Você está na página 1de 14

Motivação na abordagem

Behaviorismo
Integrantes

BRUNA CAROLINA DA SILVA

JOICE ELIZANDRA REIS

JULIANA CELY DA SILVA

LARISSA SILVA BRITO

MATHEUS GOMES DE SOUZA


Motivação

 Para Mayers, David G. (2006):

A motivação é uma necessidade ou desejo que


energiza o comportamento e o direciona para um
objetivo[...] Motivação é um conceito hipotético: Nós
inferimos motivação dos comportamentos que
observamos.
Motivação

 A motivação é uma necessidade que resulta em

algum comportamento, seja ele a favor ou adverso a


essa necessidade e muitas teorias tendem a explicar a
motivação como um fator intrínseco e que não pode
ser observado dificultando então a mensuração e
observação desse conceito.
O que o Behaviorismo tem a dizer:

 Busca encontrar a relação entre o comportamento e a


motivação: Percepção.

 O comportamento observável
O que o Behaviorismo tem a dizer:

 Skinner :

A necessidade é resultado de uma privação e que a


resposta (motivação) seria consequência disso,
podendo então estudar a motivação empiricamente
sem a necessidade da causalidade interna.
O comportamento operante

 Segundo Keller: "inclui todos os movimentos de um

organismo dos quais se possa dizer que, em algum


momento, têm um efeito sobre ou fazem algo ao
mundo em redor. O comportamento operante opera
sobre o mundo, por assim dizer, quer direta, quer
indiretamente"
O comportamento operante

 Relacionando o comportamento operante com a

motivação, Bergamini (1997) diz que motivação é


algo que estimula o indivíduo a satisfazer suas
necessidades ou desejos, e parte de uma energia
interna o fazendo colocar em ação.
O comportamento operante

 Este comportamento é explicado por três termos ou


mais:

Sd – R → S+

 Estímulo discriminativo (Sd) que fornece ocasião


para ( - ) a ocorrência de uma resposta (R), que
elicia (→) uma consequência reforçadora (S+).
O reforço

 É uma consequência que atua sobre determinados


comportamentos.

 Estimulo reforçador: Positivo (+) e Negativo (-)

 O positivo agrega algo ao ambiente e o negativo


retira algo do ambiente (Skinner,1953).
Conclusão

 O Behaviorismo busca entender a motivação


relacionando-a com o comportamento operante e
reforço.
 Tudo isso mostra o que os estudos da escola de
pensamento Behaviorista compreendem acerca da
motivação, uma fórmula que parece simples, mas
que é o resultado e um estimulo inicial que incita
uma resposta e logo gera um outro estímulo
reforçador.
Referências

 Moreira, M. B. & Medeiros, C. A. (2007), Princípios


Básicos de Análise do Comportamento. Porto Alegre.
Ed: Artmend.

 Skinner, B. F. (1953), Ciência e Comportamento


Humano. São Paulo Ed: Martins Fontes.

 Myers, David G (2006), Psicologia. Rio de Janeiro


Ed: LTC