Você está na página 1de 7

TERMO DE SOLICITAÇÃO DE APROVAÇÃO DE TEMA E ORIENTAÇÃO DO

ARTIGO CIENTÍFICO

ALUNO: Juliana Corso Britto


CURSO: Teoria Cognitivo Comportamental
LOCAL DO CURSO: Caxias do Sul
TELEFONE PARA CONTATO: (54) 99103-23-30
E-MAIL: kjucorso@terra.com.br

PRÉ-PROJETO DE PESQUISA

TÍTULO

A eficácia da Teoria Cognitivo Comportamental para a Síndrome de Burnout


para profissionais da área hospitalar.

TEMA

A Teoria Cognitivo Comportamental como a abordagem psicológica eficaz


para o acolhimento dos profissionais da área hospitalar que apresentam quadro de
Síndrome de Burnout.

PROBLEMA

Desejamos responder ao seguinte problema: qual a eficácia da teoria


cognitivo comportamental para o tratamento da síndrome de Burnout em
profissionais da área hospitalar?

CAPACITAR- AV. Nicolau Becker, 1008- 1º Andar- Guarani- CEP: 93510-060- Novo Hamburgo- RS- Fone: 51- 3527 7003 | 51
3527 6990 Site: www.capacitarnh.com.br
JUSTIFICATIVA

Com as mudanças advindas desde a globalização, intensificada pelos


avanços tecnológicos e pela competitividade, os profissionais da área hospitalar têm
sofrido com a incidência de doenças físicas e mentais, como: fadiga, exaustão e
estresse. Tal situação pode acarretar na falta de satisfação dos profissionais e,
consequentemente, em desempenhos negativos que chegam até a colocar em risco
a saúde dos pacientes. Assim, a síndrome de Burnout se caracteriza como um
conjunto de sintomas físicos, comportamentais e psíquicos que prejudicam a
atividade laboral do profissional o levando ao adoecimento.
Assim a Teoria Cognitivo Comportamental se mostra como um instrumento
importante para a compreensão da Síndrome de Burnout e, bem como, para o
acolhimento psicológico através da interpretação da situacionalidade, afinal,
pensamentos e emoções se apresentam antes das somatizações, como os
pensamentos conduzem os comportamentos, a Teoria Cognitivo Comportamental
possibilita a correção através da autorreflexão e aprendizagem para dominar os
problemas e situações.
Assim, justifica-se esta pesquisa, pois o acolhimento psicológico através da
Teoria Cognitivo Comportamental possibilita a significativa redução do adoecimento
no campo laboral hospitalar e, mais especificamente, da Síndrome de Burnout, visto
que o indivíduo em seu percurso encontra uma melhor qualidade de vida,
aprendendo a coordenar seus pensamentos disfuncionais e suas emoções.

HIPÓTESES

1) O trabalho realizado por profissionais da área hospitalar, devido a sua


complexidade, está sujeito ao surgimento da Síndrome de Burnout, podendo como
consequência, provocar sérios riscos aos pacientes.
2) A Teoria Cognitivo Comportamental é um instrumento extremamente eficaz
para o acolhimento dos profissionais da área hospitalar com Síndrome de Burnout.

CAPACITAR- AV. Nicolau Becker, 1008- 1º Andar- Guarani- CEP: 93510-060- Novo Hamburgo- RS- Fone: 51- 3527 7003 | 51
3527 6990 Site: www.capacitarnh.com.br
OBJETIVOS

a) GERAL:

Analisar a eficácia da teoria cognitivo comportamental no acolhimento


psicológico de profissionais da área hospitalar com sintomas da Síndrome de
Burnout.

b) ESPECÍFICOS:

1) Conceituar a Síndrome de Burnout e caracterizar seus sintomas e


manifestações.
2) Conceituar a Teoria Cognitivo Comportamental e seu uso pela psicologia
hospitalar.
3) Analisar a eficácia da Teoria Cognitivo Comportamental como instrumento
de acolhimento psicológico de profissionais da área hospitalar com sintomas de
síndrome de Burnout.

REVISÃO DE LITERATURA

Segundo Codo (2000), o termo Burnout foi utilizado em 1974 pelo psicanalista
alemão Herbert J. Fredenberger ao perceber esgotamento emocional e degradação
de humor relacionado a apatia e exaustão demonstrado por pessoas que
trabalhavam com ele.
Maslach (2010) define a Síndrome de Burnout como uma conduta de tensão
emocional crônica e inconsciente ocorrida por grandes esforços no trabalho,
demonstrando quadros de irritabilidade, desanimo, depressão, reações diversas
fisiológicas, acompanhado por baixa produtividade no trabalho. O autor ainda
enfatiza que as pessoas com Burnout tem, em sua maioria, relação com a
depressão, baixa autoestima.
Por sua vez, Pereira (2014) mostra os sintomas de Burnout se dividem em
quatro campos: psíquico, físico, comportamentais e defensivos. A síndrome de
Burnout se caracteriza, então, como uma situação bastante complexa, no qual há

CAPACITAR- AV. Nicolau Becker, 1008- 1º Andar- Guarani- CEP: 93510-060- Novo Hamburgo- RS- Fone: 51- 3527 7003 | 51
3527 6990 Site: www.capacitarnh.com.br
uma influência direta no adoecimento biopsicossocial, provocando prejuízos para os
trabalhadores e também, para as organizações.
Em perspectiva dos profissionais da saúde, Souza et al (2010) nos mostra
que a equipe multidisciplinar, constituída por médicos, enfermeiros, psicólogos,
fisioterapeutas, nutricionistas, entre outros, desenvolvem as atividades no ambiente
hospitalar. Tamoyo (2009) destaca que as características peculiares do trabalho
realizadas em hospitais ajudam ao surgimento e propagação da Síndrome de
Burnout: o excesso e trabalho, a falta de preparo diante das demandas emocionais e
dos pacientes e seus familiares, o confronto com o sofrimento e a morte e a falta
social no trabalho.
Murta e Tróccoli (2009) mostram que a Teoria Cognitivo Comportamental
(TCC) apresenta diversos estudos que buscam a compreensão das situações que
produzem doenças no âmbito ocupacional. Diante disto, Beck (2013) mostra que a
TCC possui instrumentos conceituais que oferecem respostas as situações relativas
aos pensamentos, emoções e comportamentos disfuncionais que não obtém
respostas em outras abordagens. Assim, a autora explica que a Teoria Cognitivo
Comportamental trata os indivíduos levando em consideração suas crenças, seus
modelos comportamentais e suas singularidades.
Knapp e Beck (2008) referem-se ao tratamento da Síndrome de Burnout, e
afirmam que a TCC usa uma abordagem colaborativa e psicoeducativa para que o
indivíduo possa monitorar e identificar pensamentos automáticos, bem como,
evidenciar as relações entre pensamento, emoções e comportamentos, ajustar os
pensamentos tendenciosos e modificar as crenças centrais.
Loureiro (2013) descreve técnicas para tratamento da Síndrome de Burnout,
entre eles: a “Reestruturação Cognitiva”, fundamentada na identificação e
substituição das cognições indevidas; o Treino Assertivo, que modifica a maneira
que a pessoa se percebe; e o Feedback corretivo, um instrumento de ajustamento
de comportamento para crescimento e resultados positivos.

METODOLOGIA

Para o desenvolvimento dos objetivos propostos realizaremos o processo em


dois passos:

CAPACITAR- AV. Nicolau Becker, 1008- 1º Andar- Guarani- CEP: 93510-060- Novo Hamburgo- RS- Fone: 51- 3527 7003 | 51
3527 6990 Site: www.capacitarnh.com.br
Consulta de fontes e Coleta de dados: será selecionado três tipos de fontes
relacionadas com as necessidades da pesquisa: a primeira fonte será o banco de
dados da CAPES, no qual extrairemos informações presentes em resumos de
pesquisas e dados de pesquisadores; a segunda fonte será as próprias pesquisas,
teses e dissertações, das quais procuraremos obter informações que possibilitem a
caracterização e análise dentro das abordagens epistemológicas necessárias; e, por
fim, utilizaremos estudos de caráter bibliográfico relacionadas a produção do
conhecimento nas pesquisas em psicologia hospitalar, com ênfase nas publicações
sobre Teoria Cognitivo Comportamental e Síndrome de Burnout.
Análise dos dados coletados: os dados coletados serão organizados em dois
eixos: 1) as concepções relacionadas a Psicologia em abordagem da Teoria
Cognitivo Comportamental e; 2) as concepções relacionadas a Síndrome de Burnout
em profissional da área hospitalar. A articulação destes eixos será executada por
meio de esquemas conceituais.

CRONOGRAMA:

DESCRIÇÃO DA Mês Mês Mês Mês Mês Mês


Mês 06
ETAPA 12 01 02 03 04 05
Realização da disciplina
de Metodologia de X
Pesquisa
Elaboração do Pré-
X
projeto de TCC
Orientação e produção
X X X
do texto
Formatação e redação
X X X
final do artigo
Entrega do TCC X

BIBLIOGRAFIA

CAPACITAR- AV. Nicolau Becker, 1008- 1º Andar- Guarani- CEP: 93510-060- Novo Hamburgo- RS- Fone: 51- 3527 7003 | 51
3527 6990 Site: www.capacitarnh.com.br
BECK, Judith. S. Terapia cognitivo-comportamental: teoria e prática. 2 ed. Porto
Alegre: Artmed Editora, 2013.

CODO, Wanderley. Educação: Carinho e trabalho: Burnout a síndrome da


desistência do educador que pode levar à falência da educação. Petrópolis: Vozes,
2000.

KNAPP, P.; BECK, A. T. Fundamentos, modelos conceituais, aplicações e pesquisa


da terapia cognitiva. Revista Brasileira de Psiquiatria, v. 30, suppl. 2, p. 54-64,
2008.

LOUREIRO, Cândida. Treino de competências sociais – uma estratégia em saúde


mental: técnicas e procedimentos para a intervenção. Revista Portuguesa de
Enfermagem de Saúde Mental, Porto, n. 9, jun. 2013. Disponível em:
<http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1647-
21602013000100007>. Acesso em: 11 dez. 2019.

MASLACH, Christina. Entendendo o Burnout. In: ROSSI, Ana M.; PERREWÉ,


Pamela L.; SAUTER, Steven L. Stress e qualidade de vida no trabalho:
perspectivas atuais da saúde ocupacional. São Paulo: Atlas, 2010.

PEREIRA, Ana M. T. B. Burnout: quando o trabalho ameaça o bem-estar do


trabalhador. 4 ed. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2014.

SOUZA, S. S.; COSTA, R.; SHIROMA, L. M. B.; MALISKA, I. C. A.; AMALDIGI, F. R.;
PIRES, D. E. P. de; RAMOS, F. R. Z. Reflexões de profissionais de saúde acerca do
seu processo de trabalho. Revista Eletrônica de Enfermagem, v. 12, n. 3, p. 449-
455, p. 2010.

TAMOYO, M. R. Burnout: implicações das fontes organizacionais de desajuste


indivíduo-trabalho em profissionais da enfermagem. Psicologia Reflexão e Crítica,
v. 22, n. 3, p. 474-482, p. 2009.

CAPACITAR- AV. Nicolau Becker, 1008- 1º Andar- Guarani- CEP: 93510-060- Novo Hamburgo- RS- Fone: 51- 3527 7003 | 51
3527 6990 Site: www.capacitarnh.com.br
Solicito por meio deste termo a aprovação do tema proposto para a elaboração do
trabalho de Conclusão de Curso exigido para fins de conclusão do Curso de Pós-
graduação Lato Sensu em NOME DO CURSO bem como solicito a Orientação do
(a) Professor (a) NOME DO PROFESSOR, e-mail: professor@email.com.br.

CAPACITAR- AV. Nicolau Becker, 1008- 1º Andar- Guarani- CEP: 93510-060- Novo Hamburgo- RS- Fone: 51- 3527 7003 | 51
3527 6990 Site: www.capacitarnh.com.br