Você está na página 1de 11

O L Ú D I C O C O M O F E R R A M E N TA D E A P R E N D I Z A G E M N A E D U C A Ç Ã O I N FA N T I L

Tutora: VALQUÍRIA PEREIRA DOS SANTOS / PED4315


APRESENTAÇÃO

Acadêmicas:

 CAMILA KLAUMANN CAMARGO

 FERNANDA ALBUQUERQUE GIL

 GABRIELA LOUISE DA SILVA

 JANETE ALVES XAVIER DE SOUZA

Disciplina: SEMINÁRIO INTERDISCIPLINAR: VIVÊNCIAS EDUCATIVAS.

Tema: O LÚDICO COMO FERRAMENTA DE APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL


INTRODUÇÃO

» Diante de tantas formas de se trabalhar a educação destacamos neste trabalho o uso do


lúdico como uma das peças principais no processo de aprendizagem.

» A educação exige mudanças e o lúdico sem dúvida está inserido nesse contexto. Portanto é
preciso que a ludicidade seja entendida como educação e não apenas diversão.

» A ludicidade está envolta de todas as atividades e brincadeiras livres ou dirigidas, dos jogos
e dos brinquedos, do aprender e do conhecer o mundo, de maneira divertida.

» De modo que quando bem aplicada a ludicidade poderá contribuir para a melhoria do ensino
do educando fazendo com que ele seja capaz de relacionar fatos e ideias, construir sua
identidade e autonomia, ter o conhecimento de si e do mundo.
FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
 De acordo com Vygotsky (2001), a brincadeira é entendida como atividade social da criança,
enfatizando que ela apresenta três características: a imitação, a regra e a imaginação, presentes em
todos os tipos de brincadeiras, podendo ser de faz-de-conta, tradicional ou outra atividade lúdica.

 A importância da brincadeira para o desenvolvimento infantil está inserida na Base Nacional Comum
Curricular (BNCC, 2018), sendo o segundo direito de aprendizagem e desenvolvimento da criança,
sendo elas: 1 conviver, 2 brincar, 3 participar, 4 explorar, 5 expressar e 6 conhecer-se.

 O faz de conta é de fundamental importância na primeira infância, através dele as crianças


reelaboram criativamente situações vividas em seu cotidiano, surgindo assim novas interpretações
de realidade. O autor Arnais (2012, p. 35) ressalta esse entendimento quando diz:
“Quando a criança brinca com seus brinquedos, no jogo de faz-de-conta, ela explora, forma ideias sobre as coisas,
objetos, pessoas e sobre si. Ao observamos crianças brincando, podemos vê-las construindo torres com blocos
de armar, conversando com bonecas, fazendo o papel materno, alimentando, dando banho, dirigindo carros e se
vestindo como adultos.”
MATERIAIS E MÉTODOS

 O trabalho caracteriza-se por uma pesquisa descritiva, qualitativa, baseada na metodologia de pesquisa
bibliográfica.

 Em busca da construção do conhecimento exploramos todos os dados coletados de diferentes fontes


bibliográficas como: análise de conteúdos de produções científicas, artigos, resumos, vídeos, revistas,
matérias informais, reflexões de autores

 Também buscamos embasamento no Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil - RCNEI
(1998) e na Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

 Assistimos vídeos no canal do youtube sobre o tema abordado, da autora Tizuko Morchida Kishimoto e
no Canal Ênfase Educacional , sobre assuntos relacionados a jogos, brincadeiras e educação infantil.
RESULTADOS E DISCUSSÕES
O lúdico faz parte de uma prática construtivista

Sua prática se dá conforme a tese dos autores

o Vygotski - A aquisição dos conhecimentos da criança inicia por meio da interação


social/cultural e da mediação de um adulto no meio em que ela está inserida.

o Piaget O conhecimento se dá através da construção das estruturas mentais em que a


criança relaciona, compara, classifica, e deduz as informações.

o A Troca de vivências e saberes, de criança com criança e a criança com o professor


constrói o conhecimento.

o A socialização e integração : Inicia 1º no ambiente familiar e 2º no ambiente escolar

o O lúdico está relacionado ao“ BRINCAR” e o brincar está relacionado a:


*Brinquedos *Brincadeiras *Jogos
RESULTADOS E DISCUSSÕES
É imprescindível brincar e jogar no processo educacional, pois faz com que a criança seja capaz de:
 pensar
 Interpretar
 analisar
 ter autonomia
 Concentração
 visão crítica sobre diversas situações
 capacidade de enfrentar problemas e desafios
• No faz de conta as crianças reelaboram criativamente situações vividas em seu cotidiano, surgindo assim novas
interpretações de realidade.
• A criança é a agente do seu conhecimento e o constrói progressivamente, por meio da experimentação
• A educação não deve ficar esperando o desenvolvimento intelectual da criança e sim estimula-la.
• O professor deve ter uma fundamentação bem estruturada e ter bastante atenção para que possa compreender a
particularidade de cada criança
• As escolas devem ter a visão de proporcionar salas de aulas e ambientes adequados que favoreçam e
estimulem as crianças a aprender
CONCLUSÃO

O lúdico é parte integrante do mundo infantil da vida de todo o ser humano. Portanto
jogos, brinquedos e brincadeiras são elementos que fazem parte da infância das crianças
aonde a realidade e o faz de conta intercalam-se. Nesse contexto, o presente trabalho teve o
objetivo de trazer uma reflexão da importância e valorização do lúdico na educação, ao utilizá-
lo como ferramenta de aprendizagem na Educação Infantil, apontando seus benefícios em
relação a aprendizagem e desenvolvimento das crianças, reforçando o papel do professor
como mediador nesse processo, atribuindo a visão das escolas ao proporcionar ambientes
adequados para que os objetivos das atividades lúdicas propostas com as crianças sejam
alcançados , e por fim, salientar que a educação lúdica pode ser o melhor caminho de
interação entre os adultos e as crianças e entre as crianças entre si para gerar novas formas
de desenvolvimento e de reconstrução de conhecimento.
REFERÊNCIAS

 https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/direito/a-importancia-do-brincar-na-%20infancia/56099

 https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/esporte/teoria-de-piaget/%2045255

 http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/1681-8.pdf

 https://www.youtube.com/watch?v=09w8a-u-AUU&t=893s

 https://www.youtube.com/watch?v=zU24B2YTnQ8

 https://www.youtube.com/watch?v=U6HZ70rh2iM
“ "... A criança deve ter todas as possibilidades de entregar-se
aos jogos e às atividades recreativas, que devem ser
orientadas para os fins visados pela educação; a sociedade
e os poderes públicos devem esforçar-se por favorecer o
gozo deste direito".
(Declaração universal dos direitos da criança, 1959)