Você está na página 1de 7

COLÉGIO ESTADUAL IRMÃO GERMANO RHODEN

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 2014


HISTÓRIA – ENSINO FUNDAMENTAL
PROFESSORA: SILVANA APARECIDA GALDINO SANCHES
SÉRIE: 7º ANO A

1. JUSTIFICATIVA:

A disciplina de história possibilita aos educandos entender de modo crítico, os princípios que possibilitam a construção da História como ciência de forma a interpretar
as ações do passado para nortear as relações futuras, considerando os seguintes aspectos:
Entender a História como dever humano. O que norteará a análise das sociedades humanas ao longo do tempo será a percepção crítica da produção humana, que é
socialmente necessário e coletivamente construído através do social, político e ideológico das sociedades.
Visualizar a história como produto da prática dos homens.
Compreender a História como processo. Estudá-la em seu movimento contínuo total e plural, como continuidade e ruptura. Tendo como seu objetivo os homens; como
tema o cotidiano, imaginário e mentalidades; como métodos a dialética das relações, abrangendo as ciências antropológica, econômica, sociologia e outras.
Perceber as diferenças sociais, físicas, psíquica e ética, como parte de uma sociedade múltipla e complementar, valorizando a cidadania e o respeito mútuo, dentro da
diversidade social.

2. OBJETIVO GERAL:

Estudar a História para permitir ao educando uma melhor compreensão do presente, baseando-se naquilo que já passou. Capacitá-lo para uma participação política, na
qual seja agente transformador na sociedade em que se insere.
Despertar o senso crítico, levando-o a perceber as mudanças e permanências no processo histórico, entendendo que as relações de trabalho, de poder e de cultura,
articulam-se e são encontradas em todos os espaços sociais.
Analisar como as experiências sociais dos sujeitos afetaram e afetam as mudanças, as tradições e os costumes.

3. CONTEÚDOS ESTRUTURANTES: Relações de trabalho; Relações de poder; Relações culturais.

CONTEÚDOS BÁSICOS: A constituição histórica do mundo rural e urbano e a formação da propriedade em diferentes tempos e espaços; As relações de propriedade;
A constituição histórica do mundo do campo e do mundo da cidade; As relações entre o campo e a cidade; Conflitos e resistências e produção cultural campo/cidade

1
7º ano - 1º Bimestre

Encaminhamento Instrumentos de
Conteúdo Objetivos Critérios de avaliação
Metodológico Avaliação

1.1. Alta Idade Média Perceber a visão romana do Aula expositiva com Perceber se os Produção de
- Introdução à Idade “outro” (bárbaros). auxilio de imagens de estudantes História em
Média Identificar características época. compreendem a Quadrinhos.
- Os Bárbaros culturais, socioeconômicas e Ilustração da pirâmide constituição Confecção de
- Império Bizantino políticas dos árabes. social feudal. histórica do mundo charges.
- Os árabes na Idade Analisar o feudalismo Produção de charges do campo e da Produção de
Dimensões Média enquanto sistema econômico sobre a cultura na cidade; os conflitos textos.
política, de opressão social. Idade Média. e resistências bem
econômico- 1.2. Sistema Feudal Perceber a influência da Cenas do filme como a produção
social e - Formação e Igreja Católica durante a Cruzadas”. cultural
cultural. características gerais do Idade Média. Encenação das campo/cidade.
Feudalismo relações de poder.
- A Igreja Medieval Produção de mosaicos.
- Produção Cultural na
Idade Média
- As Cruzadas

2
7º ano - 2º Bimestre

Encaminhamento Instrumentos de
Conteúdo Objetivos Critérios de avaliação
Metodológico Avaliação

Perceber se os
2.1. Baixa Idade Média Compreender o surgimento Aula expositiva. estudantes Debate em sala de
- Transição do Feudalismo do capitalismo e a nova Quadro comparativo compreendem a aula.
para o Capitalismo ordem social. sobre as relações de constituição histórica Atividade escrita:
- A intensificação das trabalho no feudalismo e do mundo do campo e cruzadinha.
Dimensões atividades comerciais no capitalismo. da cidade; os conflitos Produção de textos
política, - O crescimento das cidades Uso de fotografias e e resistências bem sobre o filme.
econômico- - A vida nas cidades medievais imagens de favelas e como a produção Avaliação formal.
social e e as atividades urbanas cidades atuais e cultural campo/cidade.
cultural. - Surgimento de novas relacioná-las com as
relações de trabalho cidades medievais.
Debates sobre as
impressões retiradas das
comparações.
Filmes: “Rei Arthur” e/ou
“Robin Hood”.
Produção de maquete de
um feudo e de uma
abadia;

3
7º ano - 3º Bimestre

Encaminhamento Critérios de Instrumentos de


Conteúdo Objetivos
Metodológico avaliação Avaliação

3.1. A Europa no século Analisar as transformações Explicar sistemas de Perceber se os Dinâmica: Bingo
XV políticas e sociais ocorridas governo. estudantes sobre o Renascimento
- Monarquias absolutistas na Europa no século XV. Esquema no quadro compreendem a Produção de charges
- Mercantilismo Analisar os aspectos sobre os princípios constituição sobre o absolutismo e
- Renascimento referentes ao Antigo mercantilistas. histórica do mundo mercantilismo.
Dimensões - Reforma Religiosa Regime. Estudos de textos. do campo e da Produção de peças
política, Identificar as novas Igrejas Analogias de obras cidade; os conflitos teatrais referentes a
econômico- surgidas após a mudança de de arte medievais e e resistências bem Reforma Protestante e
social e mentalidade. renascentistas. como a produção Contra Reforma.
cultural. Pesquisa sobre vida e cultural
obra de campo/cidade.
artistas/cientistas do
Renascimento.
Filme: “Ligações
perigosas”, “Lutero”,
“Sheakspeare
apaixonado”.

4
7º ano - 4º Bimestre

Encaminhamento Instrumento de
Conteúdo Objetivos Critérios de avaliação
Metodológico. Avaliação

4.1. A Idade e Tempos Estabelecer relações entre Aula expositiva. Perceber se os Produção de
Modernos as mudanças no contexto Análise do filme “1492 estudantes textos sobre o
- Grandes Navegações europeu e a colonização do – Descobrimento da compreendem a filme.
Dimensões - Civilizações Pré- Brasil. América” constituição histórica Atividade lúdica –
política, colombianas Compreender o processo Bingo sobre a África. do mundo do campo e bingo.
econômico- - O Brasil em cena de dominação dos Produção de Cartazes da cidade; os conflitos Confecção de
social e - África continentes africano e sobre a África. e resistências bem mural sobre
cultural. americano. Trabalho com mapas. como a produção África.
4.2. A formação da colônia Conhecer as influências cultural campo/cidade. Construção de
portuguesa na América culturais dos povos maquetes.
- Tempos do açúcar africanos e pré- Avaliação formal.
- Brasil holandês colombianos.
Analisar a sociedade
açucareira do Brasil
colônia.

5
4. METODOLOGIA:

Ensinar História é muito mais do que consultar e reproduzir aquilo que está descrito nos livros didáticos. É necessário que o professor explicite sempre o modo do fazer
histórico, o qual é fruto das paixões do historiador e da corrente historiográfica com a qual se afina.
A metodologia deve permitir que os alunos adquiram autonomia em busca do conhecimento, problematizando todos os documentos que forem estudados, e após essa
análise, deverão argumentar e defender os pontos que acreditam ter relevância dentro das dimensões estudadas.
A análise crítica dos processos históricos dar-se-á através de:
- estudo e debate de textos históricos;
- leitura de mapas, elaboração e análise do espaço histórico;
- dramatização de narrativas históricas (jornal falado, mímica, pequenas cenas);
- interpretação de ilustrações históricas, discussões e confecção de painéis;
- pesquisa de outras fontes históricas para construção do saber histórico;
- produção de textos reflexivos sobre fatos e contextos históricos.

5. RECURSOS DIDÁTICOS:
Livros, jornais, revistas, vídeos, músicas, mapas, poemas, quadro de giz, giz, cartazes, charges, cartum, slides, dentre outros.

6. AVALIAÇÃO:

A avaliação deverá ser formativa, processual, contínua e diagnóstica, uma vez que objetiva a politização do aluno. Serão avaliados a apropriação de conceitos históricos
e o aprendizado de conteúdos estruturantes e conteúdos específicos. Para tanto, serão utilizadas atividades como: leitura, interpretação e análise de documentos
históricos, produção de narrativas históricas, pesquisas bibliográficas, apresentação de seminários, produção de charges e painéis, trabalho em grupo, questões
discursivas, recursos audiovisuais entre outras.

7. OBSERVAÇÕES:
Os conteúdos selecionados neste Plano De Trabalho Docente serão trabalhados de forma a incluir as temáticas que tratam dos “Desafios Educacionais e Temas
Contemporâneos” que estão descritos na instrução nº 009/2011-SUED/SEED:
- História e Cultura Afro-Brasileira, africana e indígena (Lei no 11.645/08).
- Prevenção ao uso indevido de drogas.
- Sexualidade humana.
- Educação Ambiental L. F. no 9795/99, Dec. 4201/02.
- Educação Fiscal.
- Enfrentamento à violência contra a criança e o adolescente.
- Direito as crianças e adolescentes. L. F. no 11525/07.
- Educação Tributária Dec. No 1143/99, Portaria no 413/02.
-Educação escolar cigana. Resolução nº 3/12 do CNE/MEC, de 16 de maio 2012, e no Parecer n° 14/2011 do CNE/CB, de 07 de dezembro de 2011, que definem as
diretrizes para o atendimento de educação escolar para populações em situação de itinerância.
6
8. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:
BOULOS JÚNIOR, Alfredo. Sociedade e Cidadania. São Paulo: FTD, 2012
PILETTI, Nelson e Claudino. História e Vida Integrada. São Paulo: Ática, 2001.
COTRIM, Gilberto. História Global. São Paulo: Saraiva, 1998.
SCHIMIDT, Mário. Nova História Crítica. São Paulo: Nova Geração, 2002.
FIGUEIRA, Divalte Garcia. História – Novo Ensino Médio. São Paulo: Ática, 2002.
PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação. Superintendência da Educação. Departamento de Ensino Fundamental. Cadernos temáticos: inserção dos conteúdos de
história e cultura afro-brasileira e africana nos currículos escolares. Curitiba: SEED, 2005.
PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação. Superintendência da Educação. Diretrizes curriculares de História para a educação básica. Curitiba: SEED, 2007.
PROJETO ARARIBÁ: História/organizadora, Editora Moderna; obra coletiva concebida, desenvolvida e produzida pela Editora Moderna; editora responsável Maria
Raquel Apolinário. 2ª ed. - São Paulo: Moderna, 2007.