Você está na página 1de 34

A mudança social

EFA Secundário
Unidade de Competência 7:
Saberes Fundamentais
Domínio de Referência 4:
Factores que influenciam a mudança social

Pedro Vitó
Vitória 1
Noção de mudança

z Mudança social é toda


a transformação
observável no tempo
que afecta, de forma
não provisória, a
estrutura ou o
funcionamento da
organização social de
uma colectividade e
modifica o curso da
sua história.

Pedro Vitó
Vitória 2
Características da mudança social:
1. Tem um carácter colectivo.
ƒ Implica o todo social de uma
colectividade e não apenas uma
parte dela ou um grupo de
pessoas.
Exemplo:
A passagem de Portugal da
monarquia para a república é uma
mudança social, um grupo de
pessoas que eram monárquicos e
que depois passam a ser
republicanos já não é um caso de
mudança social.

Pedro Vitó
Vitória 3
Características da mudança social:
2. É uma mudança de
estruturas.
ƒ Sendo claramente observável os
elementos da organização social
que se alteraram.
Exemplo:
O representante máximo de
Portugal deixou de ser o Rei,
nomeado por sucessão dinástica, e
passou a ser um Presidente da
República eleito pelo voto dos
cidadãos. É uma mudança social
na organização política.

Pedro Vitó
Vitória 4
Características da mudança social:
3. É identificável no tempo.
ƒ Ao longo da vida dos
indivíduos, é possível
descrever o que mudou em
relação ao passado alterado.
Exemplo:
As pessoas que passaram por
esse processo descreviam bem
o que tinha mudado, nem que
fosse apenas os símbolos
nacionais - bandeira, hino,
moeda.

Pedro Vitó
Vitória 5
Características da mudança social:
4. Implica uma certa
permanência.
ƒ Não pode ser provisória ou
confundir-se com uma
moda passageira.
Exemplo:
Se a revolução de 5 de
Outubro de 1910 para a
implantação da República
durasse uns meses e tudo
regressasse às características
anteriores, não haveria uma
mudança social.

Pedro Vitó
Vitória 6
Características da mudança social:
- 1. Atitudes,
valores e
comportamentos
A mudança (indivíduos)
implica Ao nível das
- 2. Instituições
alterações sociais
(colectividades)
- 3. Relações entre
instituições
Pedro Vitó
Vitória 7
Características da
mudança social:
A mudança implica uma diferença no
ritmo como se processa.
A mudança tem uma velocidade e
consistência de realização diferentes nos
vários estratos sociais.
Nas empresas ou elites culturais é mais
acelerada do que nas instituições
religiosas ou familiares.

Pedro Vitó
Vitória 8
Características da mudança social:

A mudança varia no tempo


e no espaço.

Os espaços mais interiores,


mais isolados das vias de
comunicação ou dos centros
populacionais, estão mais
fechados sobre si próprios e
menos abertos a contactos e
novidades vindas de fora.
Por exemplo, as cidades são
espaços mais abertos à
mudança do que as aldeias.
Pedro Vitó
Vitória 9
Os tipos de mudança social:
1. A mudança
deliberada.
ƒ Quando todo o processo
de introdução das
alterações foi planeado
e preparado
anteriormente.

Exemplo:
Uma qualquer reforma
política importante num
país – Reforma do Sistema
Educativo.

Pedro Vitó
Vitória 10
Os tipos de mudança social:
2. A mudança espontânea.
ƒ Quando ocorre de forma
não prevista ou
planificada.

Exemplo:
Em consequência de
situações como epidemias,
catástrofes naturais ou novas
doenças, o que faz surgir uma
reacção espontânea nas
pessoas.

Pedro Vitó
Vitória 11
Os tipos de mudança social:
3. A mudança funcional.
ƒ Quando se verifica uma
alteração dos papéis
desempenhados pelos
membros dos grupos
sociais ou das
instituições.

Exemplo:
A alteração do papel das
mulheres na sociedade e na
instituição familiar.

Pedro Vitó
Vitória 12
Os tipos de mudança social:
4. A mudança estrutural.
ƒ Quando ocorrem
alterações na estrutura
ou funcionamento das
instituições.

Exemplo:
O surgimento de novos
tipos de famílias: pais
divorciados, mães solteiras,
casais de homossexuais
com filhos, etc.

Pedro Vitó
Vitória 13
Os factores de mudança social:
A mudança não é
provocada por um
único factor.
ƒ Mas sim por uma
multiplicidade de factores
que se inter-relacionam.

Exemplo:
O surgimento de novos
tipos de famílias resulta de
factores económicos, sociais,
culturais, etc.

Pedro Vitó
Vitória 14
Os factores de mudança social:

z Muitas vezes reparamos


apenas naquele factor que nos
afecta de modo mais próximo.

Exemplo:
Temos mais noção do
problema do aumento do
desemprego quando afecta
alguém que nos é próximo.

Pedro Vitó
Vitória 15
Os factores de mudança social:
z Percebemos facilmente o
responsável imediato pela
mudança social, mas não
percebemos bem as causas ou
factores mais distantes.

Exemplo:
Reconhecemos bem o patrão
que despede o funcionário, mas
temos dificuldade em
compreender os problemas da
globalização que levaram ao
enfraquecimento dessa
empresa.
Pedro Vitó
Vitória 16
Os tipos de origem de factores:
z Exógenos, quando se trata de
factores que se situam fora do
contexto social em causa.

Exemplo:
O retorno das pessoas que
viviam nas províncias do
ultramar português a Portugal,
por causa das independências
dos países africanos nos 70,
levaram a grandes mudanças
sociais.

Pedro Vitó
Vitória 17
Os tipos de origem de factores:

z Endógenos, quando estes


factores se situam no interior
do próprio sistema social.

Exemplo:
A recusa das populações no
século XIV de retirarem os
cemitérios do centro das
localidades, junto das igrejas,
por razões de saúde, levou a
movimento social muito forte.

Pedro Vitó
Vitória 18
Os tipos de origem de factores:

z Voluntaristas, se
resultam de um
planeamento
prévio, da vontade
expressa e
consciente das
pessoas.

Exemplo:
A aprovação de
novas leis.

Pedro Vitó
Vitória 19
Os tipos de origem de factores:

z Fortuitos, se
resultam do acaso
e do imprevisto.

Exemplo:
Acidentes graves
em grandes obras
públicas – queda
de uma ponte -,
desastres naturais,
etc.

Pedro Vitó
Vitória 20
Os grandes tipos de factores:
z Geográficos, os factores
naturais podem consistir
uma mudança social
pelos danos que causam
numa sociedade. Podem
levar à destruição de
comunidades,
deslocações em massa
de populações, etc.

Exemplo:
Sismos, inundações,
terramotos, maremotos,
erupções vulcânicas, etc.
Pedro Vitó
Vitória 21
Os grandes tipos de factores:

z Demográficos

z as grandes variações
nas taxas de
natalidade ou de
mortalidade e as
grandes variações na
taxas de imigração ou
de emigração podem
provocar grandes
alterações na estrutura
social.

Pedro Vitó
Vitória 22
Os grandes tipos de factores:

z Sociais, os factores que


resultam de mudanças na
organização do sistema
social são naturalmente
determinantes para a
mudança.

Exemplo:
Revoluções, reformas sociais
profundas, mudanças de leis
importantes.

Pedro Vitó
Vitória 23
Os grandes tipos de factores:

z Culturais, os factores que


resultam de mudanças nas
mentalidades das pessoas,
nos seus valores, crenças,
sentimentos, ideias e
comportamentos.

Exemplo:
Descobertas científicas,
invenções técnicas, novos
ideais, movimentos artísticos,
etc.

Pedro Vitó
Vitória 24
Os agentes de mudança:

z Os principais agentes de
mudança social, ou seja,
aqueles que têm um papel
decisivo no desencadear de
situações de mudança e na
condução desse processo
são:

z As elites;
z Os movimentos sociais.

Pedro Vitó
Vitória 25
Os agentes de mudança:

z Definição de Elites:

As pessoas ou grupos que


pelo seu poder ou pela sua
influência contribuem, de
modo decisivo, para o início e
condução da mudança social,
quer pelas suas acções e
decisões directas, quer pelos
ideais que simbolizam.

Pedro Vitó
Vitória 26
Os agentes de mudança:

z O papel das Elites:

z Na tomada de decisões e de acções;


z No esclarecimento de situações e
problemas;
z Pelo seu exemplo.

Pedro Vitó
Vitória 27
Os agentes de mudança:
z Definição de Movimento social:
É uma organização social com uma estrutura
bem identificável, que visa agrupar pessoas
nesse movimento, com o objectivo da defesa
ou promoção de certas finalidades de
mudança social.
Por exemplo, movimentos de defesa do
ambiente, dos direitos das crianças, dos
consumidores, etc.
Pedro Vitó
Vitória 28
Os agentes de mudança:
z Nas sociedades
abertas, os
movimentos sociais
são vistos como uma
forma de expressão de
certos colectivos e um
forma de comunicar e
dialogar com o poder
instituído.

z Nas sociedades mais


fechadas, são vistos
como indesejáveis e
muitas vezes
reprimidos, gerando
muitas vezes tensões
e conflitos sociais.

Pedro Vitó
Vitória 29
Os agentes de mudança:
z As funções dos movimentos sociais
z mediação, entre as pessoas individuais e a
sociedade como um todo, especialmente os
poderes instituídos.
z esclarecimento da consciência colectiva,
procurando explicar e criticar certos aspectos da
vida social.
z pressão sobre o poder, capacidade de reivindicar
certos objectivos junto do poder.

Pedro Vitó
Vitória 30
A resistência à mudança:

z A mudança social provoca


sempre instabilidade e
insegurança, pois somos
forçados a abandonar
hábitos antigos e adoptar
novos e diferentes
comportamentos.
z Portanto é natural que surjam
tensões e conflitos sociais que
visam travar o processo de
mudança.

Pedro Vitó
Vitória 31
Atitudes face à mudança:

z As necessidades ou as faltas sentidas que


exigem mudanças;

z As expectativas perante a mudança, ou seja,


se esperamos melhorar ou não com o
processo.

Pedro Vitó
Vitória 32
Atitudes face à mudança:

z O nível de conhecimento, sem formação e


educação, sem espírito crítico e sem
circulação de novas ideias temos uma forte
resistência à mudança.

z Os valores dominantes, numa sociedade


fechada e conservadora, caracterizada por um
sistema de valores rígido e um controlo social
pesado a mudança social será pouco aceite.
Pedro Vitó
Vitória 33
Mudança Social

FIM
Adaptado e retirado de:
Rosa Moinhos, Práticas de Acção Social 10, Plátano Editora

Pedro Vitó
Vitória 34