Você está na página 1de 11

QUESTÕES DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO

Questão 01

Um dos princípios norteadores do Processo do Trabalho é o da celeridade, dada


a natureza salarial do crédito trabalhista. Entretanto, por força de Lei, algumas
causas especiais possuem preferência na tramitação. Das situações listadas a
seguir, assinale aquela que terá preferência em todas as fases processuais.

A) a que será executada contra a União, Estados ou Municípios.


B) a que será executada perante o juízo da falência.
C) A que será executada em face de empregador doméstico
D) A que será executada em face de empresa pública.

GABARITO B, conforme o Art. 768 CLT: “Terá preferência em todas as fases


processuais o dissidio cuja decisão tiver de ser executada perante o juízo da
falência”.

Questão 02

A Primeira Turma do Egrégio Tribunal Regional do Trabalho da 10a. Região


assentou no verbete de jurisprudência nº 15 que o juiz está autorizado a
“responsabilizar os sócios pelo pagamento da dívida, mesmo que este não tenha
participado do processo em sua fase de conhecimento, máxime quando não
apresentado, pela executada, bens passíveis de constrição e suficientes à
satisfação do crédito obreiro”. O que justifica ou autoriza esta conclusão é:

A) a Teoria da desconsideração da personalidade jurídica;


B) a Teoria da desconsideração do empregador;
C) o princípio do contraditório e da ampla defesa;
D) o princípio da flexibilização das relações de trabalho.

GABARITO A, conforme o art. 785-A.


Questão 03

Assinale a opção correta em relação ao direito processual.

A) Ainda que a competência em razão da matéria seja trabalhista, em se


tratando de “relação de emprego” em que se discutam danos morais
imputados ao empregador em prejuízo do empregado, as normas
processuais que devem ser aplicadas são exclusivamente as do direito
processual civil.
B) Em nenhuma hipótese deve-se aplicar norma do direito processual civil
em ações trabalhistas.
C) Mesmo que a competência em razão da matéria seja trabalhista, em se
tratando de mera “relação de trabalho” e não de “relação de emprego”, as
normas processuais que devem ser aplicadas são as do direito processual
civil.
D) Nos casos omissos, o direito processual comum será fonte subsidiária do
direito processual do trabalho, exceto naquilo em que for incompatível
com as normas deste.

GABARITO D, conforme o art.769 CLT.

Questão 04

De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho, o Direito Processual


Comum é fonte do Direito Processual do Trabalho. Neste caso, está sendo
aplicado especificamente o princípio

A) da informalidade.

B) da celeridade.

C) da simplicidade.

D) da subsidiariedade.

E) do protecionismo ao trabalhador.

GABARITO D.
Questão 05

Analise as seguintes proposições:

I. As decisões normativas são instituições próprias do processo trabalhista,


que não tem similar no processo comum, e as cláusulas inseridas em
convenção coletiva, estipulando normas processuais atinentes ao
procedimento a ser adotado para a solução dos conflitos dela resultantes,
constituem-se em fonte extra estatal de Direito Processual.

II. O primeiro princípio concreto do processo do trabalho é o protecionista, o


segundo, o da jurisdição normativa, que implica em uma delegação de
poderes ao Judiciário Trabalhista para, utilizando a via processual, criar ou
modificar norma jurídica.

III. O princípio da despersonalização do empregador permite a extensão dos


efeitos da coisa julgada a quem não foi parte no processo.

IV. A faculdade de conversão da reintegração do empregado estável em


indenização é fruto do princípio da ultra-petição ou extra-petição.

V. Os princípios da extra-petição, da iniciativa 'ex officio' da ação e o da


coletivização das ações individuais são abstratos.

Responda:

A) Todas as assertivas estão corretas.


B) Somente a assertiva Ill está errada.
C) A assertiva IV está errada.
D) A assertiva V está errada.
E) Nenhuma das anteriores.

GABARITO, letra a, visto que, o item I reflete a adoção, no processo do


trabalho, de característica peculiar e inexistente no processo comum, que é
o exercício do Poder Normativo (artigo 114 e parágrafos da CRFB), pelo qual
o Judiciário Trabalhista pronuncia uma decisão com "corpo de sentença, mas
alma de lei". Já as cláusulas de CCTs, de fato, são fontes formais autônomas,
elaboradas entre as partes sem a participação do Estado (legislador ou juiz),
ou seja, não são heterônomas e extraestatais. O item II é reflexo da adoção,
pela banca examinadora, da doutrina do mestre Manoel Antonio Teixeira
Filho, para quem o processo do trabalho teria basicamente dois grandes
princípios, quais sejam, correção de desigualdades através da proteção e
jurisdição normativa (exercício do Poder Normativo). O item III se trata de
alternativa controvertida, eis que no processo, como se sabe, a coisa julgada
alcança as partes envolvidas (artigo 472 do CPC/1973 e artigo 506 do
CPC/2015). O artigo 2o, parágrafo segundo da CLT com a Súmula 129 do
TST permitem estampar que a tese do empregador único (reflexo da
despersonalização do empregador), a partir do que, em eventual fase de
execução, é permitida a inclusão de novos réus a partir de reconhecimento
da existência de grupo econômico, ainda que as demais empresas que
passam a ingressar no processo não tenham participado da fase de
conhecimento. Esse é o entendimento do TST, tanto que cancelou a sua
Súmula 205. Em razão disso, parcela da doutrina passou a entender que a
coisa julgada pode ser aplicada a quem não foi parte no processo. O item IV
de fato reflete o princípio da extrapetição (ou ultrapetição, segundo doutrina
majoritária), tendo em vista a possibilidade do Magistrado deferir algum pleito
ainda que não solicitado pelo autor da demanda, a exemplo do pagamento
da indenização em detrimento de reintegração (vide artigo 496 da CLT),
sendo relativização aos artigos 128 e 460 do CPC/1973 (artigos 141 e 492
do CPC/2015). O item V reflete a adoção, pela banca examinadora, da
doutrina do mestre Wagner Giglio, pelo qual teríamos "princípios reais" ou
concretos (protecionista, simplificação, jurisdição normativa e
despersonalização do empregador) e "princípios ideais" ou abstratos (ultra
ou extrapetição, iniciativa de ofício e coletivização de ações individuais).

Questão 06

Assinale a alternativa incorreta:

A)Segundo a doutrina tradicional, a jurisprudência não é fonte do direito


processual do trabalho, por lhe faltar impessoalidade, abstração e
generalidade.

B) A analogia, a eqüidade, o direito comparado e os princípios gerais do


direito são fontes formais do direito processual do trabalho.

C) No que respeita à eficácia da lei processual no tempo, segundo a teoria


do isolamento dos atos processuais, o direito de recorrer deve ser exercido
de acordo com a lei vigente ao tempo da publicação da decisão de que a
parte pretende recorrer.

D) Se a lei, por hipótese, aumentar o prazo para interposição de embargos


declaratórios de cinco para dez dias, se o prazo da parte estava no quarto
dia quando a lei entrou em vigor, a parte terá mais seis dias de prazo.

E) Ao determinar a remessa dos autos que tramitam em Vara Cível para Vara
especializada, tendo esta última sido criada depois da válida formação da
relação processual, o magistrado não pratica ofensa ao princípio do juiz
natural.

Gabarito, letra a, a questão pede a assertiva incorreta, e a jurisprudência é


considerada uma fonte formal secundária do Direito Processual do Trabalho.

Questão 07

Analise as seguintes proposições, consoante entendimento majoritário da


doutrina. Aponte a alternativa correta:
I. O princípio “em dúvida pelo mísero” é aplicável tanto ao direito material,
quanto direito processual do trabalho.

II. A Súmula n° 74, do TST, quanto à confissão do reclamante, configura


exemplo de adoção de procedimentos e técnicas do processo civil.

III. O duplo grau de jurisdição é princípio que não comporta exceções.

IV. Exceções dilatórias são aquelas que obstam o curso normal do processo,
pois constituem incidentes que deverão ser resolvidos antes de qualquer
procedimento meritório.

V. Reconvenção é admitida no processo do trabalho, sendo irrelevante que


a matéria por ela trazida tenha liame de conexidade com o pedido principal.

Está correta a alternativa:

A) II e IV.
B) II e III.
C) I e IV.
D) III e V.
E) I e V.

Gabarito letra A. O princípio “in dubio pro misero” informa que, se uma
determinada regra permite duas ou mais interpretações, estará o interprete
vinculado à escolha daquela que se mostre mais favorável ao empregado. Em
que pese este principio seja mencionado por boa parte da doutrina, Maurício
Godinho considera este princípio controvertido quanto à sua existência e
conteúdo, um dos motivos seria porque não se pode admitir a aplicação deste
princípio no campo probatório. Em suas palavras: “havendo dúvida do juiz em
face do conjunto probatório existente e das presunções aplicáveis, ele deverá
decidir em desfavor da parte que tenha o ônus da prova naquele tópico duvidoso,
e não segundo a diretriz genérica do in dubio pro misero”. O princípio do duplo
grau de jurisdição gera a possibilidade das partes recorreram de decisões que
lhes forem desfavoráveis, interpondo os recursos previstos em lei. Apesar de
usual a utilização de recursos, o direito de interpô-los não é considerado uma
garantia constitucional, pois não há qualquer dispositivo na CF/88 prevendo tal
direito. Além disso, por não se tratar de garantia constitucional, pode ser
restringido, isto é, pode a lei impor situações das quais não caiba recurso,como
ocorre no procedimento sumário, também conhecido por dissídio de
alçada,previsto na Lei nº 5584/70.

A doutrina classifica as exceções em dilatórias e peremptórias. As exceções


dilatórias têm o objetivo de retardar o andamento do processo até que se resolva
questão importante para o seu prosseguimento sem extingui-lo; devem ser
resolvidas antes de qualquer procedimento que analise o mérito da reclamação.
Exemplos: exceção de incompetência, suspeição e impedimento.

Já as exceções peremptórias visam extinguir o processo, pôr termo a lide,


importam a absolvição total ou parcial do pedido e consistem na invocação de
fatos que impedem, modificam ou extinguem o efeito jurídico dos fatos
articulados pelo autor. Exemplos: coisa julgada, litispendência, perempção.

Questão 08

Sobre a possibilidade de integração do Código de Processo Civil (CPC) no


processo do trabalho, assinale a alternativa CORRETA:

A) O Tribunal Superior do Trabalho vem reconhecendo amplamente a


revogação da regra geral da subsidiariedade prevista no texto celetista
pelo disposto no art. 15 do CPC.
B) A aplicação subsidiária disposta no CPC significa integrá-lo ao processo
do trabalho quando for verificada a necessidade de complementar
instituto processual laboral em razão de disciplina insuficiente, como, por
exemplo, nas hipóteses celetistas de impedimento e suspeição,
incompletas em relação ao regramento do processo civil.
C) A aplicação supletiva disposta no CPC significa a necessidade de adotar
integralmente os seus institutos quando a CLT e leis processuais
trabalhistas extravagantes não disciplinarem determinado instituto
processual, como é caso, por exemplo, da tutela provisória do CPC.
D) O regramento legal celetista da técnica da subsidiariedade para a fase ou
processo de execução afirma que, nos casos omissos, deverá ser
empregada no processo do trabalho a lei que regulamenta a execução
judicial para cobrança da dívida ativa da Fazenda Pública (Lei n.
6.830/1980); esta, por sua vez, faz remissão expressa à aplicação
subsidiária do CPC.
E) Não respondida.

Gabarito letra D.

Questão 09

Sobre o processo do trabalho, leia as afirmações abaixo e, em seguida,


assinale a alternativa correta:

I) A conciliação e a mediação são métodos adversariais de solução de


conflitos.

II) O direito de ação contempla um complexo de direitos, tais como o de


apresentar argumentos e provas em favor de determinada pretensão, não se
resumindo ao direito de provocar a jurisdição.

III) As garantias processuais atribuem significado concreto ao direito material,


na medida em que favorecem o seu gozo efetivo, no caso da sua não
observância espontânea.

IV) Os costumes, enquanto fonte do direito, consistem no uso reiterado,


uniforme e prolongado de determinada regra de conduta, pela convicção
geral de consistir no respeito a esta regra uma obrigação.

A) Todas as afirmativas estão corretas.


B) Somente as afirmativas I, III e IV estão corretas.
C) Somente as afirmativas III e IV estão corretas.
D) Somente a afirmativa I esta correta.
E) Somente as afirmativas II, III e IV estão corretas.

Gabarito letra E. A mediação e conciliação são espécies do mesmo gênero


autocomposição.Assim, a conciliação e a mediação são métodos NÃO
adversariais de solução de conflito na qual ocorre intervenção de um terceiro. É
de se destacar que na conciliação, o grau de interferência do conciliador é maior,
enquanto na mediação à preservação da vontade das partes.

Questão 10

Analise as proposições abaixo e assinale a alternativa CORRETA:

I- Segundo jurisprudência sumulada do TST, o alcance do jus postulandi das


partes limita-se às Varas do Trabalho, não se estendendo à ação cautelar, à
ação rescisória e aos recursos de competência dos Tribunais Regionais e
Superior do Trabalho.

II- Consoante a sistemática da Consolidação das Leis do Trabalho, sendo


escrita, a reclamação deverá conter a designação do presidente da Vara, ou do
juiz de Direito, a quem for dirigida, a qualificação do reclamante e do reclamado,
uma breve exposição dos fatos de que resulte o dissídio, os fundamentos
jurídicos do pedido, o pedido, a data e a assinatura do reclamante ou de seu
representante.

III- A chamada súmula vinculante, introduzida pela EC n. 45/2004, é considerada


fonte formal direta do Direito Processual do Trabalho.

IV- O tratamento legal diferenciado, previsto no artigo 844 da CLT, segundo o


qual, a ausência dos litigantes à audiência trabalhista implica no arquivamento
dos autos para o autor e revelia e confissão ficta para o réu, constitui uma forma
de exteriorização do princípio de proteção ao trabalhador no âmbito do processo
laboral.

A) Somente as proposições I e II estão corretas.


B) Somente as proposições I e III estão corretos.
C) Somente as proposições II e III estão corretas.
D) As proposições I e IV estão corretas.
E) Somente as proposições III e IV estão corretas.

Gabarito letra E.

I - ERRADO - O Plenário do Tribunal Superior do Trabalho aprovou o texto


da Súmula 425. O novo texto estabelece que . De acordo com a regra, o jus
postulandi jus postulandi das partes, limita-se às Varas do Trabalho e aos
Tribunais Regionais do Trabalho, não alcançando a ação rescisória, a ação
cautelar, o mandado de segurança e os recursos de competência do TST".

ii - ERRADO -"Sendo escrita, a reclamação deverá conter a designação do


presidente da Vara, ou do juiz de Direito, a quem for dirigida, a qualificação
do reclamante e do reclamado, uma breve exposição dos fatos de que resulte
o dissídio, o pedido, a data e a assinatura do reclamante ou seu
representante" (inteligência do § 1º, art. 840 da CLT).

III - CORRETO - Como a inclusão do artigo 103-A na Constituição Federal,


vários autores passaram a admitir a súmula vinculante como fonte formal e
direta do direito processual do trabalho.

Neste caso, a justificativa teria como base seu efeito vinculante.

Ou seja, a súmula vinculante tem sido considerada por vários autores como
fonte formal direta do direito processual do trabalho, justamente pelo fato de
seus julgados serem de seguimento obrigatório para os órgãos do Poder
Judiciário e a administração pública em geral.

IV - CORRETO - a ausência dos litigantes à audiência trabalhista implica o


arquivamento dos autos para o autor (geralmente empregado) e a revelia e
confissão ficta para o réu (geralmente empregador). Esse tratamento legal
diferenciado constitui a exteriorização do princípio de proteção do trabalhador
no âmbito do processo laboral. É o que deflui do art. 844 da CLT, segundo o
qual o `não comparecimento do reclamante à audiência importa o
arquivamento da reclamação, e o não comparecimento do reclamado importa
a revelia, além de confissão, quanto à matéria de fato-.- (LEITE, Carlos
Henrique Bezerra. Curso de Direito Processual do Trabalho. 6ª Ed. São
Paulo; LTr, 2008, p. 85/86)

https://www.qconcursos.com/questoes-de-
concursos/questoes?page=2&q=fontes+do+direito+processual+do+trabalho

Questão 11

No tocante ao princípio da preclusão, o artigo 806 da Consolidação das Leis


do Trabalho veda à parte interessada suscitar conflitos de jurisdição quando
já houver oposto exceção de incompetência. Neste caso, no tocante ao
referido princípio operou-se a preclusão

A) temporal.
B) lógica.
C) ordinatória.
D) máxima.
E) restritiva indireta.

Gabarito letra E