Você está na página 1de 10

Comunicação

Interventricular

Andressa Carvalho
André Noronha
Danilo Lima
Daniela Marinho
Nathália Rabelo
Conceito

Comunicação Interventricular (CIV) é a cardiopatia congênita mais


comum existente, afetando cerca de 2-6/1000 nascidos vivos. A CIV
resulta de uma anomalia do desenvolvimento cardíaco,
possivelmente incluindo uma falha no alinhamento ou na fusão das
almofadas atrioventriculares durante a formação do septo
interventricular.

Manuel et al, 2014.


http://brunorocha.com.br/
Estatística

Síndrome de Down

Entre as Cardiopatias Congênitas a


CIV tem 15 a 20% de incidência. Cardiopata
Congênito
40%

Não
60% Cardiopata
Congênito

Santana, 2000.
Diagnóstico precoce

Ecocardiograma
Fetal

Zielinsky, 1997.
Diagnóstico tardio

Ecocardiograma
Transesofágico

Passos et al, 2015.


Tipos > Localização

Musculares (60 a 70%)


 CIV de Admissão (à entrada do ventrículo direito)
 CIV Trabeculares (centrais ou apicais)
 CIV Infundibulares

Perimembranosas (20 a 35%)

Sub-arteriais (menos de 1%)

Chantepie, 2005.
Sintomatologia

 Cansaço durante a amamentação ou realização de esforços


 Dificuldade em ganhar peso
 Resfriados
 Infecções respiratórias com frequência
 Sopros (geralmente pansistólico)

Chang, Jien, Chen, & Hsieh, 2011.


Referências

Chang JK.; Jien WY.; Chen HL.; Hsieh KS. Color Doppler Echocardiographic
Study on the Incidence and Natural History of Early-Infancy Muscular Ventricular
Septal Defect. Pediatrics and Neonatology. 52(5), 256-260, 2011.
Chantepie, A. Communications interventriculaires. EMC - Cardiologie-
Angéiologie. 2(2), 202-230, 2005.
Manuel V.; Morais H.; Manuel A.; David B.; Gamboa S. Ventricular septal defect in
children and adolescents in Angola: Experience of a tertiary center. Rev Port
Cardiol. 2014;33(10):637-640.
Passos MD.; Toso KA.; Miranda JS.; Osella OFS. Relato de Caso: Associação entre
Dextrocardia em Situs Inversus Totalis, Comunicação Interventricular e Forma
Incomum de Estenose Subaórtica Membranosa em Paciente Adulta. News: Artigos
Cetrus. Ano VII – Ed. 61 – Fevereiro 2015.
Zielinsky P. Malformações Cardíacas Fetais: Diagnóstico e Conduta. Arq Bras
Cardiol. volume 69, (nº 3), 1997.
Santana MVT. Cardiopatias Congênitas no Recém-nascido - São Paulo, Atheneu,
2000.