Você está na página 1de 2

A Hora de Jogo Diagnóstico é um recurso técnico utilizado no processo

psicodiagnóstico com o objetivo de conhecer a realidade da criança a ser consultada e


que implica no vínculo transferencial breve para conhecer e compreender a criança. As
possibilidades de comunicação são mediadas utilizando-se a atividade lúdica, por meio
de um brinquedo a criança pode expressar aquilo que vivencia no momento.

Na técnica HORA DE JOGO existem alguns indicadores importantes para fins


diagnósticos e prognósticos, como: Escolha de Brinquedos e Brincadeiras, conforme a
idade da criança; Modalidade de Brincadeira, pela qual pode-se detectar plasticidade,
rigidez e/ou estereotipia e perseverança; Personificação, que demonstra o equilíbrio
entre Superego, Id e Realidade; Motricidade, que demonstra o desenvolvimento
neurológico e de fatores psicológicos e ambientais; Criatividade, que exige um Ego
plástico, tolerante e aberto para experiências novas; Tolerância à Frustração, que está
relacionada ao princípio de prazer e de realidade; Capacidade simbólica, que demonstra
capacidade intelectual e qualidade do conflito; e Adequação à Realidade, que permite a
avaliação das possibilidades egóicas.

Vou especificar aqui alguns dos elementos principais que deverão ser observados na
hora de jogo. São eles:

- Linguagem: Vocabulário rico e amplo ou reduzido. Pronuncia incorreta de


determinadas sílabas ou ainda enfatizado, erotizado.

- Coordenação Motora: Mostra equilíbrio e desenvoltura em sua locomoção no


manejo do brinquedo ou não?

- Atenção: Consegue se concentrar ao escolher uma determinada atividade/cena lúdica


ou muda constantemente de interesses?

- Modulação do Afeto: Estabelece laço com psicólogo de imediato e dá sinais de


segurança ou adota uma atitude desconfiada e temerosa?

- Desenvolvimento da Cena Lúdica: Qual é o tema predominante, que personagens


são escolhidos e que funções desempenham?

- Apresentação do conflito: Como define a situação problema? Demonstra angústia?


Como resolve? Interrompe de forma abrupta?

- Comportamento durante jogo de regras: Respeita e considera as regras? Como lida


com a derrota?

- Criatividade na escolha das atividades: Demonstra diversidade na escolha e


elaboração dos enredos simbólicos?

- Observação: Contribuir com a criança no sentido de ajudá-la a “reparar” suas ações


destrutivas colando ou consertando os brinquedos.
Lembrando que o a hora do jogo foi idealizada por Freud, e que depois outras formas de
psicodiagnóstico foram adicionadas, como as teorias de Piaget, Winnicott e Melanie
Klein. Por exemplo, a caixa lúdica, idealizada por Melanie Klein é utilizada na hora do
jogo. Com ela você poderá abordar temas do cotidiano da criança. Na caixa lúdica você
deverá ter brinquedos que explorem o campo cognitivo, emocional, criativo e motor da
criança. A caixa lúdica pode por exemplo, conter bonecos, jogos de tabuleiro, papéis e
canetas para desenhos, cola, barbante, etc.

Espero que tenham gostado do post sobre hora do jogo, um processo de


psicodiagnóstico infantil.