Você está na página 1de 3

Psicologia Aplicada à Saúde

Portfólio 1

Trabalho apresentado ao    Centro Universitário


Claretiano para a disciplina: Psicologia Aplicada à
Saúde, ministrado pelo professor mestre Keiko Maly
Garcia D Avila Bacarji.

DANIELA ANDRADE TORRES

R.A 8064921

VITÓRIA/ES

2019
1.Straub (2014) afirma que a adesão ao tratamento é definida de forma ampla como a
condição de seguir a orientação de um profissional da saúde. Essas orientações estão
relacionadas com medicamentos, mudanças no estilo de vida (por exemplo, perder peso,
evitar beber em demasia, parar de fumar), ou recomendações preventivas (tais como,
evitar alimentos gordurosos, sal, ou começar um programa de exercícios, ou atividades
manuais ou lúdicas). A adesão como postura, leva o indivíduo a seguir orientações sobre
a saúde. A adesão como comportamento relaciona-se ao cumprimento de determinadas
recomendações. Ambos são necessários. No entanto os profissionais da saúde sabem que
lidam com hábitos já instalados no indivíduo, e que é necessário o esforço individual
para a mudança, mais o manejo do profissional, entre outros. 
Sendo assim, imagine uma situação na sua área (e escreva-a), em que o indivíduo
apresenta risco à saúde e dificuldade na adesão ao tratamento, de acordo com as
orientações propostas por um profissional de sua área. Pense no caso, e faça sugestões,
de acordo com os estudos, para a solução junto ao paciente/cliente. O que você faria
como profissional? Depois de concluir sua atividade, poste-a no Portfólio.

Resposta:

Sabe se que a relação profissional com alunos, pacientes ou até mesmo clientes muitas vezes
torna-se bastante delicada em qualquer área, porem entrando na área da saúde que se trata de
uma área que além de ser mais complexa é muito mais delicada, torna a situação um pouco
mais difícil ainda para o profissional, pois falando de saúde estamos se referindo praticamente
a vida daquele indivíduo, mas é importante que o profissional esteja sempre preparado para as
mais diversas situações.

Nesse sentido, e se tratando do problema citado, “em que o indivíduo apresenta risco à
saúde e dificuldade na adesão ao tratamento” seria fundamental que o profissional
explicasse todas as consequências de uma não adesão ao tratamento passado, e o que poderia
ocorrer com esse paciente caso não realizasse o tratamento de forma correta como foi
passado.

Além disso também é de extrema importância que o profissional estimule de uma forma firme
os pontos positivos de iniciar aquele tratamento, principalmente por conta da melhora da
saúde do paciente.
Então resumidamente, pensando primeiramente na saúde do meu paciente/cliente eu
apresentaria para ele os pontos negativos e positivos, relatando a importância do tratamento
passado para a melhora de sua saúde e seu bem-estar em geral, porem ressaltaria que não
precisaria acontecer de imediato uma mudança totalmente radical e rápida de hábitos para
esse tratamento, indicaria ele a começar devagar realizando o tratamento aos poucos e
esclarecendo que as vezes através de pequenas mudanças de hábitos adquiridos ao longo da
vida, surgem grandes resultados.

E que desta forma, aos poucos ele estará realizando o tratamento de forma prazerosa em que,
com o tempo tornará praticamente uma rotina aumentando cada vez mais os resultados de seu
tratamento, trazendo desta forma cada vez mais benefícios e melhora de sua saúde que é o
principal objetivo para ambos (profissional/paciente).