Você está na página 1de 1

AVALIAÇÃO

E.E. DR. ANil BADRA

SOBRE OS PROJETOS DA SECRETARIADA EDUCAÇÃO

Nós, professores da E.E. Dr. Aniz Badra, fizemos a seguinte avaliação sobre os Projetos da SE, tendo

como nossa representante

a professora Soraia Cristina de SouzaLima.

1. O que deu certo, o que foi bom pedagogicamente, administrativamente e plano de carreira?

~ Materiais do "ler e Escrever" (gibis, picolé, revistas, jornais, etc);

~ Cooperativa (limpeza);

~ Bolsa Alfabetização (foi um grande apoio, mas raramente nossa escola foi contemplada).

2. O que de fato "não" deu certo?

~ Prova

Mérito

valorização);

(todos

os profissionais

do

ensino tem

que ter

os mesmos

direitos

e

~ Data Base (deve ser respeitada, pois é um direito de todo profissional);

~ Evoluções (menos burocracia e maior agilidade nos processos);

~ Mudança de categoria (desrespeito com profissionais competentes e com alunos que estão sem professor;

~ Prova dos OFAs ( o que deixa o aluno sem professor, dificultando sua aprendizagem e o bom andamento da escola);

~ Inclusão (Necessidade de salas de apoio em cada U.E.,com profissional específico);

~ Salas super latadas, principalmente

no 12 ano impedindo que o aluno tenha um melhor

acompanhamento

por parte do professor;

~ Falta médica (dando direito ao profissional de ao menos cuidar de sua saúde);

~ Ticket (estendido a todos os profissionais, indiferente de seu salário e num valor real.);

~ Reforço Escolar (como o reforço foi oferecido apenas aos professores do Projeto ler e

Escrever, houve falta de profissionais para tal).

3. Quais sugestões vamos oferecer?

~

Agilidade no processo de evolução e automatização da aposentadoria, qüinqüênio, evoluções acadêmicase não acadêmicase demaisprocessos;

~

Atestados médicos (ampliaro número de pedidos de acordo com as solicitações médicas);

~

ReforçoEscolarcomo hora aula extra para alunos com dificuldade, contemplando

"outro"

professor.

~

Concordamoscom a aplicaçãodo SARESP, para termos um feedback sobre a aprendizagem dos alunos, contudo o bônus tornou-se algo constrangedor, o processo de ensino-

aprendizagem deixou de ser o foco principaldas nossas escolas; os alunos passaram para segundo plano e hoje aplica-seo SARESP,somente por dinheiro. Etodos sabem que onde

reina o dinheiro, o amor

salarial real e haver incentivoaos professores, para que lecionassemcom amor e dedicação para que o aluno realmente aprendesse e nossa nação pudesse ver o resultado do IDESP com orgulho, sabendo que no futuro teríamos adultos bem preparados para o

é esquecido. Este bônus-deveria ser revertido em aumento

desenvolvimento

desta Nação.