P. 1
Colpite atrófica - Ginecologia

Colpite atrófica - Ginecologia

|Views: 6.803|Likes:
Publicado por_belle_
Guia de estudos da Colpite Atrófica - Ginecologia
Guia de estudos da Colpite Atrófica - Ginecologia

More info:

Published by: _belle_ on Nov 12, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/08/2013

pdf

text

original

C.A.R.

O

 MRA,

57 anos, menopausada há 11 anos e sem utilizar terapia hormonal. Na primeira consulta, apresentava como sintomas urogenitais: secura vaginal, prurido e ardência vulvar, disúria e urgência urinária.

O que fazer???

 “Colpo”=

reentrância, cavidade, vagina;  “Ite” = inflamação  Colpite= inflamação da vagina

Processo inflamatório que acomete o epitélio escamoso estratificado que reveste as paredes vaginais e a ectocérvice.

Epidemiologia
-

10 a 40% das mulheres após a menopausa; Adultas jovens com deficiência de estrogênios; 20 a 25% das pacientes sintomáticas precisam de medicação;

-

Condição ainda muito subdiagnosticada;

Etiologia
Menopausa Radioterapia pélvica

Ooforectomia

Pós-parto com aleitamento

Medicamentos

Estresse intenso

Quimioterapia

Exercício físico rigoroso

diminuição da espessura do epitélio vaginal

perda da elasticidade do epitélio vaginal

perda do enrugamento vaginal

diminuição e estreitamento do canal vaginal

perda da distensibilidade vaginal

aumento do pH vaginal(pH>=5)

redução das secreções vaginais

 Assintomática;  Diminuição

da lubrificação vaginal;  Ressecamento;  Prurido vulvar;  Corrimento mau cheiroso incolor ou amarelado;  Desconforto uretral;  Dispareunia;  Hemorragia vaginal ou sangramento pós-coito;  Sintomas urinários *

 CLÍNICO
 LABORATORIAL

Níveis séricos hormonais Índice de Frost Esfregaço citológico Teste de Schiffer: pH > 5

Figura 1 – Genitália externa de mulher de 67 anos de idade.

Colo uterino normal

Figura 2 – colo normal.

Fig 3 -

Figura 4- Colo atrófico

Figura 5- Histologia Normal do Cérvice uterino e vagina

Figura 6- Esfregaço de padrão atrófico

Índice de Frost

Figura 7- Esfregaço de padrão atrófico

Figura 8 – Teste de Schiffer de um colo normal.

Candidiase  Vaginoses bacterianas  Tricomoníase  Herpes Simples  Abuso Sexual  Infecção urinária  Dermatites de contato

 Reposição

hormonal - Sistêmico; - Creme vaginal 1% de uso tópico – Promestriene (Colpotrofine)
aplicar 1 g do creme (1 aplicador vaginal cheio) ou 1 cápsula,
1 vez por dia, durante pelo menos 20 dias.

 Uso

de lubrificantes à base de água
sexual

 Atividade

 MRA,

57 anos, menopausada há 11 anos e sem utilizar terapia hormonal prévia há 5 anos. Na primeira consulta, apresentava como sintomas urogenitais: secura vaginal, prurido e ardência vulvar, disúria e urgência urinária.
Exame Físico

O que fazer???

Terapêutica

Colpocitologia

Teste de Schiller

Colo uterino

Colpocitologia oncótica

Teste de Schiller

Estriol creme 1mg/dia por 21 dias

Colo uterino

Colpocitologia oncótica

Teste de Schiller

CAMARGOS, Aroldo Fernando et al; Ginecologia Ambulatorial Baseada em Evidências Científicas, 2º ed., Belo Horizonte: Coopmed 2008 HANS, WOLFGANG HOLBE. Tratado de Ginecologia. editora ROCA, vol. 1 2 edição, São Paulo, 1993 SOGIMIG – Ginecologia e Obstetrícia, Manual para Título de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia, 2 edição, 2000, Editora MEDSi, São Paulo

BARACAT, EDMUND CHADA; LIMA, GERALDO RODRIGUES DE- Guias de Medicina Ambulatorial e Hospitalar UNIFESP- Escola Paulista de Medicina;; 2005 editora Manole São Paulo.
FREDERICKSON, HELEN C.-Segredos em Ginecologia e Obstetrícia –; Artes Médicas Sul 2000. MENCKE, FERNANDO FREITAS; CARLOS HENRIQUE e colaboradores. Rotinas em Ginecologia. 5 edição Artmed, 2006, Porto Alegre

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->