Você está na página 1de 10

FICHA DE AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO

DOCENTE DOS 1º, 2º E 3º CICLOS E DO ENSINO SECUNDÁRIO

AUTO-AVALIAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
Agrupamento de Escolas de Fermentelos
Código160052
Direcção Regional de Educação do Centro

Nome do avaliado – Maria Cremilda Plácido Fernandes Cera


Categoria – Quadro de Escola
Departamento Curricular de Expressões

Período em avaliação - 2007/2008 a 2008/2009

1 Como avalia o cumprimento do serviço lectivo e dos seus objectivos individuais estabelecidos neste
âmbito?
Cumprimento do serviço lectivo

Ano lectivo 2007-2008


Foi-me atribuído um horário de 18 horas lectivas, as quais se repartiram na
leccionação de Educação Visual e Tecnológica (EVT) às turmas 5ºA 5ºB, e 5ºC
(12horas) e Área de Projecto (AP) ao 5ºA, 5ºB e 5ºC (6horas);
Relativamente às horas da componente não lectiva, estas foram distribuídas no
desempenho das funções de coordenação (3horas); projecto clube de pintura
(2horas); ocupação plena (2 horas)

Cumpri o serviço lectivo que me foi distribuído com muito empenhamento e rigor.
(Faltei - 2 dias por doença; 1 dia e 2 tempos por tratamento ambulatório; 1 dia e 5
tempos ao abrg. Art. 102; 1 dia por assistência a familiares.)

Ano lectivo 2008-2009


Foi-me atribuído um horário de 18 horas lectivas, as quais se repartiram na
leccionação de Educação Visual e Tecnológica (EVT) às turmas 6ºA, 6ºB, e 6ºC
(12horas); Área de Projecto (AP) às turmas 6ºA, 6ºB e 6ºC (6horas);
Relativamente às horas da componente não lectiva, estas foram distribuídas no
desempenho das funções de coordenação (3horas); avaliação docente ( 3horas);
projecto oficina criativa e cenografia (1hora); ocupação plena (1 hora)

Cumpri o serviço lectivo que me foi distribuído com muito empenhamento e rigor.
(Faltei - 2 dias ao abrigo da lei da Greve – 1 dia por tratamento ambulatório – 4
tempos por tratamento ambulatório)

Cumprimento dos Objectivos Individuais


- Cumpri todos os objectivos que estabeleci.

• Avalio o cumprimento dos Objectivos Individuais que estabeleci como Muito


Bom

Como avalia o seu trabalho no âmbito da preparação e organização das actividades lectivas?
2 Identifique sumariamente os recursos e instrumentos utilizados e os respectivos objectivos.

Numa perspectiva de trabalho em regime de par pedagógico:


- Segui as orientações do Projecto Educativo do agrupamento e do Regulamento
Interno;
- Procedi à planificação anual do programa de EVT, bem como, à planificação de
todas as unidades de trabalho;
- Planifiquei, em articulação com Conselho de turma, os projectos temáticos
seleccionados pelos alunos em AP;
- Seleccionei estratégias que motivem os alunos a estabelecer regras de organização
e comportamento na sala de aula, tendo em conta o RI;
- Seleccionei estratégias adequadas aos conteúdos programáticos, ao nível etário e
às aprendizagens anteriores dos alunos;
- Adaptei a planificação e as estratégias de ensino e de aprendizagem ao
desenvolvimento das actividades lectivas;
- Procurei desenvolver metodologias que estimulem e envolvam os alunos no
processo ensino/aprendizagem, tais como, trabalhos individuais e de pequeno e
grande grupo; “branstorming”; registos e reflexões críticas no caderno de aluno ;
apresentações orais dos trabalhos, pesquisa orientadas na internet;
- Procurei recursos inovadores, TIC e outros, adequados e motivadores, uns
produzidos por mim, outros por partilha com o par pedagógico ou outros colegas -
multimédia, webquests, caça ao tesouro, fichas interactivas na NET, vídeos, filmes -
tendo em vista aulas motivadoras e sugestivas que promovam a curiosidade e
facilitem a aprendizagem ;
- Disponibilizei instrumentos de registo de informação e sumários, auto e hetero
avaliação diária.
- Incentivei preparei e organizei o desenvolvimento de projectos , em AP, no âmbito
da temática do Projecto Educativo, “valores humanos” que interagissem com a
comunidade e apelassem aos valores da partilha e respeito,
p ex. Festa com os mais novos, em Paradela e visita à instituição AFA;

Evidências : Server expressões e portefólio


http://www.escolacriativa.mideplacido.com/doc/index.htm

• Avalio o meu trabalho no âmbito da preparação e organização das actividades


de Muito Bom

Como avalia a concretização das actividades lectivas e o cumprimento dos objectivos de


3 aprendizagem dos seus alunos? Identifique as principais dificuldades e estratégias que usou para as
superar.
Entendo as aulas, quer de Evt quer de AP, como um espaço excepcional
de aprendizagens e descobertas através do diálogo, da reflexão, da
experimentação da expressão espontânea. Com forte carga lúdica, as
actividades e práticas de exploração expressiva, articuladas com os
conteúdos programáticos, podem ser muito ricas no despertar da
sensibilidade, da imaginação, do sentido crítico... podendo assim
constituir um estimulo forte ao desbloquear da criatividade e da
imaginação. "A saúde e desenvolvimento de um sociedade pode-se
definir pela criatividade".Nesta perspectiva procuro que o trabalho
pedagógico que desenvolvo com os alunos, seja um forte contributo para
a sua formação global e auto-realização.

- Procurei cooperar sempre com os meus pares pedagógicos (EVT e AP) no


estabelecimento de abordagens programáticas e na elaboração das planificações;
- Cumpri os objectivos, as orientações e os programas das disciplinas ou áreas
curriculares leccionadas;
- Procurei comunicar de forma clara e estimulante d o interesse dos alunos pela
aprendizagem.
- Implementei metodologias de trabalho, recursos, e tudo o que possa ajudar a
proporcionar momentos de aprendizagem que contrariem a massificação e o
estereotipo;
- Promovi o trabalho autónomo dos alunos e a aquisição de métodos de trabalho;
- Promovi o trabalho em equipa;
- Procurei estimular, com estratégias diversificadas e abordagens técnicas
encorajadoras, os alunos com dificuldades, no sentido de estes poderem construir
uma auto-imagem confiante e valorizada;
-Procurei manter um ambiente favorável às aprendizagens, estimulando e
encorajando a participação de todos na dinâmica das aulas;
- Procurei estimular o interesse dos alunos pela aprendizagem;
- Proporcionei e planifiquei actividades, potenciadoras de despertar e apelar para
problemas do mundo actual, adequadas aos níveis e estádios dos alunos;
- Proporcionei e apoiei projectos que despertem para os valores sociais e humanos;
- Procurei organizar os conteúdos de forma lógica, clara, precisa e adequada ao
desenvolvimento dos alunos;
- Procedi à avaliação diagnóstica e formativa e utilizei os resultados dos alunos na
preparação de actividades e recursos didácticos;
- Avaliei de acordo com os critérios definidos;
- Implementei estratégias diversificadas, inovadoras e motivadoras de aprendizagem
que abram horizontes e desencadem o processo criativo;
- Procurei estabelecer sempre que possível relações interdisciplinares;
- Procurei dinamizar e promover acções e discussões que ajudem todos os alunos a
valorizar o esforço e o trabalho.
- Promovi acções que despertem para o trabalho colaborativo;
- Procurei fomentar a responsabilidade e promover a auto-avaliação;
- Procurei prestar todo o apoio individual aos alunos que dele necessitem
procurando, contudo, reforçar a autonomia.
- Procurei ouvir e responder a todos os alunos de forma positiva e formativa;
- Procurei reforçar a auto-estima, sobretudo dos alunos mais desfavorecidos;
- Procurei privilegiar o diálogo e o contacto com todos;
- Procurei valorizar o trabalho dos alunos, expondo o produtos finais e participando
em concursos e eventos.
- Tentei, sempre, promover um clima favorável à aprendizagem, ao bem-estar e ao
desenvolvimento afectivo, emocional e social dos alunos;
- Estive disponível para atender e apoiar os alunos, mesmo fora do período lectivo;
- Concedi, sempre, iguais oportunidades de participação, promovendo a integração
dos alunos e a adopção de regras de convivência, colaboração e respeito mútuo;
- Procurei exercer a autoridade com equilíbrio e ser firme no cumprimento das
regras;
- Procurei desenvolver acções adequadas para manter a disciplina na sala de aula;
- Procurei estimular o trabalho em equipa.
Dificuldades sentidas:
- Senti dificuldades em articular a interdisciplinaridade;
-Sinti dificuldades em fazer cumprir regras de participação ordenada;
- Senti dificuldades em estimular o trabalho em equipa;

Estratégias para superar as dificuldades:


- Procurei superar as dificuldades implementando estratégias que ajudem os alunos
no cumprimentos das regras de participação ordenada, respeito mútuo e
responsabilidade, dentro da sala de aula;
- Procurei informação adequada sobre como articular o trabalho de equipa com os
alunos;
- Procurei informação adequada sobre articular o trabalho interdisciplinar;
- Troquei algumas ideias e informações com colegas com experiências de sucesso
neste âmbito.

• Avalio a concretização das actividades lectivas e o cumprimento dos objectivos


de aprendizagem de Muito Bom

4 Como avalia a relação pedagógica que estabeleceu com os seus alunos e o conhecimento que tem
de cada um deles?
- Procurei manter com os alunos uma relação pautada pelo espírito de abertura e
afectividade, flexibilidade, disponibilidade e autenticidade;
- Procurei promover, sempre, um clima favorável à aprendizagem, ao bem-estar e
ao desenvolvimento afectivo, emocional e social dos alunos;
- Concedi, sempre, iguais oportunidades de participação, promovendo a integração
dos alunos e a adopção de regras de convivência, colaboração e respeito;
- Mostrei, sempre, disponibilidade para atender e apoiar os alunos, dentro e fora da
sala de aula;
- Procurei exercer a autoridade com equilíbrio e adequação para a manutenção da
disciplina na sala de aula;
- Procurei estar atenta às informações, quer as transmitidas nos C. de turma, pelo
Director de turma ou pelos próprio alunos, na ficha biográfica, de forma a ter um
conhecimento mais profundo sobre cada um deles.

• Por considerar que o meu desempenho se traduziu em resultados positivos,


avalio a relação pedagógica que estabeleci com os meus alunos de Muito
Bom

5 Como avalia o apoio que prestou à aprendizagem dos seus alunos?

- Procurei dar todo o apoio individual aos alunos que dele necessitaram procurando,
sempre, reforçar a autonomia.
- Ouvi e respondi a todos os alunos de forma positiva e formativa;
- Procurei reforçar a auto-estima, sobretudo dos alunos mais desfavorecidos;
- Privilegiei o diálogo e o contacto com todos;
- Procurei valorizar o trabalho dos alunos expondo o produto final , participando em
concursos e eventos e divulgando no portal escola criativa;
- Procurei apoiar sempre que possível os alunos que revelaram mais dificuldades;
- Identifiquei as dificuldades de aprendizagem dos alunos e defini as correspondentes
necessidades de apoio, na sala de aula;
- Valorizei e incentivei o empenho, a persistência, bem como todo o processo de
desenvolvimento dos trabalhos;
- No início das aulas, fiz o ponto da situação, no sentido de ajudar os alunos a
situarem-se na aprendizagem;
- Regularmente efectuei com os alunos, individualmente e em grupo, reflexões
avaliativas, quer no decorrer dos trabalhos, quer na sua conclusão;
- Promovi a entreajuda entre alunos e implementei, regularmente, actividades de
auto e hetero-avalição;
- Proporcionei experiências e informação associada ao mundo da arte ou expressões
criativas motivadoras e enriquecedoras.

• Por sentir que a minha actuação se traduziu na melhoria do aproveitamento


dos alunos e na valorização por parte destes, das aprendizagens que
efectuaram, nas área curriculares que leccionei, avalio o meu desempenho no
apoio às aprendizagens dos alunos de, Muito bom

Como avalia o trabalho que realizou no âmbito da avaliação das aprendizagens dos seus alunos?
6 Identifique sumariamente os instrumentos que utilizou para essa avaliação e os respectivos
objectivos.

- Utilizei várias modalidades de avaliação desde a diagnóstica, formativa e sumativa,


no sentido de proporcionar ao aluno a construção da sua própria avaliação;
. Em E.V.T, realizei no final de cada unidade uma avaliação global, a qual foi
posteriormente comunicada ao aluno de forma qualitativa. No final de cada período
toda esta reflexão se traduziu num nível a atribuir;
- Em AP implementei regularmente, no decorrer de cada projecto, momentos de
reflexão/avaliação orais, de forma a ajudar a superar dificuldades;
-Utilizei os resultados da avaliação dos alunos na preparação, organização e
realização das actividades;
- Utilizei os Critérios de Avaliação definidos em reunião de grupo disciplinar,
aprovados em Conselho de Departamento e Conselho Pedagógico;
-Divulguei os critérios de avaliação estabelecidos, aos alunos e Encarregados de
Educação, no inicio do ano;
- Recolhi (individualmente e em conjunto com os meus pares pedagógicos) de forma
sistemática todos os dados necessários a uma justa, correcta e imparcial avaliação
dos alunos;
- Avaliei (individualmente e em conjunto com os meus pares pedagógicos) com rigor
e de forma criteriosa os discentes ao nível do Saber; Saber Fazer; Saber Ser/Estar e
do desenvolvimento de competências específicas e gerais;
-Promovi a auto e hetero – avaliação dos alunos de uma forma sistemática, como
estratégia reguladora das aprendizagens e dificuldades.
-Utilizei os seguintes instrumentos:
. Fichas de avaliação de diagnóstico;
. Ficha Individual do aluno;
. Grelhas de registo de desempenho dos alunos e sua auto e hetero-avaliação;
. Capa da disciplina de E.V.T.;
. Caderno de aluno;
. Memórias descritivas no caderno de aluno;
. Trabalhos práticos;
. Fichas de trabalho;
. Fichas de registo de assiduidade (Oficina criativa e cenografia);
. Grelhas Excel para avaliação sumativa.

- Em AP, as temáticas tiveram por base o tema aglutinador do Projecto Educativo


“Atitudes e valores”.
- A avaliação teve carácter formativo e contínuo, tendo em conta o empenho,
participação do trabalho desenvolvido pelo aluno e a responsabilidade, sendo
traduzida numa menção qualitativa.
- Os instrumentos de avaliação utilizados foram o registo de observação de atitudes e
de desenvolvimento das tarefas, o preenchimento de uma ficha de auto-avaliação;
- Fichas de auto e hetero-avaliação;
- Procurei avaliar com equidade, justiça e ponderação tendo como base os
instrumentos utilizado.

• Avalio o trabalho que realizei no âmbito da avaliação das aprendizagens dos


alunos de Muito Bom

Identifique a evolução dos resultados escolares dos seus alunos. Avalie o seu contributo para a sua melhoria e o
cumprimento dos objectivos individuais estabelecidos neste âmbito.

Não se aplica conforme o estipulado no Decreto Regulamentar nº1-A/2009de 5 de Janeiro

Como avalia a sua participação e o seu contributo para a definição e concretização de estratégias para a
8 prevenção e redução do abandono escolar e o cumprimento dos seus objectivos individuais estabelecidos neste
âmbito? Na sua apreciação identifique sumariamente as acções que desenvolveu.

Não se aplica conforme o estipulado no Decreto Regulamentar nº1-A/2009de 5 de Janeiro

Como avalia o seu contributo para a vida da escola e em particular a sua participação nos
9 projectos e actividades previstos ao nível da escola/agrupamento e da turma (designadamente, no
1.º ciclo, na supervisão das actividades de enriquecimento curricular)? Identifique as actividades
Nos anos 2007/2008 e 2008/2009, dinamizei actividades no âmbito do Plano
Anual de Actividades, do tema do Projecto Educativo e outros:
. Natal (embelezamento do polivalente e construção da árvore ecológica);
. Evento nacional “Treeparade” (Clube de Pintura- 2008);
. Concurso nacional “ Um olhar sobre Josefa de Óbidos, 2008” e “Um olhar sobre Júlio
Resende 2009”, promovidos pela APECV;
. Concurso Internacional “Spaces and Places”
. Exposição de trabalhos dos alunos no polivalente;
. Projecto “ clube de Pintura”;
. Visita à instituição AFA “Uma tarde com os mais velhos”(com a turma 6º C);
. “Teatro em Paradela” (com a turma do 6ºB);
. Projecto Europeu Etwinning “Me, my school, my community”;
. “Festa do ambiente”;
. Projecto “Oficina Criativa e Cenografia”;
. Actividade interactiva “VALORES HUMANOS” em articulação com o grupo “Juventude
AJPAZ”.

Colaborei em actividades PAA e outras:


. Festa Medieval (dinamizado pelo Dep. de Ciências Sociais e Humanas – Junho 2008)
. Inauguração da biblioteca escolar.
. Dinamização de actividades na biblioteca (Ilustração dos contos em formato
gigante).
. Clube de teatro ( cenografia) em articulação com a “Oficina Criativa”.
. “25 de Abril” em articulação com o Dep. de Ciências Sociais e Humanas.

. Participei no convívio de final de ano, aberto à comunidade, (2007/2008, fiz parte do


corpo de júri do concurso Chuva de estrelas)
Estive presente nas Festas de Natal da Escola

• Avalio o meu contributo para a vida da escola de Muito Bom

Como avalia a sua participação nas estruturas de orientação educativa e nos órgãos de gestão e
10
o contributo que deu para o seu funcionamento?

A minha participação nas estruturas de orientação educativa existentes na escola


caracterizou-se pela responsabilidade no cumprimento de todas as tarefas, espírito
de colaboração, partilha de saberes, experiências e de materiais pedagógicos.

- Estive presente em todas as reuniões de: Conselho Pedagógico, Conselhos de


Turma, Projectos, AEC (apenas na 1ª reunião) e grupo disciplinar;
- Integrei o grupo de trabalho “Avaliação Interna”, 2007-2008;
- Integrei o grupo de trabalho “Avaliação Contínua”; fiz o levantamento de
necessidades dos vários grupos disciplinares e elaborei o projecto da escola a
apresentar no Centro de Formação, 2008-2009;
- Secretariei os Conselhos de Turmas das turmas 5ºA e 6ºA;
- Preparei e orientei as reuniões de Departamento;
- Secretariei duas reuniões do Conselho Pedagógico;
- Participei na acção “Agenda 21-sustentabilidade local”;
- Procedi à avaliação de desempenho docente e 6 aulas assistidas, distribuídas
equitativamente, de 3 professores dos grupos de Educação Física e Educação
Especial, que a ela se propuseram;
- Estive atenta à legislação em vigor e de todos os documentos orientadores;
- Participei em reuniões de trabalho.

• Pelos motivos atrás apontados, avalio a minha participação nas estruturas de


orientação educativa de Muito Bom
Como avalia o estado de actualização dos seus conhecimentos científicos e pedagógicos e a sua
11
capacidade de utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação?
.
Actualizo os meus conhecimentos científicos e pedagógicos através da formação
científica/didáctica e pedagógica no Centro de Formação de Águeda; Centro de
Formação APECV (Associação de professores de educação e comunicação visual) da
qual sou sócia; Centro de Formação APEVT; participação em workshops propostos
pelos serviços educativos de Serralves e C. C.Belém; bibliografia especializada;
revistas periódica ( Noesis, boletim dos professores, Imaginar); fóruns de discussão e
partilha de conhecimentos e experiências; sites de interesse; palestras e colóquios
dos quais destaco os seguintes, realizados no período 2007-2009:

- O lugar do desenho do Ensino" Centro de Congressos, APECV, Aveiro - 2007


- " A Arte de Ver", Fundação de Serralves - Maio2007
- "A Liberdae na Expressão Artistica"- Faculdade de Belas Artes de Lisboa, APECV,, -
Abril2008
- "Educar para os estilos de vida saudável"- biblioteca de Cantanhede - Maio 2008
.- Quadros Interactivos – EB2,3 de Cantanhede Cantanhede - Julho 2008
- Workshop“ Construção de Marionetes”, (32horas) no âmbito do CINANIMA, 2008 -
Teatro de Marionetas Mandrágora – Espinho – Novembro – 2009
- Criar uma Fotonovela - Centro Cultural de Belém- Lisboa - 2009
-“ Palestra – Teatro e Educação”- CETA, Aveiro - Maio, 2009
- “Conceitos chaves de Educação e Cultura Visual”- Faculdade de Psicologia da Univ.
do Porto – Maio - 2009
- “Sensibilização sobre o “dec.-lei nº 3/2008 de 7 de Janeiro”- Fermentelos, Julho 2009
- “A leitura” por José Fenha - Águeda
- “ADD – a classificação na avaliação de desempenho” – C.Formação Águeda – Julho,
2009

Realizei, ainda, as seguintes acções de formação contínua , não constantes


no parâmetro 12

- “Fotoshop / Flash – Tratamento de imagem e animação” – 25h. 1,0 crédito -


classificação de Excelente - 9,0 valores
-“ Avaliação Docente e Supervisão Padagógica” – 22,5h. 0,9 créditos - classificação
de Muito Bom – 8,5 valores
- “As mudanças organizacionais da escola e o modelo de avaliação de desempenho
docente - 15 h.- 0,6 créditos - classificação de Muito Bom – 8 valores

Evidências: Processo individual e portefólio


http://www.escolacriativa.mideplacido.com/doc/index.htm

- Gosto das TIC e utilizo-as regularmente.

• Avalio o estado da minha actualização científica e pedagógica de muito bom

e capacidade de utilização das TIC de Muito Bom

Refira as acções de formação contínua realizadas e a classificação nelas obtida e avalie o contributo
12
de cada uma delas para o seu desempenho profissional.

No ciclo avaliativo 2007-2008 / 2008-2009 realizei as seguintes acções de formação


contínua:

- "A utilização das TIC nos processos de ensino/aprendizagem" - 50 horas - 2


créditos - classificação de Excelente – 10 valores

O contributo das acções de formação contínua e outras são, para mim, um forte
estímulo e de muita importância para a valorização do meu desempenho profissional.

13 Identifique sumariamente as suas necessidades de formação e de desenvolvimento profissional.

Identifico como necessidades de formação e de desenvolvimento profissional os


seguintes temas:
- Melhor forma de dinamizar, articular e estimular do trabalho de equipa.
- Melhor forma de rentabilizar o trabalho de pesquisa e tratamento de informação,
dentro e fora da sala de aula.
- Gestão de conflitos.
- Ferramentas informáticas – aprofundamento do tratamento de imagem com e sem
animação
- Ferramentas informáticas – Excel e Quadros interactivos.

14 Como avalia a relação que estabeleceu com a comunidade e o cumprimento dos seus objectivos
individuais definidos neste âmbito?
- Participei nas festas da escola;
- Incentivei, planifiquei, organizei actividades com os alunos das turmas 6ºB e 6ºC,
articuladas com a instituição AFA e escola do 1º ciclo e pré escolar de Paradela, em
AP;
- Estabeleci contacto com a Sociedade columbófila fermentelense, na sequência das
actividades ambientais da Festa do ambiente;
- Incentivei, participei e organizei actividades ambientais articuladas com a agenda
21- sustentabilidade local, com o objectivo de estimular a comunidade local para a
política RRR;
- Interagi com a comunidade numa atitude pautada pela cordialidade e respeito.

• Avalio a relação com a comunidade e o cumprimento dos meus objectivos


individuais neste âmbito de Muito Bom

1 Este espaço destina-se a permitir aos coordenadores de departamento curricular e aos


5 professores titulares com funções de avaliação fazer a auto-avaliação do exercício das funções
de coordenação e/ou avaliação. Permite ainda a todos os docentes adicionar elementos
complementares que considere relevantes para a sua auto-avaliação

O meu desempenho como coordenadora do Departamento de Expressões

No domínio interpessoal e atitudes:

- Procurei manter, sempre, um espírito de abertura, flexibilidade, disponibilidade e


autenticidade;
- Procurei fomentar a comunicação interpessoal e potenciar a transversalidade
curricular;
-Procurei encorajar, dar opinião, negociar, ser receptiva à mudança, ajudar a
encontrar soluções;
-Procurei , como é meu hábito, criar um ambiente de trabalho, de cooperação e
camaradagem entre todos os elementos do Departamento, de forma a que todas as
tarefas fossem desenvolvidas e concluídas com o devido rigor e sucesso;
-Procurei sempre ter uma atitude de flexibilidade, no que diz respeito à
calendarização das reuniões, tendo em conta outros compromissos pessoais dos
colegas, de forma a contribuir para o seu bem - estar pessoal e profissional;
-Procurei, sempre, ter uma atitude disponível para com os colegas contratados de
forma a facilitar e ajudar a sua integração interpessoal e profissional.

No domínio técnico:

- Participei nas reuniões de Conselho Pedagógico para as quais fui convocada, nunca
me escusando a realizar as tarefas que me foram atribuídas;
- Procurei ser a ligação entre o Conselho Pedagógico e os professores dos grupos
disciplinares do Departamento de Expressões, tanto na transmissão de
informações como nas decisões pedagógicas a tomar;
- Organizei o dossier de Departamento em formato digital, no server de expressões;
- Construir grelhas Excel de registo das metas de sucesso proposta e atingidas de
todas as disciplinas do departamento;
- Convoquei e preparei as reuniões de Departamento;
- Reuni o grupo disciplinar, quando foi necessário, para trabalho de planificação e
produção de materiais;
- Planifiquei introduzi e avaliei actividades PAA na aplicação GATO;
- Contribuí para o jornal on-line da escola;
- .Convoquei reuniões de articulação AEC, no início do ano, e estive presente na
reunião geral;
- Actualizei a minha lista de contactos e endereços electrónicos dos professores com
o objectivo de articularmos trabalho de forma mais directa.

Como balanço final, considero ter cumprido as funções inerentes ao cargo, no âmbito
das competências de Coordenação do Departamento de Expressões.
O meu desempenho no que concerne ao exercício da actividade da
avaliação dos docentes:

- Procedi à avaliação de desempenho de três docentes;


- Procedi à observação de duas aulas por docente;
- Agendei as aulas a observar, por comum acordo, e dei conhecimento do calendário
à Presidente do Conselho Executivo;
- Fiz uso dos instrumentos de registo de informação relevante para a avaliação de
desempenho;
- Tentei respeitar a individualidade e subjectividade de cada professor no processo
de observação/avaliação de aulas e outras evidências;
- Participei em todas as acções de formação destinadas a avaliadores, promovidas
pelo centro deformação na expectativa de adquirir e aperfeiçoar conhecimentos e
competências para o meu desempenho como avaliadora;
- Procurei informação através de literatura especializada e sites de interesse, na
tentativa de melhor interpretar o conceito subjacente ao modelo de avaliação;
- Organizei 3 dossiers individuais ADD.

- Não avaliei os parâmetros B4 e D2 (grelha do 2º ciclo) e C2 e C3 (grelha da Ed


Especial), por considera-los altamente subjectivos e não ter encontrado dados
relevantes.
- Não avaliei o portefólio , per si, mas os materiais pedagógicos produzidos, nele
contidos.

Nota reflexiva
Problemas encontrados:

- Conciliar a hora, destinada a avaliação, constante no horário, com a aula escolhida


pelo avaliado, (as aulas práticas de concretização de trabalhos, são, por vezes
rotineiras, motivo pelo qual o professor sente necessidade de escolher a aula)
- Os descritores não estabelecem diferença, tornando difícil o preenchimento da
grelha de registo de avaliação sobretudo nos parâmetros correspondentes ao bom ,
muito bom e excelente.
- Os parâmetros são numerosos, tornando o processo muito burocratizado e de
carácter muito subjectivo.

- Foi uma experiência nova, para qual senti falta de apoio, árdua e constrangedora,
tanto no domínio técnico, pelas razões atrás enunciadas, como no domínio
interpessoal, pela ausência de validação social, relativamente ao processo, da parte
do corpo docente em geral, factos estes fortemente potenciadores de situações de
rejeição e de mal entendidos .

Face aos fenómenos da globalização e à forte competitividade dos nossos


dias, o tempo é de mudança e cabe à escola dar o primeiro passo no olhar o
presente preparando o futuro. A ADD é, em meu entender, importante
como forma de estimular a melhoria e nesta perspectiva, proponho:
- Um modelo simples e objectivo, centrado nos Objectivos Individuais e Auto-
avaliação, cuja classificação seja estabelecida mediante apresentação de evidências
documentais de práticas pedagógicas e formação contínua.
- Acabar com a marcação prévia de aulas assistidas, porque têm tendência a
fornecer dados ensaiados.
- Substituir as aulas assistidas por outras evidencias, uma vez que todos os
professores já foram sujeitos à avaliação de aulas assistidas quando fizeram estágio.
- Substituir o actual professor titular avaliador, pela figura do Director de
agrupamento na função avaliativa do desempenho docente.

- Considero importante a utilização de um portefólio estruturado segundo um modelo


simplificado, cujos itens sejam determinados pela escola. Este portefólio não deve
ser avaliado, per si, mas ser um instrumento de suporte à prática pedagógica e
reflexiva.

Maria Plácido, Setembro 2009