Você está na página 1de 23

Padronização do Exame de Urina Rotina

 

Prof. Helton Resende

   
   
 

FUPAC - Uberlândia Biomedicina

   

Padronização no Laboratório Clínico

     
     

Objetivo específico:

 

Obter qualidade no exame realizado

 

Objetivos gerais:

 

Prevenir

 

Detectar

Identificar

Corrigir

 

HRS © 2011

   

Padronização no Laboratório Clínico

     
     

A aplicação destes objetivos tem por alvo estabelecer uma maneira padronizada de executar todas as etapas envolvidas na realização de um determinado exame.

Com a padronização dos processos da realização dos exames é possível assegurar a monitoração da qualidade nos resultados finais.

 

Garantia da Qualidade

 

HRS © 2011

 

Padronização Exame de Urina Rotina

Qualidade

Resultados confiáveis

Resultados comparáveis

Interpretação do resultado do exame

Acompanhamento do paciente

do resultado do exame  Acompanhamento do paciente Resultados válidos para influenciar decisões clínicas

Resultados válidos para influenciar decisões clínicas

CURA AGRAVAMENTO
CURA
AGRAVAMENTO
HRS © 2011 Padronização Exame de Urina Rotina Requi- Orienta- Coleta sição ção Entrega amostra
HRS © 2011
Padronização
Exame de Urina Rotina
Requi-
Orienta-
Coleta
sição
ção
Entrega
amostra
Reali-
Armaze-
Liberação
zação
namento
Resultados
Análises
 

HRS © 2011

   

Padronização Exame de Urina Rotina

   
   

Etapa Pré-Analítica 70% dos erros

Orientações ao cliente/paciente

Coleta da amostra

Tipo de amostra

Orientações de coleta

Frasco de coleta

Aceitabilidade da amostra

Estabilidade da amostra

Uso de preservantes

Armazenamento da amostra

 

HRS © 2011

     

Padronização Exame de Urina Rotina

 
   
   

Etapa Pré-Analítica Material para Coleta Padronizado

Etapa Pré-Analítica Material para Coleta Padronizado   HRS © 2011       Padronização Exame
Etapa Pré-Analítica Material para Coleta Padronizado   HRS © 2011       Padronização Exame
 

HRS © 2011

     

Padronização

Exame de Urina Rotina

   
   

Etapa Pré-Analítica

 

Critérios de Aceitabilidade da amostra

 

Volume insuficiente

– Volume insuficiente

Amostra inadequada

Contaminação visível

Preservação inadequada

Identificação incorreta

Frasco de coleta inadequado

 
 

HRS © 2011

     

Padronização Exame de Urina Rotina

   
   

Etapa Analítica

 

Materiais e Reagentes

 
Exame de Urina Rotina      Etapa Analítica   – Materiais e Reagentes  
Exame de Urina Rotina      Etapa Analítica   – Materiais e Reagentes  

HRS © 2011

Padronização Exame de Urina Rotina  Etapa Analítica – Equipamentos
Padronização
Exame de Urina Rotina
 Etapa Analítica
– Equipamentos

HRS © 2011

 Etapa Analítica – Equipamentos HRS © 2011  Padronização Exame de Urina Rotina Etapa Analítica

Padronização

Exame de Urina Rotina

HRS © 2011  Padronização Exame de Urina Rotina Etapa Analítica – Rotinas  POP –
HRS © 2011  Padronização Exame de Urina Rotina Etapa Analítica – Rotinas  POP –

Etapa Analítica

Rotinas

POP

Pessoal Técnico Capacitado

– Rotinas  POP – Pessoal Técnico Capacitado HRS © 2011 Padronização Exame de Urina Rotina
– Rotinas  POP – Pessoal Técnico Capacitado HRS © 2011 Padronização Exame de Urina Rotina

HRS © 2011

Padronização Exame de Urina Rotina  Etapa Analítica – Controle de Qualidade  Interno 
Padronização
Exame de Urina Rotina
 Etapa Analítica
– Controle de Qualidade
 Interno
 Externo

HRS © 2011

 Padronização Exame de Urina Rotina Material de Coleta e Preparo Padronizado HRS © 2011 

Padronização Exame de Urina Rotina

 Padronização Exame de Urina Rotina Material de Coleta e Preparo Padronizado HRS © 2011 

Material de Coleta e Preparo Padronizado

de Urina Rotina Material de Coleta e Preparo Padronizado HRS © 2011  Padronização Exame de
de Urina Rotina Material de Coleta e Preparo Padronizado HRS © 2011  Padronização Exame de

HRS © 2011

Material de Coleta e Preparo Padronizado HRS © 2011  Padronização Exame de Urina Rotina Material

Padronização

Exame de Urina Rotina

HRS © 2011  Padronização Exame de Urina Rotina Material de Coleta e Preparo Padronizado HRS

Material de Coleta e Preparo Padronizado

de Urina Rotina Material de Coleta e Preparo Padronizado HRS © 2011 • Padronização Exame de
de Urina Rotina Material de Coleta e Preparo Padronizado HRS © 2011 • Padronização Exame de

HRS © 2011

Material de Coleta e Preparo Padronizado HRS © 2011 • Padronização Exame de Urina Rotina Etapa

Padronização Exame de Urina Rotina

HRS © 2011 • Padronização Exame de Urina Rotina Etapa Intra-Analítica – Análise Física – Análise

Etapa Intra-Analítica

Análise Física

de Urina Rotina Etapa Intra-Analítica – Análise Física – Análise Química – Análise Microscópica –

Análise Química

– Análise Física – Análise Química – Análise Microscópica – Exames confirmatórios HRS

Análise Microscópica

– Análise Física – Análise Química – Análise Microscópica – Exames confirmatórios HRS © 2011 5

Exames confirmatórios

– Análise Física – Análise Química – Análise Microscópica – Exames confirmatórios HRS © 2011 5

HRS © 2011

Padronização Exame de Urina Rotina • Análise Física  Cor – Amarela (claro Amarela -
Padronização
Exame de Urina Rotina
• Análise Física
Cor – Amarela (claro
Amarela
-
escuro)
Vermelha
HRS © 2011
Padronização Exame de Urina Rotina
Análise Física
Aspecto:
Transparente
Opaca
Turva
HRS © 2011
Padronização do Exame de Urina
Rotina
Análise Física
Odor
“ sui generis ”

HRS © 2011

Padronização do Exame de Urina Rotina Análise Física  Densidade : 1,010 a 1,030
Padronização do Exame de Urina Rotina
Análise Física
 Densidade : 1,010 a 1,030

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

 

Análise Química

 
   
   

pH : 4,6 a 8,0 unidades de pH

       pH : 4,6 a 8,0 unidades de pH   HRS © 2011
       pH : 4,6 a 8,0 unidades de pH   HRS © 2011
       pH : 4,6 a 8,0 unidades de pH   HRS © 2011
 

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

 

Análise Química

 
   
   

Proteína Negativo: (até 150 mg/24 horas) Positivo: + a ++++

  Análise Química        Proteína Negativo: (até 150 mg/24 horas) Positivo: + a
  Análise Química        Proteína Negativo: (até 150 mg/24 horas) Positivo: + a

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

 

Análise Química

     
     

Glicose Negativo Normal Positivo: + a ++++

Glicose Negativo Normal Positivo: + a ++++

Erros inatos do metabolismo

Erros inatos do metabolismo
 

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

 

Análise Química

     
     

Cetonas Negativo Positivo: + a ++++

     Cetonas Negativo Positivo: + a ++++   HRS © 2011     Padronização
     Cetonas Negativo Positivo: + a ++++   HRS © 2011     Padronização
 

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

 

Análise Química

     
     

Bilirrubina Negativo Positivo: + a ++++

do Exame de Urina Rotina   Análise Química        Bilirrubina Negativo Positivo: +
do Exame de Urina Rotina   Análise Química        Bilirrubina Negativo Positivo: +
do Exame de Urina Rotina   Análise Química        Bilirrubina Negativo Positivo: +

HRS © 2011

  Padronização do Exame de Urina Rotina Análise Química Urobilinogênio : 0,1 a 1,0 mg/dL

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Química

Padronização do Exame de Urina Rotina Análise Química Urobilinogênio : 0,1 a 1,0 mg/dL Negativo Normal
Padronização do Exame de Urina Rotina Análise Química Urobilinogênio : 0,1 a 1,0 mg/dL Negativo Normal

Urobilinogênio : 0,1 a 1,0 mg/dL Negativo Normal Positivo: + a ++++

: 0,1 a 1,0 mg/dL Negativo Normal Positivo: + a ++++ Reagente de Ehrlich HRS ©

Reagente de Ehrlich

HRS © 2011

Positivo: + a ++++ Reagente de Ehrlich HRS © 2011  Padronização do Exame de Urina

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Química

Padronização do Exame de Urina Rotina Análise Química Sangue – Hemácias íntegras – Hemoglobina –
Padronização do Exame de Urina Rotina Análise Química Sangue – Hemácias íntegras – Hemoglobina –

Sangue

Hemácias íntegras

Hemoglobina

Mioglobina

– Hemácias íntegras – Hemoglobina – Mioglobina HRS © 2011  Padronização do Exame de Urina

HRS © 2011

íntegras – Hemoglobina – Mioglobina HRS © 2011  Padronização do Exame de Urina Rotina Análise

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Química

HRS © 2011  Padronização do Exame de Urina Rotina Análise Química Sangue Negativo Positivo: +
HRS © 2011  Padronização do Exame de Urina Rotina Análise Química Sangue Negativo Positivo: +

Sangue Negativo Positivo: + a +++

HRS © 2011  Padronização do Exame de Urina Rotina Análise Química Sangue Negativo Positivo: +
HRS © 2011  Padronização do Exame de Urina Rotina Análise Química Sangue Negativo Positivo: +

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

 

Análise Química

 
   
   

Nitrito

Negativo

Positivo

Positivo
       Nitrito Negativo Positivo   HRS © 2011     Padronização do Exame
 

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

 

Análise Química

 
   
   

Leucócito esterase Negativo Positivo: + a +++

 Leucócito esterase Negativo Positivo: + a +++
   Leucócito esterase Negativo Positivo: + a +++   HRS © 2011     Padronização
 

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

 

Análise Química

 
   
   

Ácido Ascórbico Negativo Positivo: + a +++

 
 
 

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Microscópica

 
   
   

Padronização da execução da análise

Amostra: jato médio da primeira urina da manhã

Volume urinário: 12 mL

 

Tempo de centrifugação: 5 minutos

 

Velocidade de centrifugação: 400g (1.500-1.800

rpm)

Volume de sedimento: 1,0 mL

 

Volume de sedimento observado: 0,02 mL

Lamínula : 22 22 mm

 

Ocular: 10- Objetivas : 10e 40

 

Número de campos observados: 10

 

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Microscópica

 
   
   

Material de Laboratório Padronizado

     Material de Laboratório Padronizado   HRS © 2011     Padronização do Exame
     Material de Laboratório Padronizado   HRS © 2011     Padronização do Exame
 

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Microscópica

 
   
   

Material de Laboratório Padronizado

do Exame de Urina Rotina Análise Microscópica        Material de Laboratório Padronizado
do Exame de Urina Rotina Análise Microscópica        Material de Laboratório Padronizado
do Exame de Urina Rotina Análise Microscópica        Material de Laboratório Padronizado
do Exame de Urina Rotina Análise Microscópica        Material de Laboratório Padronizado

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Microscópica

 
   
   

Hemácias: 0 a 3 hemácias por campo

Normocíticas

Hemácias: 0 a 3 hemácias por campo – Normocíticas   HRS © 2011     Padronização
Hemácias: 0 a 3 hemácias por campo – Normocíticas   HRS © 2011     Padronização
 

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Microscópica

 
   
   

Hemácias

Ausentes

Raras (menos de 1 por campo) Até 50 por campo (relatar o número por campo)

Numerosas Campos repletos Grumos de hemácias

 

HRS © 2011

Padronização do Exame de Urina Rotina Análise Microscópica  Hemácias Dismórficas
Padronização do Exame de Urina Rotina
Análise Microscópica
 Hemácias Dismórficas

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Microscópica

 
   
   

Hemácias Dismórficas

 Hemácias Dismórficas
       Hemácias Dismórficas   HRS © 2011     Padronização do Exame de
 

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Microscópica

 
   
   

Leucócitos: até 4 por campo

       Leucócitos: até 4 por campo   HRS © 2011     Padronização
       Leucócitos: até 4 por campo   HRS © 2011     Padronização
 

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Microscópica

 
   
   

Leucócitos

Ausentes

Raros (menos de 01 por campo) Até 50 por campo (relatar o número por campo)

 

Numerosos Campos repletos Grumos de leucócitos Número leucócitos/mL

 

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Microscópica

 
   
   

Células Epiteliais: algumas

       Células Epiteliais: algumas   HRS © 2011     Padronização do Exame
       Células Epiteliais: algumas   HRS © 2011     Padronização do Exame
 

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Microscópica

 
   
   

Células Epiteliais

 
       Células Epiteliais     HRS © 2011     Padronização do Exame
       Células Epiteliais     HRS © 2011     Padronização do Exame
 

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Microscópica

 
   
   

Células Epiteliais Ausentes Raras (até 3 por campo) Algumas (4 a 10 por campo) Numerosas (4 a 10 por campo)

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Microscópica

 
   
   

Formação

Microscópica        Formação   HRS © 2011     Padronização do Exame de
Microscópica        Formação   HRS © 2011     Padronização do Exame de
 

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Microscópica

 
   
   

Cilindro Hialino

 Cilindro Hialino
       Cilindro Hialino   HRS © 2011     Padronização do Exame de
 

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Microscópica

 
   
   

Cilindro Hemático

 
Padronização do Exame de Urina Rotina Análise Microscópica        Cilindro Hemático  
Padronização do Exame de Urina Rotina Análise Microscópica        Cilindro Hemático  

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Microscópica

 
   
   

Cilindro Leucocitário

 
       Cilindro Leucocitário     HRS © 2011     Padronização do Exame
       Cilindro Leucocitário     HRS © 2011     Padronização do Exame
 

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Microscópica

 
   
   

Cilindro Epitelial

 
       Cilindro Epitelial     HRS © 2011     Padronização do Exame
       Cilindro Epitelial     HRS © 2011     Padronização do Exame
 

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Microscópica

 
   
   

Cilindro Granuloso

 
Padronização do Exame de Urina Rotina Análise Microscópica        Cilindro Granuloso  
Padronização do Exame de Urina Rotina Análise Microscópica        Cilindro Granuloso  

HRS © 2011

Padronização do Exame de Urina Rotina Análise Microscópica  Cilindro Céreo
Padronização do Exame de Urina Rotina
Análise Microscópica
 Cilindro Céreo

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Microscópica

 
   
   

Cilindro Gorduroso

 
       Cilindro Gorduroso     HRS © 2011     Padronização do Exame
       Cilindro Gorduroso     HRS © 2011     Padronização do Exame
 

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Microscópica

 
   
   

Contagem dos cilindros: contar 10 campos em aumento de 100x, identificando cada tipo no aumento de 400x, e calcular a média por campo, no aumento de 100x

campos em aumento de 100x, identificando cada tipo no aumento de 400x, e calcular a média
campos em aumento de 100x, identificando cada tipo no aumento de 400x, e calcular a média
campos em aumento de 100x, identificando cada tipo no aumento de 400x, e calcular a média

HRS © 2011

 Padronização do Exame de Urina Rotina Análise Microscópica Cristais HRS © 2011 Padronização do Exame

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Microscópica

do Exame de Urina Rotina Análise Microscópica Cristais HRS © 2011 Padronização do Exame de Urina
do Exame de Urina Rotina Análise Microscópica Cristais HRS © 2011 Padronização do Exame de Urina

Cristais

do Exame de Urina Rotina Análise Microscópica Cristais HRS © 2011 Padronização do Exame de Urina
do Exame de Urina Rotina Análise Microscópica Cristais HRS © 2011 Padronização do Exame de Urina

HRS © 2011

Padronização do Exame de Urina Rotina Análise Microscópica  Cristais
Padronização do Exame de Urina Rotina
Análise Microscópica
 Cristais

HRS © 2011

Rotina Análise Microscópica  Cristais HRS © 2011  Padronização do Exame de Urina Rotina Análise

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Microscópica

 Cristais HRS © 2011  Padronização do Exame de Urina Rotina Análise Microscópica Cristais HRS
 Cristais HRS © 2011  Padronização do Exame de Urina Rotina Análise Microscópica Cristais HRS

Cristais

 Cristais HRS © 2011  Padronização do Exame de Urina Rotina Análise Microscópica Cristais HRS
 Cristais HRS © 2011  Padronização do Exame de Urina Rotina Análise Microscópica Cristais HRS

HRS © 2011

Análise Microscópica  Cristais de origem metabólicas
Análise Microscópica
 Cristais de origem metabólicas

Padronização do Exame de Urina Rotina

origem metabólicas Padronização do Exame de Urina Rotina HRS © 2011     Padronização do Exame

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Microscópica

 
   
   

Cristais de origem iatrogênica

       Cristais de origem iatrogênica   HRS © 2011     Padronização do
       Cristais de origem iatrogênica   HRS © 2011     Padronização do
 

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Microscópica

 
   
   

Cristais Ausentes Raros: (até 3 por campo) Alguns: (4 a 10 por campo) Numerosos: (acima de 10 por campo)

Cruzes: + a ++++

 

HRS © 2011

Padronização do Exame de Urina Rotina Análise Microscópica  Muco Ausente Escasso Moderado Aumentado
Padronização do Exame de Urina Rotina
Análise Microscópica
Muco
Ausente
Escasso
Moderado
Aumentado

HRS © 2011

Muco Ausente Escasso Moderado Aumentado HRS © 2011  Padronização do Exame de Urina Rotina Análise

Padronização do Exame de Urina Rotina

Análise Microscópica

do Exame de Urina Rotina Análise Microscópica Flora Bacteriana Ausente Escassa Moderada Aumentada HRS ©
do Exame de Urina Rotina Análise Microscópica Flora Bacteriana Ausente Escassa Moderada Aumentada HRS ©

Flora Bacteriana

Ausente

Escassa

Moderada

Aumentada

Flora Bacteriana Ausente Escassa Moderada Aumentada HRS © 2011 Análise Microscópica  Contaminantes e
Flora Bacteriana Ausente Escassa Moderada Aumentada HRS © 2011 Análise Microscópica  Contaminantes e

HRS © 2011

Análise Microscópica  Contaminantes e Artefatos
Análise Microscópica
 Contaminantes e Artefatos

Padronização do Exame de Urina Rotina

HRS © 2011 Análise Microscópica  Contaminantes e Artefatos Padronização do Exame de Urina Rotina HRS

HRS © 2011

   

Padronização Exame de Urina Rotina

 
   
   

Etapa pós-analítica : 20 a 30% dos erros

Interpretação das Análises

 

Diagnóstico Laboratorial

Avaliação dos Controles

Liberação dos Resultados

Emissão do Laudo

Entrega do Resultado

 

HRS © 2011

   

Padronização

Exame de Urina Rotina

   
   

Principais erros observados na urinálise:

- não utilizar amostra de urina recém emitida;

- utilização de frasco de coleta inadequado;

- falta de homogeneização da amostra de urina;

- falta de observação da temperatura da urina para pesquisa com tiras reagentes;

- falta de observação dos cuidados de manuseio e prazo de validade de reagentes;

 

HRS © 2011

   

Padronização Exame de Urina Rotina Principais erros observados na urinálise:

     
     
 

- utilização indevida das tiras reagentes (manuseio incorreto, desconhecimentos dos interferentes das reações);

- utilização de procedimentos inadequados de centrifugação (tempo, rotação).

- preparo incorreto do sedimento;

 

- despreparo do analista.

HRS © 2011

   

Padronização Exame de Urina Rotina

 
   
   

Padronização do Laudo

ABNT /CB 36 : Projeto de norma 36:002.02-

006

 

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Rotina de Urina

Referências Bibliográficas

 
   
   

1

ABNT/CB Comitê Brasileiro de Análises Clínicas e Diagnóstico in vitro. Texto-base do projeto de norma

36:002.02-006. Requisitos e recomendações para o exame de urina. Versão: 3.4.1.

 

2

Diagnóstica Bayer. Apostila Curso de Urinálise.

3

Dictionary. http://www.nlm.nih.gov/medlineplus

4

DION R. Le sédiment urinaire. http://www. sqbc. qc.ca/liens/index.htm

5

Disciplina de Bioquímica Clínica da Faculdade de Farmácia da UFMG. Apostila de Urinálise.

6

GRAFF SL. Analisis de Orina. Atlas Color. Editora Medica Panamericana, Buenos Aires, 1987. 222 p.

7

HABER MH, LINDNER LE. The surface ultrastructure of urinary casts. Amer . J . Clin. Pathol . v. 68, p. 547-

552, 1977.

8

HAYHOE FGJ & FLEMANS RJ. Um Atlas Colorido de Citologia Hematológica. 2 a . Edição. Livraria Editôra

Artes Médicas Ltda. p. 233. 1990.

9

HOERR NL & OSOL A. Dicionário Médico Ilustrado Blakiston. Organização Andrei Editôra S/A. São Paulo.

1.104 p. [196-].

10

LIMA AO e cols. Métodos de Laboratório Aplicados à Clínica. Guanabara Koogan. p. 393. 1969.

11

LINDNER LE, HABER MH. Hyaline casts in the urine: mechanism of formation and morphologic

transformations. Amer . J . Clin. Pathol . v. 80, p. 347-352, 1983.

 

12

LINDNER LE, VACCA D e HABER MH. Identification and composition of types of granular urinary casts.

Amer . J . Clin. Pathol . v. 80, p. 353-358, 1983.

 
 

HRS © 2011

   

Padronização do Exame de Rotina de Urina Referências Bibliográficas

     
     

13

Medical Encyclopedia. http://www.nlm.nih.gov/medlineplus

14

MENDES, MQ e LOPES, HJJ. Atualização em Bioquímica Clínica. Mai Editôra S.A., Belo Horizonte, 1 a Edição, 1973.

15

MORIMOTO M, YANAI H, CHIBA H e MATSUNO K. Importance of midstream clean-catch technique for urinalyse, reconfirmed by urinary flow citometry. Clin. Chim. Acta. v. 333, p. 101-102, 2003.

16

ORPHANET - Inserm SC 11. http:www.orpha.net

 

17

RAYMOND JR e YAGER WE. Abnormal urine color: a differential diagnosis. Sout. Med. J. v. 81. p. 837- 840, 1988.

18

SOLDIN SJ, RIFAI N, HICKS JMB. Biochemical basis of pediatric disease. AACC Press., Washington D.C., 2 a . Edição, 1995. 684 p.

19

RINGSRUD KM e LINNE JJ. Urinalyses and body fluids: a color text and atlas. Mosby Year Book Inc., Saint Louis, 1995. 336p.

20

STAPLETON, FB. Morphology of urinary red blood cells: a simple guide in localizing the site of hematuria, Pediat . Nephol . v. 34, p. 561-569, 1987.

21

STRASINGER, SK. Uroanálise e fluídos biológicos. Editorial Premier, São Paulo, 3 a Edição, 2000, 233p. TOMITA M, KITAMOTO Y, NAKAYAMA M e SATO T. A new morphological classification of urinary erythrocytes for differential diagnosis of glomerular hematuria, Clin. Nephrol . v. 37, p. 84-89, 1992.

HRS © 2011

OBRIGADA PELA ATENÇÃO. Prof. Helton Resende hr.biomedico@gmail.com
OBRIGADA PELA ATENÇÃO.
Prof. Helton Resende
hr.biomedico@gmail.com

HRS © 2011