Você está na página 1de 4

O Frade (Frei Babriel) e a moça (Florença)

Trata-se de um frade cortesão, dançarino, cantor e esgrimista que surge com a


sua amante pela mão. O Diabo sentencia que ele irá para o Inferno por viver
amancebado, desprezando assim os votos de castidade que formulara. Toda a defesa do
Frade consiste em acreditar que o hábito que enverga o livrará das chamas infernais. Por
baixo do hábito, o Frade traz o traje de esgrimista e faz uma demonstração ao Diabo
para mostrar que é um bom praticante da modalidade. Depois da lição de esgrima, o
Frade, acompanhado da amante, dirige-se à barca do Anjo que o ignora e o reprova de
tal forma que nem sequer lhe dirige a palavra. É o Parvo que denuncia a sua vida de
pecado e de libertinagem. Gil Vicente censura nele a desconformidade entre os actos e
os ideais, pois, em lugar de praticar a austeridade, a pobreza e a renúncia ao mundo,
busca a riqueza e os prazeres, é espadachim, blasfema, tem mulher e prole, ambiciona
honras e cargos, procedendo como se a ordenação sacerdotal o imunizasse contra os
castigos que Deus tem reservados para os pecadores.
Florença simboliza a vida pecaminosa levada pelo Frade e vive ela própria em
pecado, sendo também condenada ao Inferno.

Exercício
1. Associa os elementos cénicos que acompanham o Frade ao seu significado:

Símbolo do amancebamento, do não


a) Capelo cumprimento do voto de castidade.

b) Moça Símbolo do gosto por coisas mundanas,


pelo aspecto físico exterior (desporto)
c) Broquel, espada e casco versus o interior (religião).

Símbolo de condição sacerdotal.

Através destes recursos, Gil Vicente tece uma crítica feroz ao Clero. Temos um frade
que gosta dos prazeres mundanos como o canto, a dança, a esgrima e o namoro, quando
deveria dedicar-se exclusivamente às práticas religiosas e cumprir os seus votos de
pobreza, castidade e obediência.

Exercícios

1. Assinala com V (verdadeira) ou F (falsa) as seguintes afirmações:

a) Florença é o nome da mãe do Frade.


b) O Frade privilegia os bens espirituais em detrimento dos bens materiais.
c) O Diabo acusa o Frade de ter vivido uma vida de prazer.
d) O Frade acredita que o hábito que enverga o livrará das chamas infernais.
2. Estabelece uma relação entre os símbolos da personagem e cada uma das
facetas que a caracterizam.

Moça

Escudo esgrimista

Espada enamorado

Capacete reverendo

Capuz

3. “Gentil padre mundanal / Devoto padre marido”.


Indica a figura de estilo presente nestes versos.

a) eufemismo
b) ironia
c) comparação

4. Nesta cena, a função do Anjo é assumida por outra personagem. Identifica-a.

a) Diabo
b) Sapateiro
c) Parvo
d) Fidalgo
e) Onzeneiro

5. Explica a evolução fonética dos signos linguísticos que se seguem.

a) fratem > frate (1) > frade (2)

(1) _________________ do (m)


(2) ________________________ do (t)

b) ripariam > riparia (1) > ribaria (2) > ribaira (3) > ribeira (4)

(1) ________________ do (m)


(2) ________________________ do (p)
(3) _____________________ de (ri) para (ir)
(4) _____________________ do (a) e do (i) formando o ditongo (ei)
c) acuculam > acucula (1) > acucla (2) > aculha (3) > agulha (4)

(1) __________________ do (m)


(2) __________________ do (u)
(3) ___________________ do (cl)
(4) ___________________ do (c)

d) Oculum > oculu (1) > oclu (2) > olho (3)

(1) __________________ do (m)


(2) __________________ do (u)
(3) ___________________ do (cl)

e) Parvulum > parvulu (1) > parvuu (2) > parvo (3)

(1) __________________ do (m)


(2) __________________ do (l)
(3) ___________________ do (uu)

f) spiritu > espírito (1)

(1) __________________

g) nocte > noite (1)

(1) ____________

Variedades geográficas da Língua Portuguesa: dialectos

A língua portuguesa, apesar de ter conseguido manter até hoje uma coesão
apreciável e de ser falada por povos dos cinco continentes, apresenta variedades
geográficas relativamente à pronúncia, sintaxe e vocabulário que se traduzem em
Dialectos.
Segundo a gramática tradicional, existem três grupos de dialectos a nível
continental:

- Os galegos (região da Galiza, Norte da Península Ibérica).


- Os portugueses setentrionais (região do Norte do País).
- Os portugueses centro-meridionais (região de Centro e Sul).

Há a considerar, também, os dialectos falados nos arquipélagos atlânticos dos


Açores e da Madeira.

Nota: repara que Portugal também apresenta como língua oficial o mirandês.
A Língua Portuguesa no mundo

São Tomé e Príncipe, Guiné-Bissau, Moçambique, Timor-leste, Cabo Verde,


Portugal, Angola, Macau, Brasil.

Crioulos Portugueses
Durante a expansão marítima, o português, em contacto com as línguas dos
povos nativos, deu origem a crioulos. Há vários crioulos em Angola, Moçambique,
Guiné-Bissau, Cabo-Verde e São Tomé e Príncipe.

Comunidades de Emigrantes
As comunidades de emigrantes portugueses em todo o mundo também vão
mantendo viva a língua. Existem grandes comunidades falantes de português no
Luxemburgo, Andorra, Bélgica, França, Alemanha, Jersey e Suiça.

Estatuto Oficial da Língua Portuguesa


PALOP – Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe são
designados por “Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa” ou PALOP,
formando uma comunidade de quase 9 milhões de falantes nativos.
CPLP – Comunidade dos Países de Língua Portuguesa – é uma organização
internacional, com sede em Lisboa, composta pelos oito países independentes que têm
o português como língua oficial, respectivamente, Portugal, Brasil, Angola,
Moçambique, Guiné-Bissau, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

O português é também uma língua oficial da União Europeia, Mercosul e da


União Africana. É considerada, ainda, uma das três línguas internacionais de
trabalho, juntamente com o inglês e o francês.

Prof. Maria Filomena Ruivo Ferreira