediais devem ser efetuadas periodicamente, para
avaliação do estado geral da edificação.
Indicamos que os reparos sejam registrados e enviados aos órgãos
responsáveis.

Fone: (47) 9 9641-1782 – e-mail: bsolanho@gmail.com


10
9.CONSIDERAÇÕES FINAIS
Este relatório é composto por 16 (dezesseis) páginas e é emitido em uma
via.
Permanecemos à disposição para quaisquer esclarecimentos que se façam
necessários.
Itajaí, 05 de maio de 2018.

BIANCA PISTUNI SOLANHO


Engenheira Civil - CREA/SC 139781-9

Fone: (47) 9 9641-1782 – e-mail: bsolanho@gmail.com


11
ANEXO A
Relatório Fotográfico

Fone: (47) 9 9641-1782 – e-mail: bsolanho@gmail.com


12
Foto nº 01

Foto nº 02

Foto nº 03

Fone: (47) 9 9641-1782 – e-mail: bsolanho@gmail.com


13
Foto nº 04

Foto nº 05

Fone: (47) 9 9641-1782 – e-mail: bsolanho@gmail.com


14
ANEXO B
Laudo Dois Irmãos Climatização

Fone: (47) 9 9641-1782 – e-mail: bsolanho@gmail.com


15