Você está na página 1de 2

Bom, então os primeiros passos pra gente realizar esse gerenciamento de rotina seria

arrumando a casa. Arrumar a casa, nada mais é que querer que todos operadores sejam os
melhores do mundo naquilo que fazem. E se, estamos precisando arrumar é pq as coisas não
andam bem naquele local, devemos escolher o pior deles, porque gerenciar é nada menos do
que resolver problemas.

Os problemas na verdade são resultados indesejados, e para isso é preciso estabelecermos um


item de controle, para cada item de controle deve-se ter um gráfico refletindo a situação atual
e a meta a ser atingida.

Quando a gente fala que o operacional e o gerencial refletem uma relação de espelho,
queremos dizer que, se o operacional não vai bem, o gerencial também não anda como
deveria.

E a melhor forma de resolver esses problemas é através da padronização, pois, se a


padronização fosse perfeita não deveriam existir anomalias. (talvez continua)

As pessoas que gerenciam/solucionam problemas são a base de toda empresa, e devem


exercer o cargo com muito cuidado, dedição e responsabilidade.

Sabemos que gerenciar é bater metas, porém para atingir o sucesso é preciso fazer mudanças,
e os seres humanos possuem aversão a mudança. Por isso, dois fatores são decisivos:
Liderança e treinamento

O líder deve conduzir as mudanças da seguinte forma:


Educação (conhecimento sobre o tema)
Treinamento (aplicar o conhecimento)
Persistencia
Feedback

A necessidade de cada área melhorar o gerenciamento da rotina é garantir que a empresa


mantenha-se viva na guerra comercial globalizada.

ANA PAULA

A base de todo gerenciamento é na padronização, ele indica o objetivo final (meta) e os


procedimentos para atingir.

Não existe gerenciamento sem padronização, e para realizar a padronização, deve-se utilizar
fluxogramas e estar sempre criticando-o.
“Esse processo é necessário? É possível simplificar, automatizar, centralizar, etc? Qual
economia de tempo/dinheiro vamos ter com isso?”

É preciso definir as tarefas prioritárias para padronização, ou seja, aquelas que um pequeno
erro afeta fortemente a qualidade do produto, ou que já ocorreram acidentes, ou ocorrem
problemas segundo os supervisores.
Exemplos de padronização são os procedimentos operacionais padrões, valido para todas as
áreas. A padronização não deve ser feita de forma aleatória, deve-se padronizar somente o
que é necessário para garantir o resultado final desejado.

Ter um POP não quer dizer estar padronizado, mas sim somente quando todos operadores
estiverem executando a tarefa da mesma maneira. O processo deve andar por sozinho e de
forma constante, se não algo está fora dos trilhos. A essência da padronização é o
treinamento.

ANA PAULA

Gerenciar é buscar meios para atingir metas, estabelecer contra-medidas, montar plano de
ação, executar e padronizar em caso de sucesso. Esse é o método do PDCA.

Um dado importante é sempre necessário ter um item de controle, somente o que é medido
esta sendo gerenciado, caso contrario está a deriva.

O gerenciamento é utilizado para manter e/ou melhorar os resultados atuais.

Dessa forma, existem itens de controle para manter e para melhorar

A melhor maneira de monitorar itens de controle são através de gráficos e histogramas, por
facilitarem o entendimento. Os histogramas mostram onde existem variações, e onde há
variações existem oportunidade de ganho.

Comece a monitorar 1 item de cada vez, para que possa ter a sensação de vitória a cada
conquista. E quando tentamos controlar vários ao mesmo tempo acabamos não dando
atenção desejada a todos.

Os itens de controle devem ser dispostos de tal forma que fiquem fácil acesso a todos da sua
equipe, ou seja, gestão a vista. Deve ser realizado para que seja possível interpretar sem muito
esforço, ou seja basta olhar para entender.