Você está na página 1de 4

PNEP- Sessão Tutorial nº4 - Ensino da Leitura –

A Compreensão textual/leitora
Escola: E.B.1 de Abraveses nº 1
Ano: 4º ano
Turma: B
“A essência da leitura é a construção do significado de um texto escrito e aprender a
compreender textos é o grande objectivo do ensino da leitura.”

Começando pela sensibilização para a leitura, deu-se início à sessão tutorial. Partindo apenas do título
do poema “O Vento”, os alunos mostraram os conhecimentos que possuíam sobre o tema, tentando adivinhar
também que tipo de texto iriam trabalhar.
Algumas das ideias que surgiram:
O vento é o personagem principal.
O vento é invisível.
O vento é muito forte.
O vento é o ar em movimento.
Sente-se mais o vento junto ao mar.
O vento é frio.
Vê-se a força do vento nas ondas.
O vento sopra mais forte nas terras altas.
O vento passa e não se vê, só se sente.

Depois de lido em voz alta e pausadamente pela professora, os alunos fizeram a leitura silenciosa do
poema, tentando memorizar algumas partes, recitando-as para a turma.
Foi proposto também que associassem sentimentos, emoções e sensações individuais ao poema,
tomando como exemplo as existentes no texto.
Após a leitura, os alunos sublinharam as palavras desconhecidas: buganvília e bambu.
Com base no contexto, a maioria conseguiu tirar conclusões sobre o significado dessas palavras
(nomes de plantas). No entanto, sensibilizou-se os alunos para a pesquisa num dicionário ou na
internet das imagens e/ou dos significados das respectivas palavras, para a aula do dia seguinte.

Os alunos copiaram o
poema, utilizando uma
cor para os nomes e
outra para os verbos
que se repetiam,
sublinhando ou,
escrevendo com outras
cores, os sons
semelhantes que se
encontravam nas
palavras do fim dos
versos.

Registaram numa tabela os resultados da tarefa, de modo a que a informação recolhida


fosse verbalizada de modo rigoroso.
No geral, todos os alunos identificaram os aspectos formais da construção do poema,
nomeadamente, as repetições (rimas), que acentua a musicalidade do poema, favorecendo a
memorização do que se leu ou que se ouviu ler.
Muitas das palavras que rimam, para além de terem sons semelhantes, relacionam-se
entre si o que pode ajudar a memorizar e a dar sonoridade, Ex: tília e buganvília (nomes de
plantas); ler e escrever (actos relacionados).
A fim de terem uma percepção sobre os resultados obtidos, os alunos preencheram
uma ficha de avaliação da leitura.

No final da aula, os alunos,


reflectiram sobre as
actividades realizadas,
preenchendo o diário da
aula, como o fazem
habitualmente.
Todos manifestaram a sua
satisfação por adquirir novos
conhecimentos e obterem
uma visão diferente de como
se analisa um poema,
quanto à forma e quanto à
compreensão de imagens
simbólicas.
Devido ao grande interesse manifestado pela turma sobre o tema trabalhado e o desejo de
saber mais sobre o vento, as actividades relacionadas com este assunto prolongaram-se por mais
algumas aulas.

Com as informações obtidas, após pesquisa


feita pelos alunos, realizou-se um texto
colectivo, reunindo os dados que cada um
recolheu na sua investigação.
Seguidamente, os alunos também quiseram
demonstrar a sua veia poética e revelar que
conseguiam dar outras imagens simbólicas ao
vento, surgindo, por sinal, algumas quadras
bastante interessantes.

A compreensão textual abordada nesta sessão foi produtiva em todos os sentidos, veio
despoletar a curiosidade; a pesquisa e a imaginação nos alunos; proporcionando um maior
conhecimento sobre um determinado tipo de texto; enriquecimento léxico na exploração de palavras
desconhecidas no texto e sensibilizar para os aspectos formais e simbólicos existentes numa poesia.
É importante dar espaço aos alunos para criar, a fim de proporcionar o enriquecimento e o
desenvolvimento do ser como um todo.

A Formanda PNEP: Alcina Silva