Você está na página 1de 9

Palestra Fatores Psicossociais Associados ao Trabalho

- Apresentação de Alinhar.
(material enviado por separado)

Introdução
O ambiente empresarial tem buscado a competitividade em virtude das profundas mudanças ocorridas
na economia mundial, nas relações sociais e políticas, na tecnologia, na organização produtiva e nas
relações de trabalho.
No Brasil, essas transformações assumiram expressão maior em
consequência da abertura abrupta da economia [...] Todas essas mudanças
geram um ambiente socioempresarial em ebulição, no qual os fatores
conjunturais de sobrevivência muitas vezes se sobrepõem aos objetivos de
mudança de longo prazo na sociedade que conduzam, efetivamente, a
melhorias de condições de vida e bem estar dos cidadãos. (LIMONGI-
FRANÇA, 2002, p.295)

Num mundo ligado 24 horas por dia, em busca do lucro e de uma produção mais rápida, milhares de
pessoas acabam se sobrecarregando. É necessário repensar o tema qualidade de vida no trabalho
(QVT)

PROBLEMAS EM SAÚDE MENTAL


Depressão atinge mais de 300 milhões de pessoas (cerca de 4% da população mundial).
Brasil é recordista em transtornos de ansiedade; questões de saúde mental e emocional
já são a segunda maior causa de afastamento do trabalho, segundo a OMS.
Burnout… (dados … Tania)
O estresse, na Europa, ocupa a segunda posição entre os problemas de saúde
relacionados ao trabalho, afetando cerca de 40 milhões de pessoas. Cerca de 50% a 60% de
todos os dias de trabalho perdidos no continente estariam ligados a essa condição. De acordo
com a Organização Mundial Internacional do Trabalho (OIT)
A cultura mecanizada está adoecendo milhares de pessoas. No Brasil observamos, ano
após ano, o aumento do número de indivíduos que precisam de licenças médicas para o
afastamento do trabalho, por transtornos mentais, “houve um aumento de 12%” no ano de
2008". Revista “Você RH” Sendin (2019)
“Estimo que o emprego acabe com a vida de 120 000 pessoas por ano” isso tudo apenas
nos Estados Unidos, o que causa um prejuízo de 8% na saúde pública. Pfeffer, “Você RH”.
(essa informação de problemas em SM gostaria que fique tudo num slide)

Se o problema é tão grande por que falamos tão pouco dele dentro das
nossas empresas?
Não querer falar sobre isso é praticamente um mecanismo de defesa.
As causas podem ser por três macroproblemas:
O primeiro: quando estou sofrendo, eu não posso pensar que estou sofrendo, porque senão o
sofrimento é maior. Então, de uma forma inconsciente, eu nego os riscos, porque os riscos me
desestabilizam”. (André Fusco, médico do trabalho formado pela Faculdade de Medicina da
Universidade de São Paulo).
Infelizmente, quanto maior o sofrimento, mais a gente responsabiliza os doentes”.
O segundo culpar o doente e não as regras. “Dentro das empresas vemos muitas contradições
que elevam consideravelmente o nível de estresse das pessoas
O terceiro o reconhecimento. Existem alguns aspectos necessários para o trabalho ser saudável
mentalmente. Primeiro, é uma questão de utilidade. Meu trabalho precisa ser útil e gerar valor.
Segundo, é evolução. Preciso sentir que estou evoluindo e me desenvolvendo. Terceiro, o
reconhecimento. É ser notado e reconhecido por meus esforços.

COMO CONVENCER GESTORES A INVESTIR?


INVESTIMENTO QUE VALE !!!
- A cada US$ 1 investido, o retorno é de US$ 4, considerando melhores condições e
capacidade de trabalho. OMS
- Custo do presenteísmo: empresas, no geral, calculam o absenteísmo, mas poucas conhecem
de fato o custo do presenteísmo. (Wagner Gattaz, médico psiquiatra e CEO da Gattaz Health &
Results)
Estatística alarmante da OMS: cerca de 45% das pessoas com depressão não são
diagnosticadas, portanto não recebem tratamento adequado. Elas vão trabalhar todos os dias, estão lá
de corpo presente, mas produzindo aquém de sua capacidade normal.
- Outro grande custo invisível da saúde mental, é o do plano de saúde. Essa, que já é a segunda
conta mais cara das organizações (só perde para a folha de pagamento), cresce em média 20% ao ano
só com a inflação médica, mas pode ficar ainda mais dispendiosa se a sinistralidade estiver fora de
controle.
- e-social e legislação – cada vez mais exigente em relação aos padrões de
segurança no trabalho.
Colocar todo o convencer de preferencia num único slide

Principais fatores psicossociais associados ao trabalho

Órgão Fator Risco associado

OIT Sobrecarga quantitativa: pressão de Soma de fatores típicos relacionados às


tempo, repetições, excesso de demandas de trabalho na organização do
trabalho. processo de produção.

Carga qualitativa insuficiente. Conteúdo limitado e monótono de trabalho.

Conflito de papéis e funções. Ambiguidade e falta de clareza.

Falta de controle sobre a situação Quando outra pessoa decide o que fazer, quando
de trabalho. e como.

Carência de apoio social. Rede se suporte social no trabalho deficiente.

Estressores físicos. Fatores físicos ou bioquímicos que afetam


negativamente o trabalhador.

Istas Elevadas exigências psicológicas no Ritmo de trabalho acelerado ou irregular,


(Espanha trabalho demandas para esconder emoções ou gerenciá-
) las.

Falta de influência e autonomia no Quanto menores forem a amplitude de decisão e


desenvolvimento do trabalho. a falta de oportunidades para aplicar
conhecimentos e habilidades, maior será o risco.

Falta de suporte social ou baixa Situações em que o trabalhador é deixado por


qualidade da liderança. sua conta, sem apoio da equipe ou liderança, com
tarefas mal definidas ou sem informação
adequada e oportuna.

Pouca compensação do trabalho. Insegurança contratual, tratamento injusto ao


trabalhador, desrespeito ou falta de
reconhecimento.
No slide eu colocaria somente os dados da OIT
Nota: Os países associados se obrigam a seguir normas na OIT, diferentemente dos países
signatários, como o Brasil, que adotam as que consideram relevantes.

Fonte: elaborada pela autora. (Falta referencia) Colocar fonte – livro

Tabela Principais níveis de análise de riscos psicossociais no trabalho.


(amanha tenho a tabela com seus dados)

COMO MEDIR RISCO PSICOLÓGICO DAS ORGANIZAÇÕES?


As perguntas que devem responder quando procuram medir o risco psicológico no local de
trabalho
1. Os colaboradores percebem o local de trabalho como seguro e inclusivo?
2. Os funcionários percebem que tem controle/influência sobre como fazem seu
trabalho?
3. Conversas de qualidade sobre saúde mental estão acontecendo em toda
organização, de maneira formal e informal?
4. A educação sobre saúde mental foi incorporada ao dia a dia do colaborador na
empresa?
5. “the pulse side of mental health” consultoria EY Australia 2017
Modelo de Estratégias e Iniciativas para risco psicossocial, EY

Estratégia Um plano estratégico que seja integrado á estratégia global


de negócios e abranja dimensões críticas, como recursos,
autonomia, monitoramento, treinamento e conscientização.

Pessoas Uma cultura organizacional flexível e inclusiva que promova


as atitudes, os comportamentos, os conhecimentos e as habilidades
desejados em saúde mental por meio de uma responsabilidade
compartilhada entre a organização e os funcionários.

Governan Acompanhamento e apoio aos líderes, que assumem um


ça e Liderança papel proativo na construção de um local de trabalho mentalmente
saudável, comunicam efetivamente a importância da saúde mental
e oferecem apoio a todos os colaboradores.

Indicador Relatórios periódicos que indiquem os riscos psicossociais e


es e Relatórios acompanhem os avanços do programa com as lideranças.

Risco e Políticas e programas adequados voltados para a promoção


Oportunidade da saúde mental dos colaboradores, com apoio das áreas de
segurança e meio ambiente, e recursos humanos.

Sistema e Riscos psicossociais identificados, avaliados e mitigados no


Estrutura local de trabalho, com esforços para identificar oportunidades de
melhorias.

Tecnologi Adoção de tecnologias como um facilitador para monitorar


a Digital riscos e perigos, identificação de hot spots, acompanhamento de
desempenho etc.

“The pulse side of mental health” consultoria EY Australia 2017

COMO IMPLEMENTAR UM PROGRAMA DE SAÚDE MENTAL


Pescadores

Sintoma visível ou prevenção do invisível? Descobrir o que está atrás do sintoma.

Dois pescadores seguravam suas varas à espera de um peixe.

De repente, gritos de crianças trincaram o silêncio. Assustados, os pescadores procuraram e


nada encontraram. Os berros continuaram.

A correnteza do rio trazia duas crianças quase afogadas, pedindo socorro.

Os pescadores pularam na água. Mal conseguiram salva-las, quando escutaram mais gritos:
outras quatro crianças se debatiam.

Novos gritos: são mais oito crianças vindo correnteza abaixo.

Um dos pescadores virou as costas e começou a ir embora. Seu amigo não entendeu seu
comportamento:

- “Você está louco, não vai salvá-las”?

E ele respondeu:

- “Acho que está na hora de descobrir quem está jogando as crianças no rio”

OS RISCOS DA COMPENSAÇÃO
Vivemos a epidemia das ‘salas de descompressão’, pufs coloridos, aulas de meditação, salões
de jogos e workshop de mindfulness viraram febre dentro das empresas. Ações interessantes, mas
não vamos falar sobre o que está comprimindo as pessoas? Entretanto, é fundamental que as causas
da sobrecarga sejam analisadas para que o tratamento seja eficiente.

Implementar programas estruturados que sigam as seguintes etapas:


1. Campanha antiestigma:
2. Diagnóstico: questionários impressos ou online, essa etapa pode ser realizada por
empresas terceirizadas, ou pelo próprio psicólogo. Empresas de menor porte não precisam ficar de
fora: uma boa sugestão é estabelecer uma parceria com profissionais do próprio plano de saúde
concedido pela empresa, para que o tratamento seja recomendado apenas aqueles que realmente
precisam dele.
3. Pesquisa de Clima Organizacional

4. Intervenções
5. Ginástica Laboral

6. Grupos de Melhorias

7. Comunicação Interna

8. Envolvimento e treinamento das lideranças: além de poderem identificar no dia a dia


os colaboradores com sinais claros de depressão, estresse, burnout, entre outros, as lideranças
precisam estar conscientes e comprometidas com a saúde mental de suas equipes
(gostaria colocar aqui imagem de chefes apresentação ou algo parecido)

9. Tratamento individualizado: respeitando o sigilo médico e lembrando de todo


estigma social que as doenças mentais carregam, é importante encontrar formas para que o
tratamento seja individualizado. Assim, as informações dos pacientes ficam restritas aos profissionais
de saúde envolvidos com o programa, e a empresa garante a confiabilidade dos dados fornecidos.

MENSURAÇÃO DE RESULTADOS
Calcular o absenteísmo é mais comum nas empresas, mas com o tratamento
individualizado é possível estimar também o custo do presenteísmo. O importante
nessa etapa é estabelecer e acompanhar indicadores para que a eficiência do programa
seja mensurada e contribua diretamente para a etapa seguinte.
Manutenção e implementação de programas de bem-estar: dificilmente a empresa
manterá um programa ineficiente. Porém, se comprovado o retorno do investimento é
possível que o programa ganhe ainda mais recursos para que outras ações de bem-estar
sejam implementadas: aulas de meditação, mindfulness, ioga, descontos em academias
e reembolso de terapias alternativas estão entre os benefícios mais desejados pelos
colaboradores.

DISSEMINANDO O BEM-ESTAR
EXEMPLOS

TANIA

Programa de Bem com a Vida – Eliane


Programa Vida em Equilíbrio – Betha Sistemas

Programa Ânima - UNESC

Desenvolvimento de material saude mental CERES


LIVROS

(IMAGens que vamos enviar)

De acordo com a OMS, 23 milhões de brasileiros estão sofrendo com transtornos mentais – o que
equivale a 12% da população.

Em se tratando de saúde, a única coisa que você não pode deixar de fazer por você é aquilo que só
você pode fazer por você!

Mas acrescento: faça também pelos outros e com os outros!

Porque não há nada que garanta mais bem-estar e felicidade em longo prazo do que ter vínculos
fortes, relacionamentos. Isto é o que os estudos mostram.

E essa ferramenta mágica de longevidade com qualidade de vida pode começar a ser construída com
um simples bom-dia no ambiente de trabalho.

Agradecem

e coloca contatos que Andre ja tem)

meu calculo é que da um aproximado de 16 slides