Você está na página 1de 16

BEHAVIORISMO

Psicologia – Como os behavioristas a vêem

WATSON – 1878 – 1958


SKINNER – 1904 - 1990
CONTEXTO HISTÓRICO
• EUA – FORMA UTILITÁRIA E
PRAGMÁTICA DE LIDAR COM A
REALIDADE E COM O SER HUMANO
NELA INSERICO.

• CIÊNCIA SENDO PENSADA EM


TERMOS OBJETIVOS E O
COMPORTAMENTO EXPLICADO PELO
ÊXITO DAS RESPOSTAS.
Behaviorismo – antecedentes.
• Influências do Darwinismo – trabalho com
animais.
• Fisiologia – comportamento condicionado
Pavlov – 1927.- Provocar comportamentos
• Funcionalismo – Adaptação ao meio –
comportamento em relação ao meio.
• Associacionismo – Teoria da aprendizagem
• Empirismo.
Edward Lee Thordinke -1874 – 1949
Abordagem Experimental do
Associacionismo.

• “ Todo e qualquer ato que, numa dada


situação, produz satisfação, associa-se
a essa situação, de modo que, quando
a situação se repete, a probabilidade
de se repetir o ato é maior e o contrário
é verdadeiro...”.(Thorndike,1905,p.203)
Behaviorismo
• METODOLÓGICO • RADICAL

• WATSON • SKINNER
• COMPORTAMENTO • COMPORTAMENTO
REFLEXO OU OPERANTE- R-S
RESPONDENTE – S-R • COMPORTAMENTO
• COMPORTAMENTO ATUA SOBRE O
PRODUZIDO POR AMBIENTE.
ESTÍMULOS DO
AMBIENTE
Watson-1913

• “Dêem-me doze crianças sadias, de boa


constituição e a liberdade de poder criá-las a
minha maneira. Tenho a certeza de que, se
escolher ua delas ao acaso, e puder educá-la,
convenientemente, poderei transformá-la em
qualquer tipo de especialista que eu queira –
médico, artista, e até mesmo em mendigo e
ladrão, independente de seus talentos,
propensões, tendências, aptidões, vocações e
da raça de seus ascendentes”.
WATSON-BEHAVIORISMO
METODOLÓGICO.

“ SE A PSICOLOGIA QUISESSE SE FORTALECER NO


MUNDO DA CIÊNCIA SERIA NECESSÁRIO QUE ELA
REPENSASSE SEU OBJETO DE ESTUDO” –
WATSON, 1913.

OBJETO DE ESTUDO - COMPORTAMENTO


OBSERVÁVEL.
BEHAVIORISMO
METODOLÓGICO
• Critica o mentalismo e o método introspectivo.
• Resgata a visão empírica
• Objeto de estudo é o comportamento
observável( movimento do corpo) e sua relação
com o ambiente. S-R
• Método: Observação e Experimentação
• Evita-se a auto-observação.
• A experiência subjetiva deixa de ter lugar na
ciência.
• Objetivo – Prever e controlar o comportamento.
BEHAVIORISMO RADICAL
SKINNER
ANÁLISE EXPERIMENTAL DO COMPORTAMENTO

• Nasceu – 1904 – Pensilvânia. • Caixa de Skinner


• Dominou a Psicologia até • Máquinas
1950. Comportamentalistas
• Organismo que reage – se • Reforçamento Positivo
comporta • Reforçamento Negativo
• Condicionamento Operante. • Punição
• Processo de Aprendizagem – • Extinção
modelagem • Generalização
• Rejeita a noção de livre- • Discriminação
arbítrio.
• Contra-controle
• A relação do indivíduo com o
• Personalidade - Coleção de
ambiente não é passiva.
padrões de comportamento.
CONDICIONAMENTO CLÁSSICO
BEHAVIORISMO RADICAL
• Aumento da • Diminuição da
frequência do frequência do
comportamento comportamento

• REFORÇO • PUNIÇÃO
POSITIVO
• EXTINÇÃO
• REFORÇO
NEGATIVO
Aumento de frequência da resposta
• REFORÇO POSITIVO – Estímulos que
quando apresentados fortalecem o
comportamento que o precedo.
Ex.elogios.
• REFORÇO NEGATIVO – Estímulos que
fortalecem as respostas que o removem
produz. Ex tirar o casaco frente ao S calor
Dimunuição da frequência de
respostas.
• PUNIÇÃO – Apresentação de um S
aversivo ou negação do reforçador
positivo.Ex. multas.

• EXTINÇÃO – Para que aconteça a


extinção do comportamento condicionado
é preciso que aconteça a suspensão do
reforço. Ex. deixar de ganhar pontos
positivos se habitualmente se ganha.
APRENDIZAGEM

• “ Grandes pensadores construíram sobre o


passado, em lugar de perder tempo em
redescobri-los.A fim de que as escolas realizem
seu propósito, um controle efetivo do
comportamento precisa ser obtido através de
técnicas especiais. Ensinar é simplesmente o
arranjo de contingências de reforço sob as quais
estudantes aprende. É responsabilidade do
professor apressar e assegurar a aquisição do
comportamento” Skinner
FUGA E ESQUIVA
• FUGA • ESQUIVA

• O Indivíduo tenta sair de • Processo no qual os


uma situação aversiva. estímulos aversivos
condicionados e
• Processo no qual o incondicionados estão
separados por um
comportamento reforçado intervalo de tempo que
é aquele que termina permita que o indivíduo
com um estímulo execute um
aversivo já em comportamento que
andamento. previna a ocorrência ou
reduza a magnitude do 2.
estímulos.
Contrôle de Estímulos.
• DISCRIMINAÇÃO • GENERALIZAÇÃO

• Manutenção de uma • Um estímulos adquire


resposta na presença controle sobre uma
de um estímulos, mas resposta devido ao
sofre certo grau de reforço na presença
extinção na presença de um estímulo
de outro. similar, mas diferente.
CONTROLE
CONTRACONTROLE

B.F.SKINNER. Sobre o
Behaviorismo.São Paulo,
Cultrix/USP, 1982.