Você está na página 1de 1

Variação linguística Vocabulário e expressões típicas de uma determinada faixa etária:

As variações linguísticas são as mudanças que a língua • Você é um chato de galocha!


apresenta dentro do seu próprio sistema. Ocorrem variações na língua • Ele é maior barbeiro.
porque a língua é usada por falantes inseridos numa sociedade • Vai catar coquinho.
complexa, formada por diferentes grupos sociais, com diferentes
hábitos linguísticos e diferentes graus de escolarização. Variações diastráticas

O uso faz a regra e os falantes usam a língua de modo a suprir suas As variações diastráticas, também chamadas de variações sociais,
necessidades comunicativas, adaptando-a conforme suas intenções e são variações que ocorrem de acordo com os hábitos e cultura de
necessidades. Assim, a língua portuguesa encontra-se em constante diferentes grupos sociais. Este tipo de variação ocorre porque diferentes
alteração, evolução e atualização, não sendo um sistema estático e grupos sociais possuem diferentes conhecimentos, modos de atuação
fechado. e sistemas de comunicação.

Tipos de variação linguística Exemplos de variações diastráticas

As variações linguísticas ocorrem principalmente nos âmbitos Gírias próprias de um grupo com interesse comum, como os
geográficos, temporais e sociais. skatistas:

Variações diatópicas • Prefiro freestyle.


• O gringo tem um carrinho irado.
As variações diatópicas, também chamadas de variações regionais ou • O silk do skate tá insano.
geográficas, são variações que ocorrem de acordo com o local onde
vivem os falantes, sofrendo sua influência. Este tipo de variação ocorre Jargões próprios de um grupo profissional, como os policiais e
porque diferentes regiões têm diferentes culturas, com diferentes militares:
hábitos, modos e tradições, estabelecendo assim diferentes estruturas
linguísticas. • Ele deu sopa na crista.
• Vamos na rota dele.
Exemplos de variações diatópicas • Não mexe com meu peixe.

Diferentes palavras para os mesmos conceitos: Variações diafásicas

• aipim, mandioca, macaxeira; As variações diafásicas, também chamadas de variações


• abóbora, jerimum, moranga; situacionais, são variações que ocorrem de acordo com o contexto ou
• sacolé, dindim, geladinho. situação em que decorre o processo comunicativo. Há momentos em
que é utilizado um registro formal e outros em que é utilizado um registro
informal.
Diferentes sotaques, dialetos e falares:
Exemplos de variações diafásicas
• dialeto caipira;
• dialeto gaúcho;
• dialeto baiano. Linguagem informal, considerada menos prestigiada e culta, usada
quando há familiaridade entre os interlocutores da comunicação ou em
situações descontraídas.
Reduções de palavras ou perdas de fonemas:
• Fala, garoto! Beleza?
• véio (velho); • Rola um cinema hoje?
• muié (mulher); • Cadê Pedro? Cê viu ele?
• cantá (cantar);
• enxovar (enxoval).
Linguagem formal, considerada mais prestigiada e culta, usada
Variações diacrônicas quando não há familiaridade entre os interlocutores da comunicação ou
em situações que requerem uma maior seriedade.
As variações diacrônicas, também chamadas de variações históricas,
são variações que ocorrem de acordo com as diferentes épocas vividas • Bom dia! Tudo bom com você?
pelos falantes, sendo possível distinguir o português arcaico do • Querem ir ao cinema hoje?
português moderno, bem como diversas palavras que ficam em desuso. • Onde está Pedro? Você viu-o?

Variação linguística e preconceito linguístico


Exemplos de variações diacrônicas
O preconceito linguístico surge porque nem todas as variações
Palavras que caíram em desuso: linguísticas usufruem do mesmo prestígio. Algumas são consideradas
superiores, mais corretas e cultas e outras são consideradas menos
• vossemecê; cultas ou mesmo incorretas.
• botica;
• comprir. Preconceito linguístico ocorre sempre que uma determinada variedade
é referida com um tom pejorativo e depreciativo, estando associada a
Grafias que caíram em desuso: situações de deboche ou até de violência, o que contribui para a
exclusão social de diversos indivíduos e grupos.
• flôr;
• pharmácia; É urgente compreender e aceitar que todas as variedades linguísticas
• seqüencia. são fatores de enriquecimento e cultura, não devendo ser encaradas
como erros ou desvios.