Você está na página 1de 6

1.

Introdução

A elaboração deste relatório tem como principais objectivos, a apresentação detalhada


de todos os aspectos relevantes que aconteceram ao longo do segundo do ano lectivo de
2021 ao nível da cadeira de Estágio Pedagógico das Línguas Bantu, bem como, analisar
profunda e criteriosamente, todos os pormenores deste percurso que é o Estágio
Pedagógico.

O relatório de estágio diz respeito elaboração de um documento que resume todos os


aspectos referentes ao que se fez ao longo do percurso ao nível da cadeira, as
observações feitas, as habilidades adquiridas, sugestões para o melhoramento das
actividades por parte dos estudantes, de entre outros aspectos relevantes dentro da
cadeira.

Importa ainda ressaltar que pelo facto de as actividades terem sido feitas uma parte em
sala de aulas e alguns debates feitos por via de plataformas virtuais, pode-se ter algumas
dificuldades no seu detalhamento.

1.1. Objectivos
Geral:
 Relatar as actividades feitas ao longo da cadeira de Estágio das Línguas Bantu.
Específicos
 Detalhar as actividades desenvolvidas no decurso das aulas de Estágio
Pedagógico das Línguas Bantu;
 Expor as dificuldades que se verificaram ao longo do Estágio Pedagógico.
2. Relatório Final do Estágio Pedagógico das Línguas Bantu

O estágio pedagógico é parte integrante integramente no âmbito de formação de


professores, são actividades efectivadas com base em práticas pedagógicas, tendo em
vista o desenvolvimento de capacidades e habilidades para que estas possam ser
aplicadas na sua prática docente, e na vida pessoa.

Actualmente encontramo-nos em uma situação diferente em relação a outras épocas,


sobretudo no que diz respeito ao decurso normal das aulas, o que influenciou
directamente na modalidade de estágios pedagógicos.

Como é sabido, por conta da actual conjuntura da situação de saúde pública, as aulas
decorrem em modalidades diferentes, em períodos curtos, uma vez que não deve haver
aglomerações de pessoas num mesmo espaço por um longo período de tempo, razão
pela qual houve a necessidade de se fazer remodelações no sistema de ensino com vista
a sanar essas dificuldades, usando para tal as diversas plataformas digitais existentes,
como o caso do Google classroom e a plataforma de mensagens instantâneas Whatsapp.

Importa salientar que o Estágio Pedagógico esteve sob tutela de três docentes
pertencentes ao curso de Português, na Universidade Licungo – Extensão da Beira,
nomeadamente: dr. António Chipenembe (Coordenador da cadeira), dr. Meque Saguate
e dr. Marcelino André António. No entanto, este último, por diversas razões, não pode
comparecer a todos os encontros da cadeira.

2.1. Fases do decurso do Estágio Pedagógico

Antes do decurso das aulas, os docentes partilharam documentos essenciais para que as
aulas pudessem decorrer de forma ordeira e fluída, fazendo parte destes o programa de
estágio, os programas do 1º ciclo em línguas cisena e cindau, dentre outros documentos.

2.1.1. Orientações para a análise do programa do primeiro ciclo em língua


Cisena e cindawu.

Nas primeiras aulas os docentes orientaram para que fossem analisadas, de maneira
individual, os programas em língua cisena e cindawu, dependendo da língua de trabalho
de cada estudante. Para a análise do programa foi-nos sugerido alguns tópicos pelos
docentes, tópicos estes que serviriam como base para a análise dos programas, como o
caso da estrutura do programa, a carga horária, as unidades temáticas, os objectivos do
programa, os conteúdos abordados no mesmo, as competências parciais que pretendem
alcançar nos alunos ao fim de cada actividade lectiva. Ademais, houve a necessidade de
se fazer uma análise crítica sobre a variante do cisena ou do cindawu que fora utilizada
aquando da produção do programa, se este satisfaz e se adequa ao uso nas escolas.

Importa salientar que por orientação dos docentes, as análises deveriam ser feitas em
língua local, com vista a colocar em prática as habilidades dos estudantes em suas
línguas.

2.1.2. Planificação de aulas em línguas Cisena e Cindawu

A princípio, os docentes sugeriram que cada estudante procurasse trazer os elementos


do plano de aulas em suas línguas de trabalho, para que posteriormente houvesse um
debate em torno dos mesmos, com vista a se fazer uma uniformização. Vale ressaltar
que este foi o ponto que gerou mais discussão ao nível da cadeira, pois uma parte
defendia a tradução literal dos conteúdos, enquanto que outra parte defendia a
necessidade de adequação linguística, tendo em conta a função de cada elemento
constante no plano.

Por fim, houve consenso dentro de que uma engenharia linguística seria de crucial
importância nesse processo.

Depois de todas estas discussões, os docentes recomendaram para que os estudantes


elaborassem um plano de aula em suas línguas de trabalho, que posteriormente
deveriam ser apresentados.

2.1.3. Seminários

Por conta da conjuntura de saúde pública que anteriormente mencionamos, não houve
possibilidade de que houvesse apresentação de seminários por parte dos estudantes, no
entanto houve espaço para que os estudantes pudessem interagir com os docentes e
debaterem acerca das análises feitas pelos estudantes.

O encontro foi produtivo, pois os estudantes tiveram a possibilidade de expor as suas


dúvidas e os seus pontos de vista relativamente à estrutura do programa, sendo que o
ponto que mais esteve em destaque foi o facto de os manuais possuírem vários erros de
escrita, e alguns conteúdos apresentados de forma aleatória e repetitiva.
2.1.4. Planificação e apresentação de micro-aulas

As micro-aulas são simulações feitas pelos estudantes, com base nos planos elaborados
pelos estudantes, tendo em consideração aos elementos que fazem parte do plano de
aula.

Os planos de aula são geralmente feitos de modo pessoal tendo em consideração a turma
a que se destina suas aptidões e ou dificuldades. Qualquer plano de aula deve conter os
seguintes elementos:

Pakutoma tinayikha pinthu pa utomero

 Xikola
 Nsiko
 Dzina ya mpfundzise
 Bukhu
 Khayinda ya mapfundziro
 Ndima ya mapfundziro
 Mapfundziro
 N'dzidzi 90'
 Pifuno pyakupambulika
Paciwiri tinayikha um kwadhuru
 N` dzidzi
 N`ndondomeko
Utomero na ucenjeza
Pfunzisa na ubveseso
Udziwiso na ukhomeso
Uwono na Upimo
 Pykupfundzwa pidapakwa
 Mabasa
 Njira
 pyombo

Mbitikhonda kudzesa nsindikizo, peno ma ezemplo towera atiphedze pakupfunzisa.

Importa ainda ressaltar que na elaboração do plano deve-se fazer uma concatenação das
funções didácticas com os métodos a serem aplicados para a sua efectivação, no entanto
o mais recorrido é o método de elaboração conjunta, pois este permite uma interacção
activa entre o professor e os estudantes.
Simulações das micro-aulas

As simulações das micro-aulas foram feitas de forma individual por cada estudante,
sendo que a primeira apresentação foi referente à uma aula de matemática, onde os
estudantes puderam mostrar os seus dotes referentes a apresentação e postura do
professor em sala de aula. No entanto, houve diversas dificuldades por parte de alguns
estudantes ao conseguir termos em suas línguas de trabalho que pudesse se adequar aos
conceitos em alusão, e o deficit de alguns vocábulos nas nossas línguas foi notório.

2.2. Aspectos observados

Devido às restrições impostas pela pandemia da covid-19, diversos foram os


constrangimentos observados ao longo das aulas de estágio pedagógico das línguas
Bantu, dentre os quais podemos citar:

a) Curto tempo disponibilizado para as aulas de estágio

Por conta da destruição das infra-estruturas da universidade por conta da passagem dos
ciclones tropicais, e às restrições no número de estudantes dentro da sala de aulas, as
aulas ficaram reduzidas a apenas uma vez por semana, e o contacto foi ficando mais
dificultoso depois do encerramento do bloco da cadeira, uma vez que se teve de criar
mecanismos de como satisfazer o programa, e garantir a efectivação das simulações das
micro-aulas.

b) Dificuldade no uso das plataformas digitais

Por ser algo relativamente novo, muitos estudantes tiveram dificuldades não só na
submissão dos trabalhos na plataforma Google Classroom, como também houve
dificuldades na participação das aulas virtuais via whatsapp, por conta disso houve até
certo ponto, fraca adesão às aulas online, o que melhorou depois do início das aulas
presenciais.
3. Conclusão

Para o sucesso de qualquer profissional, é necessário que sempre haja uma


concatenação entre os aspectos teóricos e práticos, e a actividade docente não foge desse
prisma. Nessa ordem de ideias, apesar das dificuldades enfrentadas no decurso da
cadeira, é de louvar as estratégias aplicadas por parte dos docentes com vista a adaptar-
se às novas realidades impostas pela situação pandémica em que nos encontramos.

O decurso do estágio pedagógico foi marcado por diversas situações de natureza


económica e logística (como o caso da ausência de fundos para a participação constante
nas aulas virtuais), dificuldade em encontrar manuais que fossem viáveis para a
elaboração dos trabalhos propostos, dentre outros. No entanto, com o empenho
colectivo foi possível chegar ao final da cadeira com garantias de que os objectivos
propostos foram alcançados.