Você está na página 1de 2

A importância da entrevista de competência

Priscila Brasco

Considerando a necessidade das organizações de avaliarem o


comportamento dos indivíduos e não simplesmente as suas capacidades e
experiências, a entrevista passou a ter outro foco. Quando o aspecto
comportamental ganha uma conotação maior e essencial para a organização
na avaliação das experiências e qualificações dos candidatos ela recebe o
nome de entrevista com foco em competências funcionais.

Conforme Trasatti & Costa (1999) este conceito diz respeito à


performance, que sinalizam comportamentos e habilidades das pessoas
compatíveis com o contexto estratégico da empresa.

Quando uma organização já tem as suas competências definidas torna-se


mais eficaz para o selecionador adotar um esquema de entrevista
comportamental com foco em competências. Conforme destaca Rabaglio
(2001) a entrevista comportamental é estrategicamente estruturada para
investigar o comportamento passado da pessoa numa situação similar da
competência a ser investigada.

A entrevista é uma ferramenta utilizada em todo mundo, mas nem sempre


com eficácia. Existem vários modelos de entrevista, porém, a mais atual é
aquela onde se focaliza nas competências que o candidato relata possuir.
Pode-se dizer que esta forma de entrevista é uma investigação de
competências no repertório comportamental do avaliado. Nesta forma de
entrevistas, usam-se perguntas situacionais, isto é, perguntas relacionadas a
situações onde o avaliado tinha necessidade de usar a competência
investigada. Instiga-se o candidato a exemplificar em que circunstância ele fez
uso da competência em questão, para que se possa ter uma idéia concreta da
atuação do profissional. Essa técnica é assim chamada porque é baseada na
premissa de que o comportamento passado do candidato pode nos dar dicas
sobre seu comportamento futuro.

Para planejar a entrevista por competência, o entrevistador deve ter em


mãos o perfil de competências, que deve ser elaborado com o gestor da área,
para que haja maior assertividade nas perguntas feitas ao candidato. É
fundamental o preparo de quem faz a entrevista, realizando questionamentos
claros e objetivos.

Grande parte dos candidatos já vai para as entrevistas com respostas


prontas, e quando encontra um profissional de seleção que se utiliza de
perguntas comportamentais com foco em competência muda toda a dinâmica
da entrevista. Sendo assim, este profissional tem oportunidades muito maiores
de conhecer profundamente o comportamento do candidato, fazendo perguntas
abertas e específicas.

Referências

TRASATTI, Sidney Roberto e COSTA, Maria Inês. Administração de


Recursos Humanos por Competências: A gestão do novo contrato entre
pessoas e empresas do terceiro milênio. Campinas: Papirus, 1999.

RABAGLIO, Maria Odete. Seleção por Competência. São Paulo: Educator,


2001.