Você está na página 1de 14

Introdução a EAD

UNIDADE 3
Introdução à EAD – Unidade 3

Para início de conversa

Olá Caro(a) Aluno(a), mais uma vez juntos para trocarmos boas informações para seu andamento acadê-
mico.

A nossa terceira unidade da disciplina de introdução à EAD começa dando continuidade ao que já foi
abordado anteriormente, apresentado para você, mais ainda sobre a metodologia com algumas dicas
valiosas sobre como vencer o desafio que é cursar uma graduação a distância.

Como apoio para a terceira unidade, recomendo que você faça a leitura do seu livro texto nesse exato
momento, contemplando a terceira unidade inteira e depois retorne para continuarmos com o guia de
estudos.

Orientações da Disciplina

Ao longo dessa terceira unidade você vai conhecer os seguintes assuntos:

§ Como funciona a metodologia de ensino focada no aluno


§ O que deve ser alterado em relação a sua postura no curso?
§ O que significa ser proativo na educação?
§ Como tirar proveito do foco do ensino direcionado para o aluno?
§ Como construir o seu ambiente pessoal de aprendizagem?
§ O que significa aprendizagem informal, e a sua importância para uma graduação a dis-
tância?

Todos esses assuntos fazem parte dos conteúdos da nossa terceira, unidade e, além do guia de estudos
que você está lendo agora, podem ser recomendados hyperlinks que adicionem novos conteúdos aos
assuntos comentados no guia. Caso não seja explicitado, você pode considerar todos os recursos extras
como sendo complementares.

1
Ensino com foco no aluno

Na primeira unidade da nossa disciplina foram apresentados alguns detalhes sobre a metodologia usada
na UNINASSAU EAD, e como os alunos devem enfrentar os desafios apresentados pelas plataformas de
ensino a distância.

Entre os desafios e dificuldades que os alunos encontram nesse tipo de curso podemos citar a disciplina
necessária para manter os estudos e atividades em dia, pois a perda de tarefas ou acumulo de material
para leitura é um fator perigoso para as possíveis desistências no curso. É por esse motivo que foi co-
mentado, também na unidade anterior, que o segredo para vencer esses possíveis problemas é o plane-
jamento.

O planejamento se faz necessário para que você possa conseguir realizar todas as tarefas, leituras e
atividades propostas pelos seus professores nos guias de estudo e avançar no conteúdo das disciplinas.

Palavras do Professor

Caro(a) estudante, é importante reforçar novamente também que o guia de estudos funciona como o seu
roteiro de aprendizado dentro de cada disciplina, sendo esse o texto que descreve os conteúdos propostos
em cada disciplina e também determina a sequencia de leitura e atividades dentro do escopo dos livros e
recursos extras disponíveis na sua disciplina.

Os cursos de graduação são todos projetados com essa metodologia em mente, girando em torno do ma-
terial didático, ambiente virtual de aprendizado, atividades e guias de estudo. Mas todos esses materiais
orbitam ao redor do principal personagem dentro do processo de ensino e aprendizado. Esse personagem
principal é o aluno, você que está lendo esse guia de estudos nesse exato momento.

O *aluno é o centro do aprendizado* dentro do ecossistema e metodologia da educação a distância, com


todos os recursos e materiais sendo voltados para o seu aprendizado. É um ponto de vista bastante ani-
mador, pensar que existem pessoas e conteúdo sendo trabalhado e pensado para suprir as suas necessi-
dades e continuar motivando o seu desenvolvimento contínuo como pessoa, cidadão e futuro profissional.

Fique atento !

Mas, o que significa exatamente ser o centro do aprendizado?

Para entender exatamente o que representa ser o foco do aprendizado, podemos retomar algumas ana-
logias realizadas na primeira unidade. A primeira é a comparação com o ensino presencial, que deve ser
muito familiar para você, em que os alunos ficam, às dezenas, sentados em uma sala de aula apenas
ouvindo o que o professor tem a dizer. Nesse modelo centenário de ensino é complicado afirmar que o
aluno pode ser o centro do aprendizado devido ao ambiente coletivo e, principalmente, no modo passivo
em que a maioria dos alunos encara a sala de aula.

2
Caro(a) estudante, a grande maioria dos alunos simplesmente senta na sua cadeira e permanece ouvindo
o discurso do professor por vários minutos, talvez algumas horas, sem questionar ou mesmo participar
das aulas. Existem, até mesmo, os casos das pessoas que estão apenas “de corpo presente” pensando
em qualquer outro assunto que não seja relacionado com a aula. O modelo coletivo permite todos esses
desvios e variações de comportamento e interação na sala de aula. Como o professor é o responsável
pela passagem do conhecimento, muito da atenção e foco da sala de aula estão direcionados para a sua
presença em sala.

No caso das graduações a distância a coisa muda muito de situação, pois o foco do aprendizado está no
aluno! Para explicar melhor ainda o que representa esse foco no aprendizado, podemos retomar a ana-
logia usada na unidade anterior em que comparamos o aluno de graduações EAD a um atleta. Dentro da
rotina desses atletas encontramos situações em que seus respectivos treinadores preparam rotinas de
exercícios e treinamentos específicos para a sua atividade. Essas orientações sobre os treinos são expli-
cadas, apresentadas, planejadas e oferecidas aos atletas de várias formas diferentes.

O que vai determinar o sucesso ou fracasso desse atleta dentro da sua área de atividade é a execução
desses exercícios e os treinamentos com o máximo de disciplina e respeito às orientações passadas pelo
seu técnico. A figura do técnico como planejador, motivador e guia do atleta é fundamental! Mas quem
realmente precisa realizar as atividades é o atleta. O treinamento é focado nele, assim como o ensino é
focado no aluno.

Assim, podemos concluir que o ensino com foco no aluno é ter as orientações, dicas, procedimentos e
atividades prontas esperando por você, mas que deve ser sua a iniciativa de seguir essas dicas e orien-
tações com o máximo de disciplina para conseguir sucesso nos momentos em que chegar o momento de
colocar seus conhecimentos à prova.

Tudo certo até agora? Então podemos continuar.

Postura dos alunos em cursos EAD

O ensino com foco no aluno é o principal ponto da nossa terceira unidade, e deve ser bem entendido por
você, pois será a base para a construção das dicas e mudanças de atitude necessárias para garantir o
seu sucesso e adaptação com a metodologia de cursos EAD. Apesar do assunto parecer um tanto quanto
redundante ao que já foi abordado na unidade anterior, agora o foco é a construção do seu perfil como
aluno ou aluna de cursos a distância.

Palavras do Professor

A primeira coisa que deve ser trabalhada dentro do que é o ideal para um aluno de graduações a distância
é a sua postura. Antes que você tente corrigir a maneira com que você está sentado na sua cadeira, lembre
que o substantivo *postura* pode estar relacionado tanto com a posição do corpo como também com a
atitude. No nosso caso estamos falando especificamente sobre a sua atitude em relação ao aprendizado.

3
O que é necessário mudar em relação a sua postura?

Para entender melhor o significado da postura dos alunos dentro de cursos a distância, podemos relacio-
nar as alterações de comportamento com três palavras:

§ Recompensa
§ Disciplina
§ Objetivo

Essas três palavras ajudam a entender como deve ser a sua postura dentro do curso. Já posso adiantar
que o ponto principal deve ser o comportamento *proativo* dentro do ecossistema do curso.

Recompensa

O primeiro ponto que deve ser observado nesse contexto é a recompensa, que está diretamente relacio-
nada com a motivação dentro do processo de ensino e aprendizagem.

Quem é que não gosta de recompensas?

Todos nós gostamos de receber recompensas, e esse é um fator extremamente poderoso como motivador
para realizar ações. As recompensas são usadas como fatores de motivação em vários ambientes – seja
como meio de fazer com que você compre um produto, pois nele pode existir um cupom premiado, ou
então a satisfação de vencer uma partida em qualquer tipo de jogo.

Os fatores motivadores são os mais variados e sempre estão relacionados com algum tipo de recompen-
sa. Isso é usado em processos modernos de *gameficação* ou *ludificação* para os puristas da língua
portuguesa. A maioria de nós precisa, eventualmente, receber alguma recompensa, mesmo que seja
pequena, para manter níveis elevados de motivação para determinada tarefa.

Quem possui um trabalho ou emprego chato ou monótono sabe que, sem a recompensa no final de todos
os meses, seria muito difícil permanecer naquela atividade por muito tempo. As recompensas estão no
nosso cotidiano e você precisa saber como usar isso para seu benefício dentro do curso que está reali-
zando. Mas, para conseguir aproveitar isso no processo de ensino e aprendizado, você deve responder à
seguinte pergunta: o que você espera como recompensa?

O simples fato de saber responder a essa pergunta já contribui muito com a descoberta do que pode mo-
tivar você dentro do curso. As recompensas podem ser as mais variadas:

- Abrir o seu próprio negócio


- Passar em um concurso público
- Constituir família
- Construir seu patrimônio
- Fazer a viagem dos seus sonhos
- Trabalhar com algo que seja interessante e agradável
- Ajudar ao próximo

4
Palavras do Professor

Pois é, para cada pessoa a resposta será diferente, e você deve encontrar o que motiva você a realizar a
rotina de leituras, exercícios e atividades ao longo do curso. No exemplo do atleta podemos dizer que é a
sua recompensa pode ser tanto a glória de subir no lugar mais alto do pódio, ou mesmo terminar em uma
boa colocação a sua competição. Mas, independente do que seja a sua recompensa, a sua motivação
para seguir com os treinos e exercícios é alimentada pela ideia de que a recompensa está próxima, e só
depende do seu esforço para que seja alcançada.

Objetivo

Com a recompensa muito bem definida, você terá uma boa ideia do local ou situação para a qual os seus
esforços devem ser direcionados. A recompensa, nesse caso, é o que está aguardando por você no final da
trajetória, é o ponto final no seu mapa. E, para conseguir chegar até esse ponto final, precisamos passar
por caminhos secundários e provações ao longo do trajeto. O seu objetivo passa a ser chegar naquele
ponto final, buscando a sua recompensa, o que para nós será a conclusão do seu curso.

Lembre-se que o objetivo para você será concluir a sua graduação, buscando sempre manter um nível
elevado de motivação para que seja possível chegar até o ponto final da trajetória sem grandes desvios
ou problemas. Ao longo do caminho, os guias de estudo, como esse que você está lendo, são os roteiros
que ajudam a trilhar o caminho para conseguir chegar ao final dele.

A visão da recompensa aliada com a determinação de um objetivo são fatores determinantes na mudança
da postura de um aluno acostumado com o modo passivo de aprendizagem oriundo dos cursos presenciais,
para uma metodologia em que o aluno é o centro do processo. Você deve encarar a realização e conclusão
do seu curso como objetivo, e procurar atingir esse objetivo com o máximo de eficiência.

Com o objetivo em mente e a sua recompensa, fica fácil de mensurar os benefícios que o seu esforço irá
proporcionar ao final da jornada.

Disciplina

O último ponto importante relacionado à mudança de postura dos alunos em cursos EAD está relacionado
com a disciplina.

Até agora abordamos a escolha de recompensas e na determinação de um objetivo, que é a conclusão do


seu curso. Para conseguir chegar ao final de qualquer graduação, seja presencial ou à distância, é preciso
dedicar tempo para estudar e realizar as atividades previstas no curso.

Como os cursos demandam o seu envolvimento por vários meses até que se tenham como concluídas as
atividades e unidades curriculares, é necessário ter, ao mesmo tempo, paciência e disciplina para conse-
guir manter o mesmo nível de interesse e aplicação ao longo de vários meses.
5
Guarde essa ideia!

Caro(a) Aluno(a), a analogia com o atleta é muito útil novamente para explicar a importância
da disciplina para um aluno de graduações EAD. No caso do atleta, é necessário participar de uma rotina
exaustiva de treinamentos e esforço físico, para conseguir atingir as metas e resultados desejados pelo
seu treinador. Essa rotina é dura no início, mas, com o tempo, boa parte dos atletas acaba se habituando
à rotina e acaba sentindo falta quando, por qualquer motivo, acaba não treinando. O que realmente ajuda
no desenvolvimento da capacidade física do atleta é a rotina de treinos, que ao longo de várias semanas
condiciona tanto o corpo como a mente do atleta a atingir os seus objetivos.

Para os alunos de graduações à distância o princípio do treinamento e a rotina são exatamente os mes-
mos! No caso dos treinadores você encontra os professores, e o atleta é você. A rotina de treinos e ati-
vidades será passada pelos guias de estudo e material disponível no ambiente virtual de aprendizagem.
Apesar do aluno conseguir escolher com muita flexibilidade os horários e dias em que deve estudar cada
conteúdo, é necessário respeitar os prazos determinados por cada atividade, exercício ou leitura. É uma
situação muito mais confortável do que a da maioria dos atletas que precisam madrugar para treinar três
ou quatro vezes por semana.

??? Você sabia?


Você sabia que a flexibilidade de horários é inerente aos cursos EAD e constitui um benefício para quem
escolhe seguir cursos assim? Pois é, existe um aspecto que deve ser idêntico em termos de postura
quando comparamos o atleta e o aluno de graduações a distância: ambos precisam ter disciplina nas
atividades. Assim como o atleta necessita de uma rotina rígida de treinos, os alunos de graduações a dis-
tância têm que organizar os seus horários e rotina para manter a mesma disciplina com os seus estudos.

A mudança de postura nesse caso envolve o planejamento prévio da suas atividades, como mencionamos
na unidade anterior, e na manutenção desse planejamento. A criação de uma planilha ou agenda de estu-
dos é fácil, o problema é seguir à risca o que está no seu planejamento.

Para manter a disciplina no seu planejamento, é recomendável sempre:

§ Procurar conhecer o calendário acadêmico do seu curso com horários e datas de ava-
liações
§ Conhecer as datas em que cada uma das unidades estará disponível
§ Conhecer os prazos para realização das atividades previstas na sua unidade
§ Realizar as atividades assim que as mesmas estiverem disponíveis
§ Realizar a leitura dos materiais recomendados no guia de estudos o quanto antes
§ Extrapolar o conteúdo indicado nos guias de estudo com material disponível na biblio-
teca virtual

6
Palavras do Professor

Todas essas ações devem ser realizadas com o máximo de disciplina, para evitar problemas no decorrer
da sua trajetória até a conclusão do seu curso. Com disciplina, e mantendo o foco no objetivo de terminar
o seu curso, a recompensa escolhida por você, qualquer que seja ela, será atingida de maneira muito mais
fácil.

Essas são as mudanças de postura recomendadas para um aluno de graduação EAD, e todas elas deman-
dam alterações no seu comportamento e mentalidade. O ensino presencial nos condiciona a pensar que
estudar na véspera da prova é suficiente, e que o ato de obter um resultado ruim nas avaliações pode ser
“culpa” do professor.

Mas lembre que o foco no EAD está no aluno! Uma boa parcela do esforço envolvido no aprendizado recai
sobre você. Portanto, comece a trabalhar na mudança da sua postura o mais rápido possível.

Como ser proativo na educação?

As mudanças de postura em relação ao seu comportamento dentro do curso e a maneira de encarar os


desafios que estão se colocando nos próximos meses exigem que algumas coisas mudem de imediato. O
primeiro passo para conseguir se adaptar a essa nova realidade é a adoção de um comportamento proa-
tivo em relação a sua educação no que diz respeito ao desenvolvimento dos conteúdos e disciplinas. Mas
como ser proativo em relação ao seu aprendizado?

O significado da palavra proativo automaticamente diz que você precisa se antecipar em vários aspectos
relacionados ao seu aprendizado, o que pode ser muito benéfico de maneira geral. Essa antecipação pode
estar associada à realização das atividades propostas nas unidades de cada disciplina ou então com a
leitura antecipada do seu material de apoio. Os guias de estudo das disciplinas em cada uma das suas
unidades ajudam você a entender o que é importante e recomendado pelo professor autor de cada uma
das disciplinas. Mas nada impede que essa leitura e estudo extrapole o que é oferecido e recomendado
dentro de cada guia de estudos.

??? Você sabia?

Você sabia que um dos recursos que podem ser usados com muitos benefícios é a sua bibliote-
ca virtual? Pois é, ela oferece vários livros com títulos variados e assuntos diversos.

Por exemplo, o que impede um aluno de cursos da área relacionados com saúde a ler livros sobre admi-
nistração ou empreendedorismo? Todos esses recursos são válidos, e no dia em que for necessário usar
esse tipo de conhecimento, pelo menos essa leitura antecipada vai proporcionar a você ter um embasa-
mento inicial muito melhor e ágil, que outras pessoas sem nenhum tipo de conhecimento ou base para
determinados assuntos.
7
O aproveitamento desses recursos disponíveis para todos os alunos das graduações a distância, ajudam
na antecipação de conteúdos e na sua formação de maneira geral. Outra ação simples e que pode ser de-
cisiva no seu desenvolvimento é a leitura antecipada dos guias de estudo, mesmo antes da data prevista
para cada unidade. A leitura antecipada ajuda a identificar pontos em que provavelmente você tem ou
pode ter dúvidas, e conseguir tempo adicional para complementar os conteúdos propostos com pesquisas
e material proveniente do seu *ambiente pessoal de aprendizagem*. O que é isso? No final desse guia de
estudos você vai conhecer o que é esse ambiente, e como construí-lo.

Como aproveitar esse foco no aprendizado?

O foco no aprendizado sendo direcionado para o aluno, que nesse caso é você, pode, a princípio, ser
intimidador e até mesmo assustador. Mas a mudança de atitude e postura que isso demanda pode ser
transformar em benefício de longo prazo para quem resolver abraçar a metodologia.

A interação e pró-atividade que a metodologia demanda dos participantes acaba moldando pessoas e
profissionais que não têm medo de aprender, pesquisar e encarar desafios. Todas as qualidades que são
caçadas e disputadas por empresas e corporações hoje em dia e são também o pilar para os empreende-
dores.

Nas metodologias em que o foco do aprendizado não é o aluno, a postura passiva que é tradicional nesses
ambientes torna muito mais difícil que essas características sejam desenvolvidas. Como a grande maioria
das pessoas se forma em cursos presenciais, o resultado é que apenas poucas pessoas com aptidão na-
tural ou que tiveram a orientação correta acabam desenvolvendo esse tipo de qualidade.

Guarde essa ideia!

É importante entender que podemos desenvolver essas qualidades com a orientação correta,
e todos são capazes de se destacar como profissional e indivíduo. Mas é preciso também um pouco de
esforço do seu lado para aplicar os recursos certos, e seguir as orientações passadas pelos professores
e tutores. O exemplo do atleta é válido novamente para mostrar que apenas um bom técnico que passe
os treinos corretos não é suficiente, se a pessoa não estiver disposta a seguir as orientações e manter a
disciplina e rotina proposta.

No seu caso é importante abraçar a metodologia, usar os recursos e materiais disponíveis e tentar, ao má-
ximo, criar um ambiente e planejamento de estudos. A graduação a distância exige muito compromisso
e regularidade nos estudos, e qualquer pequeno deslize ou atraso pode ser o início de uma bola de neve
que acabe resultando em prejuízo nos estudos. Dependendo da época e período em que isso acontece, os
atrasos podem ser remediados, mas não podem se transformar em algo recorrente.

Caro(a) aluno(a), a metodologia proporciona muitos benefícios para os alunos que se integram à rotina
e aos estudos, postura e modelo de antecipação dos conteúdos. Quando somados à construção do *am-
biente pessoal de aprendizagem* e ao modelo de aprendizagem informal, teremos a formação de uma

8
pessoa que está preparada para aprender de maneira contínua. O que é aprendizagem informal? Esse é o
nosso próximo assunto.

Ambiente pessoal de aprendizagem

No final da primeira unidade foi comentado, em um trecho do guia de estudo, que você poderia, e deveria
usar a tecnologia como plataforma para impulsionar o seu aprendizado. Os alunos de graduações à dis-
tância possuem a vantagem de já estarem inseridos em um meio que favorece o uso de recursos tecnoló-
gicos como o fato da maioria do conteúdo estar disponível na web para consulta, e a própria convivência
com tutores e colegas de curso ser feita pela internet.

Como forma de consolidar esse ambiente de convivência e ajudar você na pró-atividade que foi recomen-
dada agora a pouco, você pode começar, de imediato, a criar o seu *ambiente pessoal de aprendizagem*.

Guarde essa ideia!

É importante não confundir esse ambiente com o *AVA - Ambiente virtual de aprendizagem* que é o
local em que você vai consultar materiais, realizar atividades e entrar em contato com os seus tutores. O
ambiente pessoal de aprendizagem é um conceito independente de metodologia ou fatores relacionados
com cursos a distância. Ele é o pilar central de um conceito chamado de *aprendizagem informal*.

Antes de continuar explicando o que é ambiente pessoal de aprendizagem, é válido comentar um pouco
sobre o conceito de aprendizagem informal.

Mas, o que é isso?

A chamada aprendizagem informal é possível atualmente graças à grande quantidade de informação a


que somos expostos todos os dias, principalmente devido à facilidade de acesso à internet e a suas redes
sociais, serviços e notícia, bem como comunidades específicas sobre determinados assuntos.

É bem provável que você já use um pouco dos conceitos relacionados com aprendizagem informal, mas
não sabia. Para verificar isso, basta conferir a sua rotina de navegação e leitura diária na web, ou as
pessoas com quem você tem contato em redes sociais. Na maioria das vezes esses hábitos de leitura e
navegação estão relacionados com interesses pessoais como:

§ Atividades esportivas
§ Entretenimento
§ Celebridades
§ Turismo
§ Música

9
Exemplo

Por exemplo, você pode fazer parte de um grupo de usuários, na sua rede social preferida, que
compartilham notícias e informações da sua cantora ou banda preferida. Quando será o próxi-
mo *show* na sua cidade?

Você, provavelmente, sabe a data e quanto custam os ingressos. A escalação do seu time pre-
ferido? Você conhece o nome de todos os atletas e nisso incluímos o banco de reservas! Tudo
isso é fruto de sistemas e experiências relacionadas com aprendizagem informal, em que as in-
formações são adquiridas e assimiladas usando métodos e técnicas de aprendizagem informal.
É muito comum encontrar pessoas que alegam não serem capazes de escrever absolutamente
nada, mas que, durante algumas horas em chats ou sistemas de conversa on-line, conseguem
escrever pequenos livros de tanto que digitam. É tudo uma questão de vontade e foco.

O aprendizado informal é uma maneira extremamente poderosa de potencializar o seu aprendizado, e se


aprofundar em temas e tópicos relacionados ao seu curso e futuro profissional. Para conseguir usar efeti-
vamente a aprendizagem informal, você deve recorrer ao *ambiente pessoal de aprendizagem*.

O chamado *ambiente pessoal de aprendizagem* nada mais é que um conjunto de recursos que, juntos,
ajudam a manter atualizado o seu aprendizado informal. Esses recursos podem abranger tanto redes
sociais, blogs como outros tipos de fontes. Uma lista muito comum em termos de *ambiente pessoal de
aprendizagem* geralmente envolve o uso de:

- Redes sociais: As redes sociais são uma realidade no nosso cotidiano e você, provavelmente, deve
participar de várias delas. Já pensou em usar essas redes sociais como plataforma de aprendizagem
informal? A sua *timeline* nessas redes sociais deve estar repleta de informações voltadas para o en-
tretenimento compartilhadas pelos seus amigos virtuais. Como seria trocar essas informações e imagens
engraçadas por notícias relacionadas com a sua área de estudos?

Exemplo

Por exemplo, um estudante de nutrição acompanhar notícias e informações relacionadas com


pesquisas e suplementos nutricionais. Um estudante de contabilidade ter acesso a novas leis
e regras de tributos e recolhimentos de impostos. Esses são apenas alguns exemplos que ilus-
tram, independente do curso que você realiza, maneiras de trabalhar com redes sociais. O
primeiro passo para conseguir usar esse recurso é encontrar as fontes de informação que
podem ser pessoas, páginas de empresas ou outros recursos que possibilitem ter acesso às
informações atualizadas sobre a sua área. Depois de conseguir reunir as fontes de informação,
será preciso configurar a maneira com que essas dicas são visualizadas. Como a rede social
mais usada hoje em dia é, inegavelmente, o facebook, recomendo visitar esse endereço;
(https://www.facebook.com/help/335291769884272/) que mostra maneiras de filtrar e configurar a sua
*timeline* para ocultar e exibir apenas informações relevantes sobre determinados assuntos.

10
Blogs: O fluxo de informações e conteúdo publicado nos chamados weblogs já foi bem maior no passado,
mas ainda constituem uma fonte valiosa para qualquer *ambiente pessoal de aprendizagem*. Existem
diversos web sites especializados em assuntos jurídicos, nutricionais, obras, administração e outros
que publicam conteúdo usando o formato de blogs. Sem mencionar a grande quantidade de pessoas,
personalidades e profissionais que usam a mesma plataforma para compartilhar informações. Assim que
você encontrar um desses recursos, marque o endereço ou se inscreva na *newsletter* do blog para
receber atualizações.

Algum dia um dos artigos do blog pode ajudar você no aprendizado de recursos ou ferramentas úteis para
o seu trabalho ou vida profissional. Uma das maneiras mais fáceis de acompanhar blogs é por meio de
RSS, que abordaremos a seguir.

RSS: A sigla RSS pode parecer estranha para muitas pessoas, inclusive você, mas ela é um dos recursos
que funcionam como base para o funcionamento de diversos websites e serviços de notícias on-line.
A maneira mais simples de explicar o que é o RSS, acrônimo para *Really Simple Syndication*, seria dizer
que é um pequeno arquivo de texto que pode ser lido por um agregador de RSS. O termo na língua inglesa
que descreve esse arquivo de texto é *feed RSS*, que tem relação direta com a sua função.

A palavra *feed* significa alimentar, e podemos dizer que esse arquivo de texto é constantemente ali-
mentado com atualizações relacionadas com o serviço ou website que oferece o link para o arquivo RSS.

A maioria desses websites oferecem um *feed RSS* de alguma forma que é identificado pela palavra RSS
ou então por um ícone bem característico. Para ler esses arquivos RSS existem vários agregadores de RSS
gratuitos, inclusive com opções para leitura e consulta em dispositivos móveis. Um dos mais conhecidos
e gratuitos é o Feedly (http://feedly.com/).

Mas, é possível encontrar várias outras opções nesse endereço (http://pt.wikipedia.org/wiki/RSS) que tam-
bém descreve o funcionamento da tecnologia.

Vídeos: A mídia do vídeo digital é uma realidade no nosso cotidiano, e nunca foi tão fácil criar vídeos e
compartilhar o conteúdo na web. É por isso que encontramos uma enorme quantidade de conteúdo nesse
formato. Claro que é preciso fazer uma boa filtragem de canais e material para encontrar algo realmente
útil para o seu *ambiente pessoal de aprendizagem*. Depois de excluir as centenas de canais e pessoas
especializadas em passar dicas de beleza ou culinária (se essas não forem suas áreas), é perfeitamente
possível encontrar material válido e relevante para o seu aprendizado informal.

Wikis: O termo Wiki é, muitas vezes, confundido com o principal representante da categoria que é a
Wikipédia, que utiliza como plataforma o conceito de Wiki. As chamadas Wikis estão disponíveis em
vários outros locais, e ajudam a agregar conhecimento em corporações e instituições de ensino. De-
pois que encontramos essas Wikis, é possível tirar dúvidas e consultar atualizações na plataforma
por meio de RSS. Nesse endereço você conhece um pouco mais sobre o funcionamento das Wikis
(http://pt.wikipedia.org/wiki/Wiki).

11
Notícias: Os canais de notícias são fonte de informação valiosa sobre diversas áreas, mas você deve
fugir dos meios tradicionais. Procure por canais próprios da sua área, sejam revistas especializadas que
possuem blogs ou websites que organizam matérias e artigos semelhantes ao conteúdo do material im-
presso. Uma boa dica para acompanhar as atualizações nesses websites é por meio do RSS.

Pessoas: O recurso mais valioso dentro do seu *ambiente pessoal de aprendizagem* são as pessoas e
personalidades que podem ajudar você com informações e recursos relacionados à sua área de estudos
ou atuação.

Essas pessoas podem possuir perfis em redes sociais, blogs, canais no Youtube e, por meio desses recur-
sos, compartilharem informações sobre o seu cotidiano profissional que podem ajudar no seu aprendiza-
do. Como encontrar essas pessoas?

Essa é a parte complicada, pois é necessário pesquisar e filtrar com base nos conteúdos disponíveis que
você já costuma ler. Por exemplo, ao encontrar um blog interessante sobre um assunto que é do seu inte-
resse, procure saber o nome do autor do artigo que foi útil para você. Com o nome do autor em mãos, você
pode localizar um possível perfil no facebook, Twitter, canal no Youtube ou outro website em que esse
mesmo autor possa ter contribuído.

Se for útil, adicione esses recursos no seu *ambiente pessoal de aprendizagem*. Com o tempo será
possível acumular vários desses perfis e fontes de informação, montando um verdadeiro time de *espe-
cialistas* em determinado assunto, produzindo conteúdo que ajuda no seu aprendizado.

Todos esses recursos reunidos formam o *ambiente pessoal de aprendizagem* e você deve começar a
montar o seu o mais rápido possível.

O lado negativo desse ambiente voltado para o aprendizado informal é que a responsabilidade de criar
o sistema é seu e, na maioria das vezes, leva um pouco de tempo até que seja possível reunir uma boa
quantidade de recursos. Por isso, é interessante trocar informações com seus colegas e conhecidos sobre
potenciais fontes de informação.

E, mesmo com a troca de informações sobre recursos diversos que podem fazer parte dos *ambientes
pessoais de aprendizagem*, cada pessoa vai acabar tendo um conjunto particular de recursos diferentes.

O lado positivo do *ambiente pessoal de aprendizagem* é que ele será totalmente seu e, independente
da conclusão do seu curso, instituição ou formação, será possível tirar proveito dos recursos por um longo
período. É preciso realizar manutenções periódicas com a remoção ou adição de novas fontes de informa-
ção, mas o conjunto de informações será totalmente seu.

O que é preciso fazer agora? Você deve de imediato começar a montar o seu *ambiente pessoal de
aprendizagem* e selecionar os melhores recursos e ferramentas que podem ajudar no seu aprendizado
informal.

12
Dica!

Uma dica valiosa, e que ajuda a manter o foco naquilo que é importante, consiste na separação
dos ambientes relacionados com o aprendizado e outros com foco no entretenimento. Assim você poderá
manter o foco, ser proativo e manter a disciplina necessária para alcançar o seu objetivo principal, que é a
conclusão do seu curso. E, depois, ainda poderá colher os frutos do *ambiente pessoal de aprendizagem*
por muitos anos.

Palavras do Professor

Caro(a) estudante, chegamos ao final de mais uma unidade com esse conteúdo que parece muito com um
livro de autoajuda, mas que é direcionado exatamente para oferecer a você a possibilidade de se preparar
para uma longa jornada que resultará na conclusão do seu curso. As dicas e recomendações sobre com-
portamento são muito comuns no início de graduações a distância, exatamente para preparar os alunos
para a mudança de atitude e posturas necessárias ao longo das aulas para evitar surpresas e garantir um
bom desempenho.

Depois que você terminar a leitura desse guia de estudos, não deixe de realizar as atividades disponíveis
no ambiente virtual de aprendizagem, pois elas ajudam a consolidar o seu aprendizado e as informações
passadas ao longo de cada guia.

Na próxima unidade vamos discutir em mais detalhes o funcionamento do ambiente virtual de aprendiza-
gem usado no seu curso. Até lá e bons estudos.

13