1.

0 - INTRODUÇÃO O presente estágio de gestão escolar nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental tem como objetivo:
y y

Conhecer o trabalho da gestão na Escola Municipal João Beraldo; Analisar as características da gestão participativa e democrática que ocorrem na referida escola; Reconhecer os diferentes tipos de gestão que ocorrem nos diferentes momentos da rotina da escola; Investigar a verdadeira atuação do gestor frente as suas diferentes atribuições. O referido estágio é de suma importância para instrumentalizar o estudante de

y

y

Pedagogia e futuro profissional da educação, para ser um conhecedor das modalidades de gestão presentes dentro de uma escola. Gestão Escolar é um assunto recente, porém de grande importância estratégica, para que tenhamos uma escola que atenda as modernas exigências de uma sociedade cada vez mais evoluída em termos de conhecimento, em que os avanços das telecomunicações, da informatização e descobertas científicas têm provocado mudanças rápidas e radicais, as quais a escola precisa acompanhar. Tantas mudanças e avanços estão provocando revisão nos valores tanto públicos, como pessoais, gerando com isso a quebra de consensos e a diversificação de princípios. Para novos tempos é necessária uma nova escola, inclusiva e identificada com o processo de construção de uma vida digna para todos e de uma sociedade mais justa. Uma escola onde a prática pedagógica seja vista como prática de vida, de todos e com todos e permita dar significado as suas vidas, na tarefa de formar cidadãos e cidadãs que integrem e contribuam com sua comunidade. Necessitamos mais do que nunca de uma escola democrática e verdadeiramente comprometida com a aprendizagem significativa do educando, transformado informações em saberes necessários à vida de seus alunos. Para acompanhar tantas mudanças e exigências é urgente e imprescindível que a escola se modernize e agilize seus processos burocráticos e pedagógicos. Para isso é necessário que haja um bom planejamento de todas as atividades e uma constante pesquisa e aprimoramento, através de uma gestão democrática e com a participação de todos os segmentos da escola. 4

pais e alunos. 5 . Bairro São Francisco.4 ± HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO Manhã ± 7:00 às 11:25 Tarde ± 13:00 às 17:25 Noturno ± 19:00 às 23:00 3. precisa criar espaço e condições para discussão e troca de idéias. para que as ações sejam centradas nas reais necessidades da comunidade e em um ensino de qualidade. CEP ± 38740-000 Telefone ± (034) 3831-2954 E-mail ± emjoaoberaldo@hotmail. Minas Gerais. graduada em Letras. Situada no bairro São Francisco.O envolvimento e diálogo com a comunidade. Cidade ± Patrocínio. atualmente reformado e ampliado. Supervisora pedagógica ± Eliana Alves Souza Nogueira. bem em frente à igreja de São Francisco. funcionários. graduada em Letras.com 2. 2.2 ± ESTRUTURA ADMINISTRATIVA E PEDAGÓGICA Diretora ± Maria Célia Silva.Escola Municipal João Beraldo Endereço ± Rua Cesário Alvim. Está localizada no mesmo prédio desde 13/01/1954. professores. 2. Anos Iniciais do Ensino Fundamental e Telecurso.0 ± A INSTITUIÇÃO A Escola Municipal João Beraldo é uma das mais antigas escolas da cidade de Patrocínio com seus 63 anos de fundação. graduada em Letras. nº 1901. 2.0 ± IDENTIFICAÇÃO DA ESCOLA 2. Vice-diretora ± Rosa Maria Guimarães.1 ± LOCALIZAÇÃO DA ESCOLA Nome .3 ± NÍVEIS DE ATENDIMENTO Educação Infantil.

laboratório de informática com acesso a internet. na época Interventora Federal do Estado de Minas Gerais no período de 3 de fevereiro de 1946 a 14 de agosto de 1946. 1 Natural de Silvianópolis (MG) nasceu em 20 de fevereiro de 1891 e morreu em 17 de março de 1960. No período noturno a escola atende aos alunos do Telecurso. No ano de 1998 sob a direção da professora Neusa Maria Guimarães a escola foi municipalizada transferindo a responsabilidade por seus cuidados a Secretaria Municipal de Educação. Além da estrutura física o corpo docente é consciente do seu trabalho e recebe o apoio da supervisora e da direção da escola. sala de atendimento especializado aos alunos que necessitam de atendimento individualizado. uma biblioteca acessível a todos os alunos. Desde então a escola passou a se ch amar Escola Municipal João Beraldo. amplas e bem arejadas. Após 19 de março de 1947 o cargo de Interventor Federal foi substituído pelo atual cargo de Governador. Recentemente a escola foi reformada ganhando novas salas. A escola conta com 10 salas de aula reformadas. pátio e quadra de esportes ampla que proporciona lazer e diversão para todas as crianças. 1 6 . uma nova biblioteca e tornando a escola acessível. mostrando o interesse pelo social. com rampas de acesso a todos os ambientes facilitando a locomoção dos alunos. É uma escola inclusiva. Filho de Jonas Correia Beraldo e Maria Eduarda Tavares Beraldo. planejam e desenvolvem atividades de acordo com as necessidades de seus alunos. No ano seguinte assumiu como diretora a professora Maria Célia Silva e sua vice diretora Maria das Dores. Advogado e jornalista foi eleito vereador em 1918 e Presidente da Câmara e chefe do Executivo de 1927. Foi deputado federal juiz de direito da comarca de Cabo Verde -Cambuí e São Gonçalo do Sapucaí. dando oportunidade para quem parou de estudar retorne aos estudos. secretário do Interior do Estado de Minas Gerais e diretor do banco de Crédito Real. pois recebe e oferece ensino diferenciado e com qualidade a alunos com problemas de aprendizagem e alunos com deficiências. João Tavares Correia Beraldo1. sendo esses também atendidos pela APAE de Patrocínio. Os professores trabalham em conjunto. refeitório que atende às exigências das nutricionistas no município. Ao visitar a escola durante o período de estágio pude perceber que ela tem um grande espaço físico e atende muito bem a demanda de alunos que nela estudam.A escola leva esse nome em homenagem à Dr. uma nova cantina. sala de materiais com grande número de materiais e jogos disponíveis para todos os professores.

Com a preocupação em atender a todos esses requisitos Libâneo afirma que a maioria das escolas optam por uma modelo de gestão escolar democrático participativo. acompanhamento. As atividades são as mais variadas possíveis e buscam o entendimento entre as teorias e a práticas educacionais. ³onde contam com um acompanhamento e avaliação sistemáticos. ou seja.4. mas também. reorientação de rumos e ações e tomada de decisões. considerar o comportamento organizacional. avaliação e desempenho. pois a coordenação do Telecurso noturno não pertence à direção da escola. estimular o desenvolvimento de suas competências. humanas e conceituais. A função de gestor em uma organização educacional exige que ele consiga articular dentro da mesma instituição habilidades muito diferentes. buscar formas eficientes de comunicação. não só para quem assume a gestão da escola. na elaboração do projeto político pedagógico. 2003) 4. quatro professoras regentes de aulas e quatro professoras que atuam na sala de reforço. resolver os conflitos.0 ± AS MODALIDADES DE GESTÃO DA ESCOLA MUNICIPAL JOÃO BERALDO A gestão escolar é um tema de grande interesse. buscando juntamente com a equipe administrativa e pedagógica a solução dos assuntos de interesse da escola. A escola campo de estágio conta com vinte professoras regentes de turmas. Apesar de a escola contar com o Telecurso. na elaboração de planejamento e planos a serem desenvolvidos dentro da escola.1 ± O GESTOR DA SALA DE AULA Cada vez mais os professores estão sendo chamados a participar das atividades relacionadas à organização e gestão escolar. coordenar o trabalho do seu grupo. acompanhamento dos trabalhos. Podemos encontra nos dias de hoje professores participando de colegiados escolares. Dessas vinte 7 . É parte do trabalho do gestor articular essas habilidades. com finalidade pedagógica. permitindo: diagnóstico. nesse relatório observarei apenas as professoras que atuam na Educação Infantil e nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental. para os educadores em geral. mas sim à Secretaria de Educação do município. ³(LIBÂNEO. essas habilidades podem ser técnicas.

três no 3º Ano do Ensino Fundamental. algumas vezes re-planejado de acordo com a necessidade da turma. de Educação Física e as duas professoras de biblioteca. que ao longo do ano foi. Como as salas são usadas nos turno da manhã e da tarde as professoras entra em acordo para organizarem o ambiente alfabetizador da sala em que estão. Os alunos têm a oportunidade de mostrar suas conquistas e as pessoas de 8 . Muitas vezes as professoras sugerem os temas e as próprias crianças ajudam na organização de suas apresentações como o figurino e a melhor maneira de se apresentarem. momentos culturais que ocorreram a cada bimestre e que são propostos pela supervisora pedagógica e organizados em conjunto pelas professoras. músicas. Nesse auditórios as crianças apresentam peças de teatro. Foi-me relatado ainda que durante o ano ocorreram algumas mudanças em relação a essa distribuição tanto de alunos. Com isso as professoras tentam harmonizar seus conteúdos e adequá-los as sugestões dos alunos. Em sua sala de aula cada professora organiza e dispõe o mobiliário de acordo com a sua necessidade. três no 2º período da Educação Infantil.professoras regentes de turmas duas trabalham com o 1º período da Educação Infantil. Umas das atividades que vale a pena destacar são os ³Auditórios´. mas isso não impede que os próprios alunos sugiram outras atividades. Algumas professoras encontram dificuldade em atender aos pedidos dos alunos muitas vezes devido ao pouco domínio das novas tecnologias. É uma atividade que eles gostam e que participam efetivamente. poesias estimulando a criatividade e a curiosidade das crianças. Além da professora de Educação Religiosa. No final do ano letivo de 2009 a direção da escola em reunião com as professoras pediu que elas escolhessem em que turmas gostariam de atuar em 2010. acessível aos alunos e que não incomoda a professora do turno da manhã. danças. três no 1º Ano do Ensino Fundamental. principalmente a informática. Do lado de fora de cada sala de aula existe um mural onde as professora costumam afixar os trabalhos dos seus alunos. As professoras que atuam no mesmo ano elaboram juntas o planejamento anual. quatro do 4º Ano do Ensino Fundamental e duas no 5º Ano do Ensino Fundamental. três no 2º Ano do Ensino Fundamental. Nas salas de Educação Infantil os brinquedos das crianças são organizados em uma prateleira atrás da porta. Esse evento acontecesse mais entre os alunos do 4º e do 5º ano que já são maiores e estão aprendendo a tomar decisões e a participar mais prazerosamente das aulas. quanto de professores. Na maioria das vezes as professoras trazem suas atividades prontas e direcionam as crianças para que as realizem com objetividade. A direção analisou as escolhas e distribuiu as turmas observando a solicitação das professoras e as necessidades da escola e de cada turma.

ou seja.2 ± COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA A coordenação pedagógica da escola campo de estágio é feita por apenas uma supervisora que orienta as atividades apenas para os Anos Iniciais do Ensino Fundamental. A coordenação pedagógica da Educação Infantil e o Telecurso são feitas pela supervisora competente da própria Secretaria de Educação. ao longo do período observado. Ter essa liberdade não significa que eles conversem o tempo todo ou saiam da sala a todo o momento. Nessas reuniões a supervisora transmitia avisos vindos da Secretaria de Educação e da Superintendência Regional de Ensino. Durante o ano foram realizadas reuniões pedagógicas periodicamente. as opiniões contrarias e as discussões também. muito zelo e dedicação para com os alunos. organizava os calendários de provas mensais e bimestrais. O relacionamento da supervisora pedagógica da escola se mostrou amigável e profissional com todas as professoras e os demais funcionários. As professoras demonstraram. mas os problemas foram contornados com muita conversa e decisões tomadas pelo grupo. foram carinhosas e atenciosas.apreciar os trabalhos dos alunos . De comum acordo com os alunos cada professora no inicio do ano formula os ³combinados da sala´. Em alguns momentos. Observando as atitudes das professoras e a maneira como organizam seu espaço percebi que o trabalho em grupo entre elas é muito valorizado pela direção e facilmente trabalhado entre elas. a regras que eles deveram seguir. É claro que se tratando de pessoas as divergências são inevitáveis. As crianças têm liberdade para fazerem perguntas para as professoras e de conversar entre si. A cada bimestre foram feitas reuniões para entrega de notas e quando julgaram necessárias as professoras marcaram reuniões com alguns pais em particular sempre na presença da supervisora ou da diretora em alguns casos com as duas. O relacionamento das crianças para com as professoras é muito bom e pautado no respeito mutuo. porém elas tiveram de usar de maior firmeza ao se dirigirem a certos alunos em decorrência de indisciplina ou para fazer com que o aluno tenha mais responsabilidade em suas tarefas. 4. liberdade de transitar na sala e fora dela. Fazendo isso a professora valoriza e estimula a criação de cada criança. realizava estudos dos PCN¶s e dos 9 . liberdade de brincar na hora do recreio livremente. O relacionamento das professoras com os pais também foi muito saudável.

quando surgia algum impasse ou dificuldade em atingir os objetivos da reunião a supervisora buscava no diálogo a melhor solução para o problema. sábados letivos e feriados. Essas atividades foram muito usadas pelas professoras para proporcionar uma aula diferente para seus alunos. As professoras sempre tiveram livre acesso a sala da supervisora tanto para conversas e questionamentos quanto para buscar materiais como livros. As decisões foram tomadas coletivamente tentando atingir ao máximo a vontade de todas. ela agendava um horário e juntamente com a direção da escola buscavam uma solução a situação. CD¶s. eram tomadas decisões acerca do calendário e de alterações de datas. elas apresentaram a supervisora suas observações. Ainda com relação ao atendimento aos pais. realizados todo bimestre com a presença de todas as professoras. Os pais dos alunos demonstraram muito respeito e admiração pela forma como a diretora da escola trabalha. sempre com o apoio da direção da escola. revistas. Assim como foram feitas as reuniões pedagógicas. Os conselhos foram bem dinâmicos e participativos e na opinião da supervisora conseguiram atingir os objetivos propostos. dificuldades com relação ao desempenho de suas atividades e principalmente a situação de cada aluno dentro da sala de aula. apresentando um bom relacionamento com todos. eram marcados as festas e os eventos escolares.cadernos do CEALE. que eram colocadas em uma pasta na sala das professoras. Além dos materiais já existentes na escola a supervisora buscou sempre disponibilizar para as professoras materiais diferenciados e novidades. 10 . questionamentos. mostrando sua preocupação com a formação das professoras. Nessas reuniões a diretora e a vice passavam informações de caráter administrativo vindas da Secretaria de Educação. também foram feitas reuniões administrativas. Nos conselhos de classe. 4. sempre que alguma professora precisasse de uma reunião em particular. Em sites e blogs da internet ela retirava várias atividades. Nas reuniões com os pais dos alunos ela estava sempre presente e preocupada em atender a todos que a solicitavam. DVD¶s e outros materiais didáticos disponíveis para elas.3 ± DIREÇÃO DA ESCOLA A direção da escola mostrou-se preocupada com todo o processo educacional e com o desempenho de seus professores e alunos.

(PPP. A direção sempre buscou levar o nome da escola em função do desempenho dos seus alunos e de seus professores. adolescentes e jovens para participarem de uma sociedade em constante transformação. heranças culturais. além de receber as prestações de contas de todos os gastos. Ainda dentro desse pressuposto destacou-se a importância dos valores espirituais. Atuantes e participativos tanto o Conselho quanto o Colegiado eram formados por representantes dos pais. entre elas e a supervisora e só então levadas ao conhecimento de todos. Conscientizá-los de que 11 . zelo e muita dedicação. Dentre esses prêmios vale a pena ressaltar o primeiro lugar do estado de Minas Gerais em um concurso de redação promovido pela Ferrovia Centro Atlântica. que não necessitavam da presença das professoras. Eles se reuniam frequentemente para ajudar a diretora a distribuir adequadamente as verbas que vinham para a escola. Questões práticas do dia-a-dia escolar sempre foram tratadas nas reuniões administrativas e pedagógicas mostrando que a direção se preocupava com a participação de todos. Prova disso foram os muitos prêmios que os alunos conquistaram para a escola ao longo do ano letivo de 2010. A diretora da escola tem uma ³concepção de educação pautada em uma educação integral como agente de transformação capaz de promover todo o homem e o homem todo. éticos e cívicos. morais.0 ± ESPAÇO DE ATUAÇÃO DO GESTOR E SUAS ATRIBUIÇÕES A organização do espaço escolar requer cuidado. Então uma saída encontrada pela diretora e pela vice-diretora foi a de discutir questões burocráticas. Tomando essa medida a diretora conseguiu diminuir discussões desnecessárias e não prejudicou o caráter democrático de sua gestão.É de se saber que tomar decisões sempre é muito difícil. Como mencionado anteriormente a equipe administrativa participou efetivamente dos trabalhos pedagógicos e das atividades da escola. 2010) 5. O presidente do Conselho Escolar segundo a diretora foi muito atuante e recebeu destaque do secretário de educação nas reuniões com as diretoras das escolas. Defesa da pessoa humana com seus direitos e deveres´. ainda mais quando envolvem um grande número de pessoas e opiniões diferentes. O Conselho Escolar e o Colegiado Escolar foram de grande importância durante todo o ano. professores e funcionários. pois o objetivo maior de qualquer instituição de ensino é formar as crianças.

as percebemos como elas nos parecem ser. mas sem perder a eficiência e o foco pela conquistas de seus objetivos. Prova disso foi a grande atuação do Colegiado e do Conselho Escolar que durante o ano de 2010 juntamente com a direção conseguiram além da reforma muitas melhorias para a escola. a organização e a equipe demais seres humanos . os profissionais que nelas atuam e que com elas interagem são exigidos na mesma proporção. em alguns momentos bem recebida pelas professoras. A necessidade e a importância da compreensão do comportamento organizacional são assim evidenciadas para uma adequação das exigências com as atividades e as tarefas. Em todos os seus projetos foi otimista e sempre buscou desenvolver as atividades da maneira mais simples. parceiros e comunidade. (MORENO. Participou e incentivou os alunos e professores a participarem também. As organizações humanas crescem em complexidade e em desafios. isso gerir uma instituição de ensino não é apenas administrar números e recursos humanos é administrar o futuro de uma sociedade que clama por mudanças.fazem parte da história e da cultura de um povo é de suma importância para torná-los cidadãos responsáveis capazes de agir. clientes externos. conservar e transformar o espaço onde mora Por m. Todo esse incentivo rendeu à escola premiação em vários concursos. Durante o período observado pude perceber sua habilidade para entender os que os outros estão querendo dizer e comunicar decisões e planos de ações de maneira clara e objetiva. A diretora Maria Célia assumiu pela segunda vez a direção da escola Municipal João Beraldo. 2003 afirma que: ³Aprendizagem importante: os humanos respondem ou reagem aos estímulos significativos. Sua experiência como professora já conta mais de 30 anos de trabalho e como já mencionado assume pela segunda vez a administração da mesma escola. Não percebemos as pessoas como elas são.´ O que de mais significante pude perceber foi seu interesse em participar efetivamente de todas as atividades pedagógicas. pois de acordo com a diretora alguns projetos e eventos ficaram a desejar em sua organização e apresentação por 12 . Além disso ela é . pelo que significam para nós. bem aceita pelos pais dos alunos e pela comunidade escolar o que facilita a comunicação e o entendimento entre todos os envolvidos com a instituição.clientes internos. Moreno. fornecedores. é uma pessoa que demonstra confiança em seu trabalho e passa essa confiança para seus subordinados e principalmente para os pais dos alunos. No entanto todo essa disposição não foi. 2003) A partir desse momento considerarei o espaço de atuação e as atribuições da diretora da escola dona Maria Célia Silva. isso mostra que é uma profissional reconhecida pelo seu trabalho e por sua experiência profissional.

No seu artigo segundo parágrafo primeiro as diretrizes curriculares apontam um novo conceito de docência. Sabendo que a supervisora teria dificuldades o mais sensato seria auxiliá-la e mostrá-la onde poderia melhorar em seu trabalho. 6. desenvolvendo-se na articulação entre conhecimentos científicos e culturais. o que em minha opinião foi uma falha dela. fazendo com que cada uma tivesse atitudes ponderadas e resolvessem seus conflitos sem prejuízo para a escola. análise das situações. Mesmo nas situações conflituosas o respeito mútuo sempre esteve presente. algumas divergências importantes foram percebidas. Por ser a supervisora pouco experiente na função a diretora cobrou muito e ensinou pouco. de socialização e de construção do conhecimento. Compreende-se a docência como ação educativa e processo pedagógico metódico e intencional. valores éticos e estéticos inerentes a processos de aprendizagem. Com essa atitude teve que suportar várias críticas e divergências de opiniões. sem perder de vista as habilidades humanas que compreenderam toda sua equipe de trabalho e seus relacionamentos e ainda favoreceu democraticamente as habilidades conceituais responsáveis pelas tomadas de decisões. Apesar do bom relacionamento com a supervisora da escola. no âmbito do diálogo entre diferentes visões de mundo. Nessa situação a diretora lamentou o ocorrido e em reunião buscou fazer um feedback e cobrar mais participação e empenho dos profissionais. ela também cobrou muito de todos os funcionários da escola. 13 .0 ± DA TEORIA PARA A PRÁTICA As Diretrizes Curriculares do Curso de Pedagogia trouxeram novas ideias e mudou o olhar sobre o profissional graduado em Pedagogia. Em uma visão geral posso dizer que a gestão da dona Maria Célia Silva foi muito boa. Ela conseguiu articular bem todas as habilidades técnicas exigidas pelo cargo. Se o trabalho é da supervisora fazer por ela só desmereceu sua capacidade de aprendizagem. Muitas vezes por falta de paciência ela mesma fazia o trabalho da supervisora. Por ser uma profissional que se cobra muito. princípios e objetivos da Pedagogia. construído em relações sociais. as quais influenciam conceitos. atitude que também não concordei. busca de alternativas e interpretações de informações e resultados. étnico-raciais e produtivas.falta de interesse de alguns profissionais.

mas que de alguma forma contribuirá para o processo de formação e desenvolvimento do processo educativo em uma instituição de ensino. Mas as novas diretrizes apontam ainda o pedagogo como participante também da gestão escolar como pode ser lido no artigo quarto. execução. acompanhamento e avaliação de projetos e experiências educativas não-escolares. ela atribui essa dificuldade à desvalorização do profissional em educação.planejamento. II . Dos desafios apontados por ela o mais significativo foi o de fazer a escola acompanhar as novas tecnologias e estar atenta as novas 14 .produção e difusão do conhecimento científico-tecnológico do campo educacional.planejamento. execução. Visando entender o trabalho do coordenador pedagógico frente a esse novo olhar que proporciona as diretrizes curriculares propus um diálogo com a supervisora Eliana Alves de Souza Nogueira. Segundo a supervisora atualmente é difícil um profissional que esteja à frente do seu tempo e que busque novos métodos e alternativas para um ensino de qualidade. Quanto aos desafios e perspectivas ao mesmo tempo em que se mostrou otimista também se mostrou preocupada com a atuação dos novos profissionais. III . tanto entre os professores quanto entre os alunos. Em nossa conversa a supervisora se disse consciente da importância em valorizar e estimular o trabalho em grupo. As atividades docentes também compreendem participação na organização e gestão de sistemas e instituições de ensino. o espírito de liderança e a enxergar nos obstáculos a oportunidade de crescimento. articulando e desenvolvendo os conhecimentos científicos e culturais. parágrafo único e seus incisos. morais. Por isso hoje o pedagogo deve estar preparado para atuar na educação sendo docente ou não. Parágrafo único. heranças culturais e a defesa da pessoa humana com seus direitos e deveres´ propostos pela instituição exemplificando o desejo que todos demonstraram em preservar esses valores essências ao desenvolvimento de qualquer criança. coordenação. coordenação. Ressaltou o talento de promover a amizade como instrumento fundamental para se promover à ética. englobando: I . éticos e cívicos. Ela fez lembrar o PPP da escola que traz os ´valores espirituais.Esse novo olhar demonstra a preocupação que o profissional deve ter com todas as abordagens presentes no processo educativo. a amizade é capaz de transformar atitudes. sobre Mudanças de Valores e os desafios e perspectivas desse profissional. em contextos escolares e não-escolares. acompanhamento e avaliação de tarefas próprias do setor da Educação.

Nessa perspectiva devemos identificar as necessidades dos professores e com eles encontrar soluções que priorizem um trabalho educacional de qualidade esse trabalho é desenvolvido pelo coordenador pedagógico. não consegui motivá-las para uma participação mais efetiva e com maiores resultados.exigências que a sociedade atual impõem. 7. da burocracia de papeis e da organização da escola.0 ± TRABALHANDO A FORMAÇÃO CONTINUADA Como última atividade na escola campo de estágio propus à supervisora uma participação em uma das reuniões pedagógicas. Selecionei o texto proposto para o estágio supervisionado Dona Licinha de Fanny Abramovick. Pedi que fizessem uma leitura silenciosa num primeiro momento e depois pedi para que uma professora lesse a carta como se fosse a Dona Licinha. Em geral todas se lembraram das primeiras professoras e algumas confessaram que em suas aulas utilizam-se de algumas atividades que vivenciaram com suas professoras e que as marcaram. 8. Foi mu ito engraçado e as professoras gostaram do texto e da interpretação da colega. No momento da socialização percebi certa dificuldade na participação principalmente das professoras mais velhas e das que trabalhavam em mais de uma escola. Xeroquei e distribui as folhas para todas as professoras e ainda para a supervisora a vice-diretora e a diretora. Pude perceber que a formação continuada dos professores é um grande desafio para o coordenador pedagógico. Agora percebi que o trabalho desse profissional vai além de uma sala fechada. Apesar de gostarem do texto e elogiarem a participação da colega elas estavam mesmo é querendo ir embora. Gerir um escola não é 15 . ainda o que é de mais prazeroso e satisfatório na profissão. aquele que toma as decisões e as faz cumprir. postado na Revista Escola on line.0 ± CONSIDERAÇÕES FINAIS Conhecer o trabalho do gestor-escolar foi muito importante para meu aprendizado. haja visto que a maioria dos professores devido ao cansaço e a desmotivação não vem necessidade de uma formação continuada. Quanto a perspectiva ela apontou o relacionamento aluno-professor como sendo. pois até então imaginava o pedagogo apenas como diretor ou coordenador.

Das atribuições do gestor a que mais me chamou a atenção foi a do coordenador pedagógico. do coordenador pedagógico responsável pela formação continuada dos professores e de motivá-los para que eles utilizem ao máximo seu potencial e do gestor-diretor cabe a ele a organização burocrática e institucional da escola e ainda conseguir harmonizar as diferentes habilidades com as quais ele lida diariamente. dinâmicas.101). Nessa perspectiva devemos identificar as necessidades dos professores e com eles encontrar soluções que priorizem um trabalho educacional de qualidade esse trabalho é desenvolvido pelo coordenador pedagógico. para que isso se torne realidades são necessárias ações que sustentem um trabalho em equipe e uma gestão que priorize a formação docente contribuido para um processo administrativo de qualidade conforme Chiavenato (1997. p. As organizações cada vez mais precisam de pessoas proativas. cabe ao coordenador refletir sobre sua própria prática para superar os obstáculos e aperfeiçoar o processo de ensino ± aprendizagem.apenas organizar papeis. distribuir funções e apresentar resultados. inteligentes. por isso quero aqui ponderar algumas especificações sobre esse profissional. O modelo de gestão da escola pode. em minha opinião ser considerado como democrático-participativo considerando todas as abordagens apresentada nesse relatório. ³não se trata mais de administrar pessoas. 16 . fazendo minhas as palavras de NOGUEIRA: O coordenador precisa estar sempre atento ao cenário que se apresenta a sua volta valorizando os profissionais da sua equipe e acompanhando os resultados. com habilidades para resolver problemas. Por fim considero a educação Educação de qualidade uma busca constante das instituições de ensino. mas de administrar com as pessoas. essa caminhada nem sempre é feita com segurança. O trabalho em equipe é fonte inesgotável de superação e valorização do profissional. responsáveis. tomar decisões´. pois as diversas informações e responsabilidades o medo e a insegurança também fazem parte dessa trajetória. os quais a sociedade confia nas mão dos professores. mas sim se preocupar com a formação integral dos alunos. Na rotina da Escola Municipal João Beraldo pude perceber e acompanhar a atuação do professor-gestor dentro e fora da sala de aula.

(Série Licenciatura) 17 .rh. Sandra Mendes dos. São Paulo: Cortez. O gerente educador e a liderança. Fábio Rocha. Dona Licinha. Cascavel: Universidade o Oeste do Paraná. LIBÂNEO. Revista de educação. O coordenador pedagógico na escola básica: desafios e perspectivas.htm.com.html.educador.br/portal/liderança/artigo/3769/o-gerente-educador-e-a-liderança.gov. A identidade e a atuação do educador-gestor na escola básica ± Prática de Ensino. Uberaba: Universidade de Uberaba. José Carlos. C3. Acessado em 19 janeiro 2011 SCUSSEL.br. Disponível em: http. Trabalho docente.abril.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_06. Paulo Gomes e GOMES. Educação escolar: políticas.com/trabalho-docente/o-papel-coordenadorpedagogico. Etapa 4. 2003. Mirza Seabra.REFERENCIAL BIBLIOGRAFICO ABRAMOVICK.com.br/edições/0146/aberto/mt_246394. Acessado em 21 janeiro de 2011. Acessado em 17 janeiro 2011. Luiz Carlos. Denise Rodovalho.com.//revistaescola. Acessado em 21 janeiro 2011.2. Vanessa dos Santos. TOSCHI. V. OLIVEIRA. In: SANTOS. Fanny. MORENO. Pedagogia/Universidade de Uberaba ± Caderno de atividades. NOGUEIRA.//www. João Ferreira de. (Org). Escola on line.9. estruturas e organização. Acessado em 21 janeiro 2011.shtml. Disponível em: http. BRASIL. O papel do coordenador pedagógico.pdf. Diretrizes Curriculares para o Curso de Graduação em Pedagogia. Disponível em http://www. 2008.0 . http://portal.brasilescola. LIMA. Ministério da Educação.mec. RH.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful