Você está na página 1de 8

7.

Como ocorre o mecanismo de controle da expressão gênica


denominado atenuação?
Em muitos operons repressíveis, a transcrição que se inicia no promotor pode
terminar prematuramente em uma região lider que precede o primeiro gene
estrutural. Esse fenômeno é chamado de ATENUAÇÃO; o término prematuro
da transcrição. Embora a atenuação seja vista em vários operons, o
mecanismo é melhor entendido naqueles operons repressíveis envolvidos na
biossíntese de aminoácidos. Nesses casos a atenuação é regulada pela
disbonibilidade de um RNAt aminoacilado cognato.

O operon triptofano (operon tryp)


A biossíntese de aminoácidos é um processo muito caro em termos
energéticos. Por isso, quando há, por exemplo, triptofano disponível no meio de
cultura, a Escherichia coli imediatamente cessa de produzir as enzimas
necessárias à biossíntese do aminoácido. O processo é alcançado pela
ativação de um repressor solúvel que, na ausência de triptofano, é inativo. A
ativação é feita, compreensivelmente, pelo próprio triptofano que assim,
estando presente, bloqueia sua própria síntese endógena. Quando a
concentração de triptofano diminui muito, o complexo repressor-triptofano se
desfaz e o operon é ativado. A figura mostra de forma esquemática que o
operon tem uma região que antecede os genes da via biossintética
propriamente ditos, trypE, trypD, trypC, trypB e trypA. Esta sequência é
conhecida como sequência líder e tem um papel fundamental no processo
chamado atenuação.
5) Defina fatores cis-atuantes e fatores trans- atuantes.

A regulação gênica ocorre pela interação especifica entre fatores trans-


atuantes e sequencias cis atuantes presentes no DNA.

Elemento trans-atuante: Se liga num sitio especifico de regulação do gene e


esse elemento é chamado de cis-atuante. É uma proteína regulatória que é
produzida, transcrita e traduzida e vai se ligar no sitio alvo.
REPRESSORES/FATORES DE TRANSCRIÇÃO

Elemento cis-atuante: O elemento cis atuante pode ser uma região


reguladora (uma região próxima a região promotora ou sobreposta) que é um
sitio de ligação de um repressor (uma proteína regulatória) que é um elemento
trans atuante. OPERADORES

4) Diferencia controle positivo de controle negativo da expressão em


sistemas procariotos.

Controle negativo: A ligação de repressores (proteína repressora que atua


negativamente no processo de expressão gênica de um determinado gene)
(trans-atuantes) em sequências especificas operadores (cis atuantes) inibe a
transcrição

Proteína que se liga a uma sequencia especifica na região regulatória de um


determinado gene é chamado REPRESSOR (trans atuante)

O termo operador é somente usado para controle negativo, e somente


repressores se ligam em operadores. O repressor compete pelo sitio de ligação
da região promotora que esta sobreposta a região operadora,

Repressor está sempre presente e é ativado ou reprimido por outras moléculas


Controle positivo: A ligação de fatores de transcrição (trans atuante) em
sequencias especificas (cis atuante) ativa a transcrição.

Qualquer região que pertence a essa região regulatória, uma porção dela vai
servir de sitio de ligação para os fatores de transcrição (trans-atuante)

Fatores de transcrição: Permitem ou facilitam a ligação da RNA polimerase


na região promotora para ativar a transcrição de um determinado gene
6. Comente sobre o mecanismo de controle transcricional
negativo por indução utilizando como modelo o Operon lac.

Operon lac de Escherichia coli

 Utilização de lactose como fonte de energia


 O repressor mantém o aperador lac na condição inativa ligando-se ao
operador, a adição do indutor libera o repressor, permitindo assim que a
DNA polimerase inicie a transcrição.
8. No contexto do controle da expressão gênica em eucariotos, defina reforçadores e
silenciadores.

Reforçadores (enhancers): Sítios cis-atuantes, alvos de ligação de reguladores positivos. Podem


estar localizados a distâncias variadas em relação ao promotor principal.
Silenciadores: Sítios cis-atuantes, alvo de ligação de reguladores negativos.

10. Como um ativador estimula a transcrição?

 Aumentando a taxa de ligação da RNA polimerase II ao promotor.


 Induzindo mudanças no aparato basal de transcrição, levando a uma maior
eficiência de trancrição.
12. Comente sobre modificações na cromatina e sua relação com o
controle da expressão gênica em eucariotos.

Mudanças na estrutura da cromatina afetam a expressão dos genes. Um


tipo de controle gênico nas células eucarióticas é feito pela modificação da
estrutura do gene no núcleo, as histonas associam-se para formar octâmeros,
ao redor dos quais o DNA helicoidal enrola-se para criar a cromatina. De um
modo geral, essa estrutura da cromatina reprime a expressão gênica. Para que
o gene seja transcrito, os fatores de transcrição, ativadores e RNA pol devem
se ligar ao DNA. Por isso a estrutura da cromatina muda antes da transcrição,
para que o DNA seja mais acessível à maquinaria de transcrição. Um tipo de
modificação de histona é a adição de grupos metila às caudas. Essas
modificações podem causar ativação ou repressão da transcrição, dependendo
dos aminoácidos da cauda da histona que são metilados. Outro tipo de
modificação é a acetilação, essas normalmente ativam a transcrição. Alguns
fatores de transcrição e outras proteinas regulatórias alteram a estrutura da
cromatina sem alterar a estrutura química das histonas, são os complexois de
remodelamento de cromatina. Elas se ligam diretamente a sítios particulares no
DNA e reposicionam os nucleossomos, permitindo que os fatores de
transcrição se liguem aos promotores e iniciem a transcrição.

2. Quais são os componentes dos ribossomos?

Ribossomos são estruturas pequenas, mas complexas, com cerca de 20 a 30


nm de diâmetro, consistindo de duas subunidades de tamanhos desiguais,
referentes à subunidades maior (60S) e menor (40S) as quais estão adaptadas
intimamente como visto na figura acima. Uma subunidade é composta por um
complexo formado por moléculas de RNA e proteínas; cada molécula contém
pelo menos uma subunidade de RNA ribossômico (rRNA) e uma grande
quantidade de proteínas ribossomais. As subunidades juntas contêm mais de
82 proteínas específicas reunidas em uma seqüência precisa. Os ribossomos
dos eucariotos contêm três moléculas de RNA, uma de 18S na subunidade
menor e 28S e 5S na maior. Quando o RNA 28S é aquecido ou desnaturado,
um pequeno componente ligado a ele de forma não covalente é liberado. Este
pequeno RNA é denominado RNA 5,8S e é transcrito no nucléolo juntamente
com os RNA 18S e 28S. O RNA 5S é sintetizado fora do nucléolo.