Você está na página 1de 2

DICAS PARA JOGOS DE FANTASIA SOMBRIA, PARTE 2

“Bem e mal absolutos são conceitos eficazes quando expressos a partir de um


púlpito, mas tais noções não capturam a complexidade da existência mortal,
nem a tensão entre interesse pessoal e abnegação. Todos os mortais caem em
algum lugar entre o bem e o mal, com virtudes e vícios que expressam as
diferentes facetas de sua personalidade. Satisfazer desejos sombrios
repetidamente, agir por ganância, ambição ou ódio causam marcas que pesam
na alma” – Shadow of the Demon Lord.

No ano passado escrevi um artigo a respeito dos jogos de Fantasia Sombria,


citando alguns dos precursores desse estilo na literatura moderna e
apresentando algumas dicas de como dar essa pegada mais escura aos jogos
tradicionais. Mas desde que publiquei o artigo, fiquei sentindo falta de alguns
pontos que poderiam ser bem trabalhados no RPG. Demorou, mas aqui estão
novas dicas que podem ajudar na mesa!

Música ambiente

“Cada vez mais alto, cada vez mais selvagem, continuavam os gritos e
lamentos da desesperada viola. O músico estava suando estranhamente,
curvado como um macaco, sempre fitando freneticamente a janela coberta pela
cortina. Em suas melodias frenéticas eu quase podia enxergar sátiros e
bacanais sombrias, dançando e rodopiando insanamente por abismos
borbulhantes de nuvens e fumaça e relâmpago” – A Música de Erich Zann,
H.P. Lovecraft.

A muitos anos comecei a usar trilhas de fundo em minhas mesas de RPG. Foi
um processo meio lento até chegar ao atual modelo que considero o mais
tranquilo e eficiente para dar um clima a mais durante as partidas. Isso porque
pode ser bem complicado gerenciar a sessão de jogo com mais essa
ferramenta, mas tenham certeza que a história vai se tornar muito mais
envolvente com o auxílio de uma boa música, principalmente quando falamos
de jogos sombrios, seja Fantasia Sombria ou partidas de terror, investigação,
mistério.

Como falei, já tentei várias formas diferentes de manter um clima maneiro


usando a trilha certa durante o jogo, mas isso é uma das coisas que o mestre
tem de elaborar antes, durante a preparação da partida. Não adianta achar que
chegar na hora do jogo e colocar qualquer música vai ajudar. Não! É preciso
fazer uma seleção prévia e, aqui, temos dois pontos diferentes: o jeito fácil e o
modo mais complexo, mas mais imersivo.

A forma mais simples

O jeito mais complicado


Loucura e Corrupção (o Toque das Sombras)
Verdadeiros heróis se recusam a permitir que o toque das sombras o atinjam,
no entanto, mesmo bem intencionados alguns acabam abraçando o lado negro
dentro deles, usando-o para aumentar o seu poder físico ou mental.

Os personagens podem adquirir mácula por entrar em um lugar impregnado


com o mal, ao entrar em contato com um objeto horrivelmente mal, através dos
ataques de certos monstros, ou através da realização de atos malignos. O
toque das sombras se manifesta fisicamente, como uma corrupção, ou
abalando a sanidade mental.

Efeitos bizarros

Props e handouts