Você está na página 1de 29

Diarréia Aguda

Prof. Cíntia Presser da Silva

Universidade Luterana do Brasil


Curso de Medicina
Disciplina de Gastroenterologia
Diarréia Aguda
• Definição: do termo grego diarhein - fluir através de
Aumento da quantidade de líquido com conseqüente
aumento do peso (>200gramas/dia) das fezes e diminuição
de sua consistência. Passagem de 3 ou + fezes não
formadas por dia.
Diarréia Aguda: até 14 dias
Diarréia Crônica: acima de 4 semanas
Diarréia persistente: 2 a 4 semanas
Diarréia Aguda

M E C A N IS M O S F IS IO P A T O L Ó G IC O S

O S M Ó T IC O S E C R E T O R E X U D A T IV O M O TO R M IS T O
Diarréia Aguda
• DIARRÉIA OSMÓTICA: ingestão de soluto pobremente
absorvível que, permanecendo na luz intestinal, retira água
para equilibrar a pressão osmótica.

* 2 características próprias:- o quadro cessa se o


paciente para a ingesta
- a análise das fezes revela
um fluido fecal (após centrifugação) rico em soluto não-
absorvível e pobre em eletrólitos.
D. Osmótica - Causas
• Ingesta de HC mal • Ingesta de íons não
absorvíveis absorvidos
– lactulose – Magnésio em
– sorbitol antiácidos e
– manitol complementos
alimentares
– frutose
– Laxantes
– fibras
Diarréia Aguda
• DIARRÉIA SECRETORA: se deve ao aumento da
secreção de íons pelos enterócitos ou pela taxa reduzida de
absorção destes íons e água.
* Fluído fecal é rico em eletrólitos
* Diarréia persiste mesmo após 48-72 horas de jejum.
* Causas: infecções intestinais por agentes
enterotoxigênicos, laxantes [derivados antracênicos -
cáscara sagrada, sene(Tamarine); bisacodil(Humectol);
fenoftaleína(Agarol)]; hormônios tireoideanos; tumores
endócrinos.
Diarréia Aguda
• DIARRÉIA EXUDATIVA(inflamatória): alteração da
integridade da mucosa intestinal devido à inflamação e
ulceração resultando em eliminação de proteínas, muco e
sangue na luz intestinal. Principal mecanismo das
disenterias.
*Causas: infecções bacterianas e virais,
protozooses(Entamoeba histolytica, Giárdia), drogas
(clindamicina, ampicilina, cloranfenicol, cefalosporinas)
*Diagnóstico diferencial: DII, enterocolite isquêmica,
neoplasia de cólon e reto.
Diarréia Aguda

• Distúrbio motor: ocorre por alteração na velocidade do


trânsito intestinal
– Aumento ou diminuição do contato entre o conteúdo
luminal e a superfície da mucosa
– Em geral crônicas
Diarréia - Distúrbio Motor
• Aumento da motilidade do intestino delgado
– Hipertireoidismo
– S. carcinóide
– S. de Dumping pós-gastrectomia
• Diminuição da motilidade do delgado
– Diabetes
– Hipotireoidismo
– Esclerodermia
Diarréia Aguda
• Principais causas de diarréia aguda:
1. Infecciosa
2. Contaminação alimentar
3. Medicamentos e suplementos alimentares (intolerância
alimentar)
4. Álcool
5. Outros
Diarréia Aguda
1. INFECCIOSA:
- Bacterianas: agentes toxigênicos e invasivos.
- Virais: Rotavirus, Adenovirus, Norwalk vírus.
- Diarréia do viajante
Diarréia Aguda
• Diarréias bacterianas toxigênicas: principal
característica é a grande quantidade de perdas líquidas
decorrente da ação das enterotoxinas nas células epiteliais
do intestino delgado.
* Vibrio cholerae (cólera): bacilo gram negativo aeróbio. Os
principais veículos de transmissão são a água e alimentos
contaminados.
⇒Diarréia volumosa (15-20 l/d), desidratação, perda de
função renal, choque hipovolêmico.
Diarréia Aguda
*Escherichia coli: Cinco tipos patógenos :
- E. coli enteropatogênica
- E. coli enterotoxigênica (toxina)
- E. coli enteroinvasiva (rara)
- E. coli enterohemorrágica (toxina)
- E. coli enteroaderente
OBS: A infecção acomete principalmente crianças .
Principais meios de transmissão são alimentos a água
contaminadas.
Diarréia Aguda
• Bactérias invasivas: os patógenos invadem a mucosa
principalmente do íleo distal e cólon, com ulceração da
mucosa e reação inflamatória aguda na lâmina própria.

*Principais agentes: Shigella, Salmonella, Campylobacter


e Yersinia, E. coli enteroinvasiva.
Diarréia Aguda
• Diarréias virais: maior causa de gastroenterite (30-40%)
- Rotavírus: resolução do quadro em 5-7 dias. Reidratação
é o principal objetivo da terapia.
- Norwalk Vírus: responsável por até 40% das epidemias
de diarréia aguda não bacterianas nos Estados Unidos. O
quadro clínico dura de 24-48 horas.
- Adenovírus: 5-10% das diarréias em crianças. Quadro
clínico mais prolongado 8-10 dias.
Diarréia Aguda
• Diarréia do Viajante (países subdesenvolvidos, tropicais)
– Zonas de “alto risco”- América Latina, África e Ásia.
– Início abrupto.
– Fezes líquidas, podendo serem acompanhadas de
náuseas/vômitos ou febre/sangue.
– duração de 3-5 dias (eventualmente pode prolongar-se)
– Agentes mais comuns:
• Bactérias: E. coli enterotoxigênica e Shigella (80%)
• Vírus: Rotavirus e Norwalk
• Protozoário: Giárdia.
Diarréia Aguda
2. CONTAMINAÇÃO ALIMENTAR- Salmonella (33%),
Stafilococos aureus (25%), Clostridiun perfringens (17%).

3. MEDICAMENTOS E SUPLEMENTOS
ALIMENTARES: antibióticos, laxativos, colchicina,
digoxina, anti-ácido com magnésio.
Diarréia Aguda
4. ÁLCOOL: ocorre por aumento do trânsito intestinal,
redução da atividade das dissacaridases, redução da
secreção de bile.
Diarréia Aguda
5. OUTROS: .
- Diarréia em maratonistas:
Possíveis causas: excesso de fibras na dieta, excesso de
hidratos de carbono, aumento da motilidade colônica,
isquemia intestinal e liberação de neuropeptídeos ou
prostaglandinas.

- Colite Pseudo-membranosa: antibióticos + alteração da


motilidade intestinal = Clostridium difficile. TTO:
Metronidazol ou Vancomicina
Diarréia Aguda
• DIAGNÓSTICO: * Clínico
* Laboratorial:
EPF 3 amostras
Leucócitos fecais
Sangue oculto nas fezes
Coprocultura somente se: febre, quadro severo,
diarréia sanguinolenta, leucócitos fecais +, diarréia
persistente que não está sendo tratada empiricamente com
ATB.
* Exames de imagem: pouco valor diagnóstico.
Diarréia Aguda
Intestino delgado Intestino Grosso
Localização da dor mesogástrio hipogástrio

Volume das grande/poucas vezes pequeno/muitas vezes


fezes/frequência
Aspecto das fezes aquosa mucóide

Sangue nas fezes raro comum

Leucócitos nas raro comum


fezes
Proctoscopia normal úlceras na mucosa,
friabilidade
Diarréia Aguda
• TRATAMENTO:
1. Ressucitação Geral: reposição de líquidos e eletrólitos.
Terapia parenteral nos casos de desidratação severa,
vômitos, distensão abdominal, instabilidade clínica,
acidose metabólica. Evitar consumo de produtos com
lactose nos primeiros 2-3dias devido a deficiência de
lactase secundária à lesão dos enterócitos..
Diarréia Aguda
2. TERAPIA ANTIMICROBIANA EMPÍRICA:
Fluoroquinolonas: Ciprofloxacin 500mg 12/12h ou
Norfloxacin 400mg 12/12h 3d
Sulfametoxazol+Trimetoprim 160/800mg 12/12h 3d
Metronidazol se suspeita de giardíase.
Utilizar somente quando:
*D. do viajante
*Febre, leucócitos fecais+, sangue nas fezes
*Imunossuprimidos
Diarréia Aguda
3. Antidiarréicos

- Agentes anti-motilidade: loperamida, difenoxilato com


atropina e tintura de opium. OBS: Não utilizar se suspeita
de diarréia bacteriana! Aumentam o risco de invasão da
mucosa nas salmoneloses e prolongam o tempo de
permanência do patógeno(estado de portador).
- Adsorventes:solidificam as fezes. Psilium e kaolin com
pectina.
- Subsalicilato de Bismuto: propriedades anti-bacteriana e
anti-diarreica.
- Octreotide: aumenta a absorção de Na no delgado e inibe a
secreção de Cl no colon.
Diarréia Aguda
4. Terapia antimicrobiana específica:
* E. coli e shigella:SMX/TMP 12/12h 3d; Ciprofloxacin
500mg 12/12h ou Norfloxacin400mg 12/12h 3d a 5d
* Clostridium difficile: Metronidazol 500mg 8/8h10d ou
Vancomicina 125mg 6/6h 10d.
* Salmonella e Aeromonas: Ciprofloxacin ou norfloxacin.
* Campylobacter jejuni: Eritromicina 500mg 6/6h 7 d.