EXCELENTISSIMO(A) SENHOR(A) DOUTOR(A) JUIZ(A) DE DIREITO DO ___ JUIZADO ESPECIAL CÍVEL DA COMARCA DA CAPITAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO.

NOME, brasileiro, solteiro, (profissão), portador da Carteira de Identidade nº, expedida pelo DETRAN/RJ, inscrito no CPF sob nº, domiciliado na Rua (endereço completo com CEP), vem a Vossa Excelência propor AÇÃO DE OBRIGAÇÃO DE FAZER C/C INDENIZATÓRIA POR DANOS MORAIS pelo rito Especial, em face de SKY BRASIL SERVIÇOS LTDA, com sede na Rua Rodovia Presidente Dutra, km parte 45, Guarulhos - SP, Cep.:07034040 , pelos motivos de fato e de direito adiante aduzidos: DOS FATOS O Autor é cliente da empresa ré e contratou os serviços da mesma. Ocorre que o autor solicitou, , alteração de seu plano de assinatura para incluir o pacote de serviços de alta definição – chamado pela empresa ré de SKY HDTV. Nesta feita, foi-lhe informado o valor de ($$$) incluso neste valor a instalação de um ponto adicional (com exatamente a mesma programação do ponto principal). Entretanto, após a instalação, ocorrida no dia (data), foi verificado pelo autor que apenas um dos pontos possuía a programação de alta definição SKY HDTV e que o ponto adicional ficou com a programação antiga sem a alta definição. Some-se a isto que, após a instalação, o técnico da empresa ré orientou que o autor ligasse para a empresa ré para informar que havia ocorrido a instalação, pediu confirmação do valor da mensalidade, recebeu, estarrecido, a informação de que a mensalidade para o serviço contratado seria de (valor cobrado diferente do ofertado), o que não refletia a oferta feita pela empresa ré, aceita pelo autor. . Assim não restou outra alternativa a não ser se socorrer da via judicial para a garantia de seus direitos. DOS FUNDAMENTOS A relação estabelecida entre as partes é de consumo, devendo ser interpretada de acordo com a lei 8.078/90 (CDC). No caso em tela, temos as definições de consumidor e fornecedor, contida no art. 2º e art. 3º. A parte ré responde objetivamente pelos danos causados ao autor, pois o serviço oferecido não foi compatível com o contratado, conforme art. 14 do CDC.

caso as partes não cheguem a um acordo. sob pena de revelia e confissão. acrescidos de juros e corrigidos monetariamente. inciso VIII do CDC. pois após a contratação os valores ofertados se mostraram diferentes do cobrado pela empresa ré. testemunhal e depoimento pessoal da parte ré. o artigo 39. (data) ________________________________ (Nome do autor) .Neste sentido. Assim o autor foi induzido a erro na contratação do serviço. requer a Vossa Excelência: a) a citação da parte ré para responder à presente e sua intimação para comparecer à audiência de conciliação. c) a condenação do réu ao pagamento a título de compensação pelos danos morais sofridos pelo autor. especialmente documental suplementar e superveniente. 6º. diante da hipossuficiência do autor e da verossimilhança de suas alegações. DO VALOR DA CAUSA Valor da causa R$ $$$$$$$$$ Nesses Termos Pede e espera Deferimento. contados da citação no montante de R$ (valor) DAS PROVAS Requer a produção de todos os meios de prova em direito admitidos. na amplitude do art. Rio de Janeiro. DOS PEDIDOS Diante do exposto. com fulcro no art. sendo advertida da possibilidade de ser convolada em audiência de instrução e julgamento. II elenca como pratica abusiva deixar de atender as demandas solicitadas pelo consumidor. 32 da Lei 9. Ainda nesta celeuma o artigo 37 § 1º descreve como enganosa a publicidade que induz a erro o consumidor. b) seja decretada a inversão do ônus da prova.099/95.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful